Avaliação: Marina Silva no JN em 27/08

104
135

marina

Eu já comentei por aqui as entrevistas de Aécio Neves (12/8), Dilma Rousseff (18/08) e Pastor Everaldo (19/08). Agora é a vez de Marina Silva, a entrevistada de hoje, quarta-feira, 27/8.

A entrevista começou com Bonner fazendo perguntas duras a respeito do fatídico acidente de avião que vitimou Eduardo Campos. Como a mídia tem divulgado, a contratação do avião foi irregular e fez uso de laranjas. Marina disse que houve apenas o empréstimo de um serviço, dando a entender que ela não tinha como saber de qualquer irregularidade dos empresários responsáveis pela prestação do serviço. Bonner desde o começo tentava mostrar uma contradição entre o uso de um avião irregular e o discurso da “nova política” (aliás, ele pegou no pé dela em relação a isso o tempo todo). No fim das contas ela jogou tudo nas costas da investigação e foi firme em manter a hipótese de que apenas existiu a contratação de um serviço por empréstimo.

Na última pergunta deste tema Bonner disse: “Não lhe faltou o rigor que a senhora exige dos seus adversários?”. Ou seja, desde o começo o frame a ser associado à Marina seria “vazia”  (em termo de discurso) e “anti-ética”. Mas após dar sua resposta, onde ela manteve o discurso, Marina concluiu com: “William, eu não uso de dois pesos e duas medidas”. Os frames de Bonner foram neutralizados.

Já eram seis minutos quando Patricia Poeta entrou em um tema espinhoso:  a baixa popularidade de Marina em 2010 quando terminou em terceiro no Acre, seu estado de origem. Marina deu vários argumentos, como “Há um provérbio que diz: ‘é muito difícil ser profeta em sua própria terra’, pois temos que confrontar os os interesses.Contrariei muitos interesses no Acre ao lado de Chico Mendes, índios e seringueiros”.

Quando Patricia Poeta insistiu que isso poderia ser uma rejeição dos acreanos a alguém que conheciam, Marina respondeu que ela concorreu com duas máquinas para financiar campanhas (PT e PSDB) enquanto ela própria não tinha nada disso. Com a insistência de Patrícia, Marina disse que provavelmente a entrevistadora não a conhecia direito. A candidata concluiu dizendo que não era filha de político tradicional nem de algum empresário, e que era comum que no estado dela somente pessoas com esses requisitos se elegessem. Marina também lembrou que não tinha jornal e TV para apoiá-la, ao contrário dos oponentes.

Patrícia tentou uma cartada: “É culpa dos acreanos então?”. Marina disse: “Não é culpa dos acreanos, é culpa das circunstâncias”.  Em sequência disse: “Cheguei a ficar quatro anos sem andar no meu estado. Eu não podia trocar o futuro das futuras gerações pelas próximas eleições. Preferi pagar o preço de perder os votos”.

Quer dizer, Patrícia tentou impor à Marina o frame “mal avaliada pelos seus”. Marina neutralizou o frame e ainda se vendeu como  “vítima das circunstâncias, contra os poderosos”. No Brasil, este frame cala ao coração do povo, com certeza. E ainda de lambuja ela mostrou-se desinteressada em lutar por votos momentâneos quando existem objetivos maiores. Em suma, até quando se defendeu, Marina conseguiu “se vender” bem.

Bonner voltou à tentativa de questionar a “nova política” de Marina, dizendo que o vice Beto Albuquerque discorda dela em relação às pesquisas com células tronco e os transgênicos. Em relação a isso, Marina não apenas se defendeu como reforçou o frame da nova política.

Veja o que ela disse: “Nós somos diferentes, mas a nova política sabe trabalhar na diversidade. Há uma lenda de que eu sou contra os transgênicos, mas eu defendia a coexistência: áreas com transgênicos e áreas livres de transgênicos. Infelizmente, no Congresso, não passou a proposta de coexistência e o Beto votou na que avançou”. Ao final ela apontou convergências entre os dois, para passar a mensagens de que a associação dela com Beto só envolve pequenas divergências de ideias, e não alianças com inimigos.

Eu sei que muitos eleitores de Aécio ou Pastor Everaldo não vão gostar de minha avaliação, mas assim como fiz com as outras entrevistas, estou usando o mesmo critério: o da análise de frames.

Marina foi muito mais consistente do que no debate de ontem (e na minha avaliação ela havia sido a segunda melhor, praticamente em empate técnico com Aécio) e a melhor das entrevistadas, pois nenhum dos frames negativos que tentaram impingir a ela ficaram grudados em sua testa. Ao contrário, todos foram neutralizados e até em sua defesa ela anexou a si própria novos frames positivos, como “oprimida lutando contra poderosos”.

Uma outra medida do desempenho de Marina pode ser obtida a partir da navegação pela BLOSTA. Ninguém está comemorando ou tripudiando em cima dela, como fizeram após a entrevista de Aécio em 12/8. Estão calados. Silenciosos. Por que sabem que a Marina foi a melhor das entrevistadas pelo JN. Disparado.

Eu não quero entrar no mérito de se as respostas delas são corretas ou não. Este não era o objetivo destas análises. Eu próprio não gosto de vitimismo, e ela usou esse recurso. Mas o fato é que ela usou os frames que funcionaram. E se o objetivo é ganhar a eleição, esse é o caminho.

Dilma e Aécio, podem ficar ainda mais preocupados.

Anúncios

104 COMMENTS

  1. Uma coisa é garantida: a Marina vai fazer muitos inimigos em Brasília, assim como o fez no Acre e em seu(s) próprio(s) partido(s). Talvez uma presidente lutando contra todos seja uma alternativa melhor à reinstauração da gangue petista ou tucana.

    • Um presidente lutando contra todos era o que esperavamos do Lula, mas a favor do povo…Me decepcionei… . Independente de, em quem você vote, e de quem ganhe a eleição, Gostaria sinceramente que o ou a futuro (a) presidente, viesse com a faca nos dentes a favor da população. Reforma política, trubutária, dentre outras…. Boa sorte, muita sorte, e que venha alguem compromissádo com o Brasil e não apenas com o próprio Bolso.

  2. Gosto de acompanhar o blog, mas o seu marinismo já extrapolou o ridículo.

    A entrevista foi patética. Ela não explicou nada, abusou dos lugares comuns, mentiu descaradamente (transgênicos e governo do Acre).

    Se isso tudo serviu para aumentar a popularidade da candidata, então pobre do nosso país. Não é a toa que amargamos as últimas colocações nos rankings de educação.

    • concordo com vc Fabio… estou ate agora tentando encontrar algo sobre projeto… tudo que Marina silva falou foi não sei… não vi… não sabia… não fui eu… decepcionante, e parabens ao escritor do blog… so ele viu.

    • “Tudo me é permitido, mas nem tudo convém. Tudo me é permitido, mas eu não deixarei que nada me domine”.1 Coríntios 6:12)
      Fabio, a prioridade é retirar o PT do poder para sempre, o resto é o resto.

    • Fábio, ele não está defendendo Marina agora, como não a defendeu prioritariamente nos outros posts, dos quais aliás, provavelmente só um deveria ter existido, não fosse a incapacidade dos leitores em entender que ele estava apresentando um plano B a ser executado única e exclusivamente o plano A (Aécio no 2o turno) falhasse.

      Quanto à entrevista, eu concordo tanto com você quanto com o Luciano. Acredito que para as pessoas que têm uma condição intelectual melhor, e que ao menos tentam se guiar mais pela lógica do que pela emoção, viram a entrevista como você. Eu mesmo a havia visto desse jeito: uma enroladora, inconsistente, hipócrita, acusadora vazia e que não conseguia nem mesmo angariar o apoio daqueles que ela mais teve chance de agradar.

