Avaliação: debate dos presidenciáveis no SBT (com Jovem Pan, Folha e UOL) em 01/09

42
88

debate

No debate com os presidenciáveis promovido hoje pela Jovem Pan, Folha, UOL e SBT, tivemos várias surpresas em relação ao anterior, da Band, feito em 26/08. Naquela oportunidade, como disse, Aécio venceu Marina por uma ligeira vantagem, enquanto Dilma se limitava a arrumar desculpas esfarrapadas. Pelo menos ela usou a técnica da metralhadora, que os outros precisam assimilar urgentemente.

No debate de hoje a coisa mudou radicalmente. Tanto Dilma como Marina entraram com “sangue nos olhos”. Dilma melhorou bastante em relação ao debate anterior, embora ainda inferior à Marina, a vencedora da contenda. Mas não foi uma vitória por goleada. Foi uma vitória obtida em pontos-chave, mais por segurança e firmeza, além de respostas na ponta da língua.

Dilma já começou questionando Marina a respeito de onde ela tiraria R$ 140 bilhões para suas promessas de campanha. Em sua resposta, Marina atacou a forma com que o governo dilmista gerencia a grana. Mandou bem.

Na segunda rodada, Dilma acusou Marina de estar relegando o pré-sal, que é uma forma de arrecadar recursos para a área social. Marina disse que o pré-sal seria mantido e que o Brasil deveria buscar fontes alternativas de energia, pois isso o colocaria na vanguarda do mundo: “Eu acredito que a cadeia tecnológica do petróleo é importante, mas acho que temos de estar não somente onde a bola está, mas onde ela vai estar”.

Como de costume, Marina lembrou que Dilma tem dificuldades em reconhecer seus erros. Em um momento patético, a presidente chegou a negar os fatos de que o Brasil se encontra em recessão.

Por que Marina venceu o debate? Por ter ampliado o leque de respostas em relação ao anterior, por ter sido calma e ter usado agressividade na dosagem certa. Dilma transpareceu agressividade em alguns momentos, mesmo que isso tenha sido uma exceção. Ela também tem um ponto positivo por estar sempre com os números em mãos, mesmo que todos eles como sempre facilmente contestáveis pós-debate. Os seus adversários não fazem essa lição de casa.

Esse foi um debate, enfim, entre Marina e Dilma. A essa altura o leitor deve estar se questionando: e o Aécio?

Para começar, ele ficou relegado a um segundo plano, talvez por que todas as principais perguntas eram dirigidas a Dilma e Marina. Mas em suas intervenções, ele transitou entre o correto e o catastrófico.

Kennedy Alencar, jornalista pró-PT, fez uma jogada que muito provavelmente foi armada com antecedência junto à Dilma (e cuja bola havia sido cantada antecipadamente por Romeu Tuma Jr.). Kennedy perguntou ao tucano sobre uma série de escândalos de corrupção do PSDB (compra de votos, mensalão tucano, escândalo da Alstom). Aécio respondeu de maneira competente, citando que os escândalos envolvendo políticos do PSDB são investigados, enquanto que no caso do PT, os criminosos condenados são chamados de heróis. Dilma usou o termo “engavetador da república” (esse foi o provável jogo com Kennedy) e afirmou que em seu governo existiram muitas investigações em comparação com o passado. Aécio lembrou que as investigações surgiram não pela vontade do governo, mas por denúncias divulgadas pela imprensa e por ações da PF. Digamos que aqui ele pontuou, mesmo com a forcinha de Kennedy para Dilma.

Mas o desastre veio quando Aécio questionou o motivo para um investimento tão miserável do governo em segurança pública. Todas as respostas de Dilma incluíram frames como “desmemoriado” e “desinformado” (ela usou as frases “você não tem boa memória” e “você não estudou direito os números”) lançados em direção ao tucano. O mais grotesco de tudo é que ele não respondeu convincentemente diante da agressividade de Dilma.

