Sede de sangue: blogueiros de extrema-esquerda dizem “já vai tarde” em relação à morte de Eduardo Campos

31
128

blood-thirst-zombie (1)

Como sempre, a primeira comemoração efusiva da morte de Eduardo Campos tinha que vir da extrema-esquerda virtual mesmo. É a turma mais extremista de todas.

Previsíveis, deixaram transparecer toda sua sede de sangue em um texto do blog Das Lutas, dedicado à protestos no estilo Black Bloc. Ana Paula Martins disse:

Me admira ver gente lamentando a morte desse escroque, canalha, assassino.

Esse sujeito ROUBOU MILHÕES DOS COFRES PÚBLICOS, DEFENDEU ESTUPRADORES PUBLICAMENTE E DEFENDEU A PM QUE EXTERMINA POBRE E NEGRO TODOS OS DIAS NAS FAVELAS E PERIFERIAS.

Em nome de todos os trabalhadores negros mortos nas favelas e becos  pela polícia militar, em nome de todas as mulheres vítimas de violência  sexual, em nome de todos os desassistidos pelo sistema de saúde, em nome  de todas as vítimas da violência estatal decorrente da corrupção e  desvio de verbas dos cofres públicos, eu vos digo: JÁ VAI TARDE. QUE MORRAM TODOS OS OUTROS DESGRAÇADOS COMO ESTE.

Essa gente condena à morte milhares de pessoas TODOS OS DIAS.

Eu concordo que as ideias da extrema-esquerda matam pessoas, mas o pessoal do blog Das Lutas é muito mais extremista do que o partido de Eduardo Campos. Mesmo assim, pessoas republicanas e democráticas devem tirar seus oponentes na base do voto ao invés de matá-los ou torcer para que morram.

Porém, Ana Martins não está sozinha. O mesmo blog publicou uma mensagem em nome de todo seu grupo apoiando-a. Leia um pedaço:

A publicação do texto individual de Ana Paula Martins, “JÁ VAI TARDE!”, representa o seu olhar individual sobre o ocorrido e do integrante que o republicou no Das Lutas. MAS A PARTIR DE AGORA, representa também a opinião DA MAIORIA DOS INTEGRANTES DO COLETIVO DAS LUTAS;

É nisso que dá criar uma geração de militantes doutrinados em discurso de ódio (tanto o marxismo original como o marxismo cultural). Não dá para esperar nem civilidade nem respeito desse tipo de gente.

Esses próximos dias vão lembrar a série Walking Dead. Agora veremos um cenário cheio de zumbis ultra-esquerdistas por todos os lados.

Anúncios

31 COMMENTS

    • DENUNCIEMOS
      Alguém que entenda de crimes virtuais, esse texto nojento dela não configura crime? Discurso de ódio, apologia ao crime… vamos colocar esses vermes na mão da POLÍCIA, que eles tanto criticam.

  1. Olha… eu fiquei com pena de Eduardo Campos – que estava longe de ser o meu candidato -, principalmente devido às circunstâncias trágicas de sua morte, o que surpreendeu a todos. :/ A morte é certa; o dia de amanhã, não. E me solidarizei com as famílias das vítimas. Eu acho sórdido e mesquinho rir da morte dos outros, como os guerrilheiros terroristas que festejavam a morte de cada general. É meio doentio tudo isso. Mas eu tenho algumas poucas exceções.

    Assim como os cativos nos gulags sentiram um refrigério de lavar a alma quando correu a notícia da morte de Stálin, do seu passamento para o inferno, como desejaram muitos cativos, ainda me rirei – eu não sei, talvez não – de Fidel Castro e de outros ditadores. Hugo Chávez me deu peninha, quando saiu a notícia de que ele havia morrido. Já as viuvinhas carpideiras renderam homenagens em seus panfletos que chamam de revistas a esse pulha incompetente. Quando disseram que o Genoíno teve uma derrame, tadinho, eu desejei que ele melhorasse e fosse pra cadeia, porque ninguém mereceria ter que cuidar de um lixo como ele. Mas enfim, o que as pessoas mais temem é o escárnio, e eu não sei porque alguns pedem que se respeite os mortos, logo esses mesmos escarnecedores.

    O PT enxovalhou Eduardo Campos, como naquele texto “Balada de Eduardo Campos”, e agora as carpideiras postam mensagens de luto, mas nos bastidores, do jeito que é a política, elas só têm olhos para as eleições. O que mais me impressiona (e preocupa) nesses extremistas de esquerda é o número de seguidores, o número de curtidas que o texto teve. Mas do discurso de ódio… Nada! A Dilma Bolada lamentou que o Aécio Neves não estivesse no lugar do menino que teve o braço mordido por um tigre no zoológico do Paraná, mas hoje, num falso moralismo, acusa uma candidata do PSDB que teria feito um tweet falso da Dilma Bolada debochando da morte de Campos. É muito fingimento, viu! Esse é o duplo padrão dos esquerdopatas, se está com eles é-se bajulado, mas se houver rompimento, como aconteceu com o Joaquim Barbosa, você será atacado. É preciso apontar os verdadeiros Rottweilers e Pitbulls, se bem que chamar os esquerdopatas disso é ofensa a esses cães.

