Em estilo castrista, PF intima Romeu Tuma Jr.

4
109

tuminha

Até parece coisa da ilha de Fidel Castro! Por causa do livro Assassinato de Reputações, Romeu Tuma Jr. foi coagido por quatro policiais federais hoje, por volta as 11 horas, em seu escritório. Leia mais, a partir da Veja:

Por volta da 11 horas desta terça-feira, quatro policiais federais estiveram no escritório do delegado Romeu Tuma Júnior, no bairro do Bom Retiro, em São Paulo, com ordens para conduzi-lo coercitivamente à Superintendência da Polícia Federal. Tuma Júnior se recusou a acompanhar os agentes, alegando que a condução era ilegal.

Mais tarde, ele compareceu à sede da PF para prestar esclarecimentos sobre o livro Assassinato de Reputações — Um Crime de Estado (Topbooks; 557 páginas), que narra os bastidores do que ele viu, ouviu e, principalmente, acompanhou de perto quando ocupou o cargo de ex-secretário Nacional de Justiça do governo Lula

Tuma Júnior afirmou que passou cerca de 40 minutos na sede da PF, mas não respondeu a nenhuma pergunta. Ele disse que já havia prestado esclarecimentos sobre o conteúdo do livro em procedimento aberto pela Delegacia Fazendária no ano passado – não há inquérito contra ele. “Hoje só registrei meu repúdio, já havia sido ouvido. Apontei minha repulsa em se conduzir um advogado coercitivamente sem comunicar à OAB. A polícia está aparelhada, a gente nunca sabe o que vai acontecer”, afirmou.

Na chegada dos policiais ao escritório de Tuma Júnior, houve discussão e muito bate-boca. O delegado Fabrizio Galli, da Delegacia Fazendária, afirmou que Tuma Júnior recebeu intimações prévias, mas não compareceu para prestar depoimentos.

Em seu livro, o delegado revelou que a estrutura do governo petista era usada para produzir dossiês contra adversários políticos. Ele também teria ouvido do ministro Gilberto Carvalho, ex-chefe de gabinete de Lula, a confissão de que o ex-prefeito de Santo André Celso Daniel teria sido assassinado depois de descobrir um esquema clandestino de arrecadação de dinheiro para beneficiar o PT. Atual secretário-geral  da Presidência da República, Carvalho, segundo o relato do delegado, teria confessado também ter transportado dinheiro de corrupção para abastecer o caixa eleitoral do PT.

Tuma Júnior se recusou a acompanhar os agentes, alegando que a condução era ilegal. Ele disse que um dos federais informou apenas que estava cumprindo “ordens de Brasília”. “Estive lá na PF um vez e nem inquérito havia”, disse o delegado. Isso é perseguição política”, afirmou.

Em sua página de Facebook, lá pelas 17:00 horas, Tuma escreveu:

Quero deixar claro que fui na PF, e para variar, não há nenhum procedimento instaurado.
Ainda assim reafirmei tudo o que já havia dito no livro, na Veja e na própria PF que não investiga os criminosos do Governo!

Na matéria da Veja, como vocês puderam ler, a PF alegou que Tuma havia recebido intimações prévias, mas não compareceu par prestar depoimentos. Só que às 19:00 hrs, Tuma escreveu o seguinte:

O PT continua mentindo descaradamente para todos e a PF corrobora!  Vou provar que foi intimidação pois já havia ido lá!

Gosto do estilo de Tuma, pois ele sempre carrega suas evidências na manga. Na época de sua entrevista ao Roda Vivo, no início deste ano, ele desancou mais de uma vez repórteres petralhas que duvidavam de suas afirmações. Nas duas vezes, ele tinha a evidência em mãos.

Sendo assim, a tal nota à imprensa alegada pela Polícia Federal fica sub suspeita.

Tristes tempos onde temos que tratar as notas oficiais da PF como “alegações pendentes de validação”. Tudo por causa do aparelhamento petista, que contaminou até a PF.

Romeu Tuma Jr. tem o apoio deste blog nessa questão com a Polícia do PT.

Anúncios

4 COMMENTS

  1. Lamentável isso.

    Entretanto mostra que Tuma realmente representa algum perigo à quadrilha. Certamente estão tentando intimidar, mas já não sei se não tentarão algo mais ‘efetivo’.

    Nunca se esqueçam de Celso Daniel, que, se o altíssimo quiser, um dia terá a justiça feita aqui nesse mundo.

  2. Assustador. Bem assustador. Espero que a população brasileira note, com isso, o quão assustadoras estão as coisas antes de teclarem (sexta-feira) 13.

Deixe uma resposta