O que os petistas estão comunicando ao povo quando fazem decretos ditatoriais e pedem censura de mídia?

22
129

pondegandra

É com satisfação que vejo que cada vez mais intelectuais de direita estão finalmente se expressando contra os estratagemas totalitários do PT com uma boa dose de assertividade.

Há duas semanas, Luiz Felipe Pondé escreveu o ótimo texto “U.B.S.S.”, que reproduzo abaixo:

União Brasileira Socialista Soviética. Piada de mau gosto mesmo, também acho, mas a pena mesmo é que a discussão política entre nós seja da idade da pedra e o socialismo ainda seja levado a sério. A piada de mau gosto mesmo é que estamos à beira de um golpe de Estado invisível no Brasil.

O leitor e a leitora já estão a par do decreto do governo que institui a Política Nacional de Participação Social e o Sistema Nacional de Participação Social? Trata-se de decreto para aparelhar movimentos como o MST (gente que quer tomar a terra alheia), o MTST (gente que discorda da ideia de que se deve pagar pelo teto em que mora) e outros movimentos que englobam gente “sem algo” e acham que a sociedade deve dar pra eles. Esses grupos darão um golpe de Estado invisível. Tudo fruto, é claro, de setores do PT radical e os raivosos ex-PT, hoje em pequenos partidos.

Esse decreto é um golpe de Estado sem dizer que é. Lentamente, os setores mais totalitários do país, amantes de ditaduras do proletariado (ou bolivarianas) voltam à cena no Brasil. Comitês como esses tornam os poderes da República reféns de gente que passa a vida sendo profissional militante. Quando você acordar, já era, leis serão passadas sem que você possa fazer algo porque estava ocupado ganhando a vida.

Pergunte a si mesmo uma coisa: você tem tempo de ficar parando a cidade todo dia, acampando em ruas todo dia, discutindo todo dia? Provavelmente não, porque tem que trabalhar, pagar contas, levar filhos na escola, no hospital, e, acima de tudo, pagar impostos que em parte vão para as mãos desses movimentos sociais que se dizem representantes da “sociedade”.

Mas a verdade é que a maioria esmagadora de nós, a “sociedade”, não pode participar desses comitês porque não é profissional da revolução.

Tais movimentos que se dizem sociais, que afirmam que as ruas são deles, mentem sobre representarem a sociedade. Mesmo greves como a do metrô, capitaneada por uma filial do PSTU, não visa apenas aumentar salários. Visa instaurar a desordem para que o Brasil vire o que eles acham que o Brasil deve ser.

Afinal, de onde vem a grana que sustenta essa moçada dos movimentos sociais? A dos sindicatos, sabemos, vem dos salários que são obrigatoriamente onerados para que quem trabalha sustente os profissionais dos sindicatos. Mas, até aí, estamos na legalidade de alguma forma. Mas e os “sem-Macs” ou “sem-iPhones”, vivem do quê? Quando os vemos na rua, não parecem estar passando fome e frio como dizem que estão. Essa gente é motivada e sustentada de alguma forma.

Por que não se exige entrar nas contas do MST e MTST e descobrir de onde vem a grana deles? Quem banca toda essa estrutura militante? Temo, caro leitor e cara leitora, que sejamos nós, os mesmos que eles consideram inimigos, a menos que concordemos com eles.

Uma das grandes mentiras desses movimentos sociais é dizer que combatem a “elite econômica”, que, aliás, em dia de greve, fica em casa porque não precisa de fato se virar pra ir trabalhar.

Quem sofre com esses movimentos que arrebentam o cotidiano é gente que perde o emprego, perde o negócio, perde a vida se fica parada no trânsito ou na fila. É gente que, quando muito, anda de carro 1.0, não gente que anda de helicóptero.

É diarista, empregada doméstica, porteiro de prédio, professor, estudante sem grana e que tem que pagar a faculdade, não riquinhos da zona oeste paulistana que fazem sociais para infernizar a vida dos colegas.

É médico que tem três empregos, é dona de casa que cuida de filhos e trabalha fora, é trabalhador da construção civil, é gente “mortal”, comum, que não pode se defender dos caras que fecham a cidade dizendo que fazem isso em nome do “povo”.

Os movimentos sociais têm demonstrado seu caráter autoritário. Pensam que as ruas são o quintal de seus comitês, que aparelharão os poderes da República.

