E aí, PT, vamos falar de corrupção?

23
383

brinde-mensaleiros

Ver o PT falar de “combate à corrupção” é similar a ver o Fernandinho Beira Mar falar de “combate às drogas”, como bem lembrou Augusto Nunes dia desses. Por isso é particularmente bizarro observar que o PT, psicoticamente, resolveu investir neste tipo de discurso.

Basicamente um petista começará dizendo o seguinte: “O PSDB tinha engavetador geral da república, nós não…”. No que ele pode ser rebatido com: “O PT poderia ter reaberto qualquer inquérito que quisesse e não fez, por que não tinha provas. Essa é a diferença que faz toda a diferença: o PT lançava acusações sem provas contra o PSDB para esconder as condenações do PT, que tem criminosos condenados (na Papuda) e dois presos (Costa e Youssef) confessando tudo.”

Eles também poderão alegar o seguinte: “Mas o primeiro mensalão foi o mensalão mineiro.” Resposta: “Chega a ser grotesco ver um partido querer dizer que ‘aprendeu’ a fazer mensalões com qualquer outro partido. O nível de corrupção do PT não é típico de qualquer outro partido tradicional do Brasil. É o nível de Josef Stalin, Fidel Castro e daí por diante. Por exemplo, hoje a filha de Hugo Chavez tem 800 milhões de dólares no exterior. Isso se chama saqueamento de estado em torno de projetos particulares de poder. Nenhum outro partido do Brasil, além do PT, partiu para tal dimensão de abuso do estado desta forma”.

Outro truque deles: “Existe um indicador de políticos cassados mostrando que o PSDB e DEM lideram o ranking de corrupção”. Rebatida: “Como sempre, os petistas dependem de dados maquiados. Esse indicador não fala de corrupção em geral, mas de processos unicamente eleitorais, e, exatamente por isso, há muito risco de cassações políticas. Por isso, casos como o mensalão não estão aí. Para piorar, esse índice de maneira muito suspeita “cortou” todos os casos de cassações ocorridos após 2007. Qual a explicação para esse “ajuste”?”

E ainda existe o seguinte ardil: “Ah, existe a privataria tucana?”. Rebata com:”Mais um truque vergonhoso do PT, pois ‘privataria tucana’ é um termo criado por marqueteiros do PT referindo-se a uma acusação que não existe, em termos judiciais. A não ser que eles chamem livros de militantes do PT de ‘processos judiciais’, o que é coisa digna de maluco”.

Mais uma? Sim, mais uma. Petralhas dizem: “Aécio Neves é réu em uma ação por improbidade administrativa pelo TJMG”. Vamos lá? Vamos: “Mais uma mentira do PT, pois a alegada ação foi arquivada. Aliás, petistas devem ter algum tipo de transtorno, pois confundem ação com condenação. Condenação é aquilo que aconteceu com os líderes do PT que estão na Papuda”.

Outro ainda disse: “Aqui está uma listinha dos 10 maiores casos de corrupção do Brasil. Todos do PSDB. O mensalão está em décimo.”. Resposta: “O PT é um partido delirante e fora da realidade. Aparece com uma lista do nada, sem qualquer condenação, nem mesmo inquéritos, e inventa números aleatórios sem fontes. A coisa é de tão baixo nível que a Sra. Dilma devia levar isso para debate na TV para ver o que vai acontecer com ela”.

Ademais, ainda temos as listinhas que os petistas fazem, dizendo “X motivos para não votar no PSDB”, citando alguns casos de “corrupção”, mas nenhum deles relacionado a Aécio Neves e quase sempre sem qualquer condenação. Mas já que é para brincar de listinha, qualquer adversário do PT pode ganhar, pois eles precisam se explicar por essa listinha que está rolando via Internet:

01) Escândalo do PETROLÃO
02) Caso Celso Daniel
03) Caso Toninho do PT
04) Escândalo dos Grampos
05) Contra Políticos da Bahia
06) Escândalo do Propinoduto (também conhecido como Caso Rodrigo Silveirinha)
CPI do Banestado
07) Escândalo da Suposta Ligação do PT com o MST
08) Escândalo da Suposta Ligação do PT com a FARC
09) Escândalo dos Gastos Públicos dos Ministros
10) Irregularidades do Fome Zero
Escândalo do DNIT (envolvendo os ministros Anderson Adauto e Sérgio Pimentel)
11) Escândalo do Ministério do Trabalho
Licitação Para a Compra de Gêneros Básicos
12) Caso Agnelo Queiroz (O ministro recebeu diárias do COB para os Jogos Panamericanos)
13) Escândalo do Ministério dos Esportes (Uso da estrutura do ministério para organizar a festa de aniversário do ministro Agnelo Queiroz)
14) Operação Anaconda
Escândalo dos Gafanhotos (ou Máfia dos Gafanhotos)
15) Caso José Eduardo Dutra
Escândalo dos Frangos (em Roraima)
16) Várias Aberturas de Licitações da Presidência da República Para a Compra de Artigos de Luxo
17) Escândalo da Norospar (Associação Beneficente de Saúde do Noroeste do Paraná)
18) Expulsão dos Políticos do PT
19) Escândalo dos Bingos (Primeira grave crise política do governo Lula) (ou Caso Waldomiro Diniz)
20) Lei de Responsabilidade Fiscal (Recuos do governo federal da LRF)
21) Escândalo da ONG Ágora
22) Escândalo dos Copos (Licitação do Governo Federal para a compra de 750 copos de cristal para vinho, champagne, licor e whisky)
23) Caso Henrique Meirelles
24) Caso Luiz Augusto Candiota (Diretor de Política Monetária do BC, é acusado de movimentar as contas no exterior e demitido por não explicar a movimentação)
25) Caso Cássio Caseb
26) Caso Kroll
27) Conselho Federal de Jornalismo
28) Escândalo dos Vampiros
29) Escândalo das Fotos de Herzog
30) Uso dos Ministros dos Assessores em Campanha Eