Agora vai: PHA sugere intervenção estatal no futebol por causa de vexame contra Alemanha

31
202

pha

Realmente os petralhas não estavam psicologicamente preparados para ver o Brasil perder a Copa 2014 de forma tão deplorável, principalmente depois de terem resolvido usar o estratagema sujo chamado “pátria de chuteiras”, emulando exatamente os mesmos tons utilizados pela ditadura militar em 1970.

Os textos que eles têm lançado transitam entre o vergonhoso e o inconcebível, não raro com altas doses de insanidade. Esse é o efeito colateral nos militantes de um partido que não teve a dignidade de ver a Copa do Mundo como ela é (um evento de integração e união, do qual o governo deveria participar e promover), mas como um instrumento de política suja. Enquanto os brasileiros se preocupavam com o desempenho da seleção em campo, os governistas se preocupavam em como iriam maquiar a realidade para usar as vitórias da seleção como meio de chantagem psicológica.

Não raro eles diziam que “a seleção venceu, contra toda a oposição”. Depois da derrota lamentável, o site do PCO chegou a culpar a direita (que segundo eles, liderou uma conspiração com a “mídia hegemônica” e partidos como PSTU e PSOL) pelo mineirazo.

A bola da vez é o texto “7 a 1: tem que mandar todo mundo embora”, escrito por Paulo Henrique Amorim em seu blog chapa branca  – e como sempre, repleto de anúncios estatais, ou seja, ele escreve textos insanos mas não rasga dinheiro. Ele é, junto com Leonardo Attuch (do Brasil247), um dos líderes da BLOSTA (blogosfera estatal)

Dê uma olhada no texto, horrorosamente mal redigido (deve ter sido a tensão pós-jogo):

O colapso da Seleção Brasileira diante da Alemanha – a Alemanha de sempre, que jogou sem adversário – deve permitir uma limpeza geral. Limpeza na CBF. Limpeza no Brasileirinho, o torneio nacional. Limpeza nos privilégios da Globo com relaçao ao ao Brasileirinho e à seleção.

O Felipão, e o Marin da CBF, ao lado do Galvao – porque sao a mesma sopa ! – deveriam se inspirar no técnico Prandelli e o presidente da Federaçao, depois da derrota para o Uruguai. Pediram demissão no vestiário. No ônibus ja estavam fora.

Essa derrota é pior do que a de 50. A de 50 foi jogo jogado. O Uruguai jogou melhor. Essa, não, foi um colapso generalizado: quatro gols em seis minutos ! Um time que não sabe tomar um gol.

O Luxa, na Fox, meteu o dedo na ferida. Acaba o jogo, só quem fica aqui é o Fred. Os outros vão embora, cada um para um canto. E nao vai haver uma auto-crítica. E é preciso pensar tudo. Colocar o futebol na agenda da Dilma: essa que não tem ainda a Ley de Medios.

O Brasil foi capaz de fazer a Copa das Copas, e doze estádios magnificos. Infra-estrutura, segurança. A vergonha foi dentro do campo – na CBF e na Globo, que manda na CBF.

O Governo brasileiro entendeu que era preciso fazer uma grande Copa, porque o futebol está inscrito na alma brasileira. E, por isso mesmo, é preciso intervir no futebol.

Agora virão os idiotas da objetividade. O meio do campo isso, a defesa aqui, o Felipao aquilo outro. Nao tem a menor importancia. Esse foi um fenomeno do Sobrenatural de Almeida, que só o Nelson Rodrigues explicaria. O problema não está “nas quatro linhas”. Tem que passar desinfetante em tudo. Essa seleçao tem jovens que podem perfeitamente ter longa vida em outras Copas. Outros estão por provar-se. E outros vão para casa, melancolicamente, como o Fred.

Agora, os arianistas tropicais, os idiotas da objetividade vao dizer que a Alemanha já ganhou a Copa. É Alemanha maior de todas ! De todos os tempos! O ansioso blogueiro tem dúvidas sobre essa Alemanha. Vamos ver. Vamos ver essa Alemanha dos Estados Unidos, da Argélia ganhar a Copa … O Conversa Afiada passa a torcer pela Argentina.

