Colunista do Brasil247 perde a linha ao ver crescimento conservador

20
117

wadihdamours

O colunista do Brasil247, Wadih Damous (presidente da Comissão da Verdade), está muito preocupado com pesquisa do Datafolha publicada no domingo, 7 de setembro, trazendo um retrato do que pensam os eleitores. O fato é que mesmo com tanta doutrinação escolar de esquerda, o instinto humano (que tende ao conservadorismo) está predominando. Claro que temos uma forcinha da resistência de direita que finalmente começou a se manifestar. Se a estratégia ainda é ruim, ao menos o pessoal está se manifestando, o que é vital para a democracia.

Como resultado, o conservadorismo está mais em alta que nunca e com resultados melhores que os vistos em pesquisa semelhante em 2013. Aliás, mesmo que eu não seja conservador, a notícia devia ser animadora para todos os direitistas, incluindo também liberais e libertários. Todos somos contra a opressão do estado que só serve para ajudar quem quer mamar nas tetas públicas.

Ocorre que entre os eleitores não-conservadores, Dilma venceria por 50% a 43%. Já entre os eleitores conservadores, Marina vence por 49% a 35%. É por isso que estão tão desesperados e apelando tanto para vencer, pois o pensamento de direita tem aumentado em termos de influência. E isso o incomoda muito.

Comecemos a análise:

Uma primeira [pista], que salta aos olhos, é a descrença no Estado. Apenas 46% dos entrevistados concordam com a frase: “Quanto mais benefícios do governo eu tiver, melhor estará a minha vida”. Já 49% acham que: “Quanto menos eu depender do governo, melhor estará minha vida”. Ou seja, é melhor não contar muito com o governo…

Pessoal bem cara de pau esse, não? Vivem sugando o estado, e, por consequência o povo, feito vampiros, e ainda querem confiança? Alias, este será um país mais sério quando 70% a 80% virem o estado com desconfiança. Temos que avançar neste tipo de ceticismo.

Outro quesito reforça a percepção de que a confiança no Estado é pequena: só 40% dizem que “é preferível pagar mais impostos e receber serviços de educação e saúde”; já 49% afirmam que preferem “pagar menos e contratar educação e saúde particulares”. Outra demonstração de desconfiança no Estado.

Isso é outro ótimo sinal. Deve doer muito nos esquerdistas ver muitas pessoas confiando em si próprias ao invés de confiar no estado.

No tocante à religião, 86% pensam que “acreditar em Deus torna as pessoas melhores”, enquanto apenas 13% consideram que isso não torna alguém melhor ou pior.

Como ateu, eu não me incomodo nem um pouco com isso. Deixo que meus atos falem por mim. Tenho outras prioridades ao invés de lutar contra religiosos por causa desses números.

Um total de 76% afirma que adolescentes “que cometem crimes devem ser punidos como adultos”, contra apenas 22% que dizem que os adolescentes infratores “devem ser reeducados”. Como se vê, a tese de diminuição da maioridade penal, defendida por candidatos de direita, tem apelo popular.

Ou seja, salvar vidas de civis inocentes, em detrimento de bestas feras que devem permanecer na prisão por cometerem crimes violentos. Mais um posicionamento de direita que o incomoda. Isso mostra o abismo moral entre nós e eles.

Em relação à criminalidade, 60% consideram que sua maior causa é a “maldade das pessoas”, enquanto 36% veem como sua maior causa “a falta de oportunidade para todos”.

Aqui a opinião da esquerda serve como um cuspe na cara de todos os cidadãos pobres e humildes que jamais cometeram crimes violentos em suas vidas.

Metade (50%) dos entrevistados acha que os sindicatos servem mais para fazer política do que para defender os trabalhadores. Só 42% concordam com a afirmação de que eles são importantes para defender os interesses dos trabalhadores.

Quem mais pode fazer pelo trabalhador é o próprio trabalhador. Quem acredita no seu taco, sabe que não precisa de sindicatos para nada. Aliás, já passou da hora de questionarmos o monopólio sindical. Deveria ser atividade não regulamentada pelo estado, permitindo que as pessoas contribuam para uma entidade apenas se assim o desejassem. Mas vá falar isso para um esquerdista e você verá algo similar aos ataques da garota Regan no filme O Exorcista.

Como consolo, respostas em relação à aceitação da homossexualidade (64% aceitam, contra 27%), à posse de armas (62%, contra 35%, preferem restringi-la), às causas da pobreza (58% a relacionam com a falta de oportunidades; 37% à preguiça dos pobres) e à pena de morte (43% a favor e 52% contrários) são mais progressistas.