      Mas acho que a análise do Luciano se aplica bem pro povão, majoritariamente ignorante, e que não conseguiu vencer a doutrinação marxista que é feita pelos professores de história e geografia desde o ensino fundamental. E realmente me espanta sua demonstração de surpresa com a ignorância do povo. Acho que qualquer um que chegou à fase adulta vivendo aqui no Brasil sabe que nosso povo é majoritariamente burro, mal educado e oportunista. Infelizmente acho que a Marina vai ganhar.

      Se ela ganhar, torço para que seu governo seja um completo fracasso, e pra que a gente consiga capitalizar politicamente com esse fracasso, atribuindo cada desastre das políticas dela às idéias da esquerda ao maior número possível de pessoas. Eu vou me esforçar nesse sentido.

    • Pois é Fábio, se ficarmos nessa de só avaliar candidatos pelos Frames, e não pelas contradições, fuga de resposta e mentiras, então todos nós votaríamos sempre em socialistas pois eles sempre tem os melhores frames.

      Resumo da entrevista
      1) Marina não explicou nenhuma das questões espinhosas
      2) Mentiu descaradamente ao dizer que não foi contra os transgênicos
      3) Mente descaradamente ao dizer que não é contra o agro-negócio
      4) Mentiu descaradamente ao dizer que ficou em terceiro em 2010 por ter enfrentado a máquina do PT e PSDB, sendo que ela é aliada do Governo PT no Acre desde 1999, e seu marido até semana passada era secretario no Governo do PT daquele estado.

      5) Se fez de vitima para fugir ao assunto, e sempre relembrando Chico Mendes, o Campos

      Ou seja, temos ai mais uma enganadora, manipuladora pior até do que a Dilma (a incapacidade de Dilma é nitida e visivel em seus discursos), pois só percebe as farsas dela quem esta a muito tempo analisando discurso de políticos.

      Marina para mim é uma ameaça maior do que Lula foi. Ela é o Lula de saias.

      • Nada impede de vc buscar e analisar os melhores frames, esse é o objetivo do blog e eu compreendo bem. A questão é exatamente essa. Se ela é socialista e tem os melhores frames então ela é mais perigosa do que os demais, correto?

        Tipo, se fosse um cara da direita com os melhores frames então nós estaríamos aqui comemorando e dizendo que ele venceria fácil e implantaria as politicas de direita da melhor maneira possível. É exatamente o mesmo com Marina Silva, ela é esquerdista e tem os melhores frames, logo ela é mais perigosa pois dissimula melhor que os demais. Essa é minha opinião.

      • Rodrigo,

        Sim, você está parcialmente correto. Mas quem domina os frames é o PT. O problema é que o governo Dilma está com a imagem mais suja que pau de galinheiro.

        Faço votos que o PSDB vá lutar nesta seara (guerra de frames) tb.

        Abs,

        LH

    • Se fosse melhor, só dizendo a verdade, que boa parte do povo não teve direito a boa educação, que são manipulados pelos “detentores de jornais”, que estão acostumados a baixar a cabeça para ‘coronéis’ e ainda tê-los como exemplo de políticos. Mas, isso tomaria mais tempo da entrevista, e, como a verdade dói, ainda ficaria péssimo para ela, só o fato de eu dizer isso aqui, existe um risco de um acriano ver e me xingar, por ele talvez não fazer parte desse perfil, mas, imagine um acriano ouvir isso de um político, sairia cuspindo fogo pela rede.
      Outro fato é verdade, ela não poderia mesmo circular pelo Acre com tanta liberdade quanto alguns outros, ela é vitima, não, mas essas circunstâncias somadas podem muito bem explicar o fato dela não ter maioria no seu estado.
      Também, o fato do cidadão do Acre querer uma super modernização também pode levá-los a vê-la como a candidata errada, mas, muitos deles nem tem noção que essa modernização rápida e sem estudos ambientais pode trazer mais problemas a médio e longo prazo, depois, estariam reclamando da poluição excessiva, de rios muito poluídos, coisas que já existem, mas, poderiam estar pior.

  3. Sei lá… acho que Marina não conseguiu se desvencilhar do frame de ‘oportunista’ no questão da ‘nova política’. Dizer que “não usa dois pesos e duas medidas” me pareceu uma conclusão desesperada de quem não mostrou conteúdo para se livrar de uma saia justa. Ela também se enrolou com a questão do avião quando disse, de maneira deselegante (e transmitindo autoritarismo), que a imprensa não poderia definir a questão. Além disso, a insistência em se valer da tese de que os jornalistas “não a conheciam”, considerando que ela foi uma candidata à presidência, soou extremamente falsa. Realmente, não consegui ver esse sucesso todo.

    • Muito coerente o seu comentário.
      Ela não tinha estes assuntos espinhosos para tratar, e o Bonner e a Poeta, conseguiram colocar estes assuntos em pauta.
      Viu-se o desespero neste caso do “dois pesos, duas medidas” e sobre a questão da impopularidade em seu próprio estado. A vitimização também não pegou bem.
      Enfim, acho que o Luciano assistiu a entrevista com olhos de marineiro.

  4. Nem acho que ela tenha ido tão bem. Talvez o Bonner e a Poeta, imagino de forma não intencional, tenha pegado mais leve. A impressão que tive é que deixaram ela enrolar falando lentamente e sem explicar os questionamentos. Por exemplo, o Bonner perguntou por que ela seria diferente da velha política como ela diz, se ela se relacionava com pessoas corruptas da mesma forma. Independente de apurar e chegar na corrupção, ela deveria ter se precavido e buscado informações. É semelhante ao que aconteceu com Lula, quando ele disse que não sabia do mensalão, mas não saber é tão errado ou talvez mais, pois signfica que foi negligente a ponto de não investigar. Diante da pergunta do Bonner que seria algo como “Voce tem provas de que agiu eticamente”, ela respondeu algo como “A polícia que encontre as provas”, quando o papel da polícia não é provar que ela agiu de forma ética.

    A respeito da aprovação em seu estado, ela diz que não foi tão mal assim, aí quando confrontada com os dados ela culpa os interesses da região. Então ela quer dizer que as pessoas que não a aprovaram no Acre é por que não queriam ética na política? Basicamente o típico truque do monopólio das virtudes feito pela esquerda. Quando ela falou que talvez os jornalistas não conheciam ela, foi a pior fase do seu discurso, por que ficou claro o típico monopólio das virtudes quando a Poeta comentou que estuda a biografia antes de fazer as perguntas.

    A Marina praticamente disse que não foi popular de onde veio por que não tinha apoio na mídia ou um grande apoio político, mas isso depõe contra ela. Política envolve fazer alianças, mas também envolve persuadir grupos a apoiá-la ou mudar de opinião. Porém para ela, se alguém não a apoia é por que não querem ética na política ou por que a desconhecem, mentalidade tipicamente autoritária que não consegue conviver com o conflito. A divergência, ela só aceita, se for de gente que a apoia, nunca de uma oposição verdadeira. Aí, estes são “velha política”, corruptos etc.

    Bonner pegou ela de vez quando ele apontou que a união de opostos se dá com ela então é respeito a divergência, quando se dá com a oposição é a velha política. Aí, ela vai e diz que tem concordâncias com o político ao qual se aliou, mas ter concordâncias não elimina a divergência e nem explica por que aliança de divergentes com ela significa tolerância e aliança entre opositores a ela é velha política.

