Eduardo Guimarães inventa um argumento inaceitável para dizer que “PT não politizou a Copa”

22
198

guimachiqueiro

Apenas a título de hipótese e ilustração, imagine que sua irmã chegue em casa e diga: “Maninho, resolvi ir para a vida fácil. Eu vendo meu corpo na rua, para complementar a renda”.

Em choque, você não consegue emitir uma palavra sequer durante alguns minutos. Passado o impacto inicial, você diz, misturando sentimentos de angústia e pena: “Bem, pelo menos você não virou colunista do Brasil247”.

Eduardo Guimarães é incorrigível. Um dos mais empolgados cronistas chapa branca, um dos ícones da BLOSTA, além de um dos arquitetos dos projetos de censura de mídia do PT, mostrou o nível de gente que escreve para esse tipo de publicação. Leia este trecho do texto Veja entrega o jogo e mostra quem é que politiza o futebol, visto hoje no Brasil247:

Nunca se responsabilizou um presidente da República pelos resultados da Seleção brasileira. Ganhando ou vencendo, nunca responsabilizaram Fernando Collor, nunca responsabilizaram Itamar Franco, nunca responsabilizaram Fernando Henrique Cardoso e, por incrível que pareça, nem mesmo responsabilizaram Lula.

Dilma, como qualquer presidente de qualquer país, apareceu em uma foto torcendo pela Seleção. Não há nada de demagógico nisso.

Um presidente da República representa todos os brasileiros. Se ela não aparecesse torcendo pela Seleção em um evento desse porte em seu próprio país no mínimo seria acusada do oposto, de torcer contra. Nesse caso, a capa de Veja diria algo mais ou menos assim: “Será que ela torceu contra?”

Neste ano, além de Dilma, muitos outros presidentes apareceram em fotos torcendo por suas seleções. E não foram “ditadorezinhos bolivarianos”, foram chefes de grandes nações.

Guimarães é o mais fiel exemplar da decadência moral de jornalistas militantes tentando defender o indefensável. Ele é taxativo ao dizer que a Veja afirmou que o PT politizou a Copa apenas por que Dilma “apareceu em uma foto torcendo pela Seleção”.

Leia agora este bloquinho a seguir:

Agora, Veja foi tirar da foto de Dilma torcendo pela Seleção a tese de que ela, por isso, estaria politizando o futebol. É ridículo, é injusto e, pior, é um desrespeito com a sociedade, pois Veja é quem está usando politicamente o futebol, não Dilma. Porém, Veja acusa a presidente de fazer o que quem está fazendo é a revista, descaradamente.

O que importa não é o conteúdo da matéria de capa da Veja desta semana, que ninguém vai ler exceto os psicóticos que compram aquela porcaria para se masturbarem politicamente com as próprias convicções. O que importa é a capa, a manchete. É por meio delas que a mídia brasileira joga sujo, através de ideias burras e prontas como essa, a de Dilma ser responsável pelo desempenho da Seleção.

Quem opta por criticar aquilo que não leu dá nisso. Mas eu aposto em desonestidade mesmo.

Em nenhum momento a Veja (que publicou uma matéria de capa dizendo “Vai sobrar para ela?”, com a foto de Dilma e a opinião de vários colunistas) disse que a politização do futebol pelo PT residiu na presença de Dilma nos estádios. O fato de Eduardo Guimarães ter afirmado isso é um exemplo do nível de trapaça intelectual da qual ele depende.

Um dos recursos mais sujos possíveis é alguém fingir um falso motivo para uma acusação, tentando se defender desta acusação. Por exemplo, imagine um bandido preso por estupro, que tenha sido filmado estuprando sua vítima. Vestindo uma camisa verde no momento de sua prisão, ele começa a protestar: “É absurdo me prenderem por usar camisa verde. Aquele ali está usando camisa verde e não está sendo preso! Isso é injusto!”. É exatamente esse o truque tentado por Eduardo.

Como este blogueiro que vos escreve não cai em nenhum dos contos de Eduardo Guimarães, vamos, então, ver os motivos pelos quais qualquer pessoa está legitimada a acusar os líderes petistas e sua BLOSTA de politização da Copa em um patamar ético que fica abaixo da crítica moral:

