Enquanto Reinaldo Azevedo diz que vai parar de dar “dicas” à Dilma, Franklin Martins deve morrer de rir

23
163

franklin

Em posts recentes tenho deixado claro que embora eu e Reinaldo Azevedo sejamos de direita, há uma oposição radical em como encaramos esta eleição. Por isso, preciso de uma nova ilustração para deixar bem claro por que estamos em pólos opostos em termos estratégicos. Com os dias, veremos qual estratégia vai funcionar, mas é preciso entender as diferenças estratégicas.

Em seu post Dilma segue mais um conselho meu e anuncia que Mantega não fica no governo se ela foi reeleita: vou parar de dar dicas, Reinaldo escreve:

Assim não dá! Vou parar de dar conselhos à presidente Dilma Rousseff. Ela começou a segui-los. E eu prefiro que ela ouça Franklin Martins… Não sei se fui muito sutil… Na terça-feira, sugeri aqui que ela anunciasse que Guido Mantega estaria fora de um eventual segundo governo seu. Mais: defendi que ela anunciasse desde já o nome do seu futuro ministro da Fazenda caso se reeleja.

Quem gosta de dinâmica social, já se acostumou a não dar ouvidos a promessas e racionalizações, desde que estas não estejam coerentes com o comportamento. Mesmo com ironias (talvez para esconder algo embaraçoso), Reinaldo está certo ao reconhecer ter fornecido ideias ótimas para a campanha do PT.

Porém quando ele diz que “vai parar de dar conselhos à presidente Dilma Rousseff”, eu duvido muito. No momento atual em que seus posts se encontram, a impressão que fica é que o ego vence qualquer estratégia. E daí criam-se novas estratégias, conscientes ou não.

O estranho é quando ele diz “preferir que ela ouça Franklin Martins”. Na verdade, se Franklin Martins for esperto (e tenho certeza que é), ele obtém conhecimento a partir de várias fontes e então gerencia este conhecimento. Quer dizer, se ela ouvir Franklin Martins (e ouve), então recebe, por tabela, o conhecimento adquirido de várias fontes. Conhecimento este consolidado por um estrategista. Este estrategista, junto com sua equipe, com certeza “anexou” o conhecimento fornecido por Reinaldo Azevedo.

Muito bem! Nesta quinta, em Fortaleza, durante uma entrevista, a presidente foi questionada sobre o nome para a Fazenda. E ela responde: “Eleição nova, governo novo, equipe nova”. Ok. Só que a presidente, nesse caso, seria a mesma, né?

Pô, assim não vale! Eu observo que há características na candidatura de Marina Silva que lembram Jânio Quadros e Fernando Collor. Vai parar no horário do PT. Defendo que Dilma anuncie desde já a demissão de Mantega — e ela anuncia a demissão de Mantega. Desse jeito, Franklin Martins, pago para ter ideias naquele site chamado “Muda Mais”, vai perder o emprego. E eu ainda saio a custo zero para o PT, não é mesmo?

Na verdade não, pois onde Franklin Martins pensa estrategicamente em prol de um objetivo, Reinaldo Azevedo apenas dá boas ideias em prol de não se sabe o que e em direção a não se sabe qual resultado ambicionado. Há uma diferença radical entre Franklin e Reinaldo.

É por isso que Reinaldo é fornecedor de ideias, enquanto Franklin é um agregador dessas ideias em prol de um resultado. Alias, eu não estou dando “ideia” ao PT, pois o partido já sabe disso e não vai se desfazer de Franklin tão cedo. À capacidade de obter todo o conhecimento do mundo (possível de ser obtido) de acordo com os recursos que temos e consolidar este conhecimento em prol de um resultado damos o nome de gestão do conhecimento.

Reinaldo é custo zero para o PT pois optou dar consultoria de graça para o partido em seu blog, como já escrevi por aqui ontem. Franklin custa caro para o partido pois precisa ter habilidade de fazer uso de todo esse conhecimento em prol de um resultado. E isso dá resultados!

