Partiu Venezuela: Cristina Kirchner quer controlar preços e lucros das empresas

14
73

cristina-kirchner06062012-size-598

Chega a dar pena do sujeito que falou querer fugir da Venezuela para Argentina, com intenção de deixar a crise para trás, como vimos neste post. Talvez alguma cartomante lhe disse: “Meu caro, a crise sempre estará junto com você”.

Pelo menos, a Dona Cristina Kirchner está cuidando com muito carinho da economia argentina para que a situação chegue rapidinho no patamar venezuelano, como podemos ler a partir de uma notícia da Veja:

Um projeto de lei que pretende fixar limites de preços e de lucro de empresas está causando temor entre empresários argentinos. A chamada Lei do Abastecimento, elaborada pelo governo da presidente Cristina Kirchner, já passou pelo Senado e agora depende da aprovação da Câmara, segundo reportagem do jornal Valor Econômico. O projeto tem várias semelhanças com uma lei implantada na Venezuela, em janeiro, pelo presidente Nicolás Maduro, que provocou o desabastecimento de bens de primeira necessidade, como alimentos e produtos de higiene pessoal.

A lei também prevê o controle de cotas de produção, que ficaria a cargo da Secretaria de Comércio do Ministério da Economia. O projeto ainda compreende a aplicação de multas, fechamento de empresas por até 90 dias e suspensão de registro por até cinco anos.

As principais entidades empresariais da Argentina, como a União Industrial Argentina (UIA), a Sociedade Rural e a Associação dos Bancos Provados já preparam uma ação judicial, caso a lei seja sancionada. A medida pode piorar as condições do país latino-americano para atrair investidores.

É assim: eles já estão matando cachorro a grito e ela ainda faz um plano para afugentar os investidores. Enfim, esta é a vacina da Dona Kirchner para a crise argentina. É para todo mundo tomar na b…

 

 

Anúncios

14 COMMENTS

  1. O Brazil zil zil é o próximo, no ano que vem…

    Conselho: quem puder, e tiver condições, pense seriamente em Nova Zelândia, Canadá, Austrália ou EUA. América Latina vai virar uma nova URSS, ou URSB como diz um colega meu: “União das ‘Repúblicas’ Socialistas Bolivarianas”.

    Duvidam?

    • É aí que a esquerda tem que preocupar na verdade, carreiristas fracos sempre existiram dos dois lados, só que do lado republicano eles vão só perdendo espaço.

  2. Duas quentinhas:

    1) Dentro da onda de linchamento moral da torcedora gremista, eis que vi esta nota no Face:

    http://www.facebook.com/notes/rosilene-silva-da-costa/a-torcedora-e-o-marginalzinho/829727260392446

    Sim, a coisa já é bizarra e fica mais ainda se considerarmos que foi reproduzida pelo Geledés;

    2) Já dentro da parte neoateísta do marxismo-humanismo-neoateísmo, eis que temos este novo ataque a Marina Silva, em que o cara vem dizer que estado laico e estado ateu são sinônimos. Já foi detonado por um dos comentaristas.

    • Sabe tudo esse jumento, mais um pseudo-artista idiota que acha que se ele conseguir bater nas palavras pra dizerem o que passa em sua mente medíocre vai estar alterando a realidade, logo teremos esquerdinhas declarando saltitantes que o Brasil é um “Estado Ateu” e se o jumento que tem uma coluna no DCM falou quem somos nós cristãos conservadores/liberais, criadores do Estado laico, para negar.

    • Cara, que estúpido. É burro ou mal caráter.
      Estado Laico é completamente de estado ateu. Tão nocivo quanto Teocracias. Alias, não existem, e se não me engano nunca existiram teocracias cristãs, já que o clero é um órgão separado do poder político.

      Sou a fovor do estado laico, mas tenho grande simpatia com estados confessionais, já que de qualquer forma é uma forma de auto-afirmação cultural de um povo.

    • Parece que Emir respondeu.Vamos brincar?

      “Maurício, você não leu com atenção. Um estado ateu não é “contra” deus.”

      Essa mentira aqui é só para justificar a baboseira que disse sobre Estado laico ser o mesmo que Estado ateu.
      Só para resumir bem.EUA, Israel e Canadá = Estados laicos.
      Extint URSS e Coréia do Norte = Estado ateu (podemos até debater se realmente podem ser classificados como ateus, já que o culto à personalidade desses países vai contra o ateismo).

      Alguém aqui realmente acredita que a liberdade religiosas é igual tanto no Canadá quanto na Coréia do Norte?

      “Um ateu não é “contra” deus.”

      A maioria não, mas isso não prova porra nenhuma.Eu mesmo posso usar esse argumento para defender a teocracia iraniana.Se alguém vier com birrinha, digo “Um islâmico não é “contra” outras religiões”.

      “Não é torcida de futebol. Você está entrando na velha definição dogmática.”

      O cara inventa regras e quem discorda é rotulado de dogmático.Só podia ser coisa do dcm, que, de tanto defender o pt de tudo, deixa qualquer dogmatismo religioso no chinelo.

    • Luciano, acho mesmo que deveria fazer uma postagem zoando o Ruivo dizendo que ESTADO LAICO é ESTADO ATEU, inclusive as suas replicas aos comentaristas são engraçadas.

  3. Acredito que a crise econômica que os socialistas criam são propositais para que o povo se torne escravo de forma mais fácil e não consiga sair. Os preços das passagens aumentam astronomicamente e a destruição da economia deixa o povo dependente da “caridade estatal”, a inflação uma forma de imposto sutil.

    • Bom, se estivessemos no início do século 20, diria que você está errado. Os líderes socialistas daquela época se sentiam horrorizados ao ver que tudo aquilo que Marx escreveu não funcionava na prática. Stalim por exemplo rotineiramente executava seus analistas econômicos sob a acusação de sabotagem.

      Porém, agora como estamos na era pós Gramsci, com sua reedição atualizada de “O Príncipe”, não duvido que você esteja certo.

      • *horrorizados, acompanhado de um sentimento de não aceitação, já que todos previamente já se convenceram que são donos da virtude.

    • Acervo, esse trecho escrito por Kautsky será esclarecedor:

      “O desejo pelo socialismo só pode formar-se nas massas onde a grande empresa já está desenvolvida, onde sua supremacia sobre a pequena empresa é incontestável, onde a dissolução da grande empresa seria impossível – e mesmo retrógrada -, onde os operários das grandes empresas podem ter sua parte da propriedade dos meios de produção, unicamente em suas formas sociais, e lá onde as pequenas empresas, embora existentes, se degradam cada vez mais, de tal maneira que seus proprietários não mais possam extrair lucros delas. É desse modo que nasce o desejo pelo socialismo.”

      Fonte: http://www.direitoshumanos.usp.br/index.php/Documentos-anteriores-%C3%A0-cria%C3%A7%C3%A3o-da-Sociedade-das-Na%C3%A7%C3%B5es-at%C3%A9-1919/karl-kautsky-a-ditadura-do-proletariado-1918.html

Deixe uma resposta