O que fazer diante do decreto ditatorial de Dilma?

74
314

caiado

Ronaldo Caiado foi incisivo na denúncia contra o Decreto 8243/2014, de Dilma Rousseff. Veja o que ele disse em seu perfil no Facebook:

É golpe do PT!!!

Vendo que vai perder no voto, o PT agora atua para criar um sistema paralelo de poder. Por meio de um nome “bonitinho”, Dilma e PT assinaram o Decreto 8243/2014, que cria a Política e o Sistema Nacionais de Participação Social.

O decreto diz criar conselhos compostos por “cidadãos, coletivos, movimentos sociais institucionalizados” nos órgãos do governo. Mas só tem um detalhe: o próprio governo vai indicar esses membros desses conselhos. E mais: É o aparelhamento ideológico por meio de movimentos sociais, filiados ao PT e sindicalistas ligados ao governo.

Isso é uma afronta à ordem constitucional do País. O PT esvazia o poder legislativo e transfere as decisões aos seus “companheiros”. Democracia se dá por meio dos seus representantes eleitos para o Congresso. Uma pessoa, um voto. Não existe cidadão mais importante que o outro. Agora o petista desses conselhos vai ter mais poder que um cidadão comum? Mais poder que alguém eleito democraticamente pelo povo?

PT quer criar cidadãos de 1ª classe (companheirada) e de 2ª classe (demais brasileiros). Não vamos permitir! O líder [do DEM na Câmara, deputado] Mendonça Filho [PE] e eu apresentamos um Projeto de Decreto Legislativo para derrubar esse decreto antidemocrático da presidente Dilma.

Não vamos deixar esse ataque à Constituição e à democracia prosperar. Estamos avaliando acionar o STF. Dilma e o PT querem transformar o Brasil numa Venezuela, onde Chávez criou grupos de poder paralelos, que jogaram o País naquela bagunça, onde as instituições não são respeitadas.

O PT/Dilma escancarou sua face ditatorial! Fiquem atentos! Aqui não é a Venezuela. Não vamos admitir uma ditadura.

O blog do Felipe Moura Brasil já deu a dica, lembrando que Ronaldo fez o que Aécio deveria fazer: denunciar o oponente em sua ações mais monstruosas contra a democracia.

Conforme também lembrando pelo blog de Felipe, devemos ler o artigo de Cristiane Jungblut e Mônica Garcia para o Globo:

BRASÍLIA E RIO – A oposição quer a suspensão do decreto da presidente Dilma Rousseff que obriga os órgãos do governo a promover consultas populares sobre grandes temas, antes de definir as políticas a serem adotadas. Ontem, o líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho (PE), apresentou projeto prevendo a revogação do decreto que cria a Política Nacional de Participação Social (PNPS). Ele ameaçou colocar seu partido em obstrução e não votar medidas provisórias, na próxima semana, caso Dilma não volte atrás, ou caso o Congresso não aprove sua proposta, que ele pretende que seja votada com urgência.

Mendonça Filho, que discutirá a questão na reunião dos líderes partidários da próxima semana, cita a Constituição para defender a revogação do decreto e afirma que é da competência do Congresso “sustar os atos normativos do Poder Executivo que exorbitem do poder regulamentar ou dos limites de delegação legislativa”.

— Esse decreto da presidente Dilma é uma aberração. É uma desfaçatez o PT e a presidente Dilma chegarem ao nível de passar por cima do Legislativo, caixa de discussão e ressonância da sociedade. Dilma quer criar um poder paralelo — criticou Mendonça Filho.

Para ele, os integrantes das novas estruturas serão escolhidos pelo governo, o que já vicia todo o processo.

— Serão os Conselhos dos Amigos do Poder. Quer criar um poder paralelo e ainda cria cidadãos de primeira e segunda classe. Para ser ouvido, o cidadão comum tem que estar associado a uma ONG ou a um sindicato — disse ele.

Mendonça Filho acredita que vai angariar apoio:

— O presidente da Câmara, Henrique Alves, tem sido um guardião das prerrogativas do Poder Legislativo e não vai aceitar isso — disse.

PT diz que ideia é ter diálogo

O PSDB já apoia a proposta do DEM. O líder do partido tucano, deputado Antonio Imbassahy (BA), já pediu à sua assessoria para analisar se o decreto não fere a Constituição.

— Querem estabelecer uma gestão bolivariana no Brasil. Propostas como essa são um movimento típico de quem perdeu o rumo, como este governo. O PT fez um trabalho para enfraquecer as instituições. Eles querem controlar os movimentos, mas vêm perdendo legitimidade — disse Imbassahy, alegando que há uma tentativa de enfraquecer o Legislativo como Casa de representação da sociedade.

O PT reagiu à iniciativa do DEM. O vice-líder do PT na Câmara, José Guimarães (CE), disse que é preciso manter o decreto presidencial.

— O que a presidente Dilma quer é institucionalizar o diálogo com a sociedade, que não pode ser feito apenas quando se vai votar um projeto de lei no Congresso. E o DEM não é afeito a esse tipo de coisa — alfinetou Guimarães.

Na prática, o decreto da presidente Dilma obriga órgãos da administração direta e indireta a criar estruturas de participação social, como o conselho de políticas públicas; a comissão de políticas públicas; a conferência nacional; a ouvidoria pública federal e a mesa de diálogo, além de fórum interconselhos; audiência pública; consulta pública; e ambiente virtual de participação social. Alguns desses mecanismos já são usados pelas agências reguladoras. Para a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), segundo informação da assessoria do órgão, o decreto não traz nenhuma novidade porque os artigos que tratam de audiência pública e consulta pública já são seguidos pela agência. A Aneel entende que qualquer mudança em função do decreto será apenas de nomenclatura. O mesmo argumento se repete em outras agências, como a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que também acredita que já cumpre boa parte das normas, e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que garante já abrir espaço para a sociedade.

Uma das críticas ao decreto é que ele pode aumentar a burocracia e levar à maior demora na tomada de decisões. Da base governista, o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ), disse ter certeza que, se o decreto causar problemas à agilidade do governo, a presidente Dilma vai rever a decisão.

— Vou analisar com cuidado, mas a presidente pode propor conselhos. Se a presidente achar que o modelo causou lentidão, acredito que ela mesmo acabará voltando atrás — disse Cunha.

Especialistas divergem

Entre os especialistas, há divergências. O professor de Administração Pública da UnB José Matias-Pereira disse que o decreto é uma “atitude arrogante e autoritária” do governo. Ele acredita que o PT promove um movimento de enfraquecimento das instituições, ao atacar o Poder Judiciário e o Ministério Público, por exemplo. E lembrou que pode haver um aparelhamento, já que o PT e outros partidos controlam as principais estruturas sociais, como sindicatos:

— A aplicação desse decreto seria um retrocesso para a democracia brasileira. E leva a uma sentença de morte ao Poder Legislativo como caixa de ressonância da sociedade.

O jurista Hélio Bicudo, ex-presidente da Comissão Interamericana de Direitos Humanos, com sede em Washington, tem opinião parecida:

—Esse decreto enfraquece a democracia. Esses conselhos populares não podem ter poder de decisão. Era necessário pensar em aumentar o poder do Executivo e tirar do Legislativo algumas questões e atribuições, mas não entregá-las a um conselho escolhido aleatoriamente. Esse decreto só enfraquece o Poder Legislativo e pode até engessar decisões importantes do governo e relevantes para a sociedade.

Já o professor Marco Antonio Teixeira, do Departamento de Gestão Pública (GEP) da Escola de Administração de Empresas da FGV-SP, defendeu as novas normas, alegando que o atual sistema de representação política está em crise.

—Acredito que essas normas são complementares, e não em substituição ao Legislativo. Não vejo oposição de uma coisa à outra — disse Teixeira.

O jurista Pedro Abramovay também não se opõe ao decreto.

— Esses conselhos ajudarão o povo a exercer sua democracia. Com eles, todas as vozes serão ouvidas. Esses mecanismos já existem e têm sido importantes para legitimar nossa democracia.

Jurista e professor emérito da Faculdade de Direito de São Paulo, Dalmo Dallari diz que Dilma teve uma boa iniciativa. — A nossa Constituição, em seu artigo 1º, fala exatamente sobre essa democracia participativa. É muito importante essa aproximação do povo com o poder: além de se manifestar e opinar, ele também poderá criticar e propor condições melhores para toda a sociedade — disse. (Colaborou Mônica Garcia)

No texto acima, vemos o líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho, apresentar opiniões tão contundentes quanto às de Caiado. Enquanto isso, do lado do PSDB, só vemos apaziguamentos vergonhosas. Na verdade, do lado dos tucanos, só estamos ouvindo o barulho do grilo até o momento.