E por que parte do empresariado comemorou a fala da petista? Porque imagina que ninguém suportará o papel subalterno de Mantega e que um outro nome qualquer poderia ter um pouco mais de autonomia técnica. A presidente foi convidada a seguir a minha sugestão e dizer o nome do ministro caso eleita. Ela se negou porque disse que não dá sorte. Sorte? Se fosse alguém que soubesse fazer conta, já seria um grande avanço.

Está aí por que a dinâmica social é utilíssima para análises políticas. Quando eu li o primeiro parágrafo de Reinaldo, apostei: “duvido que ele deixará de dar dicas”, mesmo que prometesse fazê-lo. Pode ser uma ironia dele, é claro, mas existem os fatos sustentando que ele possa até estar constrangido por ter ajudado o PT. Não intencionalmente, o que é provável. Mas, enfim, como eu disse, sabia que ele continuaria dando dicas para o PT e que não vai conseguir parar. O parágrafo acima é um exemplo de que ele não vai conseguir parar de dar dicas úteis e gratuitas…

Franklin Martins com certeza sabe disso. Exatamente por isso Reinaldo Azevedo já faz parte dos leitores de feeds dos líderes do partido.

Como diriam quaisquer estudiosos de Sun Tzu e Clausewitz: nós escolhemos as batalhas que queremos lutar.

Anúncios

23 COMMENTS

  1. O fato de ela dizer que vai trocar Guido Mantega por outro, não significa nada. Primeiro, quem garante que ela vai chutá-lo mesmo? Segundo, quem é o felizardo que ocupará a presidência do BC em seu lugar? Aloísio Mercadante? KKKKKKKKKKKKKKKKKK Me faça uma garapa…

      • Luciano, me lembrei que Guido Margarina é Ministro da Economia e vi,agora, que um tal de Alexandre Tombini é que é presidente do BC. Essa figura é tão apagada que a gente esquece dele. Guido Manteiga é presidente de fato do BC enquanto Tombini é o de direito. Esse Brasil está uma balbúrdia.

  2. Do jeito que está uma pessoa acostumada a lidar com fraudes e rotinas, como os petistas, óbvio que já mapearam a linha de pensamento do Reinaldo. É capaz de racionalizarem assim a partir de agora: “se eu pensasse como o Reinaldo o que eu faria?!” Ou mesmo seguir o instinto político resultado de anos da vida política: “Tenho vontade de fazer isso, minha noção e filosofia política me faria agir dessa forma, mas vou agir ao contrário pois é isso que dará os resultados necessários!” Ficou muito fácil. Até meus amigos esquerdistas do trabalho fazem isso com extrema facilidade, conseguem pensar assim, que dirá os “cobras-criadas”…

  3. Sem dúvida que o Reinaldo faz parte de um Feed de Notícias do Governo. Pena que ele parece não perceber isso com muita clareza. Menos ainda, parece que ele não tem noção de sua força como formador de opinião. Milhares de leitores assíduos do Reinaldo devem estar sendo influenciados a se colocar contra Marina, o que é ótimo para o PT.

    Agrava ainda mais esta atitude do jornalista, o fato de também ser esta a estratégia do Olavo de Carvalho que identifica as duas candidatas, Dilma e Marina, como títeres do Foro de São Paulo (embora eu tenha minhas dúvidas quanto à Marina pois o filiado ao Foro é o PSB do Eduardo Campos, a Marina pode até ser simpática ao eles, mas está, no momento, sem partido).

    O Olavo não diz o que fazer como alternativa a não votar numa das duas num provável segundo turno, exceto o antigo adágio de pedir a Intervenção Militar, o que acho totalmente impossível de acontecer no atual cenário mundial, mesmo que todos os militares estivessem de acordo, pois teriam que lutar contra a opiinião pública mundial, hoje nas mãos dos esquerdistas os quais têm, além da ONU, o socialista Barack Obama como uma das principais forças contrárias às liberdades democráticas e à defesa do estado de direito.

    A situação hoje é totalmente diferente da que havia em 1964 quando os EUA, depois da experiência cubana, lutavam declaradamente contra todas as tentativas da Rússia de criar na América Latina repúblicas socialistas. Hoje, Obama e os demais Democratas, lutam contra os Estados Unidos.