    Ela termina então com uma grande pérola ao dizer que a política não deve ser luta pelo poder, mas para unir as pessoas, porém, se a política para ela é para unir as pessoas, então ela vai se unir as pessoas que fazem a velha política? Se a política não é luta pelo poder para ela, então por que quem não se alia a ela é velha política? Acho que se não houve repercussão com memes e críticas na Blosta pode ser por que não tiveram paciência ou inteligência para depurar os frames ou a lógica do discurso de Marina e fazer sínteses críticas ou satíricas a respeito. Isso se dá, em parte por que a campanha, até a morte do Eduardo Campos, se concentrava em Dilma e Aécio, então não se estudou o suficiente as questões sobre a Marina para que sejam exploradas.

    • Concordo com você e tenho para mim que o Luciano, sempre genial, está pendendo para a Marina, apesar de todos os esforços dele em não demonstrar essa preferência.
      É um direito dele escolher quem quiser, mas desta vez, discordo inteiramente dele.

  5. Vamos falar de esquerdismo? Vocês já viram a página “meu professor de história”? Não sei se ela veio antes ou depois da “… mentiu pra mim”, o que importa é que ela é a versão esquerdista. Então bora esquerdar. Comecemos:
    https://www.facebook.com/361291767338033/photos/a.361349177332292.1073741828.361291767338033/452503258216883/?type=1&relevant_count=1
    Verdade. Bem melhor quando essa porra era pública, né não?
    http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/6/66/Orelh%C3%A3o_em_S%C3%A3o_Paulo.png
    Tô certou ou errado? As pessoas faziam fila pra usar esse sistema, de tão bom que era.

    https://www.facebook.com/naovemcomessa/photos/a.342933642474470.1073741826.342922985808869/380134858754348/?type=1&relevant_count=1
    Recebemos? Aonde? Ah, você se refere àquele salário que é usado pra pagar impostos? Ah, acho que recebo também, sei lá, ele vem e sai…

    https://www.facebook.com/361291767338033/photos/a.361349177332292.1073741828.361291767338033/410583702408839/?type=1&relevant_count=1
    Hmmm, eu cheguei a esse site aqui ( http://altamiroborges.blogspot.com.br/2013/03/cubanos-moram-nas-ruas-da-espanha.html )que tem umas frases mucho interessantes:
    ” Na heroica ilha, que há 53 anos enfrenta o criminoso bloqueio dos EUA,”
    Não tá funcionando bem esse embargo não, viu cara?
    http://www.tradingeconomics.com/cuba/exports

    “pelo menos não há pessoas dormindo nas ruas ”
    Não, eles tem coisa melhor
    http://1y4o79syc6g4difua2cvof9qco.wpengine.netdna-cdn.com/wp-content/uploads/2013/12/Old_Havana_Cuba.jpg

    “e os índices de justiça social são dos mais altos do mundo”
    Claro, e ele cita como fonte um analista Salim Lamrani
    http://www.huffingtonpost.com/salim-lamrani/
    Ééééé, deixa pra lá
    Fica a dica da página pra quem quiser rir um pouco

    • Um último adendo (eu espero) ao post dos cubanos na Espanha, que dizem ter sido ludibriados pelo sonho capitalista… vocês tão ligados que o atual presidente espanhol é do Partido Popular, o último presidente era do partido Socialista Operário, o penúltimo era do Partido Popular de novo, o ante-penúltimo foi o partido Socialista DE NOVO, certo?!?!?!?!!?

    • Blender, esse texto aqui é ótimo para calar a boca de qualquer crítico da privatização do setor de telecomunicações:

      http://blogs.estadao.com.br/ethevaldo-siqueira/2010/04/01/127/

      Só uma parte do texto:

      “15 anos de espera pelo telefone
      Aos defensores da volta da Telebrás, eu relembro o exemplo mais dramático de atraso na entrega de uma linha telefônica por cidadãos que entraram nos planos de expansão do velho Sistema Telebrás ocorreu no Pará, de 1976 a 1991. Dez brasileiros esperaram 15 anos pela instalação de seus telefones, depois de terem quitado seus planos de expansão. Algumas daquelas pessoas não puderam receber seu telefone em vida, porque faleceram antes da instalação.

      Gostaria de prestar uma singela homenagem àqueles 10 brasileiros sobreviventes do plano de expansão da Telebrás, na época residentes no município de Cachoeira do Arari, na Ilha do Marajó, que, involuntariamente, bateram um recorde mundial, que poderia ser registrado no Livro dos Records do Guiness, num caso extremo de incompetência e mau atendimento da população.

      Tenho o número do RG de todos eles, para quem duvidar. Eis aqui os nomes daquelas vítimas do monopólio estatal das telecomunicações.

      1. Agostinho Menezes Monteiro
      2. Manuel de Jesus Silva
      3. Alfredo Tembra Filho
      4. José da Gama e Silva
      5. José Afonso Viana
      6. Félix Barbosa Ferreira
      7. Raimundo Ely da Costa Viana
      8. Magno Bahia
      9. Domingos Marques de Avelar
      10. Irene Feio Paraense”

      Sobre a comparação nike com décimo terceiro, isso só mostra como tal pessoa é demente.O uso do nike é OPCIONAL, enquanto o décimo terceiro é algo obrigatório.Mesmo que o trabalhador se recuse a receber o pagamento (acho difícil) a empresa é obrigada a dar ele.

      http://reporterbrasil.org.br/2009/12/todo-mundo-deve-receber-o-13-salario-qual-o-prazo-para-o-pagamento/

      Não me estranha que tamanhas bobagens tenham vindo dessa página.Estamos falando de uma página que coloca postagens do tipo “é a favor da pena de morte mas contra o aborto”.Tal frase é vergonhosa de tão ridícula, pois coloca um feto no mesmo patamar de um homicída (e qual foi o crime que o feto cometeu mesmo?).

      Pelas postagens não ficaria surpreso se tal página seja administrada por alguém ligado ao Psol, Pstu, Pco ou qualquer outra merda de extrema-esquerda.

    • ‘O professor de história’ dos retardados dessa página que você citou…..é……Hobsbawm…….um comuna stalinista e defensor de genocídio para que o sonho de sua ideologia se realizasse…..daí é que se espera essas porcarias mesmo.

      Nesse caso, é uma das ‘máximas’ do Olavo. Aponte a falha moral gravíssima, ridiculariza e NEM SEQUER DISCUTA O CONTEÚDO — afinal o que vem da boca de simulacros de psicopatas não é digno do menor interesse.

      —–

      http://veja.abril.com.br/noticia/celebridades/a-imperdoavel-cegueira-ideologica-de-eric-hobsbawm

      http://gustavo-livrexpressao.blogspot.com.br/2012/10/hobsbawn-e-era-dos-idiotas.html

      http://www.implicante.org/artigos/os-erros-de-eric-hobsbaw-uma-contabilidade-de-mortes/

      —-

      Eu me recordo de um vídeo em que ele fazia tal afirmação sobre o genocídio, mas perdi meus favoritos e nunca mais encontrei….se alguém se lembrar de vídeo e souber de um link, faça a gentileza de postar aqui….porque eu vasculhei pela net e não encontrei mais.

      Grato.

      • Eu recomendo o texto do site Implicante que o Pecador passou.Flávio Morgenstern faz uma ótima análise sobre as mentiras de Hobsbawm.
        Uma coisa que eu esqueci de escrever era sobre a postagem de Cuba.A tal imagem bonita do país é uma área destinada SOMENTE para estrangeiros.