Torcedor brasileiro amargurado decidindo torcer pela Argentina? Está na cara que esse é mais um que não gosta de futebol e passou a “torcer” para a seleção canarinho depois que marotamente o governo começou a fingir que “a vitória do Brasil é a vitória do PT”. Como se a seleção tivesse dado esse tipo de aval ao governo.

Não só ele aproveitou o espaço para pedir uma lei de mídia como também propõe a estatização do futebol. O bizarro é que o Brasil é o maior ganhador de Copas do Mundo sem nunca ter precisado do estado para isso. E enquanto isso os resultados das seleções da Rússia, China e Cuba são aquela beleza…

Pensando bem, se ouvirem o conselho de PHA (propondo intervenção do governo no futebol), aí é que no futuro começaremos a nos acostumar com derrotas como essa de ontem para a Alemanha.

Ontem, ocorreu uma tragédia para o futebol brasileiro. Mas para compensar, hoje será um dia divertido para acompanhar a mídia petralha, pois indignados ao falar de futebol (que eles não conhecem, pois jamais gostaram disso – lembre-se que para eles, “futebol é ópio do povo, que evita a revolução”) metem os pés pelas mãos.

Anúncios

31 COMMENTS

  1. Aqui em Porto Alegre, os ‘jornalistas’ da Rádio Gaúcha estão tocando a mesma música. Falam em “Devemos transformar o futebol”… “O futebol no Brasil deve ser revisto”.

    Ao que parece, este ‘vexame’ da seleção não parece ter sido somente incompetência técnica. Tem agulha nesse palheiro…

  2. Nossa, parece piada ler isso.

    Pra quem acompanha futebol desde pequena e conhece as táticas, o Brasil levou uma surra franca em campo, isso porque a Alemanha sentiu que estava demais e tirou completamente o pé no segundo tempo, fazendo mais dois gols completamente sem querer. Daí vem um camarada desses, que nem escrever um texto coeso sabe, dizendo que por falhas táticas e técnicas deve-se estatizar a CBF. Ah vá pra PQP, né não?

    • NOVE de JULHO!
      M.M.D.C. E A REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1932.

      ———-

      TENHAMOS A CONSCIÊNCIA MAIOR DESSA DATA E SEU GRANDE SIGNIFICADO.

      SIGNIFICADO PERENIZADO NO MONUMENTO NO PARQUE DO IBIRAPUERA.

      M — Martins.
      M — Miragaia.
      D — Dráusio.
      C — Camargo.

      Esses HOMENS eram BRASILEIROS, que AMAVAM O BRASIL, que LUTARAM e MORRERAM por ELE.

      Lutaram contra uma ditadura, a ditadura do Estado Novo daquele pústula que se auto removeu da vida pensando que sairia bem na foto da história, mas a justiça, ora vejam! foi feita!

      Esses HOMENS eram BRASILEIROS e VERDADEIROS PATRIOTAS, que AMAVAM O BRASIL, mas DESDENHAVAM a seleção de futebol.

      ———-

      NOVE de JULHO!
      M.M.D.C. E A REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1932.

      ———-

  3. Pessoal!

    Vejam o lado positivo do, como direi?, há já sei…

    “NEO HOLOCAUSTO”, “PÓS PENTA” e “PRÉ HEXA”: Brasil x Alemanha.

    A seleção, que é PENTA, levou o HEPTA direto, sem escala pelo HEXA.

    Este processo denominado “QUEIMAR ETAPAS”, é a nova estratégia da inteligêntzia na C.B.F.

    Brasil, o país do futuro (!?).