Se não bastasse isso tudo, vem aí o controle social da mídia. Dizer que será apenas para evitar monopólios é achar que somos idiotas. Veja o que aconteceu na Argentina.

Também foi muito bem vindo o ótimo comentário de Ives Gandra, como vemos abaixo:

Porém, ainda falta um “elo” entre a crítica das propostas ditatoriais do PT e o auto-interesse da maioria da população. Sim, pois não há proposta política que não seja adequadamente disputada se não focamos no auto-interesse dessas pessoas. Precisamos, portanto, explicar por que os projetos totalitários do PT são um problema especialmente para os cidadãos mais humildes. Entendo que essa abordagem poderia fornecer um upgrade nas denúncias feitas pelos intelectuais orgânicos em relação aos ardis petistas.

Em síntese, o que o PT nos comunica a cada tentativa de implementar o totalitarismo? (e, conforme a PNL, existe uma diferença crucial entre dizer algo de forma explícita e comunicar algo)

Segue a tradução do que eles dizem:

O Plano Real resultou na estabilização de nossa economia, pelas mãos do então Ministro da Fazenda FHC. Porém, este plano, que não foi seriamente dilapidado nos primeiros anos do PT no poder, não tem como resistir mais de 20 anos, principalmente depois que aparelhamos tanto o estado, tornando-o ineficiente de forma deliberada. Espantamos os investidores e conseguimos destruir riqueza. Mas pode ter certeza que está sendo maravilhoso deter poder em nossas mãos. A sensação é indescritível, acredite. Não vamos fugir deste caminho, pois essa é a essência do socialismo: sugar a riqueza de um país até onde der. Mesmo com todo o investimento governamental em publicidade, já não é possível esconder tanta destruição de riqueza, de valores, de instituições. Para continuarmos nos aproveitando do poder, precisamos urgentemente censurar a mídia e implementar os sovietes. Somente assim, esconderemos tamanho nível de destruição, pois ainda dá para nos aproveitarmos deste estado uns 6 a 8 anos. Sabemos que está difícil para Nicolas Maduro fazer uma nova Cuba, pois este é o projeto. Talvez não consigamos. Mas que ainda podemos sugar muito deste estado, quanto a isso não há dúvida alguma. Por isso, nossos sovietes e planos de censurar a mídia são tão importantes. Você, cidadão, que foi muito útil nos ajudando na fase inicial de nosso projeto, é mais importante do que nunca. Contamos com sua ajuda, e para isso precisamos que nos ajude a implementar um totalitarismo.

Basicamente, o que o PT está fazendo pode ser rastreado a uma situação hipotética do mundo corporativo: imagine que um bando de gerentes desonestos tenha suas fraudes descobertas em auditorias. Porém, eles conseguem influenciar a alta gestão com o argumento de que a área de auditoria é prejudicial, e que eles próprios devem validar suas atuações. A mensagem comunicada é tão clara quanto esta do PT acima: “Nós queremos sugar estes recursos ainda mais, mas estamos em fase final de destruição da empresa, por isso precisamos eliminar as áreas de auditoria e sermos os próprios validadores de nossa atuação”.

Projetos para controlar a mídia e tirar o poder tanto do Legislativo como do Judiciário (que, de uma forma ou de outra, seguram um pouco a sanha totalitária do PT) possuem o mesmo princípio visto acima: permitir que a drenagem de recursos possa prosseguir, agora raspando o fundo do tacho. Nesse momento é preciso controlar o fluxo de informações e eliminar qualquer forma de validação externa.

Com exemplos desse tipo (e podemos criar outros) conseguiremos explicar como os projetos totalitários do PT, caso implementados, levarão o país de forma inexorável a se tornar uma nova Venezuela. O motivo é simples: a implantação do totalitarismo em um país originalmente democrático tem como função permitir o prosseguimento da drenagem de recursos em estágios avançados de um governo socialista.

Ou por que Lula não investiu tanto em projetos de censura de mídia no início de seu governo? Por que ele estava aproveitando-se dos reflexos do Plano Real, e portanto não precisava censurar a mídia. Mas a conta já está chegando, e exatamente por isso agora é preciso censurar a mídia.

Dito de outra forma, o PT está nos pedindo autorização para transformar o Brasil em uma nova Venezuela (e a Argentina já está em estágio avançado neste processo). Esta fase é fundamental no projeto do PT. Nesse momento, um imperativo moral para nós se torna o seguinte: ter a capacidade de explicar esse processo de forma clara para tantas pessoas quanto possível e multiplicar conhecimento nesse sentido.