        “Por outro lado os resorts com sistema All Inclusive nas pequenas ilhas (Cayos) onde somente turistas são permitidos”

        http://www.liquid.travel/index.php/caribe/cuba

        E o pior é que essa turma tem a cara-de-pau de falar sobre discriminação nos países capitalistas, enquanto defendem um sistema onde o governo só deixa estrangeiros entrarem em determinado lugar.

  6. Desculpe, Eu achei a entrevista dela um desastre. Acho que todos os frames colaram porque as respostas foram pífias. Ocorre que a cola usada pós-entrevista, via de regra, é a cascolar. Para colar os frames com super bonder é preciso haver um follow-up. E isso é papel do marketing e da militância adversária, da imprensa confrontar as contradições etc. Se não houver o follow-up a cola cascolar perde seu efeito. Aí o frame descola.

    As respostas dela sobre as questões do avião e da “nova política” form risíveis. Ela chegou a afirmar que é diferente dos demais porque REALMENTE vai investigar as coisas. Lunática. Sem noção! Quanto ao Acre, basta saber que o grupo dela comanda o estado há 15 anos. Portanto, a resposta de que “é muito difícil ser profeta na própria terra” foi patética. Lula foi, Serra foi, Dilma foi (ela é de MG). Todos são. Discriminada? Perseguida? Só sendo fanático para não perceber a contradição.

    Isso vai tirar votos dela? Depende do follow-up. Material farto para transformar a cascolar em super bonder há. “Collor de saias” é um frame perfeito para colar nela. Está na mão dos adversários (candidatos, marketing e militância) e da imprensa séria fazer o seu trabalho.

  7. Luciano, a sua avaliação da eficácia dos frames aplicados por Marina não está exagerada? E a força da assertividade das perguntas que o Bonner fez? Eu considero que elas tiveram maior poder destrutivo, e que Marina foi a pior de todas as entrevistadas até agora.

    • Tacio,

      Deixarei tudo esclarecido e de forma mais técnica em um post onde farei um comparativo de todas as entrevistas. Mas a meu ver, esta foi a ordem das entrevistas, do melhor para o pior:

      1. Marina
      2. Eduardo
      3. Aécio
      4. Dilma
      5. Pastor Everaldo

      A avaliação é feita no quesito “gerou menos danos”.

      Mas em outra análise veremos isso em mais detalhes.

      Abs,

      LH

  8. Aqui no Pará tem a emissora RBATV afiliada à Band que tem como dono o Jader Barbalho do PMDB. O filho de Jader, Helder Barbalho, está concorrendo esse ano ao cargo de governador do estado. Bem, já dá para imaginar o que acontece: a emissora da família Barbalho passa toda a sua programação atacando e demonizando o atual governador e candidato à reeleição Simão Jatene do PSDB. A RBATV também esconde toda notícia de má administração ou falcatruas de seus candidatos, além, é claro, de bajular o PT.

    Em regiões mais atrasadas (como é o caso da região norte), políticos e empresários se apropriam da programação local e usam-na para promover seus candidatos. E, consequentemente, quem não faz parte desse ciclo acaba ficando para trás.

    Marina tem razão quando diz que no Acre é comum somente filhos de políticos ou empresários se elegerem, pois eu moro em um estado parecido com o dela e vejo muito disso aqui.

    • Isso não ocorre apenas no Pará, vide Luciana Genro (filha do cacique petista) no RS, a filha de Garotinho no RJ, os filhos de Lula e Zé Dirceu em SP e PR, o marido de Marina no Acre… a lista é grande e o PT seguiu direitinho essa tradição do patrimonialismo brasileiro.

      Além disso, quem conhece a máquina pública de Brasília sabe muito bem que filhos, sobrinhos, esposas, primos e amantes dos petistas abundam por lá, igualmente em todas as prefeituras e estados onde são situação, todos com salários altíssimos e trabalho quase nenhum. Marina petista é mais do mesmo!

      • Luciana Genro é contra o pai, concorre a presidência e só ataca o PT e seu marido concorre a governador contra o próprio sogro – pai dela – o Tarso.. É filha,.. mas o prestígio do pai não canaliza para ela…

    • Marina é aliada desde sempre dos Viana e do Binho Marques, petistas que governam o Estado do Acre há mais de uma década. O marido dela era titular de uma secretaria do Estado até o mês passado. Dos atuais 3 senadores do Acre, dois são do PT (aliados de Marina) e um do PMN. Que conversa é essa de que só filhos de políticos e empresários se elegem por lá?

      Se isso acontece no Acre, Marina é uma das beneficiárias. Como aliada dos poderosos, ela faz parte das oligarquias locais há muito tempo. Temos que ser muito mais rigorosos e investigativos antes de acreditarmos em lorotas auto-vitimizadoras de novos candidatos a mártires da política.

      Quando o povo do Acre a deixou em 3º na eleição presidencial foi por ela ter abandonado o Estado pelo qual se elegeu senadora (pelo PT e bancada com dinheiro do Delúbio e do Zé Dirceu, lembremos) para ser ministra do Lula por 7 anos. A justificativa que ela apresentou para o fato, sugerindo perseguição política, é simplesmente risível.

      • Bem, eu não disse que acredito que Marina sofre perseguição política no Acre. O que eu disse é que em regiões mais afastadas do centro do país (ou talvez em todo o país seja assim), políticos usam a programação local para beneficiar seus comparsas. Se Marina está ou não entre os beneficiários, isso eu não posso dizer. Esse não era o foco do meu comentário.

        Eu foquei na afirmação dela sobre os benefícios que certos candidatos têm em detrimento de outros no estado em que ela nasceu.

        Aqui no Pará acontece algo parecido com a RBATV que pertence à família Barbalho.

        Helder Barbalho é candidato a governador do estado, e a “emissora Barbalho” passa boa parte de sua programação atacando o principal concorrente, o atual governador Simão Jatene do PSDB.

        Ou seja, eu concordei com o que ela disse usando um exemplo do meu próprio estado sobre certos candidatos terem apoio de jornal e TV, enquanto outros não. Não significa que eu acredite que ela não faça parte da panelinha.

        Sobre a RBATV esconder toda notícia de má administração e falcatruas de seus candidatos, eu já assistir em outras emissoras locais a população protestando contra a RBATV afirmando que a emissora Barbalho não noticiava os problemas dos municípios dirigidos por PMDBistas. Por isso fiz tal afirmação. Realmente não lembro de ter visto a emissora criticando a administração de membros do PMDB e nem do PT.

    • Pois é, Luciano, agora até defensor de Luciana Genro (como se ela precisasse!) a gente encontra por aqui rs. Acho que a avalanche de textos sobre Marina serviu de isca rs.

      A sorte da esquerda é que há uma multidão de gente que trabalha de graça para ela. São patrimonialistas/corporativistas/nepotistas tanto quanto os Barbalho e Sarney, ainda que discursem contra isso. Aliás, a Lú não seria nada se não fosse o papai Genro e a infra, inclusive econômica, que o PT lhe concedeu por anos.

  9. Desde já eu admito que essa perspectiva do ceticismo político, agora pela vertente do controle de frames, é uma grande novidade para mim e que eu tenho me esforçado bastante em treinar o meu cérebro para trabalhar a realidade por este prisma.

    Bom, na verdade o que eu tenho a comentar é mais uma dúvida do que uma opinião propriamente. O tal controle de frames depende mais da consciência e do grau de “contaminação” dos indivíduos com suas convicções filosóficas?!

    Porque mesmo me esforçando bastante, o que eu vi, pela minha lente, foi uma pessoa frágil e lenta, como uma senhora idosa (metaforicamente falando) sendo golpeada por um pugilista peso pesado. A contradição ficou evidente, em matérias políticas nas quais D. Marina pagou um alto preço (quanto a associação com o seu Beto Albuquerque). Sinceramente, eu não fui capaz de captar a mensagem de que “a associação dela com Beto só envolve pequenas divergências de ideias, e não alianças com inimigos”.