Não tenho muito a comentar sobre Levy Fidelix (que lançou algumas considerações interessantes), e muito menos sobre Eduardo Jorge e Pastor Everaldo. Mas há um ponto relevante sobre Luciana Genro. Conforme eu disse no Facebook, o discurso dela é um lixo ultrapassado e deprimente. Mas ela se posiciona com firmeza no que acredita. Os ataques feitos por Dilma a Aécio são naturalíssimos para Luciana, pois ela é uma esquerdista retinta (extrema-esquerda). O que se nota é que os esquerdistas mais extremistas entendem o que significa guerra política. Claro que isso não é suficiente para Luciana pontuar (ela é vista como ultrapassada) e nem para recuperar a primeira posição de Dilma em um segundo turno (por causa do fracasso de seu governo), mas que ajuda, quanto a isso não há dúvidas.

Mesmo sendo ateu, reconheço que a Bíblia mostra um Jesus Cristo trazendo mensagens xingando oponentes de “hipócritas”. Em outro momento, ele usou o termo “covil de ladrões”. E ainda polarizava a discussão dizendo “quem não está comigo, está contra mim”. Isso há 2000 anos atrás! É claro que politicamente esta é uma linguagem que funciona.

O ser humano entende essa linguagem, pois vê a indignidade dos indignos sendo apontada, e posiciona-se do lado do denunciador. Ele tende a abraçar o denunciador neste momento. Quando David Horowitz nos lembrou do princípio de que “na guerra política o agressor geralmente prevalece” é a isso que ele se referia.

É claro que não se pode destratar um oponente com nervosismo e baixaria, pois isso sub-comunicaria ao público seu nervosismo, o que serve para tirar pontos do agressor. Mas um ataque contundente, com palavras duras e termos fortes, é geralmente um diferencial.

No momento em que Dilma o atacou, Aécio praticamente não reagiu. Foi um abalo moral considerável. O público com certeza o percebeu fora do gramado, sem esforço suficiente para reverter o jogo. Ao ser avacalhado por Dilma e nem sequer reagir (ele poderia ter chamado a presidente de “desequilibrada” por partir para ofensas, além de “desonesta”) o público só entendeu a seguinte mensagem: “Pessoal, melhor deixar pra lá”. Não, não podemos deixar pra lá.

Enquanto isso Marina e Dilma se engalfinharam e distribuíram farpas sem qualquer economia. Para o público do debate, parecia que a eleição se resumia às duas. Aécio simplesmente precisa reagir, caso contrário só um milagre para reverter a situação.

Anúncios

42 COMMENTS

  1. Como aconteceu no debate da Band, a audiência foi pífia, apenas 5 pontos, quase metade da que o SBT conquista normalmente no horário, provavelmente apenas eleitores decididos e telespectadores desavisados assistiram.

    • Porém como temos a internet, a “boom” do debate se deu numa outra esfera. Se a audiência televisiva foi realmente pífia, não podemos dizer o mesmo nas redes sociais, na blogosfera e sites políticos com espaço para comentários.

  2. Estou convencido de que o PSDB trata eleições no Brasil como uma espécie de concurso público glorificado. Como diria o Marco Antonio Villa, “o Aécio é a oposição que eu adoraria ter, pois ele não se opõe à nada”.

  3. Também achei patética a reação do Aécio quando Dilma jogou aquele monte de rótulos.É isso que dá o PSDB ser um partido que acha que o oponente apenas “pensa diferente”.
    Vejam se porcarias como PT e PSOL usam essa idéia de que o oponente apenas pensa diferente.Não!Não só não usam como rotulam ao máximo o oponente (vejam como Luciana Genro -aquela que diz que Black Bloc não é terrorismo- fica rotulando ao máximo seus oponentes, com besteiras do tipo “governar para o capital” ou “candidatos dos banqueiros”).

  4. Vamos falar a real Luciano:

    Toda esta merda de campanha política pode ser resumida nas seguintes frases….