    ———-

  4. E já que o lance é rir da e com a derrota do Brasil, que estendamos o riso também aos marxistas-humanistas-neoateístas, com esta postagem da Maria Frô que vem acusar o senador Álvaro Dias (PSDB/PR) de reacionário por ter repostado um texto de autor desconhecido falando que o maior legado da Copa é a mostra clara de que o brasileiro precisa deixar de lado a cultura da malandragem e passar a se aplicar como os alemães se aplicaram.
    Como na cabeça dos MHNs ninguém pode falar contra um povo se aquela coisa contra porventura beneficia o marxismo-humanismo-neoateísmo, lá foi a dona Maria em questão dizer que seria uma visão de elite vira-lata (haja elite para culpar, hein?) e que ele seria cara de pau de chamar o povo de malandro quando fez em uma charge mais ou menos o que o Flatuff faz com as charges originais de quem lhe deu o motivo (sim, MHNs são 100% desprovidos de senso de humor e capacidade de rir consigo próprios, ao contrário do povo brasileiro que eles dizem representar).
    E como não poderia deixar de ser, MHNs precisam inventar que seus adversários são racistas-fascistas-homofóbicos e outras coisas, mesmo que o texto em questão tenha falado de coisas que poderiam acontecer igualmente em vários estratos do povo:

    Texto que trata o povo brasileiro com desdém, texto que poderia ter sido escrito por qualquer racista do século XIX, ainda mais porque faz a comparação mais estereotipada entre arianos (os alemães) “superiores” e os mestiços (o povo brasileiro) “malandros”. Um texto lamentável, como é lamentável o modo de fazer política de um partido cada dia mais reacionário e sem projeto político que reduz seu discurso e sua prática a atacar os avanços sociais do país.

    O problema para Maria Frô é não saber a escalação da seleção alemã atual, na qual veria um mulato (Boateng), jogadores com ascendência turca ou árabe (Özil e Khedira), um de ascendência albanesa (Mustafi, que foi cortado durante a Copa por lesão) e dois poloneses naturalizados (Podolski e Klose). Logo, é bem possível que neonazistas não tenham torcido para essa seleção pelo fato de ela ter dependido de pessoas que não são exatamente alemãs de raiz. Logo, ela apelou para aquele estereótipo clássico que se tem sobre aquele povo e que com certeza não corresponde nem um pouco ao que esse povo é atualmente.
    Para finalizar, a autora do blog pega dois textos de Pablo Villaça que ainda tentam capitalizar sobre a Copa acusando o torcedor comum por aquilo que uns poucos torcedores fizeram na Vila Madalena ao queimar a bandeira nacional. Ué, pelo que me lembro os MHNs adoram queimar nosso pavilhão, como posso ver em protestos diversos de tal matiz. Fica mais ou menos como o Lula xingar a mãe do Itamar em 1993 e agora reclamar de as pessoas mandarem a Dilma tomar algo que não providências.

    E já que o pensamento MHN é autorreferencial, eis que temos outros dois textos da mesma blogueira usando link do anterior, como este e este outro que, além de usarem o termo “coxinha” sem ser no sentido do salgado em questão ou seu sentido de gíria antes de ser conspurcado pelos religiosos políticos em questão (termo paulistano para policial militar), me dão uma sensação das boas de que estão falando para as paredes (o que é ótimo se pensarmos que não propaga marxismo-humanismo-neoateísmo) para além de onde está. Só para dar a cereja do bolo com sabor de bizarrice que estamos vendo ser feito em nossa frente, ela apoia o PCO e diz que esse partido a representa.
    Subitamente os MHNs, nessa de se levarem sempre a sério e rosnando a cada pequena oposição que surja contra eles, tornaram-se bem mais engraçados do que aqueles com senso de humor a quem tentam calar.

  5. Luciano, mais uma com texto tipicamente marxista-humanista-neoateísta, mas que nem quem escreveu está levando a sério:

    ESTATUTO DA LEGIÃO DOS PERDEDORES DE SETE A UM (LEPESU). Por Alexandre Vastella.

    O futebol é uma competição reacionária, capitalista e burguesa. A Alemanha está oprimindo injustamente nosso time brasileiro, através da acumulação primitiva de gols. Devemos expropria-los para tornar o futebol igualitário e planificado. Assim, nós da Legião dos Perdedores de Sete a Um (LEPESU) reivindicamos as seguintes pautas:

    1 – Em nome da igualdade social e do fim da opressão, todo jogo deverá acabar 0 a 0.

