Blogueiro do Brasil247 comete ato falho e confessa uso da máquina petista para conquistar aliados

5
115

Davis.2

Realize uma cena na qual o gerente geral de uma unidade de negócios resolve fazer uma homenagem ao time após ganhar um vultoso bônus. Ele diz: “Agradeço ao empenho de todos, pois formamos uma equipe sólida. Essa solidez toda se baseia na confiança em que vocês depositaram e depositam em mim. É uma confiança tão grande que até quando eu faço bobagens dignas de um maluco, vocês apoiam… Epa, espere aí!”.

Ou então uma outra cena corporativa quando o gerente de projetos pego por vários desvios na auditoria, reclama com a alta gestão: “É lamentável a pressão que nós temos sofrido, principalmente com esses novos auditores olhando para o aspecto contábil de todos os projetos. Eles não deixam passar nada. Assim, não dá! Veja bem, não era isso que eu queria dizer”.

Nos dois exemplos acima temos pessoas que começaram um discurso com objetivos específicos, mas acabaram dizendo coisas que os desmentiam. No primeiro caso, tínhamos um sujeito agradecendo a confiança da equipe, mas demonstrando que ninguém devia confiar nele. No segundo, vimos um gerente reclamando de auditores, mostrando exemplos de como o trabalho de auditoria era completo e útil. Pelo menos nestes exemplos, ainda vimos um “epa” aqui e um “não era isso que eu queria dizer” acolá.

No caso do dos blogueiros da BLOSTA, nem esse reconhecimento de que comprometeram seus discursos (por falarem o que não devia) eles tem. Veja o que disse o blogueiro Davis Sena Filho, do Brasil247, no texto Marina traiu o PT e sua história, e trairá o PSB, ao falar de Eduardo Campos:

De repente, Eduardo Campos, um político promissor, mas pouco conhecido do povo brasileiro, é transformado pela imprensa de direita em um novo Getúlio Vargas. Todavia, Eduardo Campos nunca governou o Brasil, mas apenas o tradicional e histórico Estado de Pernambuco, com a cooperação sistemática e até mesmo generosa do Governo Lula, que investiu pesadamente no importante Estado nordestino e, evidentemente, ajudou, e muito, para que Eduardo Campos se reelegesse governador e se tornasse a força política pernambucana dominante. Tão ganancioso que chegou ao ponto de se considerar politicamente forte para romper com o PT e se lançar candidato a presidente da República.

O objetivo de Davis era claro: demonstrar a decência do PT e a indecência de seus dissidentes, os quais passam a ser chamados de traidores. Porém, do meio para a frente a mensagem nos diz outra coisa. Ele simplesmente confessa que o PT enfiou dinheiro (de forma generosa) em Pernambuco, o que teria ajudado Eduardo Campos, que deveria ser grato. E isso é uso indevido do dinheiro público, pois as verbas estatais não foram feitas para conquistar apoio de aliados, mas para fazer o que deve ser feito.

E enquanto isso você pode ter certeza: Davis até agora deve estar achando que não disse nada de errado.

Anúncios

5 COMMENTS

  1. Sinceramente eu já nem me impressiono mais, só me impressiono com gente atéia que é incrível para descrever como a sua posição areligiosa o faz ser tão superior e racional e continuar defendendo Lula, Dilma e cia apesar das evidências, é surpreendente como o cara consegue ser criterioso com algo que em muitos casos sequer muda a vida dele (admissão da existência de Deus) porém não o é com política, sendo que esta sim irá o afetar frontalmente.

  2. Bem, na verdade, o Davis simplesmente agiu com a lógica alinskiana de sempre. A tática foi a mesma que eles usaram na sua indignação contra o Juiz Joaquim Barbosa, contra bancos, Rachel Sheherazade, as emissoras de TV e a imprensa em geral.

    Aos olhos desses esquerdopatas não vivemos mais num país em que a liberdade e a vida são inalienáveis direitos humanos, mas um país em que a vida só é permitida, se for vivida da maneira que os ideólogos que nos governam autorizam.

    Eles estão tão mergulhados no esgoto da corrupção e da vigarice, que perderam a consciência – se é que alguma vez tiveram alguma – aquela qualidade que distingue os humanos normais, dos psicopatas.

  3. Me surpreende como tá fácil desmascarar esses MAVs, os mesmos que ficaram ofendidinhos quando Bonner os chamou pelo nome merecido: blogueiros sujos.
    Assim tá simples demais, eles sozinhos se degolam, dão tiro no próprio pé, tiram a máscara por vontade própria, e sem perceber que tão fazendo… dizer que é petista já tá se tornando motivo de chacota e de ridicularização. E vai piorar… chorem bem as pitangas, pois ano que vem vcs tão tudo na rua. E eu muito sorridente aqui, assistindo vossa destruição e sofrimento, com prazer.

  4. O PT seleciona os Estados onde tem um governador que apoia o partido pra decidir se libera verba ou não, e quanto libera. O PT é um partido que só tem FDP covarde, marginais, vagabundos e vigaristas. Quando Eduardo Campos saiu fora, foi porque evidentemente descobriu que aquilo lá fede.

Deixe uma resposta