É preciso apelar ao auto-interesse do eleitorado, que deve escolher entre ter racionamento de alimentos e demais produtos ou não, ter uma escalada ainda maior da violência ou não (a taxa de homicídios na Venezuela consegue a proeza de ser o dobro da taxa brasileira), um desemprego crescente ou não e uma infra-estrutura vergonhosa ou não. Só foi possível deixar a Venezuela neste estágio por causa das ações ditatoriais.

É por isso que digo que gostei muito dos posicionamentos de Pondé e Gandra. Mas podemos ir além e sermos ainda mais assertivos nessa denúncia.

Anúncios

22 COMMENTS

    • Glad,

      Veja este tipo de afirmação: “Sua visão era essa: ideias não têm consequências significativas. Retire esse postulado do marxismo, e o que sobra não mais será marxismo.”

      O problema é que o autor ACREDITOU que essa era a visão de Marx.

      Eu duvido que seja.

      Eu avalio o marxismo pelo que ele é, enquanto método: “técnica para obtenção de poder a partir da simulação artificial de guerra de classes”.

      Na versão original do marxismo, a guerra de classes era econômica.

      Porém, culturalmente o Ocidente não era tão apto a cair neste truque. Então o método marxista foi instanciado para outras GUERRAS DE CLASSE, todas elas artificialmente criadas, com o intuito de reformular o senso comum para o aceite do marxismo original (o qual é o mais poderoso, pois sempre resulta em totalitarismo).

      Por isso, o nome marxismo cultural.

      O autor vê paradoxo por que ele toma as partes ACESSÓRIAS do marxismo como se fossem as fundamentais.

      É por isso que ele acha que o marxismo está morto, enquanto eu digo que o marxismo está mais vivo do que nunca.

      Abs,

      LH

      • Como sempre Luciano, excelente. Parabéns.

        O Instituto Mises deveria continuar apenas se focando em questões de livre mercado e apresentando os fatos sobre os benefícios da liberdade econômica para os povos que experimentam ou já experimentaram isso.
        Questões sociais como “Marxismo Cultural” eles deveriam deixar para pessoas que realmente estudaram o assunto, como o Olavo de Carvalho e o David Horowitz, e não deixar blogueiros que leram um texto de 20 linhas em blogs “liberais” (liberals) escreverem coisas que não sabem.

        Eu digo isso, pois se não fosse por causa do Marxismo Cultural JAMAIS o Ocidente estaria experimentando o socialismo tão perto.

        A eleição de Obama e a ascensão simultânea de movimentos de extrema-esquerda por toda a América Latina pouco tempo depois da União Soviética e do bloco comunista terem caído foram devido ao fato do Marxismo Cultural.
        Afinal, como é possível surgir movimentos simultâneos defendendo exatamente um modelo econômico e político que havia acabado de se mostrar, na prática, um fracasso?

        O Marxismo Cultural na sociedade Ocidental é feita de várias formas, vou tentar explicar algumas.

        A doutrinação nas escolas é uma delas.
        Apresentar apenas o lado esquerdista da história e do mundo atual por uma visão dualista e extremamente simplista de mundo (oprimidos x opressores) (Livre Mercado = Mal , Movimentos Sociais = Bem) é um exemplo.

        Apresentar o capitalismo como causa de todos os males da humanidade (ignorando que foi o capitalismo que nos trouxe até aqui com toda essa melhoria da qualidade de vida e toda a tecnologia que usamos) e apresentar o socialismo/comunismo/marxismo como o modelo salvador da humanidade que foi deturpado no passado, também é uma forma de Marxismo Cultural.

        Ressuscitar movimentos já mortos e quase sem nenhuma utilidade, como o Feminismo, também é uma delas.
        O Feminismo atual é um estratagema das esquerdas para criar ódio das mulheres sobre os homens.
        O objetivo das feministas é exatamente esse: provocar ódio entre os sexos. Para que então justifique o Estado e organizações tipicamente de Esquerda entrar e intervir ainda mais na sociedade para “ajudar” o lado mais fraco. Fazer “justiça social”, como falam nos EUA.