Sendo assim, como devemos proceder? A meu ver as seguintes ações são importantes, mas não as únicas:

  1. Explicar para as pessoas o que são os sovietes e como eles são usados de forma suja por totalitários
  2. Pressionar o PSDB a tomar uma atitude de gente grande
  3. Questionar os políticos do PMDB para ver se eles estão de acordo com um decreto que vai dar poder ao PT (mas não aos aliados fisiológicos dele)

Em relação a todos os itens valeria a pena tentar tornar vital o ótimo comentário do  Templar Knight na página Canal da Direita: “Oi, eu sou o PT e quero dar um golpe, sabe o que eu faço?”:

1-Fundo o Foro de São Paulo e juntamente com meus camaradas das FARC, Cuba e Venezuela tramo os passos do socialismo do século XXI.

2-Elejo um símbolo populista como Lula e chego à presidência.

3- Aperfeiçôo um programa que já existia e dou-lhe o nome de Bolsa Família, para garantir votos vitalícios e a miséria que os sustentam.

4- Uma vez eleito afago o empresariado com o BNDES enquanto causo a ira das inofensivas esquerdas mais radicais, mas tentando jogar pelos dois lados como manda um Governo de Transição.

5- Aprovo o Estatuto do Desarmamento, que desarma apenas cidadãos honestos e enfraquece a população civil em geral.

6- Uso o Lula para eleger a Dilma e quando o empresariado já virou um bichinho dócil de estimação afago mais aquelas esquerdas radicais (fingindo para os investidores que eu não sou uma delas)

7- Financio suas arruaças, MST e escória gayzista, abortista, feminista e maconheiros.

8- Assim semeio a discórdia e o caos na população, fazendo-a crer que existe uma gravíssima opressão social nunca antes vista na mesma (num coletivismo imposto por uma minoria vitimista, ressentida e sem amor-próprio, onde bandido é vítima da sociedade, todos são oprimidos e ninguém é responsável direto pelos seus atos e por sua consciência), de modo que pareça que as minorias são maioria e o caos seja uma pseudo-justificativa para num breve futuro instaurar uma “Reforma Constituinte”.

9- Compro e aparelho institutos de pesquisas (IPEA, IBGE etc.) para este fim – caos e agitação social -, distorcendo os resultados das pesquisas (brasileiro é “machista-patriarcal-opressor-piramidal”, claro!).

10- Ainda seguindo os preceitos do meu ídolo Antonio Gramsci, vou doutrinando alunos de escolas de nível fundamental, médio e superior, familiarizando-os com o conceito de luta de classes e outras farsas marxistas e encorajando a militância de idiotas úteis.

11- Aparelho não só escolas, universidades (quem estuda Mises e Voegelin é ridicularizado e não ganha bolsa) e institutos de pesquisa, como aparelho o STF e todo o judiciário.

12- Continuo comprando a oposição com os mensalões da vida para me perpetuar no poder até o fim dos tempos, quer dizer, até o Apocalipse do qual sou eu mesmo o catalisador.

13- Crio o programa mais médicos e escolho médicos, adivinha, de Cuba, e se forem agentes cubanos infiltrados de jaleco ninguém se surpreenderá.

14- Aparelho não só escolas, universidades, institutos de pesquisa, STF e judiciário, mas a mídia em geral.

15- Percebo que na verdade a população conservadora, cristã ou simplesmente honesta é muito maior que eu imaginava, de modo que tento calar vozes como a de Rachel Sheherazade, cortando a verba do SBT.

16- Aprovo o Marco Civil como instrumento de censura mais eficiente.

17- Enfraqueço meu exército e todas as Forças Armadas, sucateando o material bélico nacional (mas continuo chamando o exército quando a coisa tá feia nas ruas).

18- Apoio a ideologia de gênero – PL 8035/2010 – como se fosse uma ciência (minha orientação sexual é fruto de coerção social, claro) e empurrando goela abaixo a ditadura gay a revelia da maioria, minando as bases familiares tradicionais e naturais, chamando quem não aceita calado de “homofóbico” e “fascista”.

19- Nesta minha saga contra a Família, aprovo outros absurdos como lei da Palmada – criando uma geração de mimados como na Suécia – e elimino o Dia das Mães (por enquanto só aqui em São Paulo), em claras tentativas de enfraquecer a Família como núcleo formador moral do ser humano, transferindo a formação do homem ao Estado (claro, o PT ensinará muito bem a não roubar, por exemplo).

20-Com o exército fraco e com população desarmada aprovo o projeto 276/02 de livre trânsito de Forças Armadas Estrangeiras no Brasil sem autorização do Congresso.

21- Ameaço de morte todos os que discordam de mim, Romeu Tuma Jr., Joaquim Barbosa etc.

22- Falo mal do agronegócio sendo que é ele que me sustenta e que uma vez gerido pelo MST, afunda, como já aconteceu, mas dou carinho a estes sem-terra que em 90% dos casos não querem é procurar emprego por lá.

23- Elimino a democracia pelo decreto 8.243, dando voz a “movimentos sociais” enquanto enfraqueço as verdadeiras instituições democráticas e o parlamento, composto de cidadãos eleitos pelo povo.

24- Envio dinheiro e realizo obras em Cuba, Venezuela e Nicarágua, unindo o corpo da minha revolução bolivariana.

25- Finalmente fomento um plebiscito popular pela “Reforma Constituinte” sob alegação de que os parlamentares não representam a população – claro que eu, PT, represento.

26- Assim como no desarmamento, o resultado do plebiscito não conta para a implementação do Golpe, que será exercido de qualquer jeito.

27- Assim como na Venezuela onde, elementar meu caro Watson, quem garantiu a lisura das urnas eletrônicas era sócio da empresa que fabricava as urnas na votação que elegeu o camarada Chavez, dou um jeito de sabotar as urnas eletrônicas também.

28- Viro uma Venezuela.

29- Tudo isso, claro, enquanto ando de Rolex e BMW e sou preso em prisão domiciliar, onde posso assistir meus filmes da galera opressora imperialista de Hollywood, comendo meu Big Mac opressor enquanto completo a coleção de quadros de Stálin, Fidel e Mao Tsé-Tung na parede, na ilusão de que a perfeição e felicidade plena é possível neste mundo e que mais justiça só se faz necessariamente com mais socialismo.

Claro que há um erro no item 29, pois os líderes da extrema-esquerda não “se iludem com as utopias socialistas”. Eles as utilizam para chegar e se perpetuar no poder, aproveitando-se dos benefícios do estado inchado.

Mas a mensagem importante é polarizar de vez a discussão, explicando que a principal luta é da liberdade contra a tirania, e demonstrar o quanto o PT está comprometido com a última. Todas as principais ações do PT tem por foco estabelecer um regime ditatorial no Brasil. E com esse regime ditatorial (amparado pelas propostas de censura à imprensa) a transformação do Brasil em uma grande Venezuela será inevitável.

Em relação ao decreto de Dilma, cabe especificar a funcionalidade dos sovietes, que são grupos da sociedade civil, chamados de “a sociedade civil”. O decreto se baseia em implementar definitivamente os sovietes.

Veja o que dois juristas governistas afirmaram, em fraudes claras:

  • Pedro Abramovay: “Esses conselhos ajudarão o povo a exercer sua democracia. Com eles, todas as vozes serão ouvidas. Esses mecanismos já existem e têm sido importantes para legitimar nossa democracia.”
  • Dalmo Dallari: “A nossa Constituição, em seu artigo 1º, fala exatamente sobre essa democracia participativa. É muito importante essa aproximação do povo com o poder: além de se manifestar e opinar, ele também poderá criticar e propor condições melhores para toda a sociedade”.

Como se nota, ambos deliberadamente usam o truque dos sovietes. Por isso é imperativo que cada vez mais pessoas conheçam como funciona este embuste.

Basicamente, o governo ditatorial busca alguma forma de legitimidade. Por isso, ele cria grupos indicados por ele, chamando-os de “a sociedade”. Por exemplo, um líder do MST, um representante da comunidade LGBT e donos de ONG’s que já recebem o dinheiro do estado. Como todos já estão mancomunados com o governo, o governo passa a dizer que “está ouvindo o povo”. Mas quem foi que disse que essas pessoas de seus “conselhos” representam o povo? O próprio governo. Este é o truque dos sovietes. Um governo que já usa um truque tão sujo e coloca seus intelectuais orgânicos (como Abramovay e Dallari) para propagar suas fraudes reconhece a implementação de uma ditadura.

Com esta polarização (liberdade X tirania) mais do que justificada, líderes do PSDB devem ser questionados por seu apaziguamento e os do PMDB por sua parceria. Mais do que tudo, devemos ser claros em expor que o PT investe todos seus esforços na implementação de uma ditadura.