    • “Filósofo é aquele que para cada solução tem um problema”, Olavo está bancando essa caricatura, contra ele pode-se dizer que está confortável lá nos “isteitis” vendo só circo pegar fogo por aqui. A favor, diga-se que ele sempre tomou para a si a tarefa de denunciar o esquerdismo, e é o que ele está fazendo.

      Entre Dilma e Marinha, o certo é nenhuma. Ok, mas quando “nenhuma” não é opção (cortesia do PSDB, pra variar), o que se faz? Nessas horas Olavo e Reinaldo possuem toda inteligência pra dar aquele pulo-do-gato na direita. Mas ser inteligente é uma coisa, esperto é outra. Franklin é burro! Só que esperto.

    • Não é preciso ser um socialista oposto ao estado de direito para achar que um golpe militar é uma má ideia. Certeza que deve haver um monte de militares achando que eles governariam o Brasil melhor do que qualquer civil. Como disse Enéas Carneiro, que foi militar, no Jô Soares, a especialização de um militar é defender a nação, e não administrá-la. E eu duvido que os militares deixem de assumir o poder se um novo golpe for dado.

    • Se o Olavo disse isso só mostra que ele é PÉSSIMO em estratégia política.
      A direita no Brasil luta há anos para descolar a imagem de “direitista = golpe de 64” e aparece o Olavo com a “brilhante” idéia de intervenção militar.

  4. Porque diabos não podemos atacar a Marina!!?!? Ela é sim, sem sombra de dúvidas, uma petralha esquerdopata. Não é o mesmo que dizer que ela e Dilma são a mesma coisa, e representam exatamente a mesma coisa. Mas o pior dos mundos é sim um segundo turno entre as duas. Não atacar a Marina, não dizer tudo o que sabemos sobre ela é uma covardia contra os brasileiros que não conhecem os fatos.

    RA não tem compromisso nenhum com ninguém. Já disse isso centenas de vezes. E não adianta querer entender o motivo.

    Se quer ser pragmático mesmo, o único ponto é discutir e analisar sem parar o porque a vitória de Marina é melhor do que a vitória de Dilma. E o que isso significa a longo prazo. O que pode ser um governo Marina e o que pode acontecer em 2018. Eu não consigo enxergar muitos benefícios na derrota da Dilma se a vitoriosa for Marina. Você já fez essa análise, certo? Agora tente convencer os outros.

    • Flavio Dessandre,

      Se não há benefício em derrota da Dilma se a vitoriosa for a Dilma, então a ideia é um voto em Dilma no segundo turno, certo?

      Aí é preciso de argumentos para isso. É essa a tonalidade de meus posts. Questionar, de forma dialética, a melhor opção.

      Abs,

      LH

  5. Luciano, fica cada vez mais claro que os tucanos e parte da direita em geral, com toda sua “obtusidade”, vão cometer o mesmo erro de 2012 aqui em SP. Não votaram em peso no Russomano, que era quem tinha chances reais de derrotar o PT porque… Era o Russomano!!! No segundo turno, a petralhada teve em Serra o adversário dos sonhos. Como é o Aécio 2014.

    Chances claras e reais de derrotar o PT é a Marina Silva. Foda-se o passado dela (se olharmos o passado de todos, ninguém sai impune), o que ela fez quando petralha ou pode fazer. Ela é melhor que o que está aí, e até o Pastor Everaldo seria.

    Esqueçam essa lenga lenga de Foro de São Paulo, de direita depressiva. Agora não é hora disso. Cada crítica a Dona Marina é um voto na Dona Dilma. E derrotar o PT é o imperativo categórico dessa eleição. Ou podemos dar adeus ao país que conhecemos. Falta estudar Gramsci pro lado de cá.

    • Sim, mano! Perfeito.
      É uma bosta isso, tenho vontade de esmurrar a cabeça na parede de trouxa que fica com essa de “ah, mas Marina não…”. São os mesmos trouxas que antes do Campos falecer diziam “ah não, Aécio não, não creio que terei de votar nele, detesto ele…”, ficavam choramingando feito bezerros sem a teta da mãe, e agora tão em campanha contra a Marina.
      Mas felizmente são só uns cães sem dono latindo. Marina vai ganhar porque felizmente está reunindo como eleitores gente de diversos perfis, classes e ideias.