    1 – Aécio com a BundaMolice de sempre.
    2 – Dilma não responde nada e só faz propaganda como sempre.
    3 – Marina pôs todo mundo no Bolso em termos de argumentação e frame.
    4 – Levy tá ali pra cumprir tabela (como sempre esteve)
    5 – O cara do PV só fala besteira e faz palhaçada….se substituir pelo Tiririca ninguém nota.
    6 – O Pastor Everaldo só sabe repetir os mantras do estado mínimo.
    7 – Luciana Genro é sempre a mesma ladainha socialista de SEMPRE …..” contra o capital, guerra de classes, e nós somos do povo”

    Vou dar a maioria dos meus votos pro psdb (estrategicamente) e CHORANDO MUITO (porque não existem outras opções que não favoreçam o pt), e quem vai ganhar será a Marina, e fim da história.;;;;

    Ps: Aécio tava tão quetinho, mas tão quetinho, que pensei que tinha desistido da canditadura e não tivesse nem comparecido. A Dilma o quebrou em dois….vou te falar depois disso aí que ela falou, e ele ficou quieto eu até troquei de canal.

    To odiando o Psdb, de um jeito inimaginável cara…..pra mim quem não faz nada pra deter o inimigo é PIOR que o inimigo. Espero NUNCA MAIS ter que votar nesse partido na minha vida.

  5. Se o PSDB um dia quiser ganhar uma eleição presidencial precisa rever seus conceitos na hora de escolher seu candidato. Serra chuchu, Alkimin idem, e Aécio chuchu estragado, a população não gosta dele, isto é, a rejeição é enorme. O PSDB precisa entender quem ganha eleição no Brasil tem que ser populista e macho na hora de falar, e não ser um franguinho encolhido em um canto tentando ser (falsamente) educado. Outra coisa, os candidatos do PSDB sempre tem um discurso que o povo não entende, não gosta e não se identifica. É sempre lamentável nas ultimas eleições escutar e ver estes chuchus como candidatos.

  6. Já tinha pavor do PSDB pela ‘simpatia’ que FHC sempre nutriu por Lula de maneira escancarada. Também já vinha de saco cheio das maneiras afeminadas de Aécio nessa campanha. Parece uma mulherzinha.

    Bem, depois desse debate no SBT foi a gota d´água para mim. Quer saber? Um cara desses não tem como ser presidente mesmo. Imagina essa franga tendo de lidar com a base oposicionista no congresso. Vai ser esmagado que nem um verme.

    Aécio podia ter esmagado a Dilma só colocando a questão do porto em Mariel, Cuba, mas enfim, não dá para esperar mais nada desse abestalhado. O negócio do Aécio é mesmo as praias do Leblon, coisa que ele conhece muito bem, melhor até que a terra natal dele, Minas Gerais.

  7. Esse é o problema do brasileiro , quer briga , confusão , desrespeito num debate , aqui ganha quem grita mais , acusa mais e esquecem que no debate os politicos vao para expor suas ideias e provarem que podem governar , me desculpem os que votam no PT , fomos roubados como antes ou ate mais , mas roubar e rir na nossa cara ai é demais . . . bolsa familia , bolsa num sei oque é pior que dar latinhas de oleo para comprar o voto , trabalhar ninguem que , ir para fila procurar um serviço nao vão , mas para fila da loterica e caixa para receber auxilio ai pode ficar ate 5 horas na fila . . . e pensar que estas pessoas acham que suas vidas melhoraram , que beleza receber esmola . . . enquanto isso o filho do Sr . Lula vai de pobre para milionario em pouco mais de 2 anos do primeiro mandado do pai , a filha da Presidenta Dilma
    nao tem aonde por mais dinheiro e o BRASIL que se dane . . . Não costo de comentar politica e religiao , mas roubar meu dinheiro e ainda me chamar de trouxa ! Pior de tudo é que não temos nenhum candidato a altura para governar nosso pais , isso que me apavora !! Deus esta no controle e sabe oque é melhor para nós . . .