Se não formos capazes de expor o senso de urgência de combatermos a ditadura, precisamos também nos prepararmos para assumir parte da responsabilidade pelo fim da democracia do Brasil, exatamente pela falta de assertividade e foco ao lutar por ela.

Anúncios

74 COMMENTS

  1. Achei interessantes as opiniões de Hélio Bicudo e do “jurista” Pedro Abramovay.

    O primeiro parece (talvez, apenas pareça) demonstrar uma certa vergonha, como se ninguém conseguisse mais sentir o cheiro do ranço esquerdista em seu discurso, como se sentíssemos pena dela só pela idade. O segundo, só se eu fosse uma abóbora azul para levar a sério. O cara manda num dos mais “populares” instrumentos de “particpação” social e fabricação de abaixo-assinados, achando que esquecemos de quando mandou sustar uma petição do Malafaia assim que passou em votos uma petição dos gayzistas sobre um tema similar.

    Ótimos especialistas estes, belos exemplos! 😀

  2. O PSDB vai se comportar igualzinho a eleição passada, fugirá da briga e dos temas importantes, e ,quem sabe, perguntará novamente pela tarifa de ônibus. Ora, vocês não sabem a dor e o sacrifício que é votar no PSDB. Só votarei porque não podemos permitir que o PT se perpetue no governo, mas depois, conseguindo colocá-lo, farei o mesmo, o substituirei por um mais à direita.

    • O estranho é que o discurso de “traição” é usado por alguns petistas contra a Dilma. Segundo eles, a proposta por censura à mídia devia ter vindo já em 2010. Então, o fato do PSDB ser “mole” pode ser por que a direita não os pressiona suficientemente para serem oposição.

  3. Sempre achei a cúpula do partido muito inteligente,e são primeiro um idiota corrupto para nos governar o que prova de imediato o controle de grande maioria da população através de longos anos de engenharia social,depois a eleição de uma histérica com dificuldades cognitivas implantaram as ultimas estacas nos idiotas do congresso,imbecis que tem poder de fato assustados com o que a opinião pública(mídia comprada possa falar),exemplos pp ptb e outros aliados e pior na oposição psdb com “néscio claras”,a nossa chance? uma luta que levara mais de 50 anos para trazer de volta alguma coisa boa em cultura,por isso a luta isto é apenas o começo,mas temos que começar para que outros tenham o que continuar.Senão…….

  4. Luciano, o “laboratório” de participação da sociedade acontece há décadas nos conselhos das escolas, tipo APM. O grupinho de pais que aprova coisas absurdas com as Verbas destinadas à escola, além de seus filhos serem indicados a bolsas e estágios tipo Gilberto Dimenstein, e não os alunos com as melhores notas e efetiva participação nos grêmios. O que vale para premiação e benefícios é puxar o saco da direção escolar participando daquelas “reuniões” como massa de manobra.
    Peço-lhe que conheça informações sobre a China no endereço http://www.epochtimes.com.br/categoria/china/
    Se sentir preguiça de ler, ouça essa ótima entrevista de mais de duas horas na RadioVox
    https://soundcloud.com/rvox_org/boletim-radiovox-o-epoch-time-03052014
    Lembre-se que os cargos importantes no governo são ocupados pelo pcdob., isto é, maoistas.
    O psdb é um mistério xuxulento, mas sabemos que eles são mais esquerdistas que os petistas e mais competentes para nos enganar.

    • Nausíaca,

      O que ocorre conosco é que nós, da direita, temos sido incompetentes na PRESSÃO aos partidos menos extremistas da esquerda, ou mesmo de centro (como o DEM).

      Para compensar essa incompetência nossa, transferimos a culpa ao PSDB por não ser “oposição suficiente”.

      Errado: nossa pressão é que foi insuficiente.

      Abs,

      LH

  5. Como é fácil esquecer que P.S.D.B. é socialista! Farinha do mesmo saco do P.T. Não há diferenças substantivas entre eles. Apenas adjetivas. Desse mato não saiu, sai ou sairá coelho. Não há partido de oposição no atual cenário político.

    • Marcos,

      Tanto o PSDB é socialista (da social-democracia), quanto o PT é acusado por tomar ações “de direita”.

      Na verdade, a política é PRAGMÁTICA.

      Se não entendermos isso, nem conseguiremos perceber por que eles conquistam poder tão fácil.

      Uma das principais razões: enquanto somos puristas eles são pragmáticos, e entendem que a conquista é passo a passo.

      Fazer um partido da social-democracia ganhar, vencendo um de extrema-esquerda como o PT, já seria um passo.

      O purismo, no entanto, inviabiliza qualquer ação passo a passo.

      Existe uma frase em consultorias de TI: “o ótimo é inimigo do bom”.

      Abs,

      LH

      • Tanto o PSDB… quanto o PT…

        Não está correta essa comparação. Quem diz que P.T. atua como direita diz o mesmo do P.S.D.B. E são os próprios esquerTRALHAS que o fazem.

        … eles conquistam poder tão fácil (sic).

        Eles conquistaram porque pensaram no médio e longo prazo. Investiram e demoraram mais de vinte anos para assumir o poder. E mais uma década ou duas para aparelhar o governo todo. Mas, acima de tudo, não têm pudores em mentir, manipular, chantagear, trapacear, destruir, matar para atingir seus objetivos.
        Eu não tenho disposição para “vencer” usando essas imundícies. Nem haveria mérito. Como não vejo na predominância atual dos socialistas. Mas acredito na vitória. Com a verdade, sinceridade, certeza. E a zueira, logicamente.

        O purismo…

        Não é purismo. É puritanismo. E não vejo problema nisso. Apenas solução. No tempo certo.

        “o ótimo é inimigo do bom”.

        Conversa de quem consulta, mas não faz. Coisa de médico, também. “Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço.”
        Quem faz sabe que o ótimo é melhor do que o bom. Quando é possível o ótimo, muito bem feito. E quando é possível apenas o bom, muito bem também.

        Os conservadores certamente vencerão. Afinal, a canalha revolucionária sabe apenas destruir. Se eles vencessem a guerra toda, nem sobraria mundo.
        Mãos à obra na guerra-cultural. Esse é o campo de batalha atual.

      • Não está correta essa comparação. Quem diz que P.T. atua como direita diz o mesmo do P.S.D.B. E são os próprios esquerTRALHAS que o fazem.

        E eles fazem pq dizem que o PT não está tão esquerdista quanto eles querem. Ainda assim, isso não os impede de lutar pelo poder.

        Eles conquistaram porque pensaram no médio e longo prazo. Investiram e demoraram mais de vinte anos para assumir o poder. E mais uma década ou duas para aparelhar o governo todo. Mas, acima de tudo, não têm pudores em mentir, manipular, chantagear, trapacear, destruir, matar para atingir seus objetivos.

        O problema é que enquanto eles faziam isso NÃO FORAM DENUNCIADOS suficientemente pela direita. Simples assim.

        Eu não tenho disposição para “vencer” usando essas imundícies.

        Mas tem disposição para denunciar essas imundícies em larga escala?

        Como não vejo na predominância atual dos socialistas. Mas acredito na vitória. Com a verdade, sinceridade, certeza. E a zueira, logicamente.

        Nisso concordamos. Mas sem pragmatismo a coisa vai complicar…

        Não é purismo. É puritanismo. E não vejo problema nisso. Apenas solução. No tempo certo.

        Não é o puritanismo que critico. É o purismo.

        No purismo, não fazemos concessões estratégicas de forma alguma. O resultado é a absoluta ausência de conquistas na direção de suas propostas.

        Conversa de quem consulta, mas não faz. Coisa de médico, também. “Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço.”

        É o oposto.

        A frase “ótimo é inimigo do bom” é sempre dita quando estamos diante de um consultor enrolador. Este geralmente não apresenta resultados pois apresenta argumentos para a sua proposta “pura” não ser implementada.

        A oposição a este tipo de purismo foi definida como “quick win”, ou seja, vitória rápida.

        Uma vitória rápida, por exemplo, em política, seria a eleição de um partido menos extremo em termos socialistas, e com menor alinhamento com a turma do Foro de São Paulo.

        O purismo, no entanto, impede este tipo de pensamento, e portanto, com a recusa em apoiar qualquer um que não esteja de acordo com os patamares de uma verdadeira direita, deixa-se a turma do Foro de São Paulo estabelecer a ditadura.

        Ou seja, o purismo sempre garante a ausência absoluta de resultados.

        Quem faz sabe que o ótimo é melhor do que o bom. Quando é possível o ótimo, muito bem feito. E quando é possível apenas o bom, muito bem também.

        Não na realidade de acordo com o termo “ótimo é inimigo do bom”.