    2 – Para combater o machismo, a seleção brasileira deverá ter homens e mulheres. Sugere-se tirar o Fred e colocar a Marta no lugar.

    3 – Será instalado o Marco Civil do Futebol, dando TOTAL autonomia para os árbitros censurarem jogadas subversivas.

    4 – Em nome da revolução futebolística, Felipão não será mais o técnico. No lugar dele, será instalado um conselho popular formado pelo MST, pelos Black Blocs e pelo Itapecerica Futebol Clube.

    5 – Antes de cada jogo, deverá ser feita uma saudação ao nosso grande líder, o deus na Terra, Sr. Luiz Inácio Lula da Silva.

    6 – Para combater a xenofobia, a seleção terá cota para indígenas, respeitando a proporção étnica das tribos brasileiras.

    7 – Jogadores do time perdedor receberão Bolsa-Cafeína, para ajuda-los a recuperar a vitória sobre a seleção vencedora opressora (ver item 1).

    8 – Em nome da sustentabilidade, 20% do campo de futebol deverá ser reflorestado com mata nativa.

    9 – Será estabelecido o Estatuto do Deschuteiramento, pois as atuais chuteiras possuem pontas que podem machucar. Todos jogarão descalços.

    10 – Por fim, os salários de TODOS os jogadores em território nacional serão iguais, com base em valores cubanos correntes (50 dólares por mês).

    Perdedores do mundo, uni-vos!!! A FIFA é o ópio do povo!

    Ao menos com a alínea 2 creio que muitas pessoas irão concordar. Já com a 6, creio que nem os índios iriam aceitar.

  6. Mais diversão vindo do excelente “De Pyongyang a la Habana”
    http://depyongyangalahabana.blogspot.com.br/2014/02/la-oscura-noche-de-corea-del-norte.html
    Vamos ver argumento por argumento o que esse sujeito diz:
    1- A geografia da Coreia
    De acordo com ele, o fato de a Coreia do Norte ser escura no mapa se deve por causa da geografia, em parte. Ocorre que a parte norte da península teria que arcar com o fato de uma cordilheira tomar grande parte de seu território. Éééééé… como disse?
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Geografia_da_Coreia_do_Norte#mediaviewer/Ficheiro:North_Korea_Topography.png
    Com muito gosto, essa cordilheira toma parte de 20% do território (me refiro às partes mais altas mesmo, pois se estamos falando das partes amarelas do mapa, bem:
    http://en.wikipedia.org/wiki/Geography_of_South_Korea#mediaviewer/File:South_Korea_Topography.png
    a Coreia do Sul também tem esse problema, e isso não impediu ela de se iluminar a noite.)

    Depois, vem aquele vitimismo de sempre “aiii, porquê a Nasa é dos USA, esses porcos imperialista coxinhas que não gostam de comunismo” e toda aquela choradeira de sempre. Bem, se é assim, acho melhor avisarmos a NASA que eles não fizeram um bom trabalho na China
    http://2.bp.blogspot.com/-yLdl3sd14P4/UbHYUEAyGDI/AAAAAAAAD-Y/_z3NnC3vnww/s1600/china-night-satellite.jpg
    Oriente Médio, Cuba e o norte da América do Sul, onde está a Venezuela
    http://2.bp.blogspot.com/-yLdl3sd14P4/UbHYUEAyGDI/AAAAAAAAD-Y/_z3NnC3vnww/s1600/china-night-satellite.jpg

    E pior… a NASA ainda foi retardada a ponto de, nesse mesmo mapa, apresentar os EUA com metade de seu território no escuro!!!! Meu Deus, desse jeito, a Coreia do Norte nem precisa do De Pyongyang a la Habana, é só deixar os americanos se estragarem com tamanha burrice ¬¬

    E por fim, uma olhada para as fotos. Eu fui ver se as fotos realmente batem: de fato, usando um motor especial de busca do Google, estas são mesmo fotos de cada cidade. Só que, obviamente, ele não mostra qualquer foto dessas cidades. Aqui, por exemplo, vão algumas que ele “se esqueceu” de mostrar:
    Hamhung:
    http://www.donaldkirk.com/images/hamhung_tracks.JPG
    https://c2.staticflickr.com/8/7235/7044919729_384116e884_z.jpg
    http://farm5.static.flickr.com/4095/4753883449_0f286fc8cc.jpg
    https://c1.staticflickr.com/9/8063/8241133014_645e4d6d67_z.jpg