  • O PT tentou usurpar os méritos das empresas de aviação (que não atrasaram os vôos), da FIFA (que pressionou o aceleramento da construção dos estádios), do povo brasileiro (que recebeu bem os estrangeiros) e das seleções (que fizeram ótimos jogos), para tentar dizer que o sucesso extra-campo da Copa foi um “mérito do governo”. Em suma, o governo tomou 4×0 da iniciativa privada. Eles comeram lavagem e arrotaram caviar.
  • Os jornalistas da BLOSTA começaram a usar a seleção como um símbolo para manipular a percepção do eleitor. Algo como “pátria de chuteiras”, mesma simbologia usada na época da ditadura militar. Enfim, quem “colou” na seleção foi o PT. Tudo por que eles quiseram apelar à demagogia mais rasteira.
  • Ao mesmo tempo, o PT não fez nada que preste para melhorar a infraestrutura brasileira. Tanto que o cidadão já está sentindo que a Copa não  melhorou seu estilo de vida. O trânsito continua um lixo, a violência segue do nível do Iraque e os hospitais públicos são o inferno na terra. Ainda assim, foi um belo torneio. Nessa situação, ver o PT tentar capitalizar significa no mínimo um tapa bolivariano na cara de toda uma população.
  • Como se isso não fosse suficiente, logo após as duas derrotas da seleção, eles surgiram com propostas de estatização do futebol, em um verdadeiro atentado contra a dignidade humana. Até nesse momento de tristeza, eles pensam em aumento de seu poder a partir do aparelhamento estatal. Agora no futebol.
  • Durante toda essa campanha, o PT apelou a discursos de ódio, dizendo existir “bons e maus brasileiros”, apenas por que reclamavam ou não de nossa infraestrutura, ou torciam ou não pela seleção. Nesses momentos, o PT se mostrou entranhado até a raiz da alma no chiqueiro.
  • E a coisa não termina por aí, pois agora eles tentam dizer que a culpa da derrota da seleção é da mídia, pois o PT passa o tempo todo pensando em censura da imprensa, sempre apelando ao discurso hidrófobo.

Esses pontos acima, somados ou não, são o problema, e após uma derrota da seleção brasileira, o sentimento de ilusão criada pelo próprio PT uma hora ia desvanecer.

Esses são os motivos pelos quais a campanha de Dilma será afetada após o fracasso da seleção brasileira. Tudo por culpa desse próprio partido bolivariano. E nada disso tem a ver com Dilma ter ido aos estádios. Aliás, propagar discursos como esse de Eduardo Guimarães, com conteúdo forjado no ódio, no rancor e na covardia é mais um dos exemplos de como o PT só consegue politizar a Copa com uma sujeira de embrulhar o estômago de qualquer ser humano minimamente ético.

Anúncios

22 COMMENTS

  1. Rsrsrs… hilário.

    Só quem realmente desconhece a mídia estatizada do PT pode ter crenças na conversa desse Eduardo Guimarães. Ou seja, ele apela para uma das mais surradas estratégias petistas: um “falso dossiê”, nesse caso, contra a Veja? Será que Eduardo Guimarães pensa que as promessas e propagandas de Lula sobre a copa não estão todas no Youtube? Será que Eduardo Guimarães pensa que todos os ‘é Tóis’ de Dilma e outras demagogias sem sentido em apologia à copa e seleção não estão replicados em zilhões de memes e posts de Facebook e Twitter ao redor do mundo? E o pior: Será que Eduardo Guimarães pensa que os estádios de R$ 25 bilhões brotaram da terra? De quem foi a idéia dessas obras faraônicas mesmo?

    Eduardo Guimarães deveria jogar a culpa dessa lambança em João Santana, o incompetente e paranóico marketeiro do PT. Foi justamente esse Santana que foi o criador daquela foto ridícula da Dilma, fazendo o gesto ‘é Tóis’, usado pelo ‘Neymarketing’, e que até hoje é motivo de gozação nas redes sociais. E pasmem! Foi idéia dele que a Dilma defendesse a estatização do futebol.

    Enfim, mais uma vez os petistas, no desespero, atiram para todos os lados, sem perceberem que estão matando os próprios cumpanheiros no tiroteio (o que convenhamos, faz parte da história deles, o Araguaia que o diga).

    É na política que se vê o desespero petista: até o Skaf, o ricaço de São Paulo, pulou do barco “PTanic” antes deste sair do ancoradouro. Foi ‘tapetão’ do Maluf.

  2. O maluco do megafone volta a atacar:

    Eduardo Guimarães sobre a Venezuela:

    “Não tenho mais paciência de discutir nesses termos. Quem conhece a Venezuela sabe que é uma democracia plena. As eleições são limpas, a imprensa é livre. Não dá mais. Onde já se viu ditadura onde toda noite na TV fazem programas xingando o ditador de tudo que se possa imaginar? Você assistiu a reportagem, mas fica recitando palavras de ordem. Como debater nesse nível? É impossível. Simplesmente não quer aceitar. Parece coisa de criança. É ditadura e pronto. E enfia os indicadores nos ouvidos enquanto cantarola pra não ouvir mais nada. Ok, é ditadura? Então tá. Fique aí recitando.”

    http://www.blogdacidadania.com.br/2011/03/a-incrivel-reportagem-da-record-sobre-a-venezuela/ (parte de comentários).