        Essa frase designa a projeção de uma ideia PERFEITA para JUSTIFICAR QUE ideias intermediárias sejam implementadas, mas sempre como justificativas para a ABSOLUTA AUSÊNCIA DE RESULTADOS.

        Os conservadores certamente vencerão. Afinal, a canalha revolucionária sabe apenas destruir. Se eles vencessem a guerra toda, nem sobraria mundo.
        Mãos à obra na guerra-cultural. Esse é o campo de batalha atual.

        Nisso concordamos (embora eu seja liberal).

        O campo de batalha é a guerra cultural, mas, para além da guerra cultural (que tem resultados em longo prazo), temos ações a curto prazo, e neste caso, a ideia é tirar o PT do poder.

        Se formos puristas, deixamos o PT no poder, o que pode resultar em censura de mídia. Aí a guerra cultural estará muito, mas muito prejudicada…

        Assim como na guerra corporativa, o ótimo é inimigo do bom…

      • … o PT não está tão esquerdista quanto eles querem.

        Nunca foi, é ou será. Praticamente, a monstruosidade socialista nunca tem ponto final. Enquanto sobrar alguém vivo, pelo menos.

        … isso não os impede de lutar pelo poder.

        E eu disse que impedia?

        … NÃO FORAM DENUNCIADOS suficientemente…

        E eu disse algo em contrário? Qual o ponto aqui?

        Mas tem disposição para denunciar essas imundícies em larga escala?

        Eu estou engajado na guerra-cultural há décadas. E pagando o preço terminal.

        Mas sem pragmatismo a coisa vai complicar…

        Denunciar é prática. Desobediência civil é prática. Zoar é prática. Cada um pode e deve fazer suas escolhas. Eu não vou julgar qual a melhor, pois quem determinará isso são os resultados. Exemplo: Os conselhos judaicos na Deutschland nazista fizeram as suas pensando no curto prazo. Deu no que deu.

        … não fazemos concessões estratégicas de forma alguma.

        Algumas concessões não podem ser feitas. Se sim, não passam de consolo pobre, de racionalização para justificar a cumplicidade. É satisfazer-se em escolher ser estuprado pelo de 29 cm ao invés do de 30 cm. Eu prefiro escolher não ser estuprado. Mas cada um é dono do próprio fuleco. Até porque a desgraçada que disse “Relaxe e goze” é socialista conhecida.

        O resultado é a absoluta ausência de conquistas na direção de suas propostas.

        Pyrrhus aprovaria essa racionalização.

        A frase “ótimo é inimigo do bom” é sempre dita quando estamos diante de um consultor enrolador.

        Ótimo é ótimo. Bom é bom. Afirmar antagonismos aqui é enrolação, de fato. Mas isso fui eu que disse.

        … “quick win”, ou seja, vitória rápida.

        Eu chamo de ejaculação precoce, meia foda. Há quem valorize. Não eu.

        … a eleição de um partido menos extremo em termos socialistas, e com menor alinhamento com a turma do Foro de São Paulo.

        Você vota no P.S.D.B., como já declarou. “Vai que é sua, Taffarel!” Eu divirjo.

        … deixa-se a turma do Foro de São Paulo estabelecer a ditadura.

        A ditadura já está estabelecida! É totalitária, cleptocrática, fabiana e gramsciana. Eu não vou perder meu tempo consolando-me no conselho de judeus. Minha estratégia é outra. Eu sou do tipo que prefere morrer do que ser cúmplice por conveniência. Molṑn labé, disse Leōnidas. E eu também.

        … o purismo sempre garante a ausência absoluta de resultados.

        Errado! Purismo foi um movimento artístico que produziu vastos resultados.

        Não na realidade de acordo com o termo “ótimo é inimigo do bom”.

        Tal adágio não se aplica à realidade. Foi o que eu já disse. Quem usa isso é enrolador. Você que disse.

        … Essa frase designa a projeção de uma ideia PERFEITA…

        Perfeito é perfeito. Ótimo é ótimo. Bom é bom. Não serve trocar alhos por bugalhos. Invalida o raciocínio. É algo que você mesmo chama de fraude.

        … ABSOLUTA AUSÊNCIA DE RESULTADOS.

        Sua opinião absoluta. Eu penso diferentemente. Não participarei do conselho de judeus versão tupiniquim.

        … a ideia é tirar o PT do poder.

        E entregar para um semelhante? Um que não tem diferenças ideológicas? Um “mais do mesmo”?
        Exemplo: O P.S.D.B. não reagiu ao Decreto Presidencial No. 8 243. Ficou quietinho, quietinho. E você vota e quer que votem neles. Então, tá.
        Eu penso diferentemente. Eu não participo de conselhos de judeus!

        … pode resultar em censura de mídia.

        Pode? A mídia já está censurada! Existem apenas dois tipos, hoje. A aparelhada e a censurada sutilmente.
        A reação conservadora ainda incipiente na guerra-cultural é de indivíduos, como Olavão, Reinaldo, Felipe, Percival…

        … o ótimo é inimigo do bom…

        … é enrolação!

      • Marcos

        Nunca foi, é ou será. Praticamente, a monstruosidade socialista nunca tem ponto final. Enquanto sobrar alguém vivo, pelo menos.

        Exagero. O socialismo não é feito para exterminar a todos (até por que não faria sentido, pois quem ia gerar a grana para os líderes?), mas para obtenção de poder de forma totalitária.

        E eu disse que impedia?

        Eu não disse que você disse que impedia. Disse que as concessões esquerdistas os AJUDARAM a chegar no poder. Por que fizeram concessões?

        E eu disse algo em contrário? Qual o ponto aqui?

        O ponto é que você não ressaltou algo fundamental: o problema não está na forma em que o PT joga o jogo, mas sim em como os adversários dele não o denunciam.

        Eu estou engajado na guerra-cultural há décadas. E pagando o preço terminal.

        Não sei o que você tem feito. A estratégia é adequada? Há mais pessoas fazendo? Minha crítica nem foi a você em particular… Foi uma reflexão para quem é de direita.

        Denunciar é prática. Desobediência civil é prática. Zoar é prática. Cada um pode e deve fazer suas escolhas. Eu não vou julgar qual a melhor, pois quem determinará isso são os resultados. Exemplo: Os conselhos judaicos na Deutschland nazista fizeram as suas pensando no curto prazo. Deu no que deu.

        Não existe um histórico de destruição do pensamento de direita a partir de uma militância sanguinária no PSDB. Ele de fato é mais MODERADO que o PT. Sua comparação com os conselhos judaicos é falaciosa.

        Algumas concessões não podem ser feitas. Se sim, não passam de consolo pobre, de racionalização para justificar a cumplicidade. É satisfazer-se em escolher ser estuprado pelo de 29 cm ao invés do de 30 cm. Eu prefiro escolher não ser estuprado. Mas cada um é dono do próprio fuleco. Até porque a desgraçada que disse “Relaxe e goze” é socialista conhecida.

        Na verdade, é bem diferente. As concessões, em momentos estratégicos, são a única forma de se alcançar resultados de fato:

        http://lucianoayan.com/2014/05/18/por-que-em-termos-estrategicos-apoiar-o-psdb-ate-as-eleicoes-e-a-melhor-opcao-para-a-direita/

        Mas eu gostaria de saber onde foi que a direita subiu ao poder sem fazer concessões…

        Ótimo é ótimo. Bom é bom. Afirmar antagonismos aqui é enrolação, de fato. Mas isso fui eu que disse.

        Ótimo é ótimo e bom é bom, mas apontar o ótimo para NÃO FAZER nem o ótimo e nem o bom…

        Eu chamo de ejaculação precoce, meia foda. Há quem valorize. Não eu.

        O que você está me dizendo é que sua estratégia de guerra política é baseada em não fazer concessões, certo?

        Você vota no P.S.D.B., como já declarou. “Vai que é sua, Taffarel!” Eu divirjo.

        Veja o que eu havia escrito: “a eleição de um partido menos extremo em termos socialistas, e com menor alinhamento com a turma do Foro de São Paulo.”.

        Eu havia explicado que a eleição de um partido não alinhado ao Foro de São Paulo pode ser útil para a direita. Você não me explicou por que meu raciocínio está errado.

        A ditadura já está estabelecida! É totalitária, cleptocrática, fabiana e gramsciana. Eu não vou perder meu tempo consolando-me no conselho de judeus. Minha estratégia é outra. Eu sou do tipo que prefere morrer do que ser cúmplice por conveniência. Molṑn labé, disse Leōnidas. E eu também.

        Se a ditadura já está estabelecida, por que o Estadão publicou um texto que está se tornando viral, denunciando o decreto da Dilma?