    Hoeryong
    Prisão da cidade (parece que os comuna norte-coreanos não curtem esse amor aos bandidos dos comuna daqui)
    http://randomstory.org/wp-content/uploads/2013/04/162.jpg
    No meio de minha busca, me deparei com esse lindo post que meio que vai contra o que dizia aquela rádio estatal de antes:
    https://leonidpetrov.wordpress.com/2010/09/10/

    Namp’o
    http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/9/95/Nampocity.jpg
    http://farm4.static.flickr.com/3683/13509427735_7e11074a27.jpg

    Chongjin
    http://www.koryogroup.com/pictures/galleryImages/around/lg/chongjin.jpg
    http://static.panoramio.com/photos/large/16502931.jpg

    Sabe, nós poderíamos ter uma visão bem mais realista da Coréia do Norte se eles, sei lá, não impedissem fotógrafos de tirar fotos de qualquer coisa? Não me admira NADA que não haja tantas fotos ruins assim sobre a Coréia do Norte…

    • Continuando esse post, o autor cita um livro (A Country of Cities) que mostra uma imagem noturna de satélite do nordeste da China, a península coreana e o Japão. Nessa imagem, podemos ver que a península está igualmente iluminada. Eu fui procurar esse livro no google. Não achei a tal imagem, então, eu especifiquei (botei “A Country of Cities Korea”), e ainda o fiz no modo anônimo, para garantir que os resultados não sairiam parciais (o google modifica os resultados de acordo com seu comportamento na internet). A tal foto eu não achei. O que achei foi:
      http://i.imgflip.com/75ed2.gif
      De novo, eu estava no modo anônimo, um modo onde supostamente o Google é incapaz de reconhecer o usuário, portanto…

      Depois, resolvi partir pra ignorância. Fazendo a mesma coisa que fiz com as fotos noturnas, eu fui procurar essa imagem de satélite internet afora… não encontrei muita coisa.

      Vamos às imagens do “futuro da eletricidade na Coréia do Norte”
      A primeira imagem, o Google só me retornou o La Habana e um outro blog em coreano. Só por aliviar qualquer peso na consciência, eu fui traduzir o que dizia aquele texto em coreano. O Google Tradutor me retornou isso:
      Kim patriotismo acalentado no coração eo sangue ferver e mais
      É, sabemos que o tradutor não é muito bom… mas já dá pra entender alguma coisa daí, não? Se não, é só procurar por KCNA Watch e você vai entender do que se trata 😉

      A segunda foto se trata disso:
      http://en.wikipedia.org/wiki/Yongbyon_Nuclear_Scientific_Research_Center
      Gerar energia, gerar mísseis nucleares, é tudo a mesma coisa…

      A terceira foto dos painéis solares, mais uma vez, só encontrei menções ao próprio La Habana, e esse site em russo que, também traduzido, diz o seguinte:
      “nobre intenção de Kim Jong-un para o estabelecimento dos soldados KPA mais …”

      • Ah sim, como eu pude me esquecer. O autor faz menção a alguns exemplos de imagens censuradas por motivos de guerra, como por exemplo, o Palácio Real de Amsterdan.
        Será mesmo? Que tal testarmos essa hipótese usando o Google Maps? Bora lá, digitem as coordenadas numéricas na aba de pesquisa do maps, aproximem o zoom, e vocês verão o quão “censurados” são esses lugares:
        Palácio Real de Amsterdan- 52.373164, 4.891381
        A tal base censurada de Vlissingen- 51.447694, 3.603177
        A Base aérea de Volkel, o aeroporto Minami Torishima, e RETS22 estão mesmo censurados no Google Maps.
        Quanto ao projeto HARP
        http://www.bibliotecapleyades.net/ciencia/echelon/images/haarp_6.jpg
        Mais fácil do que conseguir uma foto da Coréia do Norte (eu tô dizendo, deviam deixar os burros americanos se estragarem sozinhos…)
        Quanto a base militar em Taiwan, admito que ainda estou procurando, se você quiser tentar, aqui estão as coordenadas da rua Daxing: 24.953571, 121.305604
        Pelo menos eu acho que está por aqui por perto