O rótulo progressista não existe. Melhor seria chamá-los de regressistas. Ou melhor, esquerdistas. E não há nada de esquerdismo em aceitar a homossexualidade alheia. A questão é que hoje a esquerda resolveu usar os gays como instrumentos de guerra política. Mas vários regimes socialistas, apoiados pela esquerda, fuzilaram homossexuais. Então, Wadih não consegue enganar ninguém com essa conversa fiada.

Quanto à pena de morte e posse de armas, nada que uma conscientização maior nestes temas (nos quais a direita não tem investido suficientemente no momento) não resolva. Em relação à causa da pobreza, essa constatação é lógica. A diferença é que o esquerdista diz que isso é “culpa da sociedade”, o que é bobagem sem fim.

 De qualquer forma, o conjunto da pesquisa mostra que a sociedade ainda é muito conservadora.

Sim. Mais ainda agora.

Tratar de modificar essa situação, em períodos de eleição ou fora deles, é tarefa do todos os que querem mudar, de fato, o país – partidos, candidatos ou simples cidadãos preocupados com a construção de um futuro melhor.

Risos. Futuro melhor só se for longe dos delírios socialistas. E mesmo com toda doutrinação escolar, com toda campanha de mídia e com todo uso do aparato estatal eles são obrigados a ver um resultado realmente desagradável para quem quer garantir o conformismo das pessoas sob a tirania do estado.

Agora sim é que podemos falar de um futuro melhor. Com mais pessoas com vontade de se rebelar contra a opressão estatal.

Anúncios

20 COMMENTS

  1. Ótimas noticias para todos nós que somos contrários a esta escumalha esquerdista!
    Na verdade eu credito, parte deste “Crescimento do Conservadorismo” ( As ” ” são porque na verdade ele sempre existiu, só estava acuado pelas mentiras da esquerda), ao próprio PT:
    No momento em que a petralhada começou a botar as unhas de fora e a radicalizar durante a campanha política para atrair a extrema esquerda para mais perto, também deixou cair a máscara e o povo começou a ver o verdadeiro monstro que se encontra por trás. Isso começou a motivar a reação que, só deve aumentar, apesar de todos os esforços desse bando criminoso.

    Eu acho que seria o momento certo para dilapidar aquele grotesco do Lula.

  2. Pow Luciano, tu tá devendo a análise das sandices da Luciana Genro na entrevista com o Danilo Gentili, deu pra perceber MUITA coisa que você fala aqui, além de conexões com as coisas que o Olavo fala, como dizer que com essa gente não dá pra ser educado, pois se você for achando que a recíproca será verdadeira é utópica. Aliás, muitas previsões suas estão se concretizando, temos que dar os parabéns pra você.

    • Data vênia não é bem assim: progresso não é sempre positivo, p.ex. botar uma lei cheia de belas palavras mas que no fundo serve pra censurar a mídia, falar em união intergeracional para legitimar a pedofilia. Segundo, o progressismo não é simplesmente perseguir o progresso mas sim fazê-lo à custa dos princípios básicos da convivência social e a uma velocidade estonteante que as pessoas não conseguem acompanhar essa evolução, onde o que hoje é certo amanhã já é ultrapassado. O diabo tem pressa.

  3. Esse sujeito foi responsável por transformar a sucursal RJ da OAB em um braço político do PT e de partidos de extrema esquerda. O rapaz que o sucedeu segue a mesma linha. Usaram a entidade prá atacar Joaquim Barbosa, defender José Dirceu, servir de babá de black blocs e outras barbaridades. Agora ele é candidato a deputado federal (adivinhem o partido). Tomara que o eleitorado do Estado do Rio não cometa a vergonha de permitir o acesso dessa delinquente à Câmara Federal.

    • Exatamente o que eu ia falar. Fiquei com tanto nojo da OAB -RJ que pedi suspensão da minha inscrição. Eu me recuso a contribuir para uma instituição aparelhada pela esquerda radical. Meu dinheiro não vai para a esquerda.

      Ainda bem que trabalho em um local em que não preciso da carteira.

  4. Solucei de tanto rir como trecho “vá falar isso a um esquerdista e você verá algo similar aos ataques da garota do filme O Exorcista”. Muito engraçado, parabéns.

  5. ”…e à pena de morte (43% a favor e 52% contrários) ” – Fiquei até surpreso, pois como o Brasil é o país mais católico do mundo, me parecia que a população seria majoritariamente contra a pena capital. Mas, pelo visto, a porcentagem está quase num empate técnico em relação a esse tema polêmico. Eu sou a favor da pena de morte para pedófilos, terroristas, assassinos e para estupradores.