        A União Europeia e a ONU promoverem imigrações de muçulmanos em massa para a Europa também é uma forma de Marxismo Cultural.
        É uma forma bem inteligente de quebrar as soberanias nacionais dos países europeus e transformar os países europeus tão homogêneos que é melhor dizer que não possuem uma cultural própria.
        A Europa antes de vários países, esta próxima de ser “o bloco europeu”
        Esse vídeo explica muito bem isso:

        http://www.youtube.com/watch?v=I14uQ7dyvrw

        Agora perceba, esses 4 que listei servem para um único propósito: transformar a cabeça das pessoas para enfim votarem em candidatos de partidos esquerdistas.
        As únicas pessoas que podem, legalmente, mudarem um país são os candidatos de partidos democraticamente eleitos. E para eles serem eleitos, é necessário uma engenharia social na sociedade inteira para que então a maioria das pessoas elejam esses esquerdistas para que possam mudarem aos poucos a legislação do país e possam cada vez mais intrometer o Estado na vida das pessoas, para enfim intrometer o Estado na propriedade das pessoas, que sempre foi o objetivo inicial.

        Eu não expliquei de forma muito coesa. Esse vídeo explica de uma forma melhor.

  1. Ainda tenho esperancas quando leio um texto deste porte , volto a acreditar que tem pessoas enxergando o que esta acontecendo .Hoje já temos uma midia controlada , ainda que seja pelos fundos , da maneira que o PT quer será descarada , não podemos deixar que isso aconteca.

  2. Eu falei sobre o risco do Brasil se tornar um lugar insuportável para se viver no meu trabalho. A galera ficou assustada, pois não tem a menor ideia do que realmente o PT quer para o Brasil. A maioria pensa que o Bolsa Família vai perdurar pela eternidade e que as coisas não vão piorar. Não sei se influenciei no voto deles, mas, pelo menos, já estão avisados.

    • Também tentei fazer isso no meu trabalho (uma estatal), mas a reação foi que fui colocado no ostracismo. Um colega, jovem engenheiro que não me parece militante do PT ou de qualquer desses partidos radicais, inclusive, me pediu para não mostrar a ele nada relacionado a esse assunto, porque não precisa que “façam a cabeça dele”, como se cada um descobrisse tudo por si mesmo!. As pessoas estão com medo. Noto pelo comentário delas, mas não querem mesmo se aprofundar, nem saber. Infelizmente meu poder de convencimento foi nulo, mas sempre que posso solto umas farpas – afinal trabalho num local onde, próximo, tem uma TV ligada na Globo News o dia inteiro. Oportunidade é que não me falta. 😉

      • Essa reação é normal em quem não quer encarar a realidade. É atitude do avestruz: se a cabeça estiver enfiada na areia, estará a salvo. O engraçado é que a Bíblia cita a avestruz como um animal desprovido de inteligência porque pisa nos próprios ovos e filhotes. Paciência com quem quer viver no mundo de Alice. Azar o deles.

  3. Você sabe, quanto é arrecadado em impostos neste país????

    Abaixo demonstro facilmente a situação,
    deixo claro que o valor real, é bem superior ao que anuncio,
    pois deixei muitos como se não pagassem,
    ou seja exagerei propositalmente,
    para você se surpreender, e não acreditar,
    que o valor anual arrecadado é realmente este
    (o valor com certeza é superior, ao que apresento)

    Vamos lá….

    População do Brasil: 202 milhões de pessoas (IBGE 04/07/2014)

    Começamos fingindo que 82 milhões de pessoas, sejam menores
    de 17 anos, não trabalhem, não sejam traficantes, e não sejam assaltantes,
    portanto nunca viram dinheiro,
    então esqueçamos estes.

    Sendo assim,
    a população nacional,
    com situação de trabalho seria de 120 milhões de habitantes.

    Miséria total
    Fase 01:
    20% destes possuem renda média mensal de R$ 300,00.
    E, vamos fingir que todos não compram absolutamente nada,
    nem roupas, nem comida, e nem bebida,
    assim… estes não geram arrecadação,
    ou seja, pagam de impostos… NADA !!!!!

    Extrema pobreza
    Fase 02:
    20% destes (120 milhões de hab.) possuem renda média de R$ 650,00.
    Estes, você pode dizer que consomem, compram remédios,
    comida, vestuário, pagam luz, água, etc…
    Ou seja, estes pagam IMPOSTOS indiretos, ou seja, EMBUTIDOS
    em tudo que compram.
    O que na realidade significa que pagam 15% de seus rendimentos
    em impostos!!!!
    Então:
    24 milhões de pessoas (20% da população) pagando 15% de impostos
    sobre seu ganho mensal de 650,00 (R$ 97,50).