  8. Luciano, o que vc me diz desses dois vídeos do debate do Alckmin com o Lula em 2006, que o Alckmin bateu bastante, chamando-o de mentiroso, que a diferença entre eles era de caráter, e ficou que o Lula venceu por pena do eleitor, do coitadinho, do pseudo-operário que foi atacado, se o Aécio faz isso, não ia parecer a mesma coisa, mas mudando de preconceito contra o pobre para preconceito contra a mulher, machismo?

    https://www.youtube.com/watch?v=CIzFBKCcbHk

  9. Apague o comentário com o vídeo repetido Luciano:
    Luciano, o que vc me diz desses dois vídeos do debate do Alckmin com o Lula em 2006, que o Alckmin bateu bastante, chamando-o de mentiroso, que a diferença entre eles era de caráter, e ficou que o Lula venceu por pena do eleitor, do coitadinho, do pseudo-operário que foi atacado, se o Aécio faz isso, não ia parecer a mesma coisa, mas mudando de preconceito contra o pobre para preconceito contra a mulher, machismo?

    https://www.youtube.com/watch?v=CIzFBKCcbHk

    • Não sei quanto ao luciano, mas em minha análise Alckmin perdeu por dois motivos:

      1 – O país não estava tão quebrado como agora, com os arroubos e manifestações (montadas para capitalização posterior) estourando tudo por aí. Se não me engano, Lula já tinha uma margem de aprovação significativa na época.

      2 – Eu não lembrava….Mas Lula é GELADO, GELADO, GELADO. Isso significa que Alckimin podia até ter xingado a mãe dele que ele não teria QUALQUER REAÇÃO NEGATIVA. Quando o adversário é ‘gelado’ desse jeito aí, se for muito altivo, vai parecer que perdeu a linha e tá nervoso. Lula sabe ironizar e ficar frio….repara no tom de voz constante, quase sempre no mesmo volume….fala pausada….ironia fácil, A linguagem corporal tranquila, solta….
      Lula se comportava como se o adversário JÁ TIVESSE PERDIDO.

      Lula também usa de um recurso muito eficiente, o questionamento retórico….as vezes é até mais eficiente que a acusação direta propriamente dita. Ele usa a pergunta retórica e a assertividade, aí quando tá perdendo em campo de acusação, muda de modo e parte um debate de propostas do “futuro”.

      Já alckimin estava meio inquieto mesmo.
      Se bem que a assetividade de Alckmin não foi ruim não, com Dilma, daria certo…… Porque ela não é ‘gelada’ como Lula se demonstrou neste debate.

      A situação é a seguinte Aécio deveria ter o comportamento semelhante ao de Lula (principalmente o estado mental de “Já venci, e o adversário perdeu”, e apresentar o conteúdo como o Alckmin (dados numéricos, nomes, ciência dos fatos e ausência de medo em rotular o adversário).

      Até o Levy Fidelix consegue ser mais assertivos que Aécio.

      • Se o Aécio fosse como o Alckmin a Dilma iria dar um soco na mesa, ela tem aquele ar de tranquilidade como quem carrega um colete de explosivo no corpo, o Lula tem aquela velha dissimulação comunista, cinismo, se fosse alguém não mentiroso sendo chamado de mentiroso ia ficar puto, mas ele leva numa boa porque sabe que é.

      • Em suma, para voce o Lularapio e perfeito! Ora, va se danar! Ganhou a eleicao porque os brasileiros sao piores do que os politicos e gostam daquele que menos faz mas que faz mais e mais mentiras poor minuto. Lula e um canalha e nem pode ser comparado a nenhum outro politico, muito menos Alckmin, embora haja milhares dessa especie no PT.

      • Em suma, para voce o Lularapio e perfeito! Ora, va se danar!