  6. Ayan, esse sujeito está tentando virar político aqui no RJ.Advinha em qual partido ele está?
    Vou dar uma dica.
    Quando tem crise eles sempre dizem não saber de nada.

    O cara é uma piada.Quando teve uma marcha de escoteiros integralistas (digo logo que não tenho simpatia pelo integralismo, já que é uma ideologia que é anti-capitalista e nacionalista) aqui no Rio ele deu chilique e chamou o integralismo de fascista.
    De fato, o integralismo nasceu baseado no fascismo, mas hoje em dia não passa de uma ideologia morta, que aceita até negros e judeus.

    http://extra.globo.com/noticias/rio/depois-da-maconha-integralismo-a-polemica-da-vez-507192.html

    http://veja.abril.com.br/181198/imagens/historia3.jpg

    http://www.doutrina.linear.nom.br/Imagens_novidades/Exposi%E7%E3o%20Iconogr%E1fica_Foto5.jpg

    • A propósito, vale lembrar que João Cândido (Revolta da Chibata) era integralista.
      Também existe um documentário onde há a confissão de um marxista que ele atirou contra integralistas de um prédio.Os integralistas cometeram o grande “crime” de fazer uma marcha e, se não me engano, no evento (onde ocorreu mortos) os próprios integralistas ajudaram a socorrer socialistas feridos.
      Não me lembro do nome do documentário, mas é provável que qualquer integralista ou simpatizante saiba do nome.

  7. Quero saber o que acha dos caminhos que devemos tomar? afinal, tirar o pt da nossa política realmente não adiantaria porque os esquerdistas sempre acham um novo jeito de voltar ao poder enganando toda uma população.

  8. Bom dia Luciano!

    Há pouco mais de dois anos, mesmo que inconscientemente (talvez por questão de princípios) eu não concordava as esquerdices que via por aí, como as loucuras do politicamente correto e das frentes de esquerda, como o feminismo e o movimento LGBT, mas não sabia praticamente nada sobre política. Nada além do senso comum mesmo, mas sentia que algo havia de muito errado.
    Passei a pesquisar sobre estes assuntos e acabei por conhecer vários blogs de direita, como o seu, e passei a estudar e entender um pouco mais sobre o assunto.
    Hoje em dia vejo partidários da ideias de direita onde quer que eu vá, nas redes sociais, em comentários de blogs, e até na TV, embora mais raramente.
    Creio que você e outros leitores aqui do blog tenham reparado isto também.
    Agora pergunto, embora não seja um fato tão relevante: as pessoas realmente estão acordando ou eu tenho essa impressão porque passei a prestar atenção no discurso de tudo e de todos? O que você acha que está acontecendo realmente?

    Mais algum leitor aqui do blog prestou atenção nisso?

    • Eu tenho mencionado isso desde o começo, pedindo o trabalho de formiguinha. A PARTIR do momento em que vemos a irracionalidade do discurso de esquerda, BASTA desmascarar todas as fraudes deles que automaticamente isso cria um movimento contra os fraudadores.

      Agora temos mais metas: JOGAR O JOGO político, CONTROLAR o frame, ORGANIZAR ações, etc.

      Abs,

      LH

    • Acho que realmente a coisa tem mudado, o espaço foi aumentando pra direita, a Veja se tornou mais receptiva para a direita (pelo menos entre os colunistas) assim como os jornais e editoras. Além disso, mesmo quem está fora desse meio está influenciando, a direita leva material e observações a colunistas e jornalistas através das redes sociais e e-mails. Também temos artistas assumindo posturas à direita como Lobão e Roger e isso influencia tanto o público quanto a mídia. O Danilo aumentou o espaço pra direita na TV (convidou Constantino, Pondé), o jornal da Cultura tem Villa às segundas e Pondé às quintas e o Silvio Santos já mostrou que vai manter quem ele gosta mesmo que seja de direita e os colegas tenham rixa ideológica. Os “reacionários” no sentido mais estrito do termo e anti-petistas engrossam o coro, começando apenas com ódio ao governo muitas vezes vão para idéias realmente de direita.

    • Faço isso há 12 anos. O PT nunca me enganou, e sempre conheci pessoas que professavam os mesmos valores que hoje se alardeia.

      Esse trabalho todo teve início com o Olavo. Ainda bem que até os jovens, e não são poucos, estão despertando para o embuste das ideias progressistas. Quando um jovem encara a realidade, ele fica assustado com o ideal progressista e suas consequencias. Muitos conseguem se livrar dos livros do MEQUI ainda cedo.

Deixe uma resposta