Histericamente, OAB-CE “inventa” raça cearense para acusar críticos de Miss Brasil

35
131

f_86ad6cc7-dce1-4e81-adc1-f2a547b1a17f_miss12-e1411927196387

Eis a patocracia: as demandas dos órgãos aparelhados do partido estão cada vez mais histéricas e bizarras. A novidade é a seguinte: a lindíssima Miss Brasil Melissa Gurgel teria sofrido alguns comentários pelas redes sociais a respeito de seu sotaque (ela é cearense). Por causa disso, a OAB-CE lançou uma ação contra os “autores de mensagens racistas”, conforme matéria do G1:

O presidente em exercício da Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará (OAB-CE), Ricardo Bacelar, assinou nesta segunda-feira (29) representação e notícia-crime no Ministério Público Federal para responsabilizar os autores de mensagens racistas nas redes sociais contra Melissa Gurgel, a cearense eleita Miss Brasil no sábado (27).

“São colocados comentários preconceituosos e depreciativos ao povo cearense. Os comentários dizem que o sotaque cearense é sofrível, que o povo cearense é feio. É racismo em razão da localidade do Ceará, e nós não vamos aceitar isso. O sotaque cearense nos orgulha e faz parte da nossa cultura e da nossa identidade”, diz o presidente da OAB-CE, Ricardo Bacelar.

Após a vitória da cearense no concurso de miss, ela foi alvo de comentários preconceituosos. “Miss Ceará bonita até abrir a boca e vir aquele sotaquezinho sofrível”, diz uma das mensagens. “Lembrem de deixar a TV no mudo quando a miss Ceará for dar a palestra dela no miss Brasil do ano que vem”, diz outra.

O presidente em exercício afirma que coletou a imagem de algumas mensagens racistas contra Melissa Gurgel e apresentou ao Ministério Público Federal no Ceará. “Formalizamos a representação no MPF para apurar com rigor esse desrespeito ao povo cearense”. Se condenados, os autores de mensagens racistas podem presos por período de dois a cinco anos.

Melissa Gurgel, de 20 anos, foi eleita a Miss Brasil no sábado (27), em concurso realizado no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza, com a participação das 27 misses dos estados e do Distrito Federal.

Isso decididamente já está ridículo. É por isso que uma sociedade dominada pelo politicamente correto parece um verdadeiro hospício. Simplesmente, a OAB/CE decidiu criar uma nova “raça”: a cearense. Daí, basta usar o recurso da sensibilidade artificial histérica para capitalizar.

Aliás, uma curiosidade: em 12 estados pesquisados pelo Ibope, o melhor desempenho de Dilma está no Ceará. Não poderia essa ação ser uma trucagem com o objetivo de vender ao público uma falsa imagem de “povo oprimido” para capitalização política? Até por que não faz sentido alguém se sentir ridicularizado por que os outros riem do seu sotaque. Já riram de meu sotaque mais de uma vez e eu sempre ri junto, zoando o sotaque do outro de volta. Será que eu posso levar uma bolada também por causa disso? Não há dúvidas de que estamos diante de uma demanda artificial e patética, usada para fins unicamente políticos.

Realize a cena:

  • Pesquisador IBOPE: Qual sua escolaridade?
  • Entrevistado: Superior completo.
  • Pesquisador IBOPE: Qual sua profissão?
  • Entrevistado: Engenheiro Químico
  • Pesquisador IBOPE: Raça?
  • Entrevistado: Cearense.
  • Pesquisador IBOPE: Espere. Cearense não é raça.
  • Entrevistado: Segundo a OAB/CE agora é. E cuidado que você pode ser acusado de racismo!
  • Pesquisador IBOPE: …

Uma prima minha acabou de me dizer o seguinte: “Luciano, isso é mentira! Essa notícia não existe! Só pode gozação!”. Não é gozação. É assim que as coisas tem acontecido em um país vivendo sob o ciclo histeroidal. Basta fazer uma encenação teatral dizendo “racismo, racismo” e sair gritando feito louco de pedra que alguns dirão “melhor não contrariar”.

 

Anúncios

35 COMMENTS

  1. Ainda bem que não tem coisas mais importantes para a justiça se ocupar lá pelo Ceará, o estado anda que é uma maravilha e o clã Gomes não pode ser acusado de nada….

    O que importa, parabéns à nova Miss, ganhou e sua vitória só pode ser prestigiada.

    E aos idiotas politicamente corretos, primos dos bolivarianos e dos comunistas, que vão plantar batatas. Todo o que essas turmas fazem ou falam diminui o pais e a sociedade.

