Suspeito de matar jovem gay em GO tinha relações sexuais com a vítima. Lá vai mais um truque sujo de “homofobia mata” para a lata do lixo.

48
154

wyllysdonadi

Mais uma farsa do movimento LGBT (endossada pelos governistas) acabou. Conforme matéria do Globo, o suspeito de matar jovem gay em Goiânia foi preso e confessou o crime:

Ação conjunta das Polícias Civil e Militar prendeu na tarde desta sexta-feira (12) um rapaz de 20 anos suspeito de matar o jovem João Antônio Donati, 18, em Inhumas, na Região Metropolitana de Goiânia. A vítima, que era homossexual, foi encontrada em um lote baldio da cidade com hematomas pelo corpo e com pedaços de papel dentro da boca. Segundo a polícia, o suspeito confessou o crime. A polícia chegou até o suspeito depois de encontrar a identidade deles próxima de onde o corpo foi encontrado. De acordo com o delegado Humberto Teófilo, responsável pelo caso, o jovem foi detido em uma fazenda de Inhumas, onde trabalhava em uma plantação de tomates. Em depoimento, ele disse que manteve uma relação sexual com João no mesmo terreno onde ocorreu o crime. “Após a relação, os dois acabaram se desentendendo e entrando em luta corporal. Ele matou o João asfixiado, pegou o papel que estava em um lixo e colocou na boca dele, segundo ele, porque estava ‘muito nervoso'”, contou o delegado ao G1. O suspeito também disse a polícia que não é homossexual, mas que já se relacionou com outros homens. O rapaz também afirmou que não conhecia a vítima.

Como quase sempre ocorre quando um gay morre de forma bárbara, o movimento LGBT tenta jogar a culpa nas costas daquilo que eles chamam de “homofobia”, que na verdade é o direito de um sujeito optar pela heteronormatividade.

Na lógica do movimento LGBT, um sujeito que não gosta de ouvir heavy metal seria um “metalfóbico”? Ou um ateu que se opondo à uma religião em particular seria um “cristofóbico”? Ou quem sabe um sujeito que proteste contra seu filhos se tornar estudante de cinema seria um “cinemafóbico”? Como se vê, todas as rotulagens dessa turma são falsas e torpes desse jeito.

É claro que aquilo que eles chamam de “homofobia” não é homofobia nem aqui e nem na China. É óbvio que a discordância quanto a um comportamento não leva a violência contra os adeptos deste comportamento. Não demora para chegarmos à conclusão de que a maioria dos crimes vitimando gays que o movimento LGBT atribui “à homofobia” serão desmascarados futuramente como crimes comuns. Nada surpreendente em termos do que normalmente vem de Wyllys e sua turma. Ele já chegou a culpar os conservadores pela queda do avião na Ucrânia e pela morte de um jovem gay chamado Kaíque tempos atrás.

Ok, se já sabemos que a morte de Donati não foi causada por homofobia, veja o que a página Ação Cidadão do Bem – Corrente do Bem publicou contra ele:

‘Pastor’ Silas Malafaia Convoca para descer o porrete em gays: http://www.plc122.com.br/pastor-silas-malafaia-convoca-para-descer-porrete-em-gays/#ixzz3D2hXAEhA Silas Malafaia RASGA o PLC122 (projeto que criminaliza a homofobia) e público de 50 mil o aplaude e delira com tal ato: https://www.youtube.com/watch?v=1iCq_5HOO_8 ‘Pastor’ Silas Malafaia manda ‘Baixar Porrete’ em Homossexuais:https://www.youtube.com/watch?v=1N1pVv2O5rg Ministério Público cobra retratação de ‘pastor’ Malafaia, que defendeu “baixar o porrete” em gays: http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2012/02/16/mp-cobra-retratacao-de-pastor-malafaia-que-defendeu-baixar-o-porrete-em-gays.htm Via Miguel Costa O que nos une? O desejo sincero de ver um mundo onde todos tenham a consciência da verdadeira unidade… afinal, todos somos um. Um mundo aonde solidariedade, respeito, igualdade, fraternidade, compaixão e caridade não façam parte de um dicionário utópico, mas sim da chama que move nossas ações no dia-a-dia. Um mundo onde todos saibam o significado da palavra empatia, mais ainda, que a tenha como uma de suas mais preciosas qualidades. Um mundo aonde não enxerguemos a casca, o rótulo, o adjetivo aparente, mas sim as qualidades internas, as ações de bondade, as palavras de ternura. Um mundo onde não existirá negros, brancos, amarelos, gays, héteros, transexuais, evangélicos, católicos, ateus, espíritas, países do Norte ou do Sul, do Leste ou do Oeste, mas onde existam SERES HUMANOS, IRMÃOS, no contexto mais sublime da palavra. O preconceito é uma prova de inferioridade. O combate ao preconceito é obrigação de todos!

Só este post já merecia uns 2 processos. Primeiro por mentir ao afirmar que Malafaia mandou agredir gays (quando na verdade o termo usado foi “baixar o porrete” em termos de refutar argumentos). Segundo, por dizer que a morte de Donati foi “resultado” das declarações de Malafaia.

