A Petrobrás e a picaretagem em todos os níveis: funcionário da empresa usa horário da empresa para alterar perfil de Paulo Roberto Costa na Wikipedia

2
51

paulo-roberto

Claro que existem pessoas sérias trabalhando na Petrobrás. Mas também um bando que na hora do trabalho, ao invés de produzir algo que preste, fica militando nas redes sociais. Não é uma beleza?

Veja a notícia mostrando que computador da Petrobrás alterou perfil de Costa na Wikipedia:

A Petrobras confirmou neste domingo que o perfil na Wikipedia de Paulo Roberto Costa, ex-diretor da estatal e delator do ‘petrolão’, foi alterado de um dos computadores da sede da empresa. Na modificação, Costa, preso durante as investigações da Operação Lava Jato, é apresentado como “cria do governo tucano” de Fernando Henrique Cardoso. Em nota, a assessoria de Imprensa da Petrobras informou que a Área de Tecnologia da Informação está rastreando os acessos à internet para identificar o computador em que o artigo foi reescrito.

A mudança foi feita às 16h16 deste sábado, 13, pelo endereço de IP 164.85.6.3. O texto sobre Costa passou a informar que ele foi demitido “com aprovação da presidente Dilma Rousseff” por estar “muito soltinho”. O artigo dizia que a imprensa omite que ele começou a carreira na Petrobras em 1979 e detalhava ainda os cargos ocupados por Costa durante o governo tucano, a partir de 1995, quando assumiu o posto de “gerente geral do poderoso Departamento de Exploração e Produção do Sul”.

O texto ficou no ar por seis minutos, até o perfil original ser restaurado pelo usuário Guilhermebr1. Na justificativa, disse que houve “edição tendenciosa a partir da rede da Petrobrás”.

O IP é uma identidade virtual que permite identificar o computador usado para acessar a internet. Recentemente, um computador do Palácio do Planalto foi utilizado para modificar o perfil dos jornalistas Míriam Leitão e Carlos Alberto Sardenberg. Foi aberta sindicância e o servidor de carreira Luiz Alberto Marques Vieira Filho assumiu ter escrito os textos. Ele foi exonerado do cargo de confiança que ocupava na Secretaria de Relações Internacionais e vai responder a processo administrativo disciplinar.

Coisa fina, coisa muito fina.

O tal de Paulo Roberto Costa virou diretor da Petrobrás no governo Lula e é funcionário da empresa desde 1977, assumindo cargos de gestão de direção até antes do governo Lula. O problema é que foi no governo Lula que ele virou diretor de abastecimento e refino da Petrobrás, onde conseguiu alçada para aprovação de negócios como o aluguel de plataformas e navios.

Portanto, a tal tentativa de ligar Paulo Roberto ao governo FHC não deu em nada. Tanto que o delator não conseguiu apontar nenhum nome do PSDB envolvido em corrupção.

E enquanto isso a Petrobrás permite que seus funcionários vivem inventando onda na Internet tentando livrar a cara do PT. Quer dizer, essa empresa está com problemas sérios não apenas de direção, mas em vários pontos de sua cadeia produtiva.

O governo sucessor vai demorar muito para limpar toda a sujeira feita pelo PT na Petrobrás.

Anúncios

2 COMMENTS

Deixe uma resposta