    E a mesma interpretação faço na parte do avião fraudulento (dois pesos e duas medidas) e da rejeição dos acrianos. O mínimo que o eleitor consciente pode esperar de Marina Silva é que a mesma mantenha as rédeas firmes sobre a contabilidade da sua campanha.

    Se ela desde início já revela que não é zelosa com uma contabilidade de campanha, como podemos esperar que seja com o Orçamento da União?! Ficou no ar, na melhor das hipóteses: “Marina Silva é assim tão fácil de ser enganada?”. Esse frame grudou como piche!

    E a rejeição dos acrianos é matematicamente comprovada, ela fazia parte da grande máquina petista em um Estado controlado pelo PT, o partido os pobres e oprimidos, há décadas! Como assim, de repente, os pobres e oprimidos do Acre, maioria significativa da população, a empurram para o 3º lugar?? Alguém que já foi Senadora! Você deve saber que os senadores são eleitos por um critério semelhante ao dos Governadores, estes maioria absoluta e aqueles maioria simples, diferentemente da eleição para Deputados Federais, que ocorre pelo critério proporcional do coeficiente eleitoral.

    Será que convenceu a história de que uma simples estrada foi suficiente para que os “interesses” manipulassem o povo do Acre de tal forma que a vítima fosse empurrada para o 3º lugar?! A culpa foi sim jogada para o povo do Acre e em outubro vamos descobrir o que eles dirão a respeito disso, se é que perceberam o empurra-empurra de culpas.

    Sinceramente, o frame vendido por Marina foi de que aquele clássico “eu sou um produto do acaso”, “sou a relampejar de um raio”.

    Para alguém que assume para si o discurso da “nova política”, alguém que fundou o PT e nele viveu por 30 anos, essa entrevista não serviu para ajudar a vender seu produto. Pode ser dito, sim, que de todas as entrevistas foi a candidata que apanhou menos, porque falou mais do que os entrevistadores, apenas por isso.

    Eu vou ficar esperando vir alguma publicação onde você a tratará com o mesmo carinho que trata qualquer petista, qualidade esta que não desaparece (e não desapareceu) apenas pelo toque da varinha de condão da desfiliação jurídica.

    • Pois é, lordenn. Marina já começa com a cafajestada do avião. Não vai zelar é por coisa nenhuma e depois ainda vai dar uma de vítima como seu guru, o apedeuta.

    • Lorddenn…

      “Bom, na verdade o que eu tenho a comentar é mais uma dúvida do que uma opinião propriamente. O tal controle de frames depende mais da consciência e do grau de “contaminação” dos indivíduos com suas convicções filosóficas?!”

      O Luciano provavelmente vai te responder sobre isso indicando outros artigos do blog.
      Eu tomei a liberdade de falar contigo porque tenho uma visão muito própria do que são frames.

      Eu defino frames (em sua forma mais funcional) como um ‘pacote conceitual’. Defino desta forma porque ao meu ver é uma definição mais completa e engloba todo tipo de comunicação. Eles podem ser inseridos como suporte à uma “linha de argumentação”, seria algo como um aglomerado de idéias compactadas em uma estrutura mínima com alto poder de viralização. Os memes são uma amostra do poder de viralização de um frame, com a adição do contexto visual.

      O resultado do uso de um frame depende do tipo de pessoa a quem o frame é direcionado, ou seja a platéia. Quanto mais conhecimento das idéias FONTE de um frame, maior é a capacidade de uma pessoa qualquer desconstruir o frame.

      É exatamente por isso que os frames esquerdistas geram efeito positivo para quem os usa….porque em geral são usados para uma platéia que desconhece a origem, a “fonte”, e o conceito de onde o frame foi originado.

      O controle de frames é saber ‘quando e de que modo’ utilizar esses frames… daí se juntam outros elementos como postura, comportamento, assertividade, uso de técnicas de propaganda e até PNL, porque o frame não age sozinho…
      Ou seja o controle de frame é maneira como a pessoa usa um aglomerado de conceito em uma idéia enxuta, e de forma que seus adversários e consequentemente a platéia aceite o frame sem muito questionamento inicial. Mesmo que o adversário ou platéia não aceite o frame, se não questioná-lo ele fica suspenso e pode ser usado como alavanca para outro frame posterior.

      Vou dar o exemplo em no DEBATE (e não na entrevista, porque ainda não assisti):

      Quando marina usa o frame de “nova política” EM DEBATE, ela não o usa como mero slogan….antes ela tem toda uma atuação de ‘reforço’ para o uso do frame:

      1 – Polariza o PT de um lado, e o PSDB do outro lado em termos ideológicos (Direita e esquerda) — note que aí já tem um frame embutido (de que o Psdb é de direita) — como a maioria das pessoas não sabe definir direita e esquerda….o frame passa.

      2 – Ao simplesmente admitir que ambos fizeram coisas boas, pretende demonstrar honestidade intelectual para a platéia.

      3 – Depois ela lista todos os problemas DE AMBOS os adversários e os aproxima colocando-os no mesmo bonde quando o assunto é erro de governabilidade, corrupção entre outros.

      Logo o frame de Marina é se diferenciar usando a polarização do adversário, criando uma situação que se define em:

      A – Se os adversários se atacarem mutuamente, ela vai apontar que eles atacam a si mesmos devido à polarização entre ambos, e ela será a candidata que se difere nesta polarização. Agindo como àquela que via selecionar o melhor de ambos.

      B – Se os adversários a atacarem, ela vai apontar que eles a atacam porque ela representam a diferença de uma polarização onde os adversários são diferentes ideologicamente, mas muito parecidos em termos de resultados negativos.

      Ou seja ela vai executar a mesma rotina (1-3) em qualquer situalção (A ou B)

      Se um indíviduo da platéia tem uma pequena noção de ‘auto venda’ já identifica que uso do “novo” trata-se de propaganda simplista. Mas o uso desta propaganda em um contexto de debate acalorado, onde outros debatedores NÃO APRESENTAM FRAMES, NEM APONTAM AS FALHAS DO FRAME ADVERSÁRIO….funciona e passa para a maioria da platéia despreparada na identificação do frame. As pesquisas eleitorais estão aí pra confirmar isto.

  10. É tecnicamente impossível supor a existência de “áreas com transgênicos e áreas livres de transgênicos” porque essas culturas têm de ser vizinhas para o controle das pestes.

    Não se pretende que Marina seja técnica no assunto, mas que pesquisasse, antes de tratar do tema, ou ainda que não o faça com preconceito medieval.

    Marina que, como Requião, tomou uma posição pública sobre transgênicos, não pode ignorar fatos do manejo agrícola, conhecidos pelo homem comum do campo.

    Ciência e Tecnologia não admitem posições meramente retóricas.

    Quanto aos índios seria bom conhecer a posição de Marina a propósito da Declaracao Universal dos Povos Indígenas, “invenção de ONGs estrangeiras para criar 216 “países” na Amazônia, retirando do Brasil quase 50% do território”.

    Caberá ao Congresso, ainda este ano, ratificar ou não esse atentado â soberania brasileira.

    “Além da gigantesca reserva Yanomami em Roraima, o Brasil teria nações indígenas independentes e sob tutela de ONGs ou da ONU.”

    O que pensa Marina sobre isso?

    Também seria lenda que o Brasil, pelas mãos de Celso Amorim tenha aderido?