Na mesma linha, veja oque Jean Wyllys afirmou:

Eu já disse uma vez e vou repetir. Cada uma dessas vítimas tem um algoz material — o assassino, aquele que enfia a faca, que puxa o gatilho, que “desce o pau”, como o pastor mala pediu numa de suas famosas declarações televisivas. Mas há outros algozes, que também têm sangue nas mãos. São aqueles que, no Congresso, no governo e nas igrejas fundamentalistas, promovem, festejam, incitam ou fecham os olhos, por conveniência, oportunismo, poder e dinheiro, cada vez que mais um LGBT é morto. El@s também são assassinos.

Tanto Wyllys como a página LGBT do Facebook não tinham nenhuma evidência de que Donati havia sido vítima de “homofobia”. E mesmo assim acusaram pessoas sem terem o menor traço de evidência em mãos. Para piorar, o discurso de Wyllys é um discurso de ódio, por buscar bodes expiatórios para todos os crimes envolvendo gays, sempre com acusações falsas e mentiras torpes. Esse é outro que Malafaia poderia processar. É causa ganha!

Malafaia, o que você está esperando?

Anúncios

48 COMMENTS

  1. Ayan, uma dúvida:

    Você acoselharia o Malafaia a entrar com processo contra o ex-bbb ou acha que esse tipo de estratégia poderia até beneficiar o ex-bbb (usando o processo como uma arma de vitimização e mártire)?

  2. Olha a piada que escreveram no post do ex-bbb:

    “”Gabrielli, ignorante, “ele”? Assim como há negros racistas, há homossexuais reprimidos extremamente homofóbicos.
    O assassino não se declarou ‘gay’, ele disse ter tido relação sexual, mas não se considera gay. sabe o que significa isso? repressão, uma forma muito clara de homofobia internalizada. É o que mais acontece por aí. pensa um pouquinho mais.”

    Eu queria saber que mundo é esse onde a pessoa têm relações sexuais com pessoas do mesmo sexo e diz que não é gay.
    Parece até aquela abobrinha da garota que faz sexo, mas se diz virgem porque só deu o fiofó. 😀

    E o discursinho tosco do Jean, para variar:

    https://pt-br.facebook.com/jean.wyllys/photos/a.201340996580582.48122.163566147024734/745324612182215/?type=1

    • Acho que também vou começar a usar este termo “homofobia internalizada”, mas de um modo diferente. Homofobia internalizada: distúrbio de natureza paranoide no qual indivíduos homossexuais de personalidade narcisista e egocêntrica, quando contrariados ou desmentidos, tendem a internalizar uma realidade alternativa em que tudo de negativo que acontece consigo ou com outros homossexuais é fruto de perseguição homofóbica. Percebe-se que se trata de um mecanismo de defesa psicológica primitivo no qual o indivíduo, imaturo emocional e psicologicamente, orgulhoso e incapaz de lidar com o ego ferido, transfere a culpa a terceiros. É uma mistura de negação, racionalização e transferência. Em casos graves, não basta o indivíduo acreditar no seu delírio paranoide de perseguição homofóbica, ele também tenta convencer as outras pessoas que sua psicose é a realidade em si. Eventualmente estes indivíduos são inteligentes, frios e dissimulados, conseguindo convencer pessoas inocentes, principalmente as imersas em uma cultura de vitimização. Nesses casos, o narcisista pode até conseguir a empatia das pessoas do meio social em que se insere se posicionando no papel de vítima. Já o uso dessa empatia para manipulação e ganho social configura grave desvio de caráter. Ps: não raro também são chantagistas emocionais.

    • De acordo com o último levantamento de homicídios ocorridos no país, a maioria dos assassinatos de homossexuais tiveram motivação passional.

      http://m.youtube.com/watch?v=MFKDlQKURaQ

      Se de acordo com os ativistas LGBT um crime passional se configura como “homofobia interiorizada” e seu perpetrador é um gay q não se aceita como tal, então a aprovação do PL122 na verdade seria algo q estigmatizaria ainda mais os enrustidos, impedindo os de se assumirem como tal?

      • Aqui é algo mais ou menos análogo à perseguição que militantes do movimento negro fazem em relação àqueles de ancestralidade africana que são contrários a cotas e outras coisas. Chamam de “capitão-do-mato” e outros adjetivos pouco abonadores como forma de querer expôr os caras à vergonha. Veja o que fizeram com o Pelé recentemente por esse ter dito que o Aranha poderia ter agido de outra forma e que no tempo dele as pessoas faziam xingamentos piores (dos quais o Rei soube como ninguém captar a energia ruim e revertê-la em vitórias arrasadoras, como o próprio relata em Pelé Eterno). Observe-se que o Atleta do Século inclusive falou que o Daniel Alves fez algo mais interessante. E o que vimos se não marxistas-humanistas-neoateístas tentando silenciar alguém que com certeza tem mais experiência de dinâmica de estádio do que eles?
        Fazem o mesmo também com aqueles miscigenados que se recusam a se assumir como “negros”, dizendo que mulato é “filho de mula”, pardo é “filho de pardal” e que mestiçagem é fruto de estupro. O mesmo fazem com mulheres antifeministas, dizendo que elas seriam amélias e outros lances. E, em um geral, a história de chamar de “coxinha”, “fascista”, “homofóbico”, “machista” e “racista” quem se opõe à agenda gramscista.

