Como desmascarar a grande mentira de Dilma sobre a PF ao dizer que “agora se investiga mais”

8
118

Dilma2

Sempre que alguém questiona os atos de corrupção do governo do PT, Dilma lança um truque de sua cartola: dizer que em seu governo a Polícia Federal teve maior autonomia para investigar a corrupção, e, portanto, assim a corrupção que não aparecia antes agora aparece. Como é fácil dar uma boa sabonetada, não?

Imagine que uma criança tire várias notas vermelhas, enquanto sua mãe o questiona sobre seu péssimo desempenho. Basta dizer que “a professora agora é mais exigente”. Mas aí a mãe achará estranho: “mas os outros alunos tem tirado notas boas, só você está com notas vermelhas”. Ele retorna: “é que ela relaxa para corrigir as provas dos outros e fica exigente para corrigir as minhas”. E assim, dia após dia, o truque de Dilma vai prosperando. Não que sirva para ela livrar a cara de seu partido como um símbolo da corrupção, mas que ela consegue tergiversar em alguns momentos, consegue. Ela não deveria ter esse privilégio.

Enfim, já isolamos o truque: mesmo sem qualquer tipo de evidências, afirmar que “antes a PF não investigava, e agora a PF investiga”. Também é uma mentira dizer que a PF está tão diretamente submetida ao bom humor da presidência da república. Na verdade, a PF é uma instituição separada que se submete aos três poderes, mesmo que esteja diretamente subordinada ao Ministério da Justiça. Mas ela não é um “órgão do partido”. Até por que não vivemos em um estado policial, como China, Cuba ou Coréia do Norte, embora os petistas anseiem por nos transformar nesse tipo de nação. Ora, se a Polícia Federal não é um órgão do partido, o PT não tem como dizer “agora investiguem como não faziam em outros tempos”. Ademais, essa é uma alegação gravíssima, para as quais não existem quaisquer tipos de provas.

Observe que Dilma fala com desenvoltura que “antes PF não tinha autonomia, agora tem”, o que configura uma alegação extraordinária contra a Polícia Federal antes do governo Lula. Novamente, não há evidência alguma para isso. Porém, é possível que alguém intervenha, usando tráfico de influências, para limitar a ação deste órgão ou mesmo direcionar algumas investigações. Tudo por baixo dos panos, evidentemente. Mais uma vez, não há evidência alguma nesse sentido na época do governo FHC. Mas há evidências contundentes de que isso ocorre no governo Lula. Basta lerem Assassinato de Reputações, de Romeu Tuma Jr., que temos um exemplo de como a PF foi usada para a produção de dossiês contra adversários políticos. Para piorar, vários policiais federais desmentiram tudo que Dilma falou sobre “a maior autonomia da PF em seu governo”.

O que podemos compreender disso tudo? Primeiro, que o truque dizendo “antes PF não tinha autonomia, agora tem” é uma fraude intelectual acima do padrão tradicional do partido, o que não é pouca coisa. Segundo, que o PT não tem evidência alguma de menor autonomia da PF em governos anteriores. Terceiro, que existem evidências de que hoje a PF tem sofrido influências condenáveis por parte do partido, o que não poderia acontecer de forma alguma.

Quer dizer, podemos afirmar claramente que a situação é o exato oposto do que ela diz. Ela não apenas não fez nada para aumentar as investigações da PF (até por que não tem alçada para isso), como o governo influenciou a redução dessas ações e até o direcionamento de tantas outras, como no caso da fábrica de dossês. E mesmo que o governo tenha limitado a atuação da PF, ainda assim os casos de corrupção são tantos, mas tantos que não foi possível que o órgão deixasse de investigar.

Em síntese, os atos de corrupção do governo Lula aparecem muito mais do que em governos anteriores por que eles aconteceram em muito maior quantidade. Simples assim.

Dilma merece ser envergonhada em público se usar esse truque sujo em um futuro debate. Aliás, mesmo que a questão não seja levada ao debate da TV Globo, no dia 2 de outubro, o desmascaramento já poderia ocorrer agora, seja a partir de Aécio, Marina ou Everaldo, dentre outros. Menos Luciana Genro, da linha auxiliar do PT.

Anúncios

8 COMMENTS

  1. Para auxiliar minha companheira Dilma, eu acrescentaria que a criminalidade na Suiça é maior que no Brasil. Só que aqui a polícia combate, por isso dá essa falsa impressão de que aqui é maior.

  2. Luciano, que bela desconstrução você fez dessa resposta que sai como se saísse de um gravador da boca da presidAnta.

    Cabe a todos que lêem aqui DIVULGAR isso.

    Colocar o link dess apostagem no facebook e em cima uma descrição rápida. Minha sugestão
    ——————–
    “antes a PF não investigava, e agora a PF investiga”
    é uma mentira dizer que a PF está tão diretamente submetida ao bom humor da presidência da república
    além de configurar uma alegação extraordinária contra a PF antes do governo Lula
    ——————–

    Se não querem fazê-lo porque conhecem muito esquerdopata (eu também conheço) e não quer aturá-los vindo mimimizar, basta colocar a opção de Visualização Personalizada e tirá-los do campo de visualização.

    Essa acusação que a Vilma faz é grave, está dizendo que a Polícia era FROUXA até antes do PT entrar no poder… DIVULGUEM!

    Temos que tornar a vida dessa mulher um INFERNO, não deixando escapar nada, não deixando uma ponta sem cobrança.

    DIVULGUEM.

Deixe uma resposta