    “EUA, Canadá, Austrália e Nova Zelândia caíram fora da Declaração da ONU de autonomia das reservas, para preservar territórios e riquezas”.

    Leia -se mais na Coluna Cláudio Humberto.

    Para quem planta e para quem come, esse é o ponto fundamental sobre Marina.

  11. Luciano,

    Concordo com a avaliação porque você analisa os frames de forma a notar a capacidade de convencimento sob prisma do público em geral, não contando com o público do seu blog e demais que possuem base para não se iludir com qualquer frame, ao contrário da maioria da população.

    Agora não daria para fazer um post de quais frames o Aécio poderia se utilizar contra a Marina?

    No momento ela está numa aura de salvadora da pátria, com um discurso apropriado para atender à todo tipo de eleitorado, mesmo sem ter experiência suficiente, como por exemplo o Aécio que saiu com 94% de aprovação em MG.

  12. Infelizmente, a candidatura Marina está conseguindo imprimir um apelo muito semelhante ao da primeira eleição de Lula.

    Já vivi o bastante para reconhecer que quando o povo daqui entra neste estado de “torpor messiânico” não há argumento plausível, informação cristalina e boa vontade pedagógica que sejam capazes de evitar essa “pulsão de morte”.

    Mais uma vez, jornalistas, artistas e intelectuais “descolados” estão na comissão de frente desse desfile rumo ao precipício. Quando a ungida do Acre diz que falta “elite” no Brasil, sem querer ela acerta: falta consistência e abunda idiotia e arroubo panfletário nos “formadores de opinião” brazucas. O esquisito é que dessa vez até mesmo os “anti-petistas” estão surfando na onda do “voto útil” pró-Marina, coisa, aliás, que petista de raiz jamais fez , vide o apoio discreto que Marina deu a Dilma no 2º turno da eleição de 2010.

    Marina é petista da cepa de Gilberto Carvalho e a galera aboletada há 12 anos em cargos comissionados em Brasília sabe disso e não teme a sua eleição, muitos, inclusive, torcem intimamente por ela.

    Não se trata apenas de trocar seis por meia dúzia, mas de turbinar o projeto petista com Marina na presidência. Caminhamos para o cadafalso, quem viver, verá.

      • Em termos de capacidade, tenho a impressão de que ela é melhor do que a Dilma discursando se assemelhando mesmo ao Lula, mas não sei se ela tem experiência no aspecto da administração ou gerenciamento.(É provavel que não, por isso que ela tenta negar a importância disso para o cargo de presidência).

        Sobre a estrutura, não vejo ela com uma estrutura muito diferente da estrutura do PT. Ela faz parte e tem como base um partido do Foro de São Paulo, acredito que isso indique que ela tem a disposição o mesmo conjunto de profissionais do que qualquer outro membro do Foro. Só por que ela foi candidata pelo PSB, não significa que ela precise selecionar as pessoas do PSB para compor os ministérios, o STF e outros órgãos. Ela provavelmente tem um conjunto de pessoas disponíveis que tem determinado conjunto de características conhecidas, que é o mesmo conjunto e são conhecidos da mesma forma do que qualquer membro do Foro, por que imagino que eles troquem essas informações entre si. Isso tudo que falei pode parecer bem hipotético, mas só é por que nunca participei do Foro, mas me baseio no conhecimento de que ele é uma reunião onde se trocam todo tipo de informação e se consolidam projetos de partidos e grupos de esquerda no continente. Tanto é que os partidos membros defendem os mesmos projetos, muitas vezes tem uma estratégia semelhante para vencer eleições(Marina vem com um discurso de ética na política, assim como tinha o Lula, o discurso dela é vago,assim como é o da Dilma), então acho razoável supor, praticamente uma dedução lógica, que ela tem a disposição as mesmas pessoas e a mesma informação sobre elas.

        Além disso, ela já acenou que poderia trabalhar com o PSDB e com o PT, o PT não respondeu, porém sabemos como o PT age em eleições. Eles fazem o diabo para vencê-las, mas quando passam, eles não ligam para fazer alianças com antigos inimigos mortais. Isso signfica que a tal elite psicopática provavelmente vai continuar compondo o governo. É verdade que pode ter uma queda de braço entre Marina e Lula? É verdade, porém essa queda de braço vai ser pelo poder e não por projetos diferentes.

        Isso tudo que eu disse quer dizer então que a Marina e Dilma são iguais? De maneira nenhuma. Dilma recebe uma influência mais direta do Lula e Marina iria mais pela própria cabeça e pelo que ela recebe de influência do Foro. Acho que é uma via mais indireta, mais lenta e mais sujeita a erros. Então o que se pode pensar a partir disso tudo que comentei? Que as diferenças entre Marina e Dilma tornam Marina preferível a Dilma em um segundo turno, mas só de ir Marina e Dilma para o segundo turno, já ouve uma vitória do Foro. Ele conseguiu alterar a dialética eleitoral: Um partido que não era do Foro foi substituído por um partido do Foro.

      • Luciano, acho que você erra quando aposta que Marina é uma espécie de Don Quixote, uma personagem solitária, idealista (e não propriamente uma “psicopata”, com sede de poder), sem eira nem beira (sem “exército”, capacidade e estrutura) para levar a cabo os seus projetos, os quais são, ao fim e ao cabo, os mesmos do PT.

        Marina não está e não estará sozinha.

        No executivo, ela terá à disposição a estrutura montada nesses 12 anos; ainda que vá oferecer protagonismo a algumas figuras petistas (e tb de demais partidos de esquerda, centro-esquerda e lideranças de movimentos sociais) que estiveram a salvo do fogo cruzado. Estas ascenderão ao 1º escalão (acho, por exemplo, que dessa vez Suplicy, quadros do PSOL, como Chico Alencar, e certas lideranças sociais não filiadas a partidos, como indígenas e consultores de ONGs, serão ministros, ao lado de gente mais “ao centro”, como Serra e Gianotti). Mas o grosso do exército (os demais escalões) continuará quase inalterado. Essa turma, já bastante treinada, continuará lá, mas agora sem o estigma de fazer parte de um governo reconhecidamente corrupto e autoritário.

        No legislativo, acho que não pintará um novo mensalão ou uma escancarada barganha de ministérios, ao menos no primeiro ano. No entanto, o grande apoio popular e da mídia ao “novo” governo exercerá grande pressão sobre os congressistas de todos os campos políticos. Durante um bom tempo, creio que contestar a ungida no parlamento será veiculado como má-vontade da “política velha” ou mesmo um crime de lesa-pátria.

        No judiciário, a galera do “direito achado na rua” continuará em ascensão e não vejo nenhuma possibilidade de Marina indicar para o STF um “conservador” ou “legalista” (ela é “crente”, mas na hora H sempre fica ao lado dos “descolados”, do contrário não seria tão blindada e festejada por formadores de opinião).

        Na “sociedade civil organizada”, ela terá o apoio manifesto das pastorais “progressistas” da Igreja Católica e, obviamente, evangélicas, da militância das ONGs, das lideranças indígenas e quilombolas, dos DCEs, UNE, sindicatos de trabalhadores rurais, funcionários públicos etc.

        Pior, ela não tem qualquer projeto concreto e alternativo face ao que está aí. Ou seja, será o PT no poder, mas com a placa de “Sob Nova Direção” e, por conta dessa maquiagem, neutralizará por um bom tempo toda a oposição que lentamente tem sido formada no Brasil, a qual será colada (ainda com maior força!) a pecha de retrógrada, rabugenta, elitista.

        Realmente, não posso afirmar que será um governo ainda pior, ainda mais bolivariano, mas posso garantir que Marina, suas ideias, seus aliados e a estrutura administrativa com a qual trabalhará não representam mudança de curso em relação ao projeto da “pátria grande” latino-americana.