        Ô ANALFABETA, onde foi que eu disse que o Lula é perfeito?????
        Você é própria demonstração do porque a guerra política não vao pra frente. Enquanto analisamos FRIAMENTE o comportamento de nossos adversários, você só consegue perceber as coisas através do teu fígado.

        Embora Lula seja comuna de carteira e todos os piores adjetivos do mundo, ELE SABE SE PORTAR EM DEBATE. Não é a sua choradeira, nem o seu asco que mudará isso. É por isso que imbecilóides políticos de direita (como o psdb) não vencem porra nenhuma em debate, ficam tão, mas tão,preocupadinhos com a canalhice, com a mentira do adversário, que SE ESQUECEM de coisas como frame, falar com o público, ser frio e falar retóricamente.

        E antes que eu me esqueça…
        Vá se danar você, Jumenta.

  10. Luciano, vou repetir aqui o que eu comentei no blog do Reinaldo e do Moura Brasil: Infelizmente, só um fato novo e extraordinário para levar o Aécio ao segundo turno. Se depender do programa eleitoral e dos debates, é mais fácil o Levy Fidelix conseguir alguma coisa. O Aécio esteve pior no debate de hoje, se enrolando mais nas palavras, sendo ainda menos assertivo e, se isso era possível, menos contundente também. O ápice da apatia e da falta de “sangue nos olhos” se deu quando o Aécio perguntou a Dilmopata, de maneira branda, genérica e até meio desinteressada, sobre segurança – como se o Brasil do PT nem fosse lá O PAÍS MAIS ASSASSINO DO MUNDO, COM 56 MIL HOMICÍDIOS. Dilmopata responde com agressão, solta uns números aleatórios sobre verbas para presídios em Minas Gerais (!) e desanda a falar de… MONOTRILHO! E isso não sem soltar mais três ou quatro ofensas contra o Aécio. E o que ele faz na réplica?! No lugar de dizer: “quem tem memória fraca é VOCÊ, porque HÁ SEGUNDOS eu perguntei sobre segurança e a senhora desandou a falar sobre trem!”, e retomar o tema original, dando o golpe de misericórdia na anta, ele, todo atrapalhado, começa com um “minha cara presidente” e… FALA DE MONOTRILHO TAMBÉM!!! Meu Deus! Meu Deus! Meu Deus!!! Imaginem um Ben Shapiro acompanhando o debate, sabendo que o Aécio é a única saída para evitar que os esquerdopatas sigam no poder: nessa hora ele teria um infarto. Não é possível que o PSDB seja tão frouxo na hora de combater o governo mais criminoso da história da democracia brasileira. Perdi as esperanças. No máximo, consigo forjar uma: Aécio e o partido estão guardando toda a munição para o debate da Globo. Só se for isso. Mas acho que não é. Estamos perdidos. Dilmopata x Marina no segundo turno é pra fazer qualquer brasileiro independente e bem informado querer sumir deste país.

  11. O PSDB tentou ir nestas eleições com um candidato mais suave, até porque os 2 anteriores batiam bem. “A primeira diferença entre nós é de caráter”, disse Alckmin e ele teve menos votos no segundo do que no primeiro turno. O fato concreto é que uma avião caiu e mudou um quadro…ha pouco o que Aecio possa fazer…pode bater um pouco…mas, com muita classe. Nada além disso. São duas mulheres, afinal.

    • Dilma é um buldogue. Precisa que a BLOSTA lembre sempre que se trata de uma mulher. Com Marina realmente o povo pode se solidarizar se algum opositor resolver bater.

  12. Acho que esta análise do debate do SBT foi rigorosa demais com Aécio. Alguém há de questionar se o rigor máximo não é o correto a se adotar com o candidato tucano a essa altura do campeonato. Ao que retruco: depende. Vou tentar me aprofundar.

    A impressão de que o debate foi polarizado entre Dilma e Marina, creio, foi geral. Aécio não teve o que fazer a respeito. O sorteio de perguntas e a condução escolhida pelos jornalistas presentes levou a esse andamento. Aqui já vai um adendo a uma crítica negativa à performance do tucano. Prosseguindo.