    A tal “matéria” é uma série de episódios sobre a Venezuela feita pela Recópia e que tinha como jornalista das matérias o Azenha (outro da blosta).
    Olha aqui que série de reportagens imparcial:]

    http://videos.r7.com/crise-no-oriente-medio-pode-favorecer-politicamente-a-venezuela/idmedia/ca1d607ace360b350f3c5f450e7cdef7-1.html

    Na parte 02:18 (reparem nas prateleiras do supermercado), ele fala todo orgulhoso da Rede Mercal.Para quem quiser saber sobre essa “maravilha” aqui vai um texto:

    http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/05/130516_escassez_alimentos_venezuela_jp.shtml

    Na parte 02:35 ele solta uma piada “este, quando visitamos, tinha algumas prateleiras vazias”.Curioso ele não ter filmado nenhuma prateleira cheia.
    Para terminar o ridículo, ele pega, todo orgulhoso, um saco de farinha, diz que não tem dono, que é do governo e que lá tem uma mensagem contra a corrupção.O governo venezuelano deveria usar mais dessa farinha:

    http://g1.globo.com/mundo/noticia/2012/12/venezuela-e-o-pais-mais-corrupto-da-america-latina-diz-relatorio.html

    https://cloud-1404462602-cache.cdn-max.com/hija-de-chavez-involucrada-en-escandalo-de-corrupcion-argentinovenezolana/

    Quem quiser ver mais sobre essa série cômica é só procurar aqui (garantia de boas risadas):

    http://noticias.r7.com/videos/busca/?p=11&q=%22Um%20vizinho%20desconhecido%20%22

    Para terminar, a dialética de Jean sobre o futebol:

    http://www.implicante.org/noticias/jean-wyllys-e-o-futebol-dois-momentos-dialeticos/

  3. Aqui tem outra prova cabal da ‘utilização política da copa pelo PT’:

    http://esportes.terra.com.br/brasil/copa-foi-conquista-para-governo-e-vitoria-do-pais-diz-dilma,b57e4213b7637410VgnVCM10000098cceb0aRCRD.html

    “A presidente da República, Dilma Rousseff, disse nesta segunda-feira que a Copa do Mundo foi uma “árdua conquista” de seu governo e que o Brasil saiu vitorioso do evento. Em pronunciamento na abertura de um balanço do governo sobre o mundial, a presidente agradeceu ao povo brasileiro pela recepção aos turistas e disse que o País derrotou previsões pessimistas.”

    Se isso não é politização da copa, o que é?

  4. Os programas que eu vejo descendo o sarrafo na Venezuela que eu vejo são todos produzidos fora do país. Abre um jornal lá pra falar a verdade e vc vai ser jurado de morte pelos “coletivos”, tolerantes feito um tubarão esfomeado.

  5. Este Eduardo Guimarães é doente.
    É ultragovernista e espalha sistematicamente suas porcarias por aí.

    certa vez questionei-lhe, em seu blog. Perguntei sobre uma coisa e ele respondeu sobre outra. A velha tática do lula, de mudar de assunto e ainda tentar dar moral no oponente.

    O sujeito é um pela saco do Dirceu e do Lula que chega á ser cretino.

  6. Em primeiro lugar, feliz dia dos homens a você Luciano!, e a todos os homens honestos do Brasil.

    É realmente esse povo da embrulho no estômago mesmo, estou muito enojada, não consigo pensar nos petistas e em suas armações sem que me de agonia no estômago.

    • Leopoldo López já “morreu” (politicamente). Eu duvido que o próprio Leopoldo López tenha escrito essa carta. A única maneira de se acabar com os problemas na Venezuela é extirpando-se o câncer que todos sabem qual é. Mas isso não vai acontecer. Dou mais uns 4 à 5 anos de “vida” à Venezuela. Após isso será uma nova Cuba, com toda a miséria que se tem direito nesse tipo de regime.

      A única coisa que salva a Venezuela é um milagre. Mas talvez até mesmo um ‘milagre’ seja impossível:

      http://noticias.terra.com.br/mundo/america-latina/russia-acerta-reabertura-de-base-que-espionava-eua-em-cuba,e95de09eafe37410VgnCLD200000b2bf46d0RCRD.html

      Sabem aquelas ‘maluquices’ e ‘baboseiras’ de Olavo de Carvalho? Pois estão se provando que não são tão malucas assim. O maior erro dos EUA foi não ter vaporizado Cuba quando a URSS caiu. Agora todos nós estamos pagando pelo pato.

      E temo pelo Brasil, pois se russos e chineses começarem a botar os pés aqui, aí sim que a vaca foi pro brejo. Viraremos colônia comunista.

Deixe uma resposta