        Toda essa linguagem tem o propósito de envergonhar a pessoa que não se alinha com eles. No caso específico do homossexual, eu iria além da história de falar só do enrustido, pois esses que creem que heterossexuais oprimem homossexuais também vão contra os discretos, aqui entendendo-se como aqueles que são homossexuais, não têm problema algum de falar disso, mas não querem ficar por aí propagandeando sua sexualidade. No caso do enrustido, é uma forma de quererem jogar uma pressão psicológica ainda pior, quando querem associá-lo a quem mata ou agride homossexuais por simplesmente estes serem homossexuais. E, como sabemos, a maioria absoluta dos enrustidos nunca fez ou fará mal a alguém, assim como a maioria absoluta dos discretos também não fará mal a alguém. Porém, interessa a esses MHNs gerar ganhos políticos, mesmo que às custas de transformar pessoas com cabeça normal em paranoicos que veem preconceito em toda e qualquer ação alheia.

  3. Um gay matou o outro. Militância histérica, antes de ter mais informações sobre o que aconteceu, já taxa de homofobia quando tudo não passou de crime passional. Basicamente uma “foda mal armada”. Lembra o caso do rapaz que se jogou do viaduto no centro de SP. De suicida, tornou-se mais um mártir, inclusive com a participação da inesgotável Maria do Rosário. Mais calma nessa hora, minha gente. O mundo não está contra ninguém.

    • Até mesmo se um gay matar um outro gay, isso é responsabilidade coletiva dos héteros e cristãos que supostamente “promoveram a homofobia” em uma das partes. Pra criar esse tipo de estrutura argumentativa, é necessário um nível de malicia que deixaria qualquer nazista no chinelo. A cara de pau destes militantes me deixa perplexo.

    • Alias, esse espécime de “homofóbico interiorizado” que não tem problema em admitir que TRANSA com outros homens. Faz parte uma categoria que realmente precisa ser estudada.

  4. Infelizmente não acontecera nada foi igual aquela Genro direcionou as “supostas” mortes de membros dessa comunidade ao Pastor Everaldo o culpando,se fosse um pais serio daria pra derrubar e processar essa gente a qualquer custo,mas ninguém enxerga isso as vezes penso que a culpa é daqueles que não enxergam e não dos esquerdistas estarem dominando tudo,e atitudes que passam em branco como essa amarram literalmente as vias democráticas.

    Veja o comentário do caso do Everaldo do Spider Anti-Feminista
    https://www.facebook.com/735305449840155/photos/a.736005983103435.1073741831.735305449840155/735998923104141

    Você esta acompanhando o caso da Gremista viu o que aconteceu com ela?,incendiaram ate a casa dela.
    e hoje eu vi comentários sobre esse caso do Jovem morto,muitos dizendo que chegou a hora de pegarem em armas e irem combater os “homofóbicos” e apagar essa marca de que gays são frágeis e muitos dos comentários direcionando para os Cristãos e isso me da um medo,ao ver a reação e exploração do caso da Gremista.

    Tinha que ser feito igual o Marcel van Hattem fez,o chamaram de Nazista e Fascista ele tirou print dos comentários e denunciou e vai processar

    e assim fazer a Guerra de processos http://lucianoayan.com/2012/02/05/estrategia-de-esquerda-guerra-de-processos/

    • Pensei em um Frame genial lendo esse texto do Strider Hien, dava pra lançar shaming duplo ou até triplo na Luciana Genro:

      – Primeiro o pastor falava sobre a questão dela ser socialista, sendo o socialismo um dos regimes que mais matou homossexuais no mundo, e ainda continuar matando, inclusive apontando o fato do Jean Wyllis ser duplamente idiota, por querer ensino do Islã (que é sabido mata gays em praça pública e é proibido as paradas gays, com risco de morte para quem fazer manifestações desse tipo nesses países) além de estampar a foto do Che Guevara, ídolo do partido, que sabidamente perseguia negros, inclusive com Fidel Castro tendo confessado publicamente isso. Por fim ele destruiria ela dizendo que ela é que deveria se envergonhar pela cara de pau e hipocrisia do discurso de defesa de Gays apoiando e defendendo figuras que os perseguiam e perseguem.

      – Segundo ele puxava essa questão do Partido dela ser intergrante do Foro de São Paulo, mostrar que as FARC faz parte do Foro, fazendo uma conexão com o fato dela ser parceira dessas quadrilhas narcoterroristas brasileiras que anualmente matam milhares de pessoas, que ela como integrante do Foro é culpada da morte que esses traficantes praticam anualmente, além de todo o terror e desgraças não menos nocivas que eles praticam.