    24.000.000 x 97,50 = 2 bilhões 340 milhões / mês
    Anualmente: R$ 28 bilhões e 080 milhões de reais

    Pobres
    Fase 03:
    14% da população (16.800.000 pessoas) possuem renda média mensal
    de R$ 1.000,00.
    Estes consomem mais, e gastam mais, ou seja acabam pagando
    uma média de 20% em impostos diretos e indiretos, o que totaliza
    R$200,00 de impostos por pessoa.
    Então:
    16.800.000 pessoas x 200,00 = 3 Bilhões 360 milhões / mês
    Anualmente: R$ 40 bilhões 320 milhões de reais.

    Fora da linha da pobreza
    Fase 04:
    10% da população (12 milhões de pessoas) possuem renda média mensal
    de R$ 2.000,00.
    Aqui, as pessoas já pagam IPTU, e outros tributos, além dos impostos
    embutidos que a pessoa não vê, e não sabe que pagou, ou seja,
    nesta fase os impostos juntos levam 35% do salário da pessoa
    (R$ 2.000,00 x 35% = 700,00).
    Então:
    12.000.000 pessoas x R$ 700,00 = 8 bilhões 400 milhões / mês
    Anualmente: R$ 100 bilhões 800 milhões

    Classe média/baixa
    Fase 05:
    18% dos brasileiros (21 milhões e 600 mil pessoas)
    possuem renda mensal de R$ 3.000,00.
    Estes pagam todo e qualquer tipo de imposto,
    sabendo ou não, pagam 35% de seu salário só
    em impostos!!!!!
    Então:

    21.600.000 pessoas x R$ 1.050,00 = 22 bilhões 680 milhões / mês
    Anualmente: R$ 272 bilhões 160 milhões de reais.

    Paro aqui para lembrar que,
    está sendo feito uma mostra, do que é arrecadado,
    ou seja TODOS, todos os impostos juntos,
    tanto municipais, estaduais e federal.
    O que está sendo divulgado é simplesmente,
    a arrecadação anual de IOF, IR, IPTU, ITCMD,
    ICMS, IPVA, ISS, Laudenio, etc… (todos os impostos,
    existentes no país).

    Classe média
    Fase 06:
    09% destes (10.800.000 pessoas)
    possuem renda mensal de R$ 6.000,00.
    Seus gastos mensais geram arrecadação
    relacionada a 45% de impostos.
    Então:

    10.800.000 pessoas x R$ 2.700,00 = 29 bilhões 160 mi. / mês
    Anualmente: R$ 349 bilhões 920 milhões de reais.

    Classe média/alta
    Fase 07:
    08% da população (9.700.000 pessoas) possuem renda mensal
    de R$ 35.000,00. Estes pagam 60% de seus salários em impostos
    (R$ 21.000,00).
    Então:

    9.700.000 pessoas x R$ 21.000,00 = 203 bilhões 700 milhões / mês
    Anualmente: R$ 2 trilhões 444 bilhões 400 milhões de reais.

    Ricos
    Fase 08:
    01% da população (1.200.000 pessoas) possuem renda média mensal
    de R$ 200.000,00, e estes são o que mais pagam impostos no país
    (70% de seu salário é gasto em impostos).
    Então:

    1.200.000 pessoas x R$ 140.000,00 ( 70% de 200.000,00) = 168 bilhões / mês
    Anualmente: R$ 2 trilhões e 016 bilhões de reais.

    Finalizando,
    não coloquei nada por pessoa jurídica,
    pois englobei os salários aos impostos,
    por isto, classe média / alta, e
    ricos tem uma taxa de impostos tão violenta.

    Lembro que, se algum petista idiota
    dizer que no Brasil não existe:

    1.200.000 pessoas que ganham em média R$ 200.000,00
    9.700.000 pessoas que ganham em média R$ 35.000,00
    10.800.000 pessoas que ganham em média R$ 6.000,00
    Quem disser que estes números são altos,
    ou irreais,
    pode ter certeza, que é alguém que diz que Delúbio,
    Genoíno e Dirceu, foram presos injustamente!