      • “É o que disse em meu texto: certo pelo duvidoso.”

        Não existe uma certeza absoluta quando se trata da dinâmica política. Mesmo se a Dilma for reeleita, pode ser que a revolta seja tão grande que haja um impeachment ou que haja uma progressiva paralização das ações do PT por afastamento dos aliados.

        Não tem nada de exato em dizer que a Dilma levaria o projeto do PT de forma garantida. Por outro lado, se a Marina iniciar a candidatura, vai ser necessário acompanhar suas ações do 0, por que as pessoas não associam tanto o Foro de São Paulo e o PT a Marina e ao PSB. Fora tudo que já foi dito das relações e do quadro de pessoas disponíveis aos membros do Foro. Ignorar esses aspectos é fatal.

      • Acervo,

        Não temos certeza que Dilma concluiria o projeto do PT de totalitarismo.

        Mas é certeza que ela levará o projeto adiante o máximo que puder e que tem competencia para fazê-lo,

        Abs,

        LH

      • “Acervo,

        Não temos certeza que Dilma concluiria o projeto do PT de totalitarismo.

        Mas é certeza que ela levará o projeto adiante o máximo que puder e que tem competencia para fazê-lo,

        Abs,”

        Também acho seguro que a Marina vai levar o projeto adiante o máximo que puder. Sobre a competência, esse é o único ponto que concordo que não sabemos se a Marina tem, ainda mais que por que acredito que a competência da Dilma é em parte a atuação do Lula. Todo o resto é semelhante, pessoas disponíveis, informações etc. Talvez seja necessário se preocupar em começar a desfazer a imagem de mística de Marina, caso contrário vai ser parecido como com o Lula, escândalos e mais escandalos, e a aprovação dele continuou no alto durante um bom tempo.

        abraços

  13. Marina concluiu com: “William, eu não uso de dois pesos e duas medidas”.

    Pessoal, o correto não seria ela ter dito “eu não uso de dois pesos e UMA medida” ?
    Me parece que dois pesos diferentes são obrigatórios para duas medidas diferentes, este é o comportamento esperado da balança, o justo. Quando um comerciante inescrupuloso usa dois pesos diferentes para a mesma medida, é aí que ele tem a oportunidade de praticar sua safadeza contra o consumidor.
    Assim sendo, ao dizer que não usa de “dois pesos e duas medidas” (o justo), Marina Silva acaba cometendo um ato falho e se declarando injusta. Devemos ficar muito atentos com esse tipo de comerciante.

    • Nem ela nem vc estão certos, o correto no conceito de Platão é um peso e duas medidas, e não tem nada a ver com peso de balança, e sim um peso (um mesmo mérito) e duas medidas ( dois julgamentos diferentes) mas dois pesos e duas medidas tem origem na bíblia, um peso pesado e outro leve e uma medida comprida e outra curta, isso sim falando do comerciante:

      Não carregueis convosco dois pesos, um pesado e o outro leve, nem tenhais à mão duas medidas, uma longa e uma curta. Usai apenas um peso, um peso honesto e franco, e uma medida, uma medida honesta e franca,

      No seu caso vc falando do comerciante duas coisas podem ter a mesma medida e pesos diferentes sem o comerciante ser desonesto , por que não? Um carrinho de brinquedo de metal e o mesmo carrinho com as mesmas medidas de papel.

      • Obrigado por esclarecer a dupla origem desse dito popular.

        Sendo assim, para explorar o frame de “justo” de acordo com o sentido dado por Platão ela deveria ter dito “não uso de UM peso e duas medidas”, certo? Porém, pela origem bíblica a frase dela está correta na exploração do frame, dada a recomendação para “não se usar de dois pesos e duas medidas” como sinônimo de “justo/honesto/franco”. Que dito popular mais coringa, não!? Será por isso que é tão usado por políticos?

        Sobre o comerciante, eu o imaginava pesando uma mesma mercadoria, como a farinha, comparando o peso real do objeto sendo pesado e a media aferida pela balança. Neste caso, uma mesma medida da balança para dois pesos reais distintos é claramente desonesto.

  14. Quase todo comunistinha adora maconha. Nada contra uso de maconha, mas tudo contra ao comunismo. Agora, nos países comunistas, é o contrário. E eles não perdoam não.

    *********************

    PRESO POR POSSE DE MACONHA, FILHO DO ATOR JACKIE CHAN, FILIADO AO PARTIDO COMUNISTA, PODE SER FUZILADO

    O filho mais novo de Jackie Chan, o também ator Jaycee, foi preso por posse e consumo de maconha na noite da última segunda-feira (18), em Pequim, na China. Aguardando julgamento, ele pode pegar de três anos de prisão até uma pena máxima do país: o fuzilamento.

    Jaycee Chan foi pego em flagrante junto com outro ator, o taiwanês Ko Chen-tung. Após ambos testarem positivo para o consumo, a polícia encontrou 100 gramas da erva na casa do chinês, de 32 anos. Ambos devem ser sentenciados pelo uso, mas o jovem Chan pode se dar mal pela posse – a polícia, inclusive, já procura ligação entre ele e alguns presos recentes pelo mesmo motivo. Caso ele seja enquadrado em uma acusação de tráfico, o juiz pode condená-lo de morte.

    De acordo com o South China Morning Post, Jackie Chan já desembarcou na China para ajudar o filho. O ator é bem relacionado com o partido comunista, inclusive como consultor político. Desde 2009, ele estampava as campanhas anti-drogas do país.

    A intolerância às drogas é uma das bandeiras da China. Nos últimos dois meses, cerca de 7,8 mil pessoas acabaram atrás das grades, enquadradas como usuários. Segundo a AFP, seis pessoas foram executadas por tráfico no país. Os números atuais entretanto, permanecem em sigilo.

    *************************

    Fonte: http://coletivodar.org/2014/08/preso-por-posse-de-maconha-filho-de-jackie-chan-pode-ser-condenado-a-fuzilamento-na-china/

    Não desejo fuzilamento a ele, mas desejo que comunas chegados em puxar um verdinho notem como é que as coisas funcionam num país comuna de verdade.

  15. Concordo plenamente com esta análise. A Marina vai ser “osso duro” de roer.
    Se preparem, candidatos, pois ela deu show (mesmo enrolando) e soube capitalizar todos os ataques, se saindo ainda melhor, após eles;

  16. Marina Silva nada mais é do que um Lula da vida, lógico travestida e melhor preparada, com o mesmo discurso de nova política, me perdoem mas nova política é o C******&¨%$#@………..!!!! O país tem que ter rumo certo na política econômica e verificar a pessoa coerente que assuma um papel de responsabilidade (chama para si)………….QUAL DOS CANDIDATOS FEZ ISSO……….? A formação da Mariana suas ideias e pensamentos são voltados a uma política socialista, comunista. Não podemos cair nesse conto novamente.

  17. Eu achei que ela foi firme e incisiva mas brasileiro confunde muito isso com arrogância, não acha que alguns ou muitos podem ter confundido? Teve uma hora que o Bonner falou, não estou entendendo, aí ela falou se vc não está entendendo vou falar com público de casa, tipo, se vc é burro…

  18. Muito boa análise, Luciano. Não adianta raciocinar com o fígado. Eu enxerguei de maneira bem parecida com a sua. No mais, Marina parece ter atingido o estado que Brizola classificava de “Pão-de-Ló”, ou seja, quanto mais baterem mais vai crescer em minha opinião.