  5. Já havia denunciado isso ao malafaia no face dele, caso fosse qualquer sujeito dizendo algo como: casamente é entre macho e fêmea, não divide, na manhã seguinte Jean estaria na porta do Ministério Público.
    O que eu acho engraçado é que gays não possui gastos processuais, pois usam o MP de graça toda vez que encontram uma demanda, os demais cidadãos tem que constituir advogados e assumir custas, mais o movimento gay usa a máquina estatal para pleitear seus interesses.
    Outra, pode existir dois crimes, um referente-se a denunciação caluniosa, esta em que um indivíduo faz denuncia falsa a autoridade no intuito de que esta inicie procedimentos, investigações, boletim de ocorrência, com autor certo e determinado, imputando a este crime que sabe ser inocente.
    Como o denunciante é um Parlamentar, usa dessa condição para alardear uma palhaçada como essa, de dizer que malafaia é o mandante ex-oficio da morte de gays, tentando inclusive motivar uma ação do Ministério Público, creio que seria a tipificação mais correta. Uma coisa é um cidadão comum fazer esse tipo de acusação, outra é um parlamentar, a voz deste por si só já é considerado uma denuncia.
    Pode ser também crime contra a honra, injúria, difamação, calúnia, creio que calúnia seria o mais adequado, pois imputar ao ofendido crime, fato tipico e ante jurídico, sabendo ser este inocente, é crime de calúnia, pois mandar alguém cometer um crime também é tipificado como tal, respondem pelo crime o mandante e executores, autores e partícipes.
    A forma desonesta com que Jean usa a frase para inculcar na sociedade uma interpretação que nem o mais analfabeto poderia concluir, mesmo um Juiz Federal não acolhendo a interpretação tão forçada pelo Jean, este ainda insiste em acusá-lo de tal crime.

  6. O movimento gay é fraudulento em prol de uma causa ilegítima. Todo homossexual (e são poucos) que for assassinado ou vítima de violência, como os demais brasileiros, que o são em maioria, a imprensa sensacionalista presumirá “homofobia”. O movimento gay, como apontou Reinaldo Azevedo sobre Maria do Rosário, se interessa por cadáveres ou outro que rendam proselitismo. Os outros 50 mil ele ignora. Eles se precipitaram vergonhosamente quando quiseram transformar em “homofobia” o suicídio de um jovem homossexual que se lançou do viaduto em São Paulo. Jean Wyllys até escreveu na Carta Capital martirizando o suicida e acusando os “fundamentalistas”, sem provas e na maior cara de pau.

    Outro caso foi do jornalista Celso Mazzieri, um pederasta morto – adivinhem por quem? – pelo namorado gay, e ainda por cima menor de idade: http://noticias.r7.com/videos/namorado-de-17-anos-confessa-morte-do-jornalista-celso-mazzieri-por-vinganca/idmedia/531857800cf2e8e708ce48bb.html.

    E agora esse outro, João Antônio Donati, que mobilizou os sindicalistas gays, que postaram a foto dele morto, acusando capciosamente os “fundamentalistas” religiosos e pedindo a criminalização da “homofobia”. Olhem só esse post no facebook dum psolista (CONTÉM IMAGENS FORTES!), onde explora esse caso, mais uma vez precipitada e vergonhosamente, já desmentido: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=816050495082140&set=a.208948439125685.53031.100000315912034&type=1&theater. A trupe está compartilhando essa mentira sem comedimento e deu pra atacar o Silas Malafaia nesse vídeo onde ele fala do selfie duma idiota: http://www.youtube.com/watch?v=M1DR54TK27k. Mete-lhes processo, Silas!

    Como o assassino do rapaz diz não ser homossexual se ele é transa com homens? Dizer que é ativo não conta. Já, já o sindicato gay vai dizer que ele é “homofóbico” mesmo assim. Se o sujeito simplesmente achar estranho a sodomia, ele já é intrinsecamente um “homofóbico” para os gayzistas. Eles querem tornar a sodomia impassível de críticas: http://www.youtube.com/watch?v=jIOOE0n2V5g. O movimento gay é tirânico, pois não existe maior tirania do que querer obrigar as consciências. E isso não é uma mera questão de opinião.

      • Não entendi… Quer dizer que os que praticam atos homossexuais são homofóbicos? Então para se acabar com a homofobia é só prender os próprios homossexuais? Eu, hein! Esse povo do LGBT é mais confuso do discurso de marinheiro. E claro, as outras 50 mil mortes não podem ser usadas como base para a gritaria contra a homofobia. São mortes “irrelevantes”.