        Lembramos de Alinsky: “poder não é o que você tem, mas o que o seu adversário pensa que você tem”.

        Errado! Purismo foi um movimento artístico que produziu vastos resultados.

        Não em política.

        Tal adágio não se aplica à realidade. Foi o que eu já disse. Quem usa isso é enrolador. Você que disse.

        Errado. O termo é usado para IDENTIFICAR “enroladores”. Os enroladores apontam geralmente o ótimo para NÃO FAZER O BOM, e não entregam nada…

        Não estou te chamando de enrolador, pois não sei se você é consultor.

        Perfeito é perfeito. Ótimo é ótimo. Bom é bom. Não serve trocar alhos por bugalhos. Invalida o raciocínio. É algo que você mesmo chama de fraude.

        Vou desenhar:

        Para o PT
        (1) censura à mídia = ótimo
        (2) patrulhar a mídia = bom
        (3) ficaram 12 anos só patrulhando a mídia, ao invés de proporem a censura à mídia
        (4) eles entenderam que estrategicamente o ótimo é inimigo do bom
        (5) por isso correram atrás do bom
        (6) e agora enfim podem ambicionar o ótimo

        Era só disso que eu falava.

        Sua opinião absoluta. Eu penso diferentemente. Não participarei do conselho de judeus versão tupiniquim.

        Quais os resultados que tem sido obtidos por esse posicionamento que você defende?

        E entregar para um semelhante? Um que não tem diferenças ideológicas? Um “mais do mesmo”?

        Se o PSDB é semelhante, por que não propuseram censura à mídia?

        Pode? A mídia já está censurada! Existem apenas dois tipos, hoje. A aparelhada e a censurada sutilmente.
        A reação conservadora ainda incipiente na guerra-cultural é de indivíduos, como Olavão, Reinaldo, Felipe, Percival…

        Se a mídia está censurada sutilmente, por que essas pessoas que você citou tem espaço?

      • Caro Luciano,

        Em guerra, não se confraterniza com o inimigo.
        Você não acha que justamente a desobediência a este princípio elementar está na razão de todos os nossos “direitistas” ser os mesmos que dão base, apoio e expressão ao inimigo petista? Que, verdade seja dita, se manteve fiel aos seus princípios (loucos, psicopáticos e criminosos, mas ainda assim princípios de atuação e diferenciação ideológica) por décadas de vacas magras (para eles) enquanto os nossos se encantavam com suas lindas “opiniões divergentes”? Não é melhor termos uma direita puro sangue capaz de oferecer uma opcão inteligente à uma inevitável e natural implosão vermelha?
        É o que eu penso.

        Abraços.

    • Concordo com o Marcos em tudo, inclusive na questão da mídia. O fato de ainda termos alguns combatentes do peso de alguns colunistas da Veja, da Folha, do Paulo Eduardo Martins, etc não serve para dizer que não há mordaça ao pensamento diferente no jornalismo. Há limites óbvios! Ele se restringirá a meios tradicionalmente antipetistas – como a Veja e não poderá romper certos limites – como a própria censura à Rachel deixou isso nítido. Será expressamente inadmissível um Paulo Eduardo Martins na Globo, na Record, no SBT, etc. Se eles permitirem isso, o partido seria derrotado ainda nesta eleição com facilidade. A malandragem é deixar as franjas do jornalismo para alguns “conservadores” gritarem como cachorros loucos e o núcleo do jornalismo só poderá ter, no máximo, nomes polidos ou exóticos como Waack e Jabor. Se mesmo um Reinaldo Azevedo aparecesse na Globo a emissora seria punida rapidamente. A emissora tem ficado de quatro sucessivamente para o governo – até meses atrás pedir desculpas por papéis que exerceu no passado contra os comunistas.
      Também concordo com o ceticismo contra o PSDB. O PSDB é APENAS uma desgraça menor que o PT no momento. TODAS as bandeiras relativistas da educação foram iniciadas pelo PSDB no governo FHC. Não dá para silenciar-se e achar que se trata de um partido de administradores competentes e meramente pragmáticos. No Estado de São Paulo o PSDB já tentou padronizar a educação de várias maneiras possíveis (rechaçadas pelos professores), mantém entre seus secretários de educação quadros notoriamente marxistas ou foucaultianos e freirianos e os recursos didáticos por ele adotados enfatizam sempre a mesma educação marxista que está prevista na LDB e nos PCN adotados para os Ensinos Fundamental e Médio. Que me… de partido não-socialista é esse?
      “Ah, mas a gente não pressionou de forma suficiente para eles mudarem de atitude…” Quem é socialista o é de qualquer maneira. Incomoda do mesmo jeito que incomoda o PT ter de ficar sempre dando gritos com um grupo de fdps que só se presta a pensar na forma frankfurtiana sobre tudo e só abram mão de medidas mais ousadas quando recebem um pito da população – quando isso rarissimamente ocorre…
      O que precisamos é dar vida a um desses novos partidos de liberais ou mesmo algum partido como PSC e afins, enquanto votar no PSDB é a opção menos socializante que temos. É preciso admitir isso e parar com essa crença inocente de que o PSDB é nosso amigo e ele basta, e vai se higienizar de todo esquerdismo que, por exemplo, quadros de proa como Serra (aquele que disse que não havia ação da URSS no Brasil pré-golpe de 1964) e FHC ainda sustentam com vigor.
      Meu conceito do PSDB está formadíssimo e só voto neste partido para votar contra o PT, e nada mais.

  6. Eu tentei no tempo escolar – o meu e de cada um de meus dois filhos – a pressão era cruel, depois dentro da sala de aula deles.
    OK, minha pressão foi insuficiente porque eu sou uma pessoal normal, isto é, não trabalho para um partido, para uma facção estrangeira – cuba, china ou rússia, hoje – em tempo integral como fazem esses neuróticos, gente vazia de amor.
    Apresento também para estudarmos e nos convencer do que acontece no mundo real, longe das tvs etc:

    Pilar Baselga, em espanhol, apresenta esta palestra de uma hora sobre “La agenda oculta de la escuela obligatoria.”

    https://www.youtube.com/watch?v=n-fa5a12Mq8

    Seu trabalho neste blog, Luciano, me faz te dizer: te adoro!

    Abs.

    • Nausíaca, obrigado pelas palavras.

      Realmente, para alguém de direita a coisa é difícil. Eu reconheço a demora no lançamento do meu primeiro livro, onde esclareço essa questão.

      O que sugiro, agora, é a participação ativa nas redes sociais (até mesmo com um perfil fake). Esse é um trabalho de formiguinha, mas precisa ser feito.

      Ainda acho que do nosso lado precisamos pressionar tanto o PSDB como os radicais de esquerda pressionam o PT.

      Abs,

      LH

  7. Nem me precuparia tanto assim com esse decreto por enquanto . Tipo não com essa precupação toda que tem dado, achei bem pior o Marco Governamental. O PT sabe que com Dilma não dá para radicalizar o regime , o negocio pega quando Lula voltar em 2018 . Temos que : atacar o PMDB para enfraquecer o PT , atacar o Lula e assassinar a reputação dele e carisma para evitar a radicalização do regime e atacar as censuras da mídia e da internet, atacar o Foro de SP em si com uma auditoria.

    • Não vejo necessidade de “assassinar” a reputação de Lula, mesmo porque não é preciso inventar mentiras ou levantar falsos dossiês a respeito dele. O próprio Lula já destruiu sua própria reputação com a vida que levou, desde os dias em que, um João Ninguém, “ficava feliz quando chovia porque não precisava ir trabalhar”. E nem por isso tem menos apoio popular.

      O carisma é algo pessoal. Não sei se é possível destruir. Acho que não! Um dos políticos mais carismáticos de nossa história – em minha opinião – foi Leonel Brizola. Esclareço que não concordo ou apoio com o brizolismo.

      Uma vez de retorno ao Rio, vindo de Porto Alegre, notei uma certa comoção entre os demais passageiros com alguém sentado no banco logo atrás do meu. Quando me virei, vi o Brizola. Só dele me encarar, o seu olhar amigo, de interesse, de simpatia compartilhada me forçou a cumprimentá-lo também! Isto É carisma! Isto não se destrói! Mas se sufoca, como foi feito no caso do próprio Brizola.

      Além do mais Lula não é o nosso problema. Se ele um dia for tirado do caminho – e será, nem que seja pela morte – aparecerão outros para ocupar o lugar dele. Nosso problema – e da América Latina – é o Foro de São Paulo, que realmente nos governa por meio de medidas como o Marco Civil da Internet, a Democratização dos Meios de Comunicação, a Lei da Palmada, a oposição à redução da maioridade penal e os tais decretos de democracia participativa, objeto deste “post”.