    Concordo plenamente que Marina foi a vencedora do debate. Mas discordo totalmente sobre qualquer elogio à performance de Dilma. Prá mim, a presidente foi um desastre completo. Muito pior do que no debate da Band. Não só em conteúdo, como também em eventuais consequências eleitorais. Ao tentar questionar Marina, Dilma foi pouquíssimo convincente. Isto contaminou a presidente para todo o debate, não apenas na disputa com Marina. É um erro acreditar que os frames lançados por ela contra Aécio ‘colaram’. Temos que lembrar a sequência dos acontecimentos e o conteúdo do que se discutia. Dilma já estava estraçalhada naquele momento, com a credibilidade totalmente em baixa. Como se isso não bastasse, o momento em que ela tentou acusar Aécio de “falta de memória” tratava de transporte e investimentos federais em Minas Gerais, estado dele. Aécio anulou completamente o frame de Dilma ao dizer que ela não havia construído um metro do metrô de BH. Quem tem mais credibilidade prá pontuar a questão: a presidente, que tinha acabado de passar por várias vergonhas no debate, ou o ex-governador super bem-avaliado daquele estado? Acho que não há qualquer dúvida. Foi numa situação análoga, tratando das escolas do Vale do Jequitinhonha no debate da Band, que Aécio conseguiu, aí sim, meter em Marina a pecha de desinformada, forçando-a a mudar de assunto. Nessa disputa no SBT, com sua acusação de falta de memória, Dilma comunicou apenas grosseria.

    Não estou querendo aliviar a barra do Aécio. A essa altura do campeonato, ele deveria ser avassalador sempre e vencer todos os debates sem dar qualquer espaço para dúvidas. É ele quem está correndo atrás do prejuízo. Mais uma vez, ele mostrou muito menos do que o desejável. Ainda assim, mesmo que indiretamente, ele pode ter saído no lucro. A vitória de Marina na polarização com Dilma trouxe prejuízos à presidente que podem apontar em duas direções, talvez simultâneas: encorpamento ainda maior de Marina ou transferência de votos para Aécio. Vi dois caminhos que saíram favorecidos do debate: vitória de Marina no 1º turno e 2º turno entre Marina e Aécio. Por essa conclusão, posso lamentar a postura ainda pouco incisiva do tucano, mas não tenho como endossar, em nenhuma hipótese, um veredicto negativo (a nota 2 do post). Prá mim, Aécio saiu lucrando. Pouco, mas saiu.

  13. Achei o debate do SBT melhor.
    O Aécio foi o pior dos três.Figurante, e se contentou com ‘o tal papel’ .
    Nem para falar VERDADES para Dilma, ele serviu.
    Dilma foi bem contra o Aécio , e pior contra a Marina (a questão da Petrobras ,por exemplo)
    Marina foi bem contra a Dilma, mais foi pior contra a Luciana (a questão de fazer escolhas).

  14. Eu não entendo essa discussão de quem ganhou o debate. Achei que debate fosse para defender pontos de vista, projetos e sustentar idéias e ideais e não para mostrar mais eloquência e discursos vazios, aliás, neste quesito Marina realmente ganhou disparada. Marina não mostrou um projeto sequer, não tem a menor condição de governar um país.

  15. O desempenho do Aécio está me lembrando um vídeo do Ben Shapiro no qual ele explica como Mitt Romney perdeu as eleições para Obama: enquanto o muçulmano-comunista dizia que Romney odiava mulheres, pobres, queria ferrar todo mundo, destruir programas de bem-estar social, Romney dizia que Obama era um bom pai, bom cidadão americano, uma boa pessoa em geral, só não era um bom presidente. É a mesma exibição de bunda-molice do Aécio e PSDB. Agora é rezar pra Marina ser realmente tão manipulável como você supõe, Luciano, e que o Olavo esteja errado em dizer que ela vai acelerar a implantação das políticas do Foro, porque o Aécio já jogou a toalha.