      • O pior e mais desrespeitoso foi o que esses carniceiros escreveram, incitando o ódio contra religiosos. Olha o que esse Washington Ricardo, que citou até o Malafaia, escreveu:

        “O garoto foi morto em Goiana, e sabe por que sabemos que foi HOMOFOBIA?a boca dele estava cheia de papel escrito “ESSA RAÇA LGBT TEM QUE MORRER”
        A polícia disse que já trabalha com a hipótese de homofobia…”

        Que mitomaníaco safado! Isso é crime. Nada elementar, meu caro Watson. A mentira corre mais velozmente, mas ela tem perna curta. Eu vi várias pessoas postando esse link e dizendo que Malafaia “amola faca contra os gays”, mas quando apareceu o culpado do crime, eles tomaram vergonha e apagaram o que postaram. Mesmo assim eles são cínicos (o caso já foi desmentido, não havia bilhete de ódio nenhum na boca do rapaz). Isso não vai parar, eles já até organizaram protestos, mesmo antes de sair o laudo do crime, até que quebrassem a cara quando culpado, que tinha relacionamentos com a vítima, entregou-se à polícia.

        É bom que isso seja usado contra eles. Eles são cretinos mesmo. Não é a primeira vez que fazem isso e presumo que não será a última.

  7. quando o malafaia convocou os católicos a irem pro pau contra os militantes gays foi no sentido de ir pra justiça (expressão muito usada por trabalhadores que resolvem processar o patrão, aliás) . Foi logo após os sindicalistas gays erotizarem imagens sagradas da ICAR na parada gay.

  8. Muito bem, Luciano.
    Aqui está prova do fato de que o Grupo Gay da Bahia tentou capitalizar politicamente sobre o caso:
    WEB ARCHIVE: JOÃO ANTÔNIO DONATI / GAY – 18 ANOS / ESTRANGULADO / GO, GOIÂNIA
    É bom arquivarmos essas pérolas antes que tirem do ar.
    Esse site “Homofobia Mata” é simplesmente um site criminoso:

    LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.
    Art. 20. Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.
    Pena: reclusão de um a três anos e multa.
    § 2º Se qualquer dos crimes previstos no caput é cometido por intermédio dos meios de comunicação social ou publicação de qualquer natureza:
    Pena: reclusão de dois a cinco anos e multa.

    Ao culparem os evangélicos por crimes cometidos, na maioria dos casos, por outros homossexuais, os membros do Grupo Gay da Bahia estão praticando racismo.

  9. Gay é o ativo e passivo.Se o cara sente atração sexual pelo mesmo sexo ele é homossexual ou bissexual,não existe esta historinha de homofobia internalizada.O fato é que existem muito mais psicopatas gays doque heteros,porque muitos gays se tornaram gays por terem sofrido abuso sexual na infância (não todos) e vítimas de abuso sexual podem se tornarem psicopatas.Por isto é muito comum,gays matarem gays.

  10. Vejam o que saiu no Jornal do Senado, na edição de 15 de setembro de 2014 (isso mesmo, 15 desse mês!):

    “Em nota divulgada na sexta-feira, a presidente da Comissão de Direitos Humanos (CDH), Ana Rita (PT-ES), repudiou os atos de homofobia e a “nova onda de agressões” que resultou no assassinato de João Antônio Donati, de 18 anos, em Inhumas (GO), e no ataque a um centro de tradições gaúchas (CTG) em Santana do Livramento (RS).

    O corpo de Donati, homossexual assumido, foi encontrado em um terreno baldio, no dia 10, com o pescoço quebrado, diversos hematomas e a boca cheia de papel e sacola plástica. Já a sede do CTG foi incendiada por quatro homens, na madrugada do dia 11, após ser anunciada a celebração no local de casamento civil entre pessoas do mesmo sexo.”

    Matéria: Comissão do Senado repudia atos de homofobia
    http://www12.senado.leg.br/jornal/edicoes/2014/09/15/comissao-do-senado-repudia-atos-de-homofobia

    Ou seja, eles ignoraram a conclusão da investigação policial e concluíram que foi crime de HOMOFOBIA, no caso de Goiás.

  11. A maioria dos assassinatos de homossexuais são cometidos por outros homossexuais, sejam parceiros sexuais, ex-parceiros, amigos de bagunça, por ciumes, por disputa por parceiros e varios outros motivos, mas isso ninguem divulga, afinal colocaria por terra a tese da homofobia, afinal como poderia um gay ser homofóbico e matar outro gay por homofobia?
    Mas GLBTs heterofóbicos que querem destruir a imagem de qualquer pessoa que se recuse a ter envolvimento sexual, sentimental ou afetivo com um gay temos visto aos montes, inclusive um Dep. Federal que se fosse em um pais sério ja devia estar preso.

