Órgão do aparelho petralha, OAB quer vetar registro de Joaquim Barbosa como advogado

17
144

joaquim

Mais um caso de aparelhamento estatal mostra o grau de perfídia do governo petista. Depois de mandar os mensaleiros para a cadeia, o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa tem sido alvo de retaliação atrás de retaliação. Agora, o presidente da OAB/DF recomendou a rejeição do pedido apresentado por Joaquim Barbosa para reativar seu registro de advogado:

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Distrito Federal, Ibaneis Rocha, recomendou a rejeição do pedido apresentado pelo ex-presidente do Supremo Tribunal Federal e ministro aposentado Joaquim Barbosa para reativar seu registro de advogado.

Barbosa requisitou a reativação do registro no último dia 19. Qualquer pessoa poderia questionar, até 26 de setembro, o pedido do ministro aposentado. O próprio presidente da OAB distrital impugnou (contestou) a solicitação. Agora, caberá a uma comissão da OAB-DF decidir se concede ou não o registro.

Por meio da assessoria, Joaquim Barbosa afirmou que não comentará o episódio até que seja formalmente comunicado da impugnação.

No entendimento de Ibaneis Rocha, Joaquim Barbosa não pode obter o registro porque, segundo ele, feriu o Estatuto da Advocacia quando foi presidente do Supremo.

“Eu entendo que Joaquim Barbosa não tem condições de exercer a advocacia. Fiz o pedido de impugnação como advogado e não como presidente da OAB. Ele feriu a Lei 8.906/1994, que rege a advocacia”, disse Rocha.

Como diria George Lakoff, “aqui está o que dizer” (na perspectiva dos candidatos de oposição):

A campanha de Dilma Rousseff mais uma vez afronta o povo brasileiro ao dizer que vai implementar cinco medidas para reduzir a corrupção. É uma vergonha eles falarem isso só depois de 12 anos. Mas vamos ver o que uma entidade aparelhada pelo PT (a OAB) faz com um ex-ministro do STF que mandou prender os mensaleiros? Simplesmente decide rejeitar a reativação do registro de advogado de Joaquim Barbosa sem nenhuma justificativa. É desse jeito que os órgãos stalinistas funcionam: perseguindo cidadãos que entram no caminho de pessoas honestas que lutam contra a corrupção. A OAB/DF está manchada por mais essa atitude servindo um governo que protege mensaleiros.

Alguém poderia dizer: “Luciano, que provas você tem de aparelhamento?”. Basta usarmos a Internet e investigarmos o histórico de tomada de decisões de Ibaneis Rocha, sempre em favor dos mensaleiros (leia aqui e aqui), sem qualquer justificativa racional para fazê-lo.

Em tempo, conforme lembrou um amigo no Facebook: Sabe quem não foi excluído dos quadros da OAB? José Dirceu, um criminoso condenado pela justiça.

Anúncios

17 COMMENTS

  1. Estatuto do Advogado:
    “Art. 28. A advocacia é incompatível, mesmo em causa própria, com as seguintes atividades:
    (…)
    II – membros de órgãos do Poder Judiciário, do Ministério Público, dos tribunais e conselhos de contas, dos juizados especiais, da justiça de paz, juízes classistas, bem como de todos os que exerçam função de julgamento em órgãos de deliberação coletiva da administração pública direta e indireta; (Vide ADIN 1127-8)
    (..)
    § 1º A incompatibilidade permanece mesmo que o ocupante do cargo ou função deixe de exercê-lo temporariamente.”

    Porém é público e notório que o Dr. Joaquim Barbosa deixou seu cargo definitivamente (aposentadoria) e não temporariamente. Impugnação injusta da OAB.

    • Lamentável, a inversão de valores das autoridades deste Pais, não conseguem distinguir que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa.
      Lamentável que no meio das mais altas autoridades que precisamos acreditar e confiar, existem o ranço da maldade e ressentimento por banalidades.
      Lamentável que não consigam identificar e separar o DIREITO adquirido pelo cidadão, seja ele quem for. As pessoas querem medir força, mostrar autoridade, tipo aqui mando eu e tem de ser assim, mesmo sabendo que o outro tem direitos.
      Vá a um posto de saúde ou ao INSS para entender e comparar e definir a autoridade.
      Em meus tempos de executivo em Multinacionais aprendi que não se deve dar autoridade a quem não consegue discernir o Certo do Errado. Misturar as coisas e acontecimentos ocorridos demonstra a total falta de capacidade e conhecimento legal.
      Com essa atitude ora imposta pelas autoridades do Direito, em quem devemos confiar? Nos advogados que atendem aos mais famosos e cobram caro, ou ao advogado de bairro que atendem as causa menores ? será que em ambos os casos sabem identificar o cero do errado ? Não sei.