  16. A parte das conclusões finais foi bem aproveitada por todos os candidatos, menos o Aécio. Na hora que ele vai criticar a Marina, primeiro ele usa um anestésico (elogia a boa intenção dela) para depois bater nela (deu um “tapinha” na região anestesiada). Achei ridículo. Só mesmo um milagre põe Aécio na presidência.
    Num post anterior deste blog, eu assisti ao Maluf destruir três repórteres da tv Brasil, se não me engano. Dei boas risadas… mas por conta do baixo desempenho político dos candidatos à presidência, penso que se o Maluf estivesse nestes debates ele os venceria e eu estaria dando mais risadas.

  17. Sem dúvida nenhuma,o Aécio é frouxo mesmo e isso é o que mais me deixa indignado.Mas é ainda a nossa a única luz no final do túnel.Ter no 2 turno dois partidos pertencentes ao Foro de São Paulo será difícil para o país.O próprio programa de governo do PSB-REDE fala em aprofundar o socialismo/comunismo no país,isso sim será o desastre total.

  18. Maria tem que vencer mulher guerreira e mto inteligente.o bunda mole n hesitou a bater de frente com Dilma é maço Dilma faz parte tbm.procure no google e terás respostas mas coerentes

  19. Acho que a maioria dos leitores do blog não precisa ser convencido de que o Aécio é uma opção melhor do que a Marina. Ele já tem nosso voto.
    A questão é que ele precisa convencer os outros a votar nele. Precisa conquistar votos dos indecisos e roubar os votos da Marina (o PT dificilmente vai perder seu terço) e está falhando.
    De que adianta gente como nós achar que ele tem propostas, fala melhor ou propõe o nome do Armínio Fraga? Nós já somos seus eleitores. A maioria nem sabe quem é Armínio Fraga ou o que é Ministério da Fazenda!
    O fato é que a estratégia de campanha do PSDB está naufragando pela quarta vez consecutiva. Será o PIOR resultado em quatro eleições, porque o partido será excluído da disputa do segundo turno pela primeira vez.
    Eu me recuso a ter pena do PSDB e de Aécio Neves. Tenho pena é de nós, que temos que nos virar com uma oposição fraca em tempos tão perigosos.
    Nós merecemos uma oposição melhor. Tratemos de cobrar do PSDB que assuma as nossas bandeiras ou então, vamos trabalhar para construir uma alternativa minimamente melhor para disputar 2018.
    Tem até gente batendo em Marina por causa do movimento GLBT. Estão doidos? O movimento GLBT é PT desde criancinha! Não vão votar no Aécio. Isso só ajuda a Marina a ganhar parte do voto conservador!
    Continuo a ser eleitora do PSDB, mas Aécio e o partido nos devem desculpas, porque as consequências dos erros deles sempre recaem sobre todos nós.
    É de se lamentar, mas só vai nos restar votar na Marina, e pressionar muito desde o primeiro dia, sem trégua.

  20. O engraçado é que nenhum candidato perguntou a Dilma porque o PT não exclui-o ninguém do que foi jugado no caso do mensalão e nem porque ela quase que triplicou a divida interna do Brasil. Acho que devemos observar essas mudanças que estão por vir tem que ocorrer não só no governante mas também na câmara e no senado pois quem vier tem que ter apoio para pode fazer as mudanças necessárias.

  21. Não sei como alguém ainda votana Marina por ela ter “idéias” ou qualquer coisa que preste.Ela não tem nenhuma proposta concreta,não fala coisa com coisa,e é a mesma conversa de sempre: “novo tipo de governar”,”nova forma de fazer política” e mais nada

  22. Aécio ficou boa parte do tempo olhando as duas debaterem, assistiu de camarote. Marina não se compromete com nada, tem só frases de efeito e frases genéricas.

Deixe uma resposta