  12. Ainda dentro dessa história de homossexuais, está surgindo um novo cavalo de batalha dos marxistas-humanistas-neoateístas: o presidente do STJD disse que não dá para considerar como discriminação a torcida chamar um jogador de “bicha”, mas sim como ofensa. E aqui nada mais é do que a precisão absoluta da coisa, uma vez que o próprio usou um exemplo envolvendo a si próprio, dizendo que se o chamassem de “bicha”, ele iria se sentir ofendido e não discriminado. O próprio lembrou que seria discriminação se de fato fosse alguma coisa referente a alguém que tivesse a determinada característica.
    Porém, como sabemos, não interessam as explicações precisas se um MHN pode usar isso para ganhos pessoais ou de sua ideologia. E eis que aí surge uma sakamotice de ocasião dizendo que em nossa sociedade, essa que supostamente seria machista (termo que significa qualquer coisa na boca de um adepto do marxismo-humanismo-neoateísmo), seria discriminatório chamar alguém de “bicha”. Porém, temos de lembrar que os próprios gays chamam a si próprios de “bicha”, “viado” e outras coisas. Estarão eles agindo com “homofobia internalizada”. Claro que os comentários começaram a jogar por terra a história que ele quis levantar (e tem até MHN passando carraspana no blogueiro, por sinal):

    NaturalmentePolêmico 2 horas atrás

    Machismo não existe, nem nunca existiu, é criação ideológica de gente mal intencionada. O nome correto é sexismo.

    Esg Eduardo 2 horas atrás

    Quase todas as ofensas ,se você analisar aos olhos do art. 5 da CF, é discriminatório. Bicha é discriminação pelo sexo.Católico retrógrado é discriminação por religião.Seu branco azedo e discriminação pela cor and so on, amigo!!!! Se vale para um TEM QUE VALER PARA TODOS. Porque todos são iguais perante a lei. Assim como se uma mulher xingar e agredir um HOMEM não pode ser considerado como simples defesa, mas sim ofensa moral e física,passível de enquadramento penal. Agredir uma criança, humilhá-la perante terceiros é mais covarde do que se agredir uma mulher, e ,entretanto, não há lei EFICIENTE que as proteja dos abusos de PAIS COVARDES…Não é eleitor, é esquecido. Acho que os “metidos a intelectuais e esquerdistas ” desse pobre país acéfalo deveria ANTES DE TUDO, exigir que se cumpra a lei, seja para homem, mulher, negro, branco, homossexual, hetero ou que raio que seja sua classificação, que TAMBÉM É UMA FORMA DE DISCRIMINAÇÃO, porque tudo que distingue ou discerne um membro de uma mesma especie é DISCRIMINAÇÃO.

    carrasco4 1 hora atrás

    Muito bom seu comentário, por favor não se ofenda se estou lhe elogiando positivamente. Nem tenho intenção de ofender ninguém que não concorde com sua opinião.

    Antonio Brandao Pereira Brandao 1 hora atrás

    Como andam as coisas hoje, você tem medo até de… pensar. Cuidado com seu pensamento!

    toscano 2 horas atrás

    Falta de assunto. Pelo em ovo. Já encheu o saco.

    Edson Fortuna 2 horas atrás

    Era só o que faltava…

    tatita01 2 horas atrás

    e loira ..russa.. pode?como certa” professora universitaria” apareceu num video no youtube numa reunião com altas figuras de um certo partido

    Butcho 1 hora atrás

    Não sei por que perder tempo escrevendo esse texto. Para manter a coerência, chamar alguém de bicha, na cartilha do politicamente correto, deveria ser encarado como elogio, não ofensa, muito menos discriminação. Discriminação é estabelecer diferenças, tolhendo direitos, tendo implicitamente uma relação de poder de quem discrimina ante um hipossuficiente que vem a ser discriminado. Não dá para estabelecer uma relação de poder entre um torcedor pé rapado e um goleiro multimilionário, respaldado pela mídia. Vide o que aconteceu com a manola sem noção do RS. Por causa de uma ofensa teve sua vida exposta e destruída. Quem foi realmente discriminado na história?

    billy bones 1 hora atrás

    xi…não vou mais ao estádio! é melhor ficar em casa, lendo o “diário oficial”.

    Cesar Ribeiro 1 hora atrás

    Pô Saka, daqui a pouco não vamos poder xingar o juiz, isso é péssimo para o futebol…..

    Voltei hahaha 1 hora atrás

    Vão catar coquinho, vão, já encheram com esse papo.

    MissMari 1 hora atrás

    E chamar de coxinha, burguês, elite branca, pode de boa, Sakamoto?

    the blues 47 minutos atrás

    Bem lembrado! Acrescente aí que em um post publicado há alguns meses, este blogueiro chamou de forma indiscriminada todos os comentaristas do blog de “fascistas”!

    duadem 1 hora atrás

    desejar viver no futuro onde tudo seria igual é uma utopia, mas que se pode ser idealizada como todo e qualquer utopia. O que considerar de ser chamado de galego em Recife, mas na sequência ser definido com MASSA? Ahhh só para lembrar: sugiro observarem a definição de MASSA no livro Raízes;

    Metralha761 1 hora atrás

    Enquanto a maioria dorme a minoria deita e rola. Será que começamos acordar? Leis discriminatórias são criadas e temos que concordar com elas. Se todos são iguais perante as leis, o que falta não é lei e sim autoridade. Não vejo motivo para haver leis protecionistas para homossexuais, pretos, amarelos, vermelhos, mulheres, crianças e velhos. Vamos acabar com isso. Temos que ensinar respeito, pois havendo respeito não há necessidade de leis esdrúxulas.