  8. Senhores(as).

    Lembremos que, para piorar o quadro nacional, com a saída do ministro Barbosa do STF, o mandatário do Poder Executivo, que é a “senhora” Dilma Roussef, poderá ainda neste final de seu mandato indicar outro ministro ao STF, e este com padrão Dias Toffoli.

    Estamos ficando no mato sem o cachorro, e o gato já está ameaçando pular fora.

  9. Para quem estiver interessado na possibilidade de se fazer pressões *mais diretas* nos chuchus emplumados (isto é, PSDB), sugiro a organização de protestos diante das “representações” tucanas, onde quer que elas se situem. Na cidade de São Paulo, o endereço do diretório estadual do PSDB é este: Av. Indianópolis, 1123 – Moema – CEP 04063-002.

  10. A maioria conservadora está desunida, sem líder, sem voz; não obstante ser majoritária no país – o PT vem obtendo sucessos sem ser incomodado. Falta coletivismo, união entre conservadores, libertários, e outros mais à direita, e como chegar lá em médio e curto prazos? Eis a questão.

    • Posso estar enganado, mas acredito que o nosso (da direita) problema é o conforto da cadeira e do computador.

      É muito fácil nos indignarmos aqui e protestarmos veementemente contra tudo que está sendo feito pelo PT, mas quantos de nós (eu inclusive, sem demagogia) faz, por exemplo, o que foi sugerido pelo Nilgo Zeroichi, tirar a b**** da cadeira e vai para frente do PSDB exigir que se indignem e tomem uma posição?

      Quantos de nós estamos dispostos a formar ONGs que se contraponham às milhares comandadas pelo PT?

      Enquanto isso a militância esquerdista (via de regra uns poucos 100 ou 200) param as grandes cidades brasileiras, como já vi acontecer aqui, no Rio de Janeiro.

    • Se o PSDB for de fato a mulher de malandro do PT — e acho que você tem uma certa razão nisso — então tudo se resume a uma questão de disputa entre cafetões.

      Se nós cidadãos nos tornarmos cafetões mais fortes, enfáticos e eficientes que o PT, sobre o PSDB, então, como boa mulher de malandro e prostituta, o PSDB irã nos acatar e obedecer.

      Quando o povo aprender a tratar os políticos corruptos como vadias e prostitutas, que é o que eles de fato são, então colocaremos a nave brasileira na rota certa da verdadeira República.

      A melhor atitude contundente em relação às putas, e o que elas de fato respeitam, é: “pau nelas”.

      Hehehe…

      • De certo modo, vocês tem razão, mas o esquema é o mesmo de antes: Quatro esquerdistas cupinchas pra escolher, e os candidatos que não estão no esquema são abafados. E ano que vem, outro lindo comercial do TRE explicando que, se as coisas estão ruins, a culpa é do brasileiro estúpido que não sabe votar.

        Enquanto for aceita a política de escolher a menor p*****, não adianta reclamar depois quando estiver sendo enrabado.

  11. Infelizmente só há um político verdadeiramente contundente, que chama tertrorista pelo nome e seu nome é praticamente um palavrão pra muita gente.
    Jair Bolsonaro.

    • Falou tudo!

      Pô, é sério que tem gente aqui depositando esperança no Joaquim Barbosa?

      Esse cara é o maior esquerdista. Tudo o que ele fez foi tirar o Dirceu e o Genoíno do caminho pro presidente Dilmo reinar soberano

      • O Judiciário começou a legislar direto, passando por cima do Congresso, e tudo capitaneado pelo Barbosão

        Esse cara é tudo o que a esquerda gramscista precisa, ele é gayzista, é abortista e maconheirista também

      • Sorte que se aposentou. Esse cara não era esperança de nada. Esperança, na política, eu só vejo na família Bolsonaro, em um ou outro membro mais conservador do PSDB, em alguns da bancada evangélica… Quem mais? Acho que só…

      • Luciano, acho que o legado do Joaquim Barbosa, no final das contas, terá sido bastante ambíguo. Por isso, acho que o apoio a ele também terá um efeito ambíguo. Por um lado ele serviu para jogar na lixeira a reputação da ala do PT ligada ao Dirceu. Mas não existem grandes indícios de que o resto do PT se enfraqueceu. É bem capaz de a Dilma chegar na eleição e dizer que foi durante o governo dela que o julgamento do mensalão foi concluído, que o combate à corrupção foi intensificado. Não duvido nada que ela use isso na campanha.

      • E também não podemos nos esquecer que o Congresso foi atropelado durante a temporada do Joaquim Barbosa no STF – que começou a deliberar sobre assuntos que deveriam ser discutidos no Legislativo e não ali (como casamento gay, aborto, caminhada da maconha, essas coisas que a esquerdalha adora)

  12. Luciano, seguem duas notícias importantes:

    1) Você leu esta matéria sobre black blocs que saiu hoje no Estadão? Se for o que está aí dito, a coisa é muito mais preocupante do que um bando de moleques que saem por aí pichando e depredando;

    2) Veja também o que aconteceu ontem no show d’O Rappa em Ribeirão Preto e que vem solidificando os grandes shows de bandas brasileiras como palco de protesto coletivo daqueles que têm medo dos expedientes gramscistas que podem desgraçar a vida daquela pessoa que ousa ser contra o marxismo-humanismo-neoateísmo:

    http://www.youtube.com/watch?v=YVqx-ukCvwI

    Em que pese o Falcão não poder ser considerado exatamente alguém contrário ao MHN, é importante também prestar atenção ao que ele diz e que também desmonta boa parte das falácias gramscistas, como em relação à parte que ele fala do povo brasileiro, por ele considerado “harmônico, feliz, querido”. Só isso, ainda mais vindo de alguém como o Falcão (que poderia ser discriminado por cor de pele, dreads no cabelo e outros detalhes), já joga por terra aquela história de que nosso povo seria racista (quando na realidade tem racistas, mas esses têm vergonha de o ser, além de termos o fator da miscigenação).
    Logo, temos na face mais visível de um povo que se sente acuado pelo gramscismo as manifestações de Roger do Ultraje, Lobão, Ney Matogrosso falando do legado da Copa, Rogério Flausino falando dos pichadores e, agora, Falcão falando também do legado de um dos dois maiores eventos esportivos do mundo. Imagino eu que em breve mais artistas irão se sentir mais à vontade para romper a espiral do silêncio.

    • Excelente o posicionamento do Falcão. É claro que esses citados acima (Roger, lobão, Ney e Flausino) formam um número AINDA pouco representativo pra podermos dizer que a classe artística adotou uma postura diferente do antigo “Lulalá, brilha uma estrela… sem medo de ser feliz!”. Mas já é um começo. Espero sinceramente que outros insatisfeitos (e é humanamente impossível que não haja) se manifestem. Esses caras são formadores de opinião e falam para milhares/milhões. Resta saber se vão pro fight ou se vão temer ter resultado semelhante ao que aconteceu com a Regina Duarte e Carlos Vereza, por exemplo, que, por se posicionarem contra o PT, acabaram sumindo da TV.

  13. Acredito que a política assim como a economia seguem rumos sempre aceitos pela maioria, se não apoiados mas pelo menos aceitos, quem não levanta a bunda da cadeira para combater esses esquerdistas de merda simplesmente aceitam essa merda toda que está afundando esse país. Dizer que os políticos não representam o povo é uma falácia e pior que isso é um passo para futuras reformas políticas onde o poder do legislativo vai diminuir em detrimento do poder dos líderes carismáticos neofascistas, os esquerdistas estão usando inteligentemente o Gramscismo há décadas para chegarem onde estão, imbecilizando gerações e manipulando mentes alienadas e de intelectuais para terem seu exército de idiotas úteis; toda nossa política está impregnada de esquerdismo porque o povo assim o quer independente de ser um querer manipulado ou não; a luta ideológica tem que ser na base e rumo ao futuro como eles fizeram, nossos filhos serão os futuros esquerdistas ou direitistas do futuro só depende de nós e de nossa orientação, aonde estivermos deveremos assumir nossa posição “politicamente incorreta” direitista e tentar pelo menos abrir os olhos das pessoas próximas e assim agir como pirâmide de divulgação da desgraça esquerdista que assola esse país; o apoio deve recair sobre os verdadeiros políticos direitistas e no momento sobre os esquerdistas mais moderados para ganharmos tempo, a realidade é que na internet o direitismo ou pelo menos o antiesquerdismo está crescendo cada vez mais, até esquerdistas de carteirinha como o Eduardo Galeano, autor de “As veias abertas da América Latina” verdadeira bíblia do esquerdismo latino americano, mudou de lado. A luta é ideológica junto a pessoas, políticos só fazem o que lhes dá dinheiro ou votos, o próprio PT seria de direita se para se perpetuar no poder tivesse que vestir essa camisa, os políticos podem até guiar massas acéfalas mas se a massa passa a pensar um pouquinho eles agem para agradar a massa.
    O objetivo dos políticos sempre será perpetuação no poder e viram que o populismo e táticas martelo-foice de marxismo cultural são as mais simples para esse fim mas se as pessoas começarem a formar grupos organizados de direita naturalmente surgirão políticos querendo representar essas pessoas pelos seus votos, vide o Bolsonaro que já se elegeu 6 vezes seguidas com votos de conservadores, temos que votar em quem é abertamente conservador, se não fossem esses caras os livros dos nossos filhos já teriam pornografia homossexual e outras barbaridades, o CN tem que estar com o máximo possível de conservadores e apoiadores do liberalismo econômico.