    • Por conta de posicionamentos como estes é que, para boa parte do mundo não passamos de provincianos e complexados. Infelizmente, este exemplo corrobora o pensamento: pessoas ignorantes para se sentirem maiores, menosprezam outras, para certificar a sua “superioridade”. Assim como a burrice não tem limites, graças a Deus a beleza não tem fronteiras. Parabéns à nova Miss Brasil!

    • O que a Miss Brasil fez à torcedora do grêmio (é, mais uma..), ou à alguém para ser assediada?
      A Miss Brasil se preocupa em ser claro lindíssima, e torcedora do grêmio e racistas, no que será que se preocupam?
      Disse que um estado é horroroso, todos são feios e então a Miss Brasil é pra ser muda porque é do Ceará, e os cearenses não gostaram? É isso ser politicamente correto?
      O politicamente correto é uma piada nacional, referência direta aos racistas e preconceituosos para a violência gratuita e recalques. O racismo não é um crime entre raças. É um crime de intolerância sócio-cultural e muito mais regionalista no Brasil. Não existem raças humanas, o que existe é procedência étnica sociais diferentes, e uma das grandes intolerâncias aqui é o local de nascimento.
      Se o autor do blog, fosse para o exterior e fosse chamado de brasileiro macaco horroroso quem tem que ficar mudo por torcedores do Chelsea, e aí hein? Brasileiro é raça?
      Será que se preocupam com a região do país ou qual é o sotaque, não. Brasileiro é brasileiro.

      A gente contra a gente e os outros contra nós, estamos cada vez pior política, social, econômicamente, até moralmente e tem quem jogue mais lenha no fogo.
      Alguém quer ver mar pegar fogo pra que tenha peixe frito? Nossa, faz é fila pra isso!

  2. Luciana Genro tentando substituir o estigma de extrema esquerda por esquerda coerente.

    “‘Não vejo crise na esquerda coerente’, diz Luciana Genro. Embora separados, PSOL, PSTU e PCB “trabalham no mesmo sentido”, afirmou a candidata à presidência. ”

    http://uol.com/bmdWgR.

  3. Agora dizer que uma pessoa tem sotaque sofrível é racismo?
    Porra, então eu fui vítima de racismo várias vezes (até por parte dos nordestinos) quando o pessoal me zuava ao saber que eu sou carioca.
    Também é ridículo afirmar que determinada pessoa é racista porque ela acha um povo feio (é uma afirmação imbecil, mas não racista).Se é assim então o cantor brega cearense Falcão é racista contra o próprio povo:

    “LANCE!Net: Por que Fortaleza é a capital do humor?

    Principalmente de uns 20 anos para cá houve um “boom” de humor de bar na cidade, assim como aconteceu com o stand-up comedy em São Paulo. No começo dos anos 90, em todo bar tinha um cara fazendo humor, que era mais escrachado e caricato. Eu comecei fazendo essa música bem humorada, me entrosei com esse pessoal e eu fazia meu show de música de sacanagem e os caras faziam show de humor. Muita gente boa começou junta. Eu fazia show no mesmo bar que o Tom Cavalcante. Isso é uma história que vem rolando no Ceará desde o século XIX, porque essa terra aqui sempre foi de um povo gaiato, sacana. No século XIX, houve a Padaria Espiritual, que é anterior à Academia Brasileira de Letras. Era um pessoal que se reunia para fazer humor, literatura e poesia pela cidade. Acho que tudo começou daí, mas a minha teoria é que o povo cearense e nordestino em geral é bem humorado, porque é sofrido e feio. O cara sendo feio, passando seca e fome, ele tem de ser alegre, senão morre.”

    http://www.lancenet.com.br/copa-do-mundo/Corno-assumido-Falcao-Neymar-Marquezine_0_1154284857.html

    A única coisa sofrível é o caminho que esse país está caminhando.

    • É sim, dizer que todo estado é sofrível e tem um sotaquezinho é racismo assim como dizer que todo um povo de um estado é feio.

      Sinto você ser motivo de chacotas pelas pessoas por ser carioca mas garanto que o problema é você, e não seu estado nem cidade, muito menos “seu povo”, o que quer que isso signifique pra você.

      O Falcão é um humorista cearense que já têm décadas não só de trabalho mas tb reconhecimentos e prêmios.
      Antes dos “stand ups” que é uma cópia dos shows de comédias norte-americanas, Falcão já trabalhava com isso à anos senão décadas; alguns acham que isso é novo mas já existe à um longo tempo.

      O Danilo Gentili pode fazer piadas com cariocas; Claro que sim. Mas se o Falcão fazer piadas que todo carioca é favelado e traficante, como seria a reação dos cariocas; Politicamente correta ou politicamente incorreta;

      Concordo que tudo o que você disse é o caminho sofrível que esse país está caminhando.