      • Um último comentário em cima daquele gráfico de importação de energia.
        De acordo com essa tabela, nenhum dos países (Coréia do Norte ou do Sul) exporta ou importa energia:
        http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_by_electricity_imports
        Quanto ao gráfico posto no site, veja só que maravilha. Eu não encontrei tal imagem na internet. Mas cheguei ao site do banco mundial. Há um fato que o La Habana não citou. Se eu compreendi o gráfico, é verdade que a Coréia do Norte tem exportado energia ( na verdade, parece que até mais do que ele disse, pelo menos uns 32% é exportado). Por outro lado, vamos comparar quanto de energia é produzida pela Coréia do Norte e quanto é produzida pela Coréia do Sul? No link que vou passar abaixo, a Coréia do Norte produziu em 2011 uma tonelada equivalente de petróleo de 25,194
        A Coréia do Sul, nesse mesmo período, produziu 46,988,3
        O que ocorre então? Ocorre que a Coréia do Sul usa muito mais energia (260,439) do que produz (sintoma de país desenvolvido) enquanto que a Coréia do Norte usa 19,037. Aí fica fácil exportar…
        Pra quem se interessar pelo link, tá aqui:
        http://data.worldbank.org/indicator/EG.IMP.CONS.ZS/countries/KR-KP?display=graph

  7. Essa criatura é tão patética… Os neurônios dele já estão em colapso. Também depois de perder por 7 X 1, qualquer baba ovo oportunista fica sequelado.

  8. Os textos que eles têm lançado transitam entre o vergonhoso e o inconcebível, não raro com altas doses de insanidade. KKKKKKKKKKKKKKK Só leio os textos desses idiotas no seu blog, viu, Luciano? Me recuso a frequentar a BLOSTA.

  9. É preciso avisar que intervenção estatal na CBF poderia ocasionar o pior, que é fazer o Brasil e seus times ficarem de fora de competições (Copa inclusa, torneio esse do qual nossa seleção é a única a ter participado de todas as edições). Vide o ocorrido com a Nigéria.

  10. ‘‘Tudo no Estado, nada contra o Estado, e nada fora do Estado.’’ (Benito Mussolini)

    E depois os esquerdopatas chamam de fascista quem pede menos Estado. É uma aberração cognitiva, cheia de palavras vazias de sentido, papagaiadas aos quatro ventos. A esquerda é fascista, de modo que o fascismo era de esquerda.

    Que tempos são esses em que temos que dizer o óbvio? Quando eu vejo ‘‘intelectuais’’ como Gilberto Maringoni et caterva pedirem mais Estado, pedirem que o Estado promova a cultura (com bolsa rouanet para simpatizantes da ideologia), controle da mídia e etc., essa mesma claque que chama seus adversários de fascista, eu me expresso como os italianos – não os fascistas – fazem com as mãos: Ma Che! Olha o que a oposição – o PSOL é oposição? – que o pulha desse Maringoni faz: “O petismo pode não ser de esquerda, mas o anti-petismo geralmente é de direita”.

    Hoje, agora há pouco, uma reportagem da TV Brasil insinuou contra a CBF (me atenho sobre a sua gerência), que ela é uma empresa privada, sem vínculos com o Governo. Daí eu vi tudo. Agora imagine, estatizar o futebol… Mas nem os militares imaginaram isso. Seria como na China onde os atletas olímpicos treinam servilmente, por assim dizer? É, esses fascistas não têm limites.

  11. Sempre que aparece o nome desse PHA tenho calafrios. Gastou muito tempo aprendendo sobre bandidagem disfarçada de politicagem, que não aprendeu o português, vide esse texto de conteúdo sofrível e escrita a altura.

Deixe uma resposta