    Alan Arantes 1 hora atrás

    Essa censura demonstra que a tolerância e a racionalidade não possui importância na conjuntura social que vivemos. A injuria que devemos nos preocupar, é essa produzida em musicas de funk, na apologia ao bandido, na apologia ao preconceito entre o pobre e o mais abastado, apologia as drogas. Essas injurias que deveriam ser combatidas e censuradas, e não vejo nenhum movimento incentivando a família, a tolerância, a cultura e os bons modos, isso porque é mais fácil desestruturar a família e sua ética do que lutar por um bem comum REAL. Pois a tolerância e o respeito ensinam a termos o entendimento do limite do tratamento que devemos ter quando direcionarmos as pessoas. NA BOA REFLITA SOBRE O QUE REALMENTE IMPORTA E O QUE REALMENTE AS PESSOAS PRECISAM PARA A EVOLUÇÃO DA SOCIEDADE DE REALIZADA. Quando um homossexual chamar o outro de bicha (assim que muitos se tratam) ele deverá ser prezo por homofobia? Injuria? Responde ai.

    GaloDog

    1 hora atrás

    O mundo tá ficando tão chato com todos esses politicamente correto…

    Veloso Suerly 1 hora atrás

    Nunca foi discriminação e não deixa de ser outra coisa porque se afirmem de pés juntos. Pena de criarmos pedregulhos onde só exista paixão. A lei não pode privar o homem dos meios disponíveis para diluir suas tensões.É preciso amparar cada situação e no futebol fica mais para desordem. Essas coisas se resolvem com politicas de educação. E tudo certinho certinho não existe. Se idoso, entre numa fila de lotérica em Mogi das Cruzes. Uma funcionaria que já batia em professores irá atendê-lo.

    Visitante 1 hora atrás

    Chamar o juíz de ladrão vai ser perjurio agora?

    Alekp 18 minutos atrás

    não, nesse caso é calúnia.

    Italo Dal’Mas Neto 59 minutos atrás

    E os 60 mil assassinatos anuais, pq ninguém discute?

    ToLima Duarte 55 minutos atrás

    Sakamoto, faça um verdadeiro serviço de utilidade pública e vá cobrir as VIOLAÇÕES AOS DIREITOS HUMANOS lá na SÍRIA. Aproveita pra tirar umas fotos do pessoal do ESTADO ISLÂMICO e tenta protagonizar um vídeo com o título MAIS UMA MENSAGEM PARA A AMÉRICA.

    Pcrodr 30 minutos atrás

    Em cuba, na china, na rússia, ucrânia, venezuela,etc.

    Darth Satyr 42 minutos atrás

    Atentado à honra é um dos princípios mais vagabundos do direito brasileiro, de uma sociedade de cristal onde qualquer palavrinha é motivo pra mover um aparato público caríssimo.

    caracaca 38 minutos atrás

    Cara… concordo com vc em quase tudo… só tenho duas ponderações: primeiro, estadio de futebol é um caso mais complexo, porque tem tudo que é tipo de provocação, imagina se juiz começar querer que a justiça investigue as vezes que a senhora mãe dele for ofendida, ou se o tecnico quiser punição sempre que o mesmo for comparado a um asno, ou então, ou mesmo apurar se ao se chamar o bandeirinha de cego e a bandeirinha de ‘gostosa’ está se ofendendo os deficientes visuais no primeiro caso e a moral feminina no segundo caso… vamos acabar fechando os estadios e ver futebol só pela TV. Segundo… punir o clube não é solução, acho que se deve sim discutir formar alternativas de se conter o que realmente é discriminação, mas nao punindo o clube… o clube não consegue decidir quem compra o ingresso… se vc arrumar briga em um show de rock, vai de punir a banda?? se eu cometer um crime fora do brasil, vai se cobrar o país?? parei né

    Buião 33 minutos atrás

    Ao vermos um filme politicamente incorreto no cinema ninguém enche o saco. Um argumento é que sabíamos o que pagamos pra ver. Mesmo assim tem uns esquerdopatas politicamente corretos que ainda reclamam. Futebol é diversão para os torcedores. Não quero que a torcida vá ao estádio entoar cânticos nazistas, racistas, ou coisas que incitem ódio ou deflagrem brigas, mas xingar, tirar sarro, inclusive de jogadores do próprio time, faz parte da festa. Vaiar, aplaudir, berrar, e sei lá que cargas d’água faz a gente xingar times que nem estão ali. É a bagunça futebolística que nos faz rir nos 90 minutos. O jogo em si pode nos deixar brabos, irritados, felizes , frustrados, de alma lavada…., mas a festa que a gente faz durante é que vale a presença no estádio. Aí vem os sakamotos da vida e querem que sejamos, tal e qual, vacas indo pro matadouro, seguindo-os mudos para não incomodá-los. Já eles, os sakamotos, podem falar, escrever, pensar…..e nos guiar para os matadouros.

    tedddy 21 minutos atrás

    Sakamoto, você não tem a menor ideia do que é discriminação no conceito jurídico. Procure se informar.

