Comédia: Padilha diz que PT é contra censura de mídia

6
38

alexandre-padilha

Esse sujeito realmente é um comediante nato. No debate dos candidatos a governador de São Paulo na Band, nesta segunda-feira (dia 25), como de costume, Alexandre Padilha só lançou peças de humor involuntário. Veja:

O candidato petista ao governo de São Paulo, Alexandre Padilha, saiu em defesa do PT a empresários da comunicação nesta segunda-feira (25), em evento na zona norte de São Paulo. Em discurso de cerca de 20 minutos, Padilha defendeu a liberdade de imprensa e disse que ele e a presidente Dilma Rousseff “sempre manifestaram” posição contrária a qualquer censura do setor.

“A presidenta Dilma já disse que somos daqueles que preferimos o barulho da democracia, da crítica, ao silêncio da ditadura. E o PT já ouviu muito o barulho da imprensa”, afirmou, citando episódios como “o pessimismo que se instalou antes da Copa”, “a primeira eleição do presidente Lula” e o caso “Abílio Diniz” –sequestro do empresário em 1989 que chegou a ser creditado à legenda.

Em seu mandato, Dilma engavetou a proposta de regulação elaborada durante o governo Lula, de autoria do ex-ministro Franklin Martins (Comunicação Social), que tratava de normatizar o setor de radiodifusão. Na época, Martins defendeu também a criação de um Conselho de Comunicação para regular o conteúdo de rádios e TV.

A ideia tinha apoio de entidades que defendiam o “controle social da mídia”, mas foi amplamente criticada por representantes do setor. Para eles, a agência abriria brechas para cercear o jornalismo e a dramaturgia.

A presidente é contra qualquer controle de conteúdo da comunicação, mas pode encampar, em um eventual segundo mandato, proposta de regulação econômica da mídia.

Mesmo questionado, Padilha não disse se é ou não a favor da regulação da imprensa sem censura. Ele também não citou o caso do mensalão, frequentemente citado por militantes petistas como caso em que houve “condenação” antecipada dos réus pela imprensa.

Aos empresários, o candidato afirmou que pretende, se eleito, elaborar um “tripé de desenvolvimento da comunicação” em seu mandato. Ele citou promessas já feitas para outras áreas: a implantação de um “Poupatempo Empresarial”, para criação de empresas em até seis horas; o investimento em ferrovias e em internet rápida, para integrar o interior do Estado; e investimento em educação, com a criação de CEUs (Centros Educacionais Unificados) da juventude.

Chega a ser bizarro!

Ele começa dizendo ser contra”qualquer censura” de mídia. Mas quando questionado sobre regulamentação, ele não disse nem que sim nem que não. Bela posição incisiva, não? Mas ele é ainda mais ousado ao dizer tanto ele como Dilma Rousseff sempre manifestaram posição contrária à censura de mídia. É uma pena para ele que Dilma já declarou ser a favor de uma regulação econômica da mídia (ou seja, censura sutil). E Lula foi ainda mais incisivo neste pedido.

Se for para avacalhar o debate de vez, então poderíamos colocar o Fernandinho Beira Mar dizendo ser contra “qualquer tipo de tráfico de drogas”.

Anúncios

6 COMMENTS

  1. O PSB (assim como o PT, PDT, PPS, PCdoB e PCB) é integrante do Foro de São Paulo, como se pode verificar no site oficial do foro – http://www.forodesaopaulo.org/partidos. A Nomenklatura brasileira conseguiu tudo o que queria: 1-enganar a população brasileira com urnas eletrônicas da Diebold por mais de 10 anos, 2-criar uma nova guerra das tesouras, pois a antiga já fora desmascarada, e 3-fazer eleições com 2 partidos que desejam implantar o tão sonhado socialismo do século 21.

    O Luciano não acredita na estratégia das tesouras entre PT e PSDB. Agora quero ver ele refutar essa teoria da conspiração que eu acabei de criar. hehe

    • Lucas,

      Teorias da conspiração requerem a presença de um conspirador. Quem é? Qual a evidência?

      Já lançaram as fontes sobre estratégias das tesouras, e não tem nada a ver com o que se propõe.

      Ademais, o PT é criador do Foro de São Paulo. O PSB é participante.

      Abs,

      LH

  2. Nossa, ele que se esconda debaixo da cadeira depois de ontem, em rede nacional e ao vivo, a presidanta ter dito que É A FAVOR DA CENSURA DE MÍDIA. Na frente de um monte de jornalistas, com transmissão pro Brasil todo. Tá dito. Engole, Padilha.

    Aliás, Padilha o caralho, nem a mãe dele vai votar nele… PT no estado de SP felizmente é bem rejeitado, volta pra toca de onde veio ô candiotário.

  3. Eles são contra censura da mídia. Desde que a mídia não faça críticas. Compreenderam?

    Na Coréia do Norte, isso funciona perfeitamente. A TV é estatal, e ninguém faz críticas. Quer dizer… até faz. Mas, no outro dia, a pessoa “tira atestado médico”, e não se ouve mais falar dela (consta que uma delas conseguiu se manifestar uma segunda vez, mas foi através de um médium).

Deixe uma resposta