Jovem dos EUA terá tempo suficiente para se curar do esquerdismo após ser condenado a seis anos de trabalhos forçados na Coreia do Norte

16
126

O jovem norte-americano Matthew Miller é uma figura carimbada, com certeza.

Em abril deste ano ele rasgou seu visto de turista ao entrar na Coréia do Norte, pedindo asilo político. Como resultado, foi condenado à seis anos de prisão com trabalhos forçados.

Pois bem, conforme já disseram as más línguas da Internet, ele terá trabalho forçado, não vai receber salário, não poderá sair do país, terá comida racionada grátis e saúde grátis. É um verdadeiro paraíso socialista. Não sei por que toda essa cara de choro na hora da condenação!

Parece que os Estados Unidos querem enviar representantes especiais ao país, mas o governo de Pyongyang não quer nem saber. Enfim, Matthew Miller terá que trabalhar ao menos uma vez na vida.

Outro comentário que vi na Internet mencionava algo interessante: se ele quis abrigo, acabou recebendo isso de forma generosa. Ou será que ele pensou que abrigo político na Coréia do Norte era algum tipo de resort? Ele poderia ter pesquisado no Google antes de viajar para lá.

Quem sabe se ele receber uma nova condenação (por qualquer outro motivo), recebendo uma pena de trabalhos forçados perpétuos, finalmente conseguirá ser aceito como norte-coreano legítimo, capaz de se naturalizar. Por enquanto, ele é apenas um turista.

Mas agora se entende por que a esquerda caviar não quer viajar de jeito algum para países como Coréia do Norte ou Cuba. Por isso, viajam para Paris, Londres, Nova York. Bobos são os esquerdistas funcionais.

Anúncios

16 COMMENTS

  1. Hahahahahaha, fico imaginando se, talvez, ele estava discutindo com alguém na internet defendendo o socialismo e daí o interlocutor vendo que ele era um esquerdista fanático defensor do socialismo disse:
    “Se gosta tanto assim do socialismo então vai pra Coreia do Norte!”.

    Daí ele deve ter lido elogios à Coreia do Norte em algum site ultra esquerdista, pensou que era o paraíso socialista e se mandou pra lá de mala e cuia!

    O mundo seria bem melhor se todos os esquerdistas ouvissem os nossos conselhos quando mandamos eles irem pra Cuba ou Coreia do Norte.

    • Um cara que tinha todos os meios de se informar, de verdade, da um fora desse! Acabei de ler Fuga do campo 14 comprado pela Amazon, que tem nos EUA, e esse cara da um fora desse….tem que ser muito….

  2. Pelo que entendi da história desse cara, ele certamente poderia entrar para o Guinness book como um dos maiores idiotas de todo o tempo:

    ‘he had the “wild ambition” of experiencing prison life in North Korea so he could write about human rights in the country’

    Traduzindo: “Ele (Miller) possui a selvagem ambição de experimentar a vida nas prisões da Coréia do Norte, para poder escrever sobre os direitos humanos nesse país”.

    Bem, agora ele terá 6 longos anos dessa ‘experiência’. Só espero, do fundo do coração, que se ele conseguir sair com vida de lá, escreva a verdade e nada mais que a verdade.

    Mas já vou avisando: não espero nada desse tipo de criatura. Tentar esperar algo de gente com esse tipo de pensamento é o mesmo que chutar cachorro morto.

  3. É hilário. Bem feito! Foi beirar quem não devia. E o sujeito que faz isso se estrepa mesmo. Pior aconteceu a James Foley, idiota útil, que foi degolado, um esquerdista relativista que defendia terroristas islâmicos e dizia ser contra a “islamofobia”, que o islã é a religião da paz e coisa e tal. No Brasil, pelo que eu vi no Youtube, e em sites vermelhinhos, existem stalinistas que até se fantasiam de Stálin e que saúdam os ditadores norte-coreanos, como um tal Cristiano Alves. A Coréia do Norte vos espera de braços abertos.

  4. No G1 há uma notinha a respeito de outro condenado, diz o seguinte: “Bae [kenneth] foi, por sua vez, detido em novembro de 2012. Acusado de ser um militante cristão evangelista que buscava derrubar o governo norte-coreano, foi condenado a 15 anos de trabalhos forçados”. Notem bem: UM militante tentando derrubar o governo! Não é mais questão de preferências políticas, mas de saúde mental. Paroxismo da maluquice! Quanto ao rapaz aí, dizer o quê? Talvez tivesse pensado ser um Snowden, a diferença é que este é ao menos alguma coisa.

    • Esquece, Jacqueline. Esse tipo de retardado não toma jeito nunca. Na velhice se comporta como Suplicy, sem a menor noção do ridículo. É caso perdido mesmo.

  5. Eu me lembro que na época que isso aconteceu apareceu uma turminha de extrema-esquerda comemorando a notícia (só porque ele rasgou o visto de turista) e dizendo que isso era prova de que a Coréia do Norte não era ruim.
    Será que essa turminha vai levar marmita para o “camarada”? 😀 😀 😀

  6. Eu li toda a matéria de lá, e, pelo pouco que eu entendi (a história é muito confusa e estranha), o governo Norte Coreano se emputeceu de verdade com o Matthew, pois segundo a reportagem foi estranho, até mesmo para a CdN, pegar um “Who” como ele para fazer de moeda de troca (Pawn em inglês), parece que o cara realmente irritou o pessoal daquela latrina com a atitude dele, e agora irá tentar usá-la como mercadoria para chantagear os EUA.

    Curioso, no mínimo, esse caso.

Deixe uma resposta