  2. Enquanto isso o ex-presidente da OAB/RJ e tbm ex-presidente da Comissão da “verdade” do Rio, Wadih Damous, é candidato a deputado federal, e adivinha? Seu partido é o PT !

  3. Devemos lutar para acabar com esse abjeto poder de autarquia da OAB.

    A OAB deve ser apenas, e tão somente, uma instituição de ordenamento moral e ético para a categoria dos operadores de direito (advogados), e juristas em geral.

    Deveria ser categórica e devidamente ensinado a esses indivíduos, da área do direito, que eles devem dar exemplos por excelência, e jamais viajarem na maionese da auto consideração de “realeza tupiniquim”, que os faz acreditar erroneamente no auto mérito de privilegiados especiais em relação aos demais cidadãos.

    Se observarmos com mais atenção e acuidade as estruturas psíquicas de muitos juristas por ai, então constataremos o quanto são “doentes mentais”, pois muitos acreditam que são membros integrantes de uma suposta e fictícia “realeza tupiniquim”, existente apenas em seus delírios psicóticos, esquizoides e ridículos. Porém essa psicopatia, desses tipos abjetos, custa muito caro no bolso do cidadão, e podemos, até mesmo, compará-los a vampiros e/ou canibais, que sobrevivem as custas do suor e do sangue de seus semelhantes.

    Alias a palavra “advogado” provém do verbo latino “vocare” (“falar”), e “advocati” é aquele que fala por alguém, ou em nome de alguém, perante o magistrado da justiça.

    O magistrado solicita ao advogado:

    “Advocati dami facta, tibi dabo Jus.” == “Advogado dê-me os fatos, te darei Justiça.”
    ……….

  4. Enquanto a OAB do DF não concede a inscrição ao ex-Ministro Barbosa por falta de idoneidade moral, a OAB SP não cassa a inscrição do Jose Dirceu (inscrição 90792 Ativo).Que tal de idoneidade moral é esta?

  5. Eu estou revoltada. Como ele pode alegar que Barbosão feriu o código de conduta dos advogados quando era ministro do STF? É uma grande sacanagem. Enquanto tem um monte de advogado pra aí dando cano nos clientes, fazendo coisas horríveis e mantém a porcaria da carteira da AOB. Entidade fajuta.

  6. A OAB deve perder o poder de retirar dinheiro a força de qualquer advogado que queira entrar com uma ação na justiça. Seja a favor ou contra a prova da OAB, o fato dessa instituição ter o poder de obrigar a quem queira exercer a profissão a ser manter associado é uma grave violação ao direito de liberdade de associação. Que uma carteira seja dada então a todos os aprovados, sem necessidade de filiação.

    Essa instituição hoje em dia não passa de um sindicatozinho pé de chinelo infestado de militantes políticos. Não pode e nem deve ter poder nenhum acima do que os outros sindicatos possuem.

  7. Veja a capacidade de interpretação textual do presidente da OAB-DF, Sr. Ibaneis Rocha, que pede o veto da reativação do registro de Joaquim Barbosa na OAB:
    Procurando mais informações sobre o assunto, me deparei com este vídeo que, ao que me parece, já demonstra o comprometimento do cidadão com a verdade. No dia de sua eleição como presidente da OAB-DF, os partidários do senhor Ibaneis Rocha faziam boca de urna a menos de 300 metros do local do pleito, o que é proibido pela OAB (Veja aqui: http://www.oab.org.br/leisnormas/legislacao/provimentos/146-2011). Quando questionado pelo repórter, o Sr. Ibaneis dá uma magnífica aula de interpretação textual: Afirma que o conselho federal da OAB permite a boca de urna a até a 300 metros, e não após 300 metros. Ou seja, na sua interpretação, fazer boca de urna ao lado da urna é permitido, mas a uma distância de 400 metros não seria.
    Este mesmo senhor pede veto da reativação do registro de Joaquim Barbosa como advogado. Quem duvida que será o próximo indicado por Dilma para uma cadeira no STF?

    • Hahahahahaha!!!