    Finalizo…
    Mostrei acima, que a arrecadação em impostos anuais
    são de (no mínimo) R$ 5 trilhões 251 bilhões 680 milhões de reais.
    Ah….
    e a sonegação????
    Este número é bem inferior a realidade,
    ou seja,
    pode considerar a sonegação embutida!

    O que você tem a ver com isto????

    TUDO!!!!!

    Pois pense em 5 trilhões,
    dividido por
    todas as nossas cidades (5.570 cidades).

    Isto dá 897 milhões 667mil reais / cidade ao ano!!!!!

    Ainda não entendeu????

    Então desculpe,
    imprima isto,
    dobre,
    enfie no cú,
    e vote novamente no PT!!!!!

  4. Luciano você acha que se o PT ganhar as próximas eleições nós inevitavelmente teremos o mesmo destino dos venezuelanos ? E se o Brasil ganhar a Copa, não é ponto positivo para eles ?

      • Luciano.

        Sei não, meu caro, mas me parece que as pessoas, em geral, estão aprendendo a separar o joio do trigo, de tal modo que, mesmo a Seleção ganhando, o PT não irá faturar politicamente com isso. As análises da última pesquisa Datafolha argumentam por esse caminho.

        Mas também não tenho a pretensão arrogante de ser dono da verdade, of course.
        Acho mais prudente aguardarmos o final da Copa, e então teremos a verdade.
        ———-

    • Eu não tenho dúvidas de que se o PT ganhar, as eleições de 2018 serão mero teatro. A Democracia estará em estado vegetativo até que os aparelhos sejam desligados, ou seja, até que a ditadura seja concretizada.

  5. Esses caras só estão seguindo a cartilha e o fazem muito bem feito, aí eu pergunto quem pode barrar isso tudo: o legislativo ( todo comprado e corrupto se vendendo por cargos ou dinheiro), o judiciário ( com um STF todo composto por cupinchas do PT), o MPFederal ( com um procurador geral que sem ser acionado pede soltura de mensaleiros), o povo ( 24 horas por dia batalhando pelo sustento ou inebriado pelas distrações circenses), Deus ( esse tem coisas mais importantes para se preocupar), um punhado de jornalistas contrários ao PT ( não dá nem pra fazer sombra)…. O enorme problema que eu vejo é a ausência de força real contra esses caras, o que eles fazem vai se consolidando politicamente, socialmente e o pior de tudo culturalmente; depois que tudo isso se enraíza no sistema, fazer a sua retirada é algo quase impossível; é um câncer incurável que a tudo infecta; o Brasil está doente, ainda não agoniza devido a sua extrema riqueza natural que ainda mantém o regime e confirma o ditado que o “socialismo vai bem enquanto o dinheiro alheio não acaba”.

  6. Luciano, duas notícias que valeriam a pena uma olhada melhor:

    1) Artigo de Flávio Bolsonaro falando da ação que lhe foi ajuizada por ter mostrado a imagem do acusado de ter praticado um estupro dentro de um ônibus na avenida Brasil, no Rio. O detalhe é que até se achar o referido, ninguém sabia que ele era menor de idade e alguns achavam inclusive que seria mais velho, como se pode ver neste exemplo de notícia, que inclusive tinha um cartaz com a foto dele e prometendo recompensa. Logo, Flávio Bolsonaro apenas fez o que outras muitas pessoas fizeram, que foi divulgar a foto dele com a finalidade de encontrá-lo. E, a exemplo de outros, não tinha como saber que o cara era menor de idade, assim como só se soube quando ele foi preso e identificado. Irão ajuizar ação contra todos os outros que mostraram a foto do cara? Se for fazer uma busca no Google, veremos que há um monte de reproduções dessa versão da imagem (a que mostra claramente o rosto).

    E, como o próprio deputado estadual falou, a publicação da imagem permitiu que outras duas vítimas de assaltos dele o reconhecessem. Porém, como se pode ver, o rabo mordeu o cachorro e querem punir quem divulgou a foto em vez do fotografado;

    2) Segue o último Hangout Reacionário, com Filipe Altamir, Leo Nerys, Roberto Barricelli e Kim Kataguiri:

  7. Luciano… Excelente; obrigado pelas referências!
    O desafio é “desenhar” para os incrédulos como chegaremos ao racionamento de alimentos e como esse decreto 8243 e a censura da mídia são o “início das dores”.
    Há os que dão oportunidade ao debate, é a esses que se pode falar. Como “desenhar pra eles”, citando fontes, e tudo mais?

Deixe uma resposta