    • P.S.: Quando confirmou-se a morte do Osama Bin Laden, os EUA explodiram em festa. Muitos pensaram naquele dia: “Hoje o mundo é um legar melhor.” Ou menos pior. Houve também quem – devia ser da esquerda, só pode ser – lamentasse a morte do terrorista, além dos próprios terroristas. O corpo de Bin Laden foi jogado ao mar para que seu túmulo não recebesse adoradores. A esquerda heroifica terroristas do Hamas. São os defensores dos Direitos Humanos que desejam a “muerte” de outros. “Hasta la muerte”, assim é a esquerda.

  2. Quando é alguém com o discurso “machista” e/ou “homofóbico” ou algo similar ao “já vai tarde”, sendo de direita, a patrulha politicamente correta logo sai à caça do infeliz.

    • Então, aí que tá, não tem como denunciar esse site aí citado na postagem? Tem que colocar esse povo na mão da polícia, que eles tanto detestam por sinal. Discurso de ódio, apologia ao crime, tá tudo aí nesse textinho de bosta dessa Ana Paula.
      Como fazer para denunciar?

  3. O pior é a cara-de-pau dessa turma na parte de comentários.Olha o que uma tal de MCS escreve:

    “Queria entender em que parte do texto alguém diz que desejou a morte do presidenciável.”

    O site escreve um texto onde deixa explícito que o Eduardo Campos “já vai tarde” e ainda vem essa coisa dizer que o texto não desejou a morte dele.E idiota ainda termina com essa “pérola”:

    “Não confunda a reação do oprimido com a violência do opressor”.

    Quer dizer que para essa turma há diferenças entre um opressor que mata e um oprimido que faz o mesmo?
    Se bem que essa turma é bem maquiavélica.

    • Na Era da Mediocridade, é difícil passar conceitos de ética, respeito, empatia… O país está solapado de vigarice, esculhambação e falta de limites. Vai ser um longo caminho de volta para se conseguir algum verniz social novamente. Quanto ao idiota do CQC, ele só fez o que seus adestradores ensinaram. Abana o rabinho, Meirelles! Eu, hein!

    • Esse Meirelles nunca foi engraçado (não é à toa que está no CQC).Além da falta de respeito conta uma piadinha previsível.
      O mais legal é que quando é ao vivo ele é um perfeito de um babaca.Na época do Agora É Tarde ele foi humilhado pelo André Vasco (a cara de cu dele como reação mostra tudo):

  4. É tão fácil cair a máscara desse povo. É aquela lá do Sul, feia pra cacete, velha metida a mocinha, desejando a morte do colombiano que machucou o Neymar naquele circo armado, e agora vem esse povo aí dizendo isso.
    JANDIRA FEGHALINHA, CADÊ VOCÊ? CADÊ VOCÊ PEDINDO RESPEITO, HEIN? PEÇA RESPEITO AOS MORTOS, SUA VAGABUNDA.

    Por favor, compartilhem isso até a exaustão. Compartilhem o texto que é citado na reportagem com a legenda “Jandira Feghalli, cadê você? Não vai falar nada?” COMPARTILHEM. RIDICULARIZEM.

    Aproveitemos todas as chances, e essa foi dada de mão beijada.

    Obrigado, vermes do tal Das Lutas. Assim fica fácil. CADEIA.

  5. A militância fanática é uma prova viva de que esses ‘governos’ de esquerda à muito abandonaram a estratégia de um governo laico. Hoje vivemos sob um pseudo-governo religioso que clama justamente por aquilo que mais almeja destruir: a democracia, a economia e a família. E o brado retumbante da canalha militante não deixa dúvidas: o viés ideológico/religioso desses ‘novos governos’, vulgo esquerdistas, mostra o quão perigosa é a trilha que a sociedade atual está trilhando.

    Um câncer social, definitivamente. Espero que tenha tratamento, pois para mim a simples guerra de frames que o Luciano comenta parece não fazer nem coscas nesse tumor. Mas é minha mera opinião somente.

  6. O momento é sério demais para tolerar esse inaceitável porre da esquerda p. louca.
    Um mínimo de decência é desejável.
    Não entendo essa geração de eternos adoradores de aromas duvidosos.

  7. Eu não sou de esquerda..aliás, abomino essa gente, porém, eduardo Campos era um político..e um político brazileiro cujo estado estava entre os mais violentos, senão o mais…Não fez bosta nenhuma, era comunista, Por mim, que se foda…Estranho que todos aplaudem o politico canalha depois de morte..Ele vira um santo, uma pessoa boníssima…Hipocrisia total…NENHUM presta nesse país, pois se ´prestassem, o país não estaria nesse estado deplorável…Mas, para quem se sente mal não por causa das palavras ditas por essa gente e sim pelo fato de serem esquerdistas,,,,esperem que um dia o Lula tb vai,,ai vocês vão a forra…kkkkk

  8. Engraçado Luciano, sua referência a zumbis fez-me lembrar de uma tese minha de uns tempos atrás: de que a imagem do zumbi na sociedade atual através de séries, filmes e outros produtos de mídia como jogos, é nada mais que um autorretrato subconsciente do estado de degradação moral da própria sociedade.

    • Excelente comentário. Se considerarmos, por exemplo, que o Expressionismo Alemão, com aquelas imagens bizarras e distorcidas, eram um retrato da loucura e desespero da sociedade alemã na época da República de Weimar e um prenúncio do nazismo, sua tese faz todo o sentido.

Deixe uma resposta