    • Cara Vânia.

      Permita-me um breve esclarecimento sobre Os Paulistas.

      Em verdade, em verdade, te digo que o sotaque dos Paulistas representa o que há de mais belo, elevado e evoluído em matéria de Estrutura Lógica Linguística e Fonética da Língua Portuguesa. Até mesmo os portugueses ao contemplarem as alturas, encontram lá, no Éter Fulgurante, os Paulistas declamando-lhes sabedoria.

      Pro Brasilia fiant eximia. Non ducor, duco!

      Abraços.
      ……….

      • Sei, em sua lógica vocês são os únicos que falam a norma culta, só que não!
        Eu estou falando de sotaque, não de português, caro Draxyon.
        Continuo achando o sotaque paulista estranho e engraçado.

      • Na verdade, na verdade, Draxion,
        se formos analisar, nenhuma região fala a norma padrão, apenas uma exceção de pessoas fala.
        Mas, mas, mas, reitero que falei de sotaque, o post fala sobre um inexistente racismo de sotaque. Achar um sotaque jocoso não é motivo de tanto autoritarismo e alarde, ridículo isso hein?
        Abraço!.

      • Cara Vânia.

        Perceba que, ao utilizar-se dessa ridícula e maliciosa nomenclatura psicopática da “novilíngua” denominada de “norma culta” ou “norma padrão”, você já caiu na armadilha da manipulação semântica dos esquerdistas psicopatas.

        Não existe tal coisa como essa “esquizoidice” de “norma culta” ou “norma padrão”, isso é uma invenção, repito, maliciosa e psicopática proveniente da “novilíngua” de George Orwell (1984).

        O que existe é apenas, e tão somente, a nossa MARAVILHOSA Língua Portuguesa com sua norma lógica linguística e gramatical. Nada mais e nada menos…

        Não se permita ser manipulada semanticamente por esses pulhas psicopatas.

        Abraços.

      • Oun, ainda bem que você sabe de tudo relacionado a “novilíngua”…
        Eu falei minha percepção sobre SOTAQUE diferente, você me veio com assunto nada a ver, imagino porquê.
        Abraço.

    • Se o sotaque paulista fosse o “correto”, seria idêntico ao sotaque patrício (português de Portugal), logo, sejamos justos e respeitemos a variedade linguística.

  4. Matemática pura, pegue as coordenadas do Ceará, jogue na fórmula e obtenha a resposta: Racismo!
    Fosse o ceará um pouco mais a oeste ou a sul não seria racismo, tudo a ver com a localidade do Ceará.

    • Falar que ela tem sotaque sofrível:Racismo.
      Apedeuta falando que Pelotas é polo exportador de viados:Ok, é só brincadeira.

      Levy falando delírios sobre o homossexualismo:Discurso de ódio
      “Felózofa” dizendo que odeia a classe média e que essa é violenta e fascista:apenas uma opinião.

      Bem vindo ao mundo socialista!

  5. Devemos lutar para acabar com esse abjeto poder de autarquia da OAB.

    A OAB deve ser apenas, e tão somente, uma instituição de ordenamento moral e ético para a categoria dos operadores de direito (advogados), e juristas em geral.

    Deveria ser categórica e devidamente ensinado a esses indivíduos, da área do direito, que eles devem dar exemplos por excelência, e jamais viajarem na maionese da auto consideração de “realeza tupiniquim”, que os faz acreditar erroneamente no auto mérito de privilegiados especiais em relação aos demais cidadãos.

    Se observarmos com mais atenção e acuidade as estruturas psíquicas de muitos juristas por ai, então constataremos o quanto são “doentes mentais”, pois muitos acreditam que são membros integrantes de uma suposta e fictícia “realeza tupiniquim”, existente apenas em seus delírios psicóticos, esquizoides e ridículos. Porém essa psicopatia, desses tipos abjetos, custa muito caro no bolso do cidadão, e podemos, até mesmo, compará-los a vampiros e/ou canibais, que sobrevivem as custas do suor e do sangue de seus semelhantes.

    Alias a palavra “advogado” provém do verbo latino “vocare” (“falar”), e “advocati” é aquele que fala por alguém, ou em nome de alguém, perante o magistrado da justiça.

    O magistrado solicita ao advogado:

    “Advocati dami facta, tibi dabo Jus.” == “Advogado dê-me os fatos, te darei Justiça.”
    ……….

    • Luciano.

      Muito possivelmente os aparelhos petistas (OAB inclusa no conjunto) estão criando situações histéricas artificiais de “escândalos”, com apoio e suporte dos “jornalistas” funcionais e beneficiários (divulgação em larga escala), para desviar a atenção de eleitores desavisados dos verdadeiros escândalos governamentais na Petrobras.