  14. “Não vejo necessidade de “assassinar” a reputação de Lula, mesmo porque não é preciso inventar mentiras ou levantar falsos dossiês a respeito dele.”Me referi a forjar mentiras, mas uma denuncia mais assertiva e ideologica do Lula , é possivel sim botar alguem abaixo.Isso ainda não foi feita .

  15. “O carisma é algo pessoal. Não sei se é possível destruir. Acho que não! Um dos políticos mais carismáticos de nossa história – em minha opinião – foi Leonel Brizola. Esclareço que não concordo ou apoio com o brizolismo.”Pois é note que o Brizola pós anos 60 decaiu muito . Achava nos anos 80 que politica era como nos anos 60.

  16. “Além do mais Lula não é o nosso problema. Se ele um dia for tirado do caminho – e será, nem que seja pela morte – aparecerão outros para ocupar o lugar dele. Nosso problema – e da América Latina – é o Foro de São Paulo, que realmente nos governa por meio de medidas como o Marco Civil da Internet, a Democratização dos Meios de Comunicação”O Lula é o problema , com Dilma sem carisma o Marco Governamental e a Censura da Mídia serão apenas ditabranda. Com a volta do Lula , ele virá com tudo como foi com a volta de Vargas. Por enquanto não dá para forjar outro Lula , se o Lula morrer o PT vai rachar, será um caos dentro do PT sem tamanho . O pessoal tem medo que o Lula morra tipo Ricardo teixeira da vida-Corinthias

  17. Esse decreto parece de inspiração do decálogo Leninista, para colocar nas mãos o poder aos “arautos-escolhidos” do deus estado os meios de derrotar todo e qualquer adversário político.

    Os ultra-esquerdistas(e podemos colocar nessa horda os neo ateístas=cortina de fumaça satanista) já estão se posicionando frontal e abertamente contra Cristo(ou à”Cristocracia”como eles chamam) praticando todos os tipos de blasfêmias.Esse decreto é apenas o “carro-abre-alas” do que virá logo em seguida.
    Quem eram os sovietes:

    ——Congresso dos Soviete criado em 1917 foi o maior corpo estatal da República Socialista Federativa Soviética da Rússia e da URSS durante dois períodos: 1917-1936 e 1989-1991. O Congresso se compunha de representantes dos SOVIETES URBANOS E SOVIETES DO GOVERNO de cada república socialista soviética.

    Originalmente seu nome completo era “Congresso dos Deputados dos Sovietes de Trabalhadores, Soldados e Camponeses”. Também era conhecido como “Congresso dos Deputados do Povo.”

    O Congresso dos Sovietes da URSS foi instituído pela Constituição Soviética de 1924, concebido pelo constituinte como órgão todo poderoso, nos moldes da Convenção da I Républica Francesa. Convocado uma vez por ano, competia-lhe ratificar as decisões tomadas pelos dirigentes do Comitê Executivo Central, ao qual, como assembléia soberana, delegava uma parte dos seus poderes. Mas seu papel foi rapidamente deturpado, em proveito do PCUS, notadamente na era Stalin. Uma vez que os chefes do Partido eram também membros do Comitê Executivo Central, o CONGRESSO DO SOVIETES SOMENTE RATIFICA AS DECISÕES DO POLITBURO(Trata-se de um comité executivo de numerosos partidos políticos, designadamente os antigos partidos comunistas do Leste Europeu e o Partido Comunista de Cuba.

    Durante o período soviético, o Politburo (também chamada de comitê central) do Partido Comunista da União Soviética se transformou na mais alta associação política do país, cujo poder de decisão era menor somente se comparado aos do Presidium (poder executivo – presidência))OU AS RESOLUÇÕES DOS CONGRESSOS DO PCUS( Partido Comunista da União Soviética),SERVINDO APENAS COMO TRIBUNA DE PROPAGANDA DO REGIME.https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&cad=rja&uact=8&ved=0CC4QFjAA&url=http%3A%2F%2Fpt.wikipedia.org%2Fwiki%2FCongresso_dos_Sovietes&ei=MASMU6u0Fq3IsATG-ICYDg&usg=AFQjCNEhAkL8NIQ4GLtbuKUs5KQXx3CLmw&sig2=CeOt5nFGdzbMjXdmK4Swig

  18. Ao que parece o PSDB só está sendo cauteloso para não cair nas cascas de banana jogadas pelo PT. Estão loucos para acusar o Aécio de “ser contra a participação do povo no governo”.

    Me parece correto deixar o DEM assumir a linha de frente mais estridente e deixar o PSDB dar o suporte necessário por tras.

  19. Luciano, dentro da guerra midiática em torno do 8.243, eis que a Secretaria-Geral da Presidência publicou as respostas que enviou à revista Veja. Dizem os comandados de Gilberto Carvalho que a revista publicou equívocos, mas lendo as respostas, fiquei com a nítida impressão de que tergiversaram legal em relação àquilo que a revista perguntou. Tudo bem que, lendo o texto da revista, ele está mais opinativo do que factual, faltando as falas de fontes especializadas (só há uma do Ives Gandra, mas bem genérica) e sem maiores aprofundamentos. Aqui a Veja acabou dando de bandeja o prato para os marxistas-humanistas-neoateístas se refestelarem, em vez de agir da maneira jornalística esperada.

    • Outro capítulo disso: após o últimato do Congresso, o 8.243 acaba de ser sakamoteado. Muito estranho isso ser publicado só agora que o decreto periga de ser revogado. Claro que de nada adiantará ir lá dessakamotear a coisa toda, pois o mesmo já avisou que não lê os comentários, como se pode ver aqui:

      (…) Como estou praticando a abstinência de comentários de blogs, não faço ideia ou questão do que vão escrever. (…)

      E novamente fico com a certeza de que ele sabe que está fazendo o papel do velho sem-vergonha que anda sem cueca na rua porque sabe que não tem mais nada a perder após os ridículos anteriores pelos quais já passou.

  20. ALERTA AOS LEGISLADORES INFIÉIS QUE COGITAM DE REDUZIR A MAIORIDADE PENAL NO BRASIL E NO MUNDO, SEM CONHECER OS ENSINAMENTOS CRISTAOS:
    Senhores Deputados e Senadores:
    Eu vos peço: Entendei que a ideia de diminuir a maioridade penal, visando combater o mal, não passa de mais uma insensata, iníqua e nefasta intenção; porque visa combater apenas o EFEITO DELINQUENTE, enquanto que perpetua e fortalece a CAUSA DA DELINQUENCIA, que a cada dia se torna mais potente para causar o descaminho, a perdição, a prisão, o sofrimento e a morte prematura de gente inocente:
    Porventura ignorais que já há crianças de 10 anos delinquindo, praticando toda sorte de delitos ou pecados? Nessa escala logo teremos que transferir a criança do berço diretamente para a cadeia, ou não?
    Na verdade, a nossa juventude tem sido arruinada na vida, como vitima ingênua da insanidade espiritual do meio em que se acha relegada; onde impera a incredulidade, a ignorância e a maldade; porquanto não há conhecimento e nem temor de Deus.
    Até quando marginais inconscientes e outros pecadores mentirosos, substituirão Professores Ajuizados na formação dos jovens? Até quando as Escolas Cristãs serão substituídas por presídios desumanos, por universidades do crime? Até quando dormireis o sono da inconsciência, deitados em berço esplêndido?
    Rogo-vos, pois, pelo bem comum: Refleti sobre os ensinamentos de Cristo, que sintetiza toda a questão no seguinte texto bíblico:
    (MT.23.1) Então, falou Jesus às multidões e aos discípulos, dizendo: (1CO.16.24) O meu amor seja convosco em Cristo Jesus: (RM.15.33) E o Deus da paz seja com todos vós: (LV.6.31) Como quereis que os Homens vos façam; assim fazei-o vós também a eles: (JZ.7.17) Olhai para mim e fazei como eu fizer, (JB.15.5) porque sem mim nada podeis fazer: (JB.13.34) Amai-vos uns aos outros como eu vos amei: (IS.1.17) Aprendei a fazer o bem, atendei a justiça, repreendei ao opressor, defendei o direito do orfão, pleiteai a causa das viúvas: (SL.82.4) Socorrei o fraco e o necessitado, tirai-os das mãos dos ímpios: (DT.3.22) Não os temais, porque o Senhor, vosso Deus, é o que peleja por vós:
    (PV.22.6) Ensinai a criança o caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele; (LS.3.11) porque desgraçado é o que rejeita a sabedoria e a instrução, a esperança dele é vã, e os trabalhos sem frutos, e inúteis as suas obras: (JB.8.25) Que é que desde o principio vos tenho dito? (JB.14.6) Eu sou o caminho, a verdade, e a vida: Ninguém vem ao Pai senão por mim: (MT.11.28) Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei: (AM.5.4) Buscai-me e vivei: (LV.18.2) Eu sou o Senhor vosso Deus: (LV.19.4) Não vos virareis para os ídolos, nem fareis deuses de fundição; (LS.14.27) porque o culto dos ídolos é a causa e o princípio de todo o mal:
    (JS.23.14) Eis que, hoje, já sigo pelo caminho de todos os da terra; (AT.13.34) e cumprirei a vosso favor as santas promessas feitas a Davi, (LC.12.32) porque vosso Pai se agradou em dar-vos o seu reino: (MC.14.41) Ainda dormis e repousais! Basta! (CJ.) Despertai-vos, levantai e apressai em interagir conosco; (EF.5.16) remindo o tempo, porque os dias são maus; (DT.4.20) como hoje se vê.