  19. Dener Giovanini tem medo que o ego da Marina traia os eleitores que nela confiaram. Como ela é uma grande incógnita, ninguém sabe que rumo seu governo vai tomar. É uma verdadeira esfinge, coisa incompatível para um governante.

  20. Se voce considerar que ela sabia com antecedencia que seria perguntada a respeito do avião, obvio que ,embora não tivesse respostas ,pode rebater qualquer enrolação,mas perante ao telespectador comum ela foi muito mal, espereva-se que ela dissesse com veemencia que que não houve crime algum, que aqui estão os documentos comprovando tudo, é mentira dos outros , sou santa eles são picaretas. Mas nada disso foi dito ela desceu a nivel da velha politica, o discurso de Virgem Santa Impoluta foi pro brejo. Bonner mastigou a rainha do mato, ela que se enrole num cipo que chame de seu. já era. Aecio é o mais preparado. O menos perigoso.

  21. Luciano,

    Não sei se vc está totalmente correto nesta avaliação da entrevista. Minha mãe é(ou era até ontem) uma marineira convicta, pois eu fiz uma visitinha “surpresa” a ela justamente no horário do JN e o resultado foi uma tremenda decepção dela pelo desempenho pouco convincente que a Marina apresentou.
    Pode ser que pelo fato da minha mãe ser uma professora de línguas já aposentada ela tenha tido um entendimento um tanto diferente da população menos escolarizada, mas o resultado negativo sobre o discurso oportunista com o qual ela se apresenta foi evidente.

    abçs,

    Hely

  22. Gostei muito da sua análise sobre essa e outras entrevistas dos candidatos!! Certamente isso auxilia eleitores em dúvida, e, no meu caso, que já tenho a Marina como minha candidata, reforça essa minha opção de voto!!

  23. Conselho de um eleitor/leitor entusiasta de Marina no Brasil247.

    Fernando 28.08.2014 às 13:12

    Enquanto o PT continua obcecado pelo PSDB, a Marina passando por fora!!! Uma dica para os marqueteiros petistas: esqueçam essa história de avião e de aeroporto do Aécio, isso não pegou. Aliás esse mimmimi está dando mais vontade ainda de votarmos na Marina!!! Arrumem alguma bomba grande para Marina ou então podem ir preparando as malinhas. Aliás pessoal do Brasil247 é melhor vocês irem visitar o comitê da Marina e preparar para mudar de lado, ou daqui a pouco esses banners do Banco do Brasil, CEF, Petrobras, vão todos apagar e vocês vão ter que trabalhar como jornalistas novamente (hoje em dia trabalham como putas pagas).

    Chorei de rir.

    • Em 1° de novembro a blosta bradará que foi/é/sempre-será marineira desde criançinha, ou até (oxalá) aecista/tucada.

      A curiosidade é: o que acontecerá coma Blosta sem o PT? será que marina bancará as viúvas?

      • Não tenha dúvidas que se ela ganhar o pha vai abandonar aquela besteira de blábláblá Marina.
        A propósito, não conheço opositor de quem está na oposição melhor do que pha.O sujeito para gostar de quem está no poder.Podemos até falar que é um uma versão carne e osso do PMDB.

  24. Curioso é que quando a entrevistada foi a Dilma a Patrícia praticamente não abriu a boca.Vai ver que naquela ocasião calada ela se achava uma “poeta” 😀

  25. Não acho que ela tenha usado de vitimismo nenhum, apenas descreveu um fato que explica perfeitamente como é a política em vastas regiões do país. Ela foi a melhor, e a resposta sobre saber conviver com divergências foi certeira para ganhar meu voto.

  26. Luciano, sei que muitos pedem pra que analise diversas publicações, mas trago uma a qual realmente me é importante teu parecer. Já trouxe um link desse site uma vez, um blog de um professor meu (não professor de escola, e sim professor de curso), com um texto sobre a situação atual do Brasil, e hoje ele publicou um texto a respeito de Marina, condenando-a.
    Detalhe: ele é completamente anti-PT, anti-comuna, da direita, preenche todos os requisitos para um mínimo crédito.
    Eu, que como você também estou apoiando Marina embora prefira Aécio, gostaria do teu parecer, por favor.

    Seguem alguns trechos:

    “As ações de Marina e de sua corriola são as ações da velha política de sempre, como prova por exemplo o expediente de se entrar num partido-hospedeiro para dar tempo de se candidatar nestas eleições. Entre outras coisas que se faz, bem distantes do que se propaga. Todo político vende alguma idéia, é verdade. Mas a Marina tem a vantagem de poder vender todas as idéias.”

    “Marina diz que é contra a polarização entre PT e PSDB e, em seguida, diz que está pronta para governar com os melhores de PT e de PSDB. Parece razoável? Só que não é. Como é que ela vai saber o que é melhor? Quem é ela para saber o que é melhor ou pior? Em nome do quê ela fala?”

    “A popularidade de Marina prova, especialmente entre os meios supostamente “esclarecidos”, que a ingenuidade política já beira a insanidade. Como feiticeira, Marina produz magicamente algo do nada, porque todos se odeiam e amam se odiar, e ela pega o espaço por ser uma criatura tão desprovida de sentimentos baixos como os nossos.”

    Segue o link do texto completo: http://lordaegishirov.com/2014/08/28/cavalo-de-troia/

    E convido aos demais leitores daqui a lerem também, comentarem lá se possível, vamos discutir isso, e pros que não leram tudo, repito: NÃO É MAV, é de um professor meu de curso técnico, que odeia o PT e é aluno do Olavo.

    Abs.

  27. Silas Malafaia, Danilo Fernandes (Genizah), Marcos Feliciano acordaram para o PT depois de levar na cara. O povo brasileiro também só vai acordar quando tomar um belo preju.

  28. Esta boa atuação da MacuMarina (by lobão) comprova, mas uma vez, como a esquerda está bem preparada/treinada para o jogo.

    @mvsmotta
    “Governarei com pequenos seringueiros como o dono da Natura e pessoas comuns do povo como a dona do Itaú.”

    Não sei quem é o autor
    “Na velha politica foi um carro Fiat Elba já na nova politica um avião Cessna Citation.
    Podemos notar que a nova politica é um avanço e tanto!”

  29. Caro Luciano Ayan ja percebi com imenso pesar que voce ja esta conquistado por essa “melancia”. Uma pessoa esclarecida como voce acreditar na sinceridade dela e uma constatacao melancolica e a nossa impotencia diante de tamta infamia de que esses politicos sao capazes. Para mim e triste demais. Sinto muito dizer isso, logo a voce que tem nos ajudado tanto.

    • Tereza,

      Você não tem ideia da oposição ferrenha que planejo a alguns projetos de Marina se ela ganhar. 😉

      Eu só acho mais seguro lutar contra o esquerdismo enquanto ela é presidente do que enquanto Luladilma forem.

      Abs,

      LH

      • Estou espantado com a quantidade de pessoas que acham que dizer que irá votar em alguém é dizer que essa pessoa é maravilhosa.
        Isso é só mais uma tática para dizer “Não reflitam nada do que ele fala, é apenas um agente do PSDB”.

      • Entendo…é que eu fico nessa angustia da Pau-Molenguisse (desculpe o termo) do PSDB em não atacar pra valer a Dilma e o PT. Colaram frames na testa durante anos e agora fica difícil de reverter.

        Ao pensar na resposta eu já percebi que temos que influenciar de algum modo e não ficar parados,mas ter que carregar pela mão o PSDB, tarefa ingrata.

        Deve ser um partido bem centralizado em topeiras porque não perceber o que você vem mostrando aqui,ainda mais para um partido desse tamanho, nossa senhora.

Deixe uma resposta