PT replica na TV crítica de Aécio a programa de Marina. Cadê o ataque transversal?

17
34

dilma-aecio

Minha crítica ao candidato Aécio (no qual votarei no primeiro turno) prossegue: ele não ataca Dilma o suficiente e gasta tempo demais tentando desgastar Marina, a qual já é atacada suficientemente pelo PT. Como resultado, ele tem crescido pouco, Marina tem caído (mas não o suficiente para ajudá-lo) e Dilma está subindo. O fenômeno é facilmente explicável pelo fato do PT ter conseguido o monopólio do ataque à ambos adversários, pois quase não precisa mais se defender, mesmo com poderosos 11 minutos de TV. Alguns me disseram: “Luciano, o Aécio está atacando Marina, mas apenas com ataque transversal, como você sugeriu”. Será mesmo?

Então leia trecho da notícia PT replicará na TV crítica de Aécio a programa de Marina, da Folha de S. Paulo (na qual colaboraram Valdo Cruz e Ranier Bragon, de Brasília,e Samantha Lima, do Rio):

O discurso que o candidato do PSDB ao Planalto, Aécio Neves, vem usando há dias para desgastar a rival Marina Silva (PSB) foi parar na nova propaganda do PT.

A campanha da presidente Dilma Rousseff preparou filme em que critica quem “escreve programa de governo a lápis” e afirma que é um risco a ex-ministra ser eleita porque ela não tem “firmeza em seus compromissos”.

Na última semana, Aécio disse publicamente ao menos duas vezes que entregaria um programa de governo feito “a caneta” e não “a lápis”, como seria o de Marina.

A fala é uma referência aos recuos que a campanha do PSB fez em pontos de seu plano, como a retirada de trechos que defendiam a ampliação de direitos dos gays.

O alinhamento no mote usado pelos dois principais adversários de Marina para atacá-la é inédito.

A publicidade de Dilma explora visualmente o raciocínio utilizado por Aécio. O filme começa com a imagem de uma mão escrevendo a lápis que “o pré-sal não é prioridade”. Em seguida, a mesma mão aparece com uma borracha e apaga a frase.

“Se como candidata Marina mudou de opinião diversas vezes, imagina o que aconteceria se ela fosse presidente?”, diz o locutor.

“Para ser presidente, é preciso ter firmeza em seus compromissos, não escrever programa de governo a lápis”, continua. “Quem sempre volta atrás, nunca vai pra frente.” A última fala é ilustrada com a imagem de um texto escrito a caneta: “Brasil, seguir em frente”.

A peça, registrada na Justiça Eleitoral, vai ao ar nesta semana e se soma a outras feitas pelo PT para desconstruir Marina, com base em seu programa de governo.

Isso aqui não é ataque transversal nem aqui nem na China. A maior prova disso está no fato de que o PT vai usar a campanha a seu favor.

Imagine se Aécio dissesse “Marina é parte do Foro de São Paulo, fundado pelo PT e por Fidel, é uma organização criminosa que apoia as FARC” ou “Marina ainda não abriu a boca para falar do Decreto Ditatorial 8243, configurando apoio a um regime que nos levará a se tornar uma nova Venezuela” ou até mesmo “Marina ainda não se pronunciou sobre os projetos de censura de mídia do PT”. Esses seriam exemplos de ataques transversais. O PT jamais conseguiria replicar um ataque transversal desse tipo em sua campanha. Até por que não seria louco.

Mas do jeito que a coisa vai, Marina pode até se aproveitar para despontar como a “alternativa”, acusando tanto o PSDB como o PT de aliados. Ademais, ela poderia acusá-los de esconder seus programas para evitar discuti-los com a sociedade. Portanto, o PT e o PSDB não teriam “moral” para falar do programa de adversários que já deram a cara a tapa. Fica a dica.

Anúncios

17 COMMENTS

  1. O coitado do Aecio, é como um pinto saído do Ovo, querendo lutar contar Urubus famintos! Não tem a menor chance!

    Vou aguardar o desenrolar dos fatos e fazer a minha parte! Isso sim, é coisa que PROPAGANDA SUJA ALGUMA, PODE ALTERAR!

    MORRA PT!!!

    • Ah! Mas claro! Marina sabe, tanto quanto o seu partido de origem, o PT, usar muito bem as técnicas de Saul Alinsky. Por que esperar menos dela? Só os socialistas do PSDB é que não conhecem esse autor – ou fingem não conhecer. (eu também voto no Aécio no primeiro turno).

  2. vou tentar explicar o que é um ataque transversal de forma prática:

    Você tem apenas 1 míssil e 2 alvos um próximo do outro, não importa qual alvo escolha o outro não atingido vai te atacar sem piedade, portanto mire o míssil entre os 2 alvos, simples, não vai eliminar mas atordoa los o suficiente para vencer a guerra…

  3. Aécio, não faça depois cara de “ninguém me avisou”. Tá tudo dito aqui, há muito tempo já, desde que a preparação para as eleições começaram… Marina vai levar essa e eu to achando isso bom.

  4. Se eu fosse estrangeira, falasse português e tivesse acabado de chegar ao Brasil, teria a percepção de que o PSDB e o PT se uniram para neutralizar a campanha da oposição representada pela Marina.
    Não é o que penso, mas é que o aparenta.
    Como uma parte grande do eleitorado quer votar contra a Dilma, acho que teremos segundo turno (existe risco de Dilma vingar no 1o turno, porque temos muitos dias pela frente).
    O fato é que a Dilma deveria estar bem abalada com o escândalo da Petrobrás, mas subiu nas pesquisas. Está sendo poupada, mesmo com tanto escândalo.
    Já não tenho certeza de que Dilma perderá a eleição. Cheguei a ter, porque tenho espírito otimista.
    Começo a achar que Marina pode ganhar dela com uma margem bem pequena. Pelo menos teria alguma chance de vencer. Aécio, na minha opinião, não tem chance alguma de enfrentar a Dilma. Improvável que vá baixar o espírito da oposição nele nesta altura das eleições.
    Vou votar no Aécio no 1o turno, mas confesso que as vezes me pergunto se estou fazendo a coisa certa, uma vez que meu objetivo primário é tirar o PT e sobreviver, não eleger o PSDB.

  5. Nunca antes neste Pais uma campanha eleitoral ficou tão dependente dos vendedores de ilusão e gestores de consciência.

    O discurso é pobre, as propostas são tolas e só se fala de pessoas e coisas, não de idéias e virtudes.

    Há tanto a dizer e a informar sobre o futuro da nação e continuamos a ouvir o besteirol dos marqueteiros e a propaganda chula e enganosa.

    E não percam os últimos dias dessa pantomima quando iremos ouvir mentiras sem tempo de refutação.

    Tudo muito rasteiro e desigual.

    Estou desanimado e acho que a maioria também.

    O que será preciso fazer para melhorar o debate, além de dividir melhor o tempo?

  6. Caro Luciano
    Por falta de atitudes contundentes contra o PT do então meu candidato Aécio, vou votar no 1º e 2º turnos em Marina.
    Cada vez que vejo Aécio em entrevistas mais me convenço que o PSDB se apequenou e parece estar satisfeito com o que está acontecendo.

Deixe uma resposta