  6. Off topic: Luciano, você analisará o partido NOVO? Eu tenho minhas dúvidas em relação ao crescimento do partido vide que eles são contra reeleição(dificuldade em renovar quadros e como ficaria nos municípios pequenos?).

    PS: Fui no facebook deles e já vi discussão se é contra ou a favor do aborto para ver se apoiava o partido ou não…estamos longe da consciência política.

    abraços

    • Marcus,

      Acho que isso de ser contra a reeleição complica a construção de blocos de poder. AS propostas deles são excelentes, mas acho que esse princípio complica as coisas para se ESTABELECER como um partido de direita.

      Abs,

      LH

  7. Exatamente por isso Reinaldo Azevedo já faz parte dos leitores de feeds dos líderes do partido.

    Qualquer “coisa” (empresa, produto, serviço, etc.) deve cuidar da sua reputação (do que falam dela).

    Numa campanha politica saber o quê está sendo falado do partido, dos candidatos, das lideranças, dos programas políticos, etc. segue a mesma linha.

    Esse processo de coleta, já foi criado há muito tempo e se chama Clipping.

    Quem algum dia já teve contato com este processo em uma grande empresa/marca sabe que o volume de informação coletada e tratada é gigante.

    Achar que nesse mar de informação recolhido diariamente pelo Clipping do PT apenas o Reinaldo possa ter dado dicas (ou essa dica) já acho bem forçado.

    Tem mais um detalhe, quase ninguém nestes 3 anos de governo pediu a cabeça da equipe econômica, até revista internacional indicou que o Mantega estava desacreditado (virou piada).

    Enquanto uns acham que “alguém da direita deu dicas”, outro aponta “não deveria dar dicas”, eu continuo achando que o Franklin deve estar dando muitas risadas, pq eles estão fazendo é apenas colocando em prática a parabola do “bode na sala”.

    E que continue a eterna luta de egos da direita …


    O bode na sala

    Ao ouvir os reclamos de seus muitos filhos sobre as precárias condições em que viviam, o lavrador não teve dúvidas: trouxe o bode do quintal para a sala. Durante um mês, a vida que já era ruim se transtornou ainda mais. Após este período, o lavrador voltou o bode para o quintal. Seus filhos se convenceram de que suas vidas eram as melhores do universo.

    • Beato Salu,

      Onde você está vendo briga de egos? E você reconhece o fato de poderem usar o que alguém publica. É por isso que eu me comprometo a só falar de estratégias/táticas já usadas pela esquerda, evitando “dar ideias” para eles. Reinaldo não tomou esse cuidado? Paciencia.

      Enquanto uns acham que “alguém da direita deu dicas”, outro aponta “não deveria dar dicas”, eu continuo achando que o Franklin deve estar dando muitas risadas, pq eles estão fazendo é apenas colocando em prática a parabola do “bode na sala”.

      Eu acho que ele não gostaria nem um pouco de ver a direita discutindo dialeticamente estratégias/táticas.

      Abs,

      LH

      • Acredito que esta dica de trocar a equipe econômica foi uma “verdadeira casca de banana” que o Reinaldo jogou sabendo que os petralhas não poderiam desviar.

        1. Se muda a equipe
        Fica a impressão clara de oportunismo, burrice, enganação já que todos sabem que a crise chegou e foi culpa da equipe e da teimosia da lider (porque demorou pra mudar). Fora que ainda pode ser colado que o PT, no desespero, aceita ser controlado por opositores (fraqueza).

        2. Se não muda
        Não importa que o pais afunde, vire piada internacional, não muda de posição mesmo que todos saibam e aponte os erros (arrogancia, burrice, birra, incompetência, irresponsabilidade).

        3. Não importando se deu 1 ou 2 ele conseguiu pautar um assunto para os opositores “baterem” no governo, o governo “mordeu a isca” …. e a coisa tá dando barulho.

        Isso não foi dica , foi um “presente de grego”.

  8. Será que Reinaldo Azevedo lê os seus posts?
    Gostaria que lesse, pois com toda a sinceridade: você é o melhor da direita cara.
    Chego a pensar que é melhor que o próprio Olavo.

Deixe uma resposta