  21. DEUS É AMOR: E É O EXERCÍCIO DESTE AMOR QUE PROVA A SUA EXISTÊNCIA:
    (JR.5.21) Ouvi agora isto, ó povo insensato que tendes olhos e não vedes, tendes ouvidos e não ouvis; (1TS.4.3) pois esta é a vontade de Deus: A vossa santificação, que vos abstenhais da prostituição; (LS.1.12/13) porque Deus não fez a morte, nem se alegra na perdição dos vivos: Não queirais buscar ansiosos a morte, no descaminho da vossa vida, nem adquirais a perdição com as obras das vossas mãos:
    (HC.2.19) Ai daquele que diz ao pau: Acorda! E à pedra muda: Desperta! Pode o ídolo ensinar? Eis que está coberto de ouro e de prata, mas no seu interior não há fôlego nenhum: (AT.3.15) Dessarte, matastes o Autor da Vida, a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, do que nós somos testemunhas: (JB.7.48) Porventura creu Nele alguém dentre as autoridades, ou algum dos fariseus? (RM.3.3) E daí? Se alguns não creram, a incredulidade deles virá desfazer a fidelidade de Deus? (JB.3.23) Ora, o seu mandamento é este: (MC.12.33) Amar a Deus de todo o coração, de todo o entendimento e de toda a força, e amar ao próximo como a si mesmo:

    (JB.4.23) Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores: (LS.19.23) E há quem fala francamente e não diz senão a verdade, (RM.4.3) pois que diz a escritura? (JB.4.24)Deus é Espírito;e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade, (RM.1.20) porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade; claramente se reconhecem desde o principio do mundo, sendo reconhecidos pelas cousas que foram criadas:

    (HB.11.1) Ora, a fé é a certeza de cousas que se esperam, a convicção de fatos que não se vêem: ((SL.100.3) Sabei que o Senhor é Deus, foi Ele quem nos fez e Dele somos; somos o seu povo e o rebanho do seu pastoreio: (CL.3.23/24) Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como sendo para o Senhor, e não parta homens; cientes de que recebereis do Senhor a recompensa da herança: A Cristo, o Senhor, é que estais servindo; (DT.1.38) porque Ele fará com que Israel a receba: (SL.32.11) Alegrai-vos no Senhor e regozijai-vos, ó Justos, exultai-vos, todos que sois retos de coração; (1TS.3.8) porque agora vivemos, se é que estais firmes no Senhor: (1cO.15.38) Portanto, amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e abundantes na Obra do Senhor, Sabendo que no Senhor o vosso trabalho não é vão: (AP..21.8) Quanto, porém, aos covardes, aos incrédulos, aos abomináveis, aos assassinos, aos impuros, aos feiticeiros, aos idolatras, e a todos os mentirosos; a parte que lhes cabe será no lago que arde com fogo e enxofre, a saber; a segunda morte:

    (LE.12.13) De tudo o que se tem ouvido a suma é: Temei a Deus e guardai os seus mandamentos;porque isto é dever de todo Homem: (JR.21.8) Eis que ponho diante de vós o caminho da vida e o caminho da morte: (JB.14.6) Eu sou o caminho a verdade e a vida: (LV.19.4) Não vos virareis para os ídolos, nem vos fareis deuses de fundição: Eu sou o Senhor Vosso Deus: (IS.41.4) Quem fêz e executou tudo isto?(DT.27.26) Maldito aquele que não confirmar as palavras desta lei, não as cumprindo: (IS.46.8) Lembrai-vos disto e tende ânimo, ó prevaricadores; (LS.14.12) porque o culto aos ídolos é o princípio da corrupção da vida:
    (AT.3.17) Agora, Irmãos, Eu sei que o fizestes por ignorância, como também as vossas autoridades; (IS.9.16) porque os Guias deste povo são enganadores, e os que Por eles são dirigidos, são devorados:(TG.121) Portanto, despojando-vos de toda impureza e acumulo de maldade; acolhei, com mansidão, a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar a vossa alma:

    PAUSA PARA UM ALERTA GERAL
    (JZ.6.8) EU É QUE VOS FIZ SUBIR DO EGITO E VOS TIREI DA CASA DA SERVIDÃO: Agora, porém, cumpre-me alertar à todos os povos que: Caso a mídia mundial à partir do Brasil, persista em ignorar a Augusta Presença de Deus entre nós; em esconder e boicotar a Santa Obra da criação do seu reino na terra; eis que, simplesmente, EU me calarei! (MT.20.15) PORVENTURA, NÃO ME É LICITO FAZER O QUE QUERO COM O QIE É MEU?

    Arnaldo ou Israel

  22. O SABER LER A SI:
    (ES.12.1)
    (AP.13.18) – AQUI ESTÁ A SABEDORIA: AQUELE QUE TEM ENTENDIMENTO CALCULE O NUMERO DA BESTA, POIS É NÚMERO DE HOMEM: ORA ESSE NÚMERO É SEISCENTOS E SESSENTA E SEIS: (AR.119.9)

    (ISRAEL é o nome do Homem que sabe LER A SI no Espírito Bíblico: Aqui o saber acaba com as cogitações infundadas que existiam acerca do número 666 do Apocalipse, pois o que está escondido nas 131 letras e 10 sinais que compõem o texto acima, é isto):

    ARNALDO RIBEIRO É ISRAEL: É O HOMEM QUE NASCEU NO CÉU, QUE AMA E SABE TESTAR AS ALMAS NO SEU NOME: E ELE ENTENDE QUE CRISTO TESTA DEUSES E DIABOS NESSE MESMO ESPÍRITO. (IL.131.7)

    O SÉTIMO DIA
    (DN.4.2) Pareceu-me bem fazer conhecidos os sinais e maravilhas que Deus, o Altíssimo, tem feito para comigo,; (EF.2.7) para mostrar nos séculos vindouros a suprema riqueza da sua graça em bondade para conosco em Cristo Jesus; (1CO.15.45) pois assim está escrito:

    (GN.2.3) – E ABENÇOOU DEUS O DIA SÉTIMO, E O SANTIFICOU; PORQUE NELE DESCANSOU DE TODA A OBRA QUE, COMO CRIADOR, FIZERA: (AR.85.6)

    E o que o Senhor quer dizer com as 85 letras e 6 sinais acima é isto:

    SOU O ESPÍRITO QUE DESCEU DO CÉU, CRIANDO A SUA FÉ; E FAÇO SANTO O QUE É BATIZADO COM NOME DE ARNALDO RIBEIRO: (IL.85.6)

    (Lc.12.50 – Tenho, porém, um batismo com o qual hei de ser batizado; e quanto me angustio até que o mesmo se realize; (IS.21.16) porque assim me disse o Senhor: (1RS.18.31) Israel será o teu nome, (LS..9.6) porque ainda que algum seja consumado entre os filhos dos homens, se estiver ausente dele a tua sabedoria, será reputado como nada.(LC.4.21) Hoje se cumpriu a escritura que acabais de ouvir: (LC.6.5) O Filho do Homem é Senhor do sábado:
    E agora José? Ou melhor, Chico?…

Deixe uma resposta