      As manchetes ficam tomadas por histeria coletivista ridícula e o eleitor desavisado é assado como um pato (com limão e vinagre ao invés de laranjas).

      Será que os “gênios” responsáveis pela campanha do Aécio estão percebendo isso?
      ……….

    • A OAB não se resume apenas, tão somente, à ser uma instituição de ordenamento moral e ético para a categoria dos operadores de direito (advogados), e juristas em geral. A OAB não é uma simples corporação profissional. Isso é completamente fora da realidade e por discordar de você espero não estar sendo “politicamente correto”.
      A OAB tem diversos outros papéis e prerrogativas como a sua função social em defesa dos direitos humanos e justiça social.

      Bona fide

  6. A OAB completamente aparelhada pela agenda cultural da extrema-esquerda pretende destruir os limites do direito penal delimitados pela Lei Federal 7.716, de 5 de janeiro de 1989, contra quem, por exemplo, D. Marina não representará nenhuma mudança efetiva, concreta e circunstancial.

    Art. 1º Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional. (Redação dada pela Lei nº 9.459, de 15/05/97)

    A Lei NÃO equipara o preconceito racial e étnico (embora eu considere difícil se fazer distinções de raças e etnias em um país de mestiços) ao preconceito de procedência REGIONAL, pois no que se refere a “procedência nacional”, o que a lei criminaliza é a XENOFOBIA, de modo que qualquer tentativa de INCLUIR o preconceito regional (embora imoral) no rol taxativo do artigo 1º da Lei 7.716/1989 significa criar figura penal típica pela via da interpretação judicial (analogia), o que é peremptoriamente vedado pela Constituição e por toda a doutrina penalista.

    Apenas a Lei formalmente produzida pelo Parlamento, segundo as regras procedimentais da Constituição, pode criar tipos penais (Constituição Federal – Art. 5º, XXXIX – não há crime sem lei anterior que o defina, nem pena sem prévia cominação legal).

    Esse caso evidencia, em termos concretos, o porquê da minha insistência na tese de que D. Marina Silva, nesse sentido, ou seja, naquilo que diz respeito a agenda cultural, não significará em absoluto qualquer mudança.

    • Dennys

      Vamos ser mais dialéticos. Eu também concordo que não haverá mudança de posição.

      Mas eu prefiro lutar contra Marina, do que contra Dilma. Mas vamos nos preparar para a batalha com qualquer uma delas.

      Abs,

      LH

  7. O que vocês, blogueiro e comentaristas, cometem são crimes gravíssimos de sotaquefobia, cearensefobia, óabêfobia, aparelhamentofobia e petralhofobia. Fuzilamento já! Decreto 8243 neles!

    Assinado: Sociedade Civil.

  8. Eu sou carioca e meu sotaque ainda incomoda algumas pessoas. Nunca liguei para o sotaque de quem quer que seja porque é algo natural que não podemos evitar. Simplesmente é a musicalidade linguística de qualquer lugar. Burrice é ficar se contrariando por brincadeiras de pessoas mais expansivas.

  9. Ela é tão vítima de preconceito, que vence o concurso Miss Brasil, sendo eleita a mulher mais bonita do país. Essa acusação é tão procedente quanto aquela que afirma que a sociedade brasileira é machista, mesmo diante do fato de que 70% de todas as intenções de voto para o cargo mais importante do Brasil, estão concentradas em Dilma, Marina e Luciana Genro, contra menos da metade para os homens. Mesmo diante do fato de já termos uma presidente, cuja maioria dos votos (em torno de 52%) foram de homens. É tão procedente quanto acusar o paulistano de preconceituoso, lembrando que já elegemos Luiza Erundina, mulher e nordestina, Celso Pitta, negro, e Marta Suplicy, mulher.

  10. Não se trata de criar “raça cearense”… a questão é que sob a rubrica legal “racismo” entra a discriminação à procedência nacional, à religião, etc. Legalmente, o preconceito contra um cristão praticado de forma a subsumir à lei 7716, por exemplo, é racismo…
    O rótulo está certo. O que está errado é achar que todo mundo tem de achar sotaque cearense – ou de onde quer que seja – uma coisa maravilhosa.

    • F.

      Por favor, não use a falácia “está ná lei, está certo”. Se a lei é uma bosta, ainda assim é ilógico chamar de racismo um comentário sobre o sotaque de alguém. Alias, a lei não diz que “racismo é discriminação contra pessoas de estados diferentes”.

      Abs,

      LH

Deixe uma resposta