    Victor666578 18 minutos atrás

    Morre vai pro céu e reclama com quem criou o mundo ou aceita que dói menos… a vida é assim!

    Pedro Cerqueira 18 minutos atrás

    Sakomoto, que tal você fazer um longo comentário sobre as mentiras que a campanha do PT está disseminando e criando um clima de terror junto as camadas menos esclarecidas?

  13. E o pior é a OAB continuar dizendo que o caso foi sim homofobia

    “Nós acreditamos que o crime foi homofóbico pela forma como aconteceu, a crueldade de ele ter sido asfixiado. Os amigos disseram que acreditam pouco que ela tenha saído para manter relação sexual com esse rapaz [suspeito]. Todos acreditam que tenha sido de cunho homofóbico”, afirmou a advogada.

    Vejam essa aberração!

    http://g1.globo.com/goias/noticia/2014/09/mae-de-jovem-gay-assassinado-participa-de-protesto-e-pede-justica.html

  14. Mais uma farsa gaysista indo por água abaixo!
    Se um hétero morre, é sempre procurado qual foi o motivo do homicídio.. E muita das vezes o caso nem sequer é resolvido e acaba sendo “engavetado”. Agora se um gay morrer, nem precisará mais de investigações pois automaticamente será visto como homofobia. Isso prova que os LGBTs não querem direitos iguais, e sim uma “supremacia gay” por cima da população. Quanto mais vejo a sujeira que esses gaysistas fazem para acusar a sociedade de homofóbica, mais eu sinto falta do Clodovil, que foi o único gay sensato que teve na política brasileira.

  15. Bom uma coisa que não informarão ou se esqueceram de perguntar ao suposto assassino como foi mesmo que ele quebrou as pernas do menino e o mais importante como ele arrastou o corpo até o terreno, pois eles informarão que o corpo tinha sido arrastado, então como foi que um rapaz franzino fez tudo isso sozinho, vamos ver isso direito viu

  16. Algo me diz que o autor nao leu o artigo que utiliza para embasar sua retorica com atencao adequada. Leu o trecho que lhe interessa e o utilizou com o vies adequado. Algo tambem me diz que muitas pessoas nao entendem direito o que e preconceito e se utilizam de logica sofismatica para dizerem que nao sao preconceituosos. Ah!!! Um ateu que se oponha a uma “religiao em particular” pode nao estar se referindo a Cristo; um ateu nao acredita na figura divina, seja ela Deus ou um deus, e nem todas as religioes sao cristas. Alem disso, voce pode nao gostar de algo e nao reagir de maneira radical, agressiva (nao estou falando de violencia, necessariamente), preconceituosa etc. contra isso. Eu nao gosto de camarao, por exemplo, e tudo bem. Nao fico escrevendo artigo falho para convencer os outros de que eu nao odeio camarao (apesar de odiar) e de que quem faz campanha em prol dos camaroes esta, na verdade, promovendo uma ditadura dos camaroes e querendo que o mundo ame e aprecie o camarao a forca. Em tempo: nao, eu nao sou gay e nem prego a cultura gay.

    • Nunca li tanta bobagem junta. Quem não gosta de camarão deve ter o direito de poder dizer que não gosta de camarão, sem nenhum bando de fanáticos irem pentelhá-lo. Vocês não tem a menor noção do que é liberdade.

      Alias, quase tudo que vc escreveu não se aplica a este blog, pois sou ateu e darwinista.

      Abs,

      LH

  17. Não sei se alguém aqui viu, um rapaz que foi agredido brutalmente por travestis em uma casa noturna. Gostaria de saber o que esses LGBT’s irão dizer, quando o culpado são eles.

  18. Esse pessoal acha que pegar um homem como ativo, sem atuacao passiva, nao o transforma em homossexual, Julio Costa. Ate criaram um termo para isso: g0y, com um zero no lugar do “a”. E o cara que continua exercendo sua masculinidade, mesmo se estiver com outro homem. Mais uma invencao para fugir de um determinado rotulo. O cara passa a vida inteira metendo o pau nos gays (no sentido figurado), mas e louco para ir para a cama com um. Ai, quando vai para a cama com um gay (com um gay, sim, ja que, mesmo para esse pessoal, se um cara e passivo, ele e gay), precisa de um novo termo para continuar posando de machao.

  19. Durez, viu… O povo acha hoje em dia que liberdade é dizer o que se quer, na hora que se quer, da forma que se quer e para quem se quer. E ai de quem disser o contrário. E democracia nada mais é do que ver escolhido o que a pessoa acha que é certo, não interessando a vontade e a opinião da maioria. Para esse povo, “teimoso é aquele que discorda da minha opinião”. Aí, tudo que estão escrevendo aqui não passa de exercício da liberdade de expressão. Acham que não estão sendo preconceituosos.

Deixe uma resposta