      Me fez lembrar daquela desculpinha tosca do Freixo, ao afirma que não estava cometendo nepotismo:

      “A jornalista Renata Stuart, esposa do deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL), é nossa assessora de imprensa. Entretanto, para que houvesse nepotismo cruzado, o vereador Renato Cinco (PSOL) deveria ter algum parente empregado no gabinete do deputado e isso não acontece.”

  8. É cômico se não fosse trágico, o “argumento” usado pelo presidente da OAB/DF para rejeitar o pedido do ex-Presidente do STF, ex-ministro Joaquim Barbosa, de reativação da sua inscrição nos quadros da Ordem, segundo o qual, o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal não tem idoneidade moral para voltar a ser um advogado. No mínimo, há interesse inconfessável, segundo comentário de internauta na rede social, de que o Sr. Ibaneis Rocha, tem pretensões de uma vaga no mesmo Supremo Tribunal e estaria querendo agradar ao PT e a Presidenta Dilma, nesse sentido: com essa “vingança corporativa” (segundo Boris Casoy no Jornal da Noite, da Band TV), tentando punir um juiz incorruptível que acabou com a impunidade enquanto presidente do STF, desafiando os “donos do Poder”. Como Ibaneis Rocha pode alegar “falta de idoneidade moral” a um ex- Presidente do STF, que colocou na cadeia, bandidos do colarinho branco, como a quadrilha do Mensalão, e havia passado pelo crivo do Congresso Nacional quando indicado pelo presidente da República para juiz da mais alta Corte de Justiça do país, enquanto alguns réus do Mensalão, como o sr. José Dirceu, condenado pela Justiça, está ainda inscrito no quadro da Ordem? E mais, quantos advogados bandidos, mau-caráter, que vivem de honorários oriundo de dinheiro sujo, como, p.ex., do tráfico, há na OAB/DF, segundo registra a mídia nacional?

    • O sr Joaquim Barbosa cassou ilegitimamente a manifestação legitima de um advogado
      , ferindo a Constituição que jurara defender, e ainda mandou-o prender, impedindo o cumprimento legal. Se fosse um leigo,tudo bem.Mas o PresidentedoSupremo …Que tal se negassemos AGORA a defesa que ele possa apresentar.., seguindo sua jurisprudência ….flavio.marcos

  9. Lamentável, a inversão de valores das autoridades deste Pais, não conseguem distinguir que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa.
    Lamentável que no meio das mais altas autoridades que precisamos acreditar e confiar, existem o ranço da maldade e ressentimento por banalidades.
    Lamentável que não consigam identificar e separar o DIREITO adquirido pelo cidadão, seja ele quem for. As pessoas querem medir força, mostrar autoridade, tipo aqui mando eu e tem de ser assim, mesmo sabendo que o outro tem direitos.
    Vá a um posto de saúde ou ao INSS para entender e comparar e definir a autoridade.
    Em meus tempos de executivo em Multinacionais aprendi que não se deve dar autoridade a quem não consegue discernir o Certo do Errado. Misturar as coisas e acontecimentos ocorridos demonstra a total falta de capacidade e conhecimento legal.
    Com essa atitude ora imposta pelas autoridades do Direito, em quem devemos confiar? Nos advogados que atendem aos mais famosos e cobram caro, ou ao advogado de bairro que atendem as causa menores ? será que em ambos os casos sabem identificar o cero do errado ? Não sei.

  10. Muita gente nervosa….Todos, principalmente, os que não passaram no Exame da Ordem vociferam blasfêmias de toda sorte contra a Classe.

    Até ai, tudo bem, a Democracia permite a todos o direito de manifestação, ainda que essa manifestação seja sábia, equivocada, pueril ou até débil.

    Mas o mais interessante de tudo isso é que (1) o poder é relativo e que (2) sem Advogado não se faz justiça.

    Isso não é nenhum slogan barato da classe causídica, até porque o Ex-ministro Joaquim Barbosa precisou contratar justamente um advogado para defendê-lo em seu pleito de reinscrição na OAB, contra a opinião pessoal, e não como representante, da OAB/DF.

    E se você que gosta de escrever bobagens e ofensas desmedidas contra essa ou aquela pessoa, classe ou instituição, saiba que, desgraçadamente, quem irá defendê-lo de uma representação criminal será, nada menos, do que um advogado.

    Talvez, esta seja a razão maior desta categoria se ao mesmo tempo amada e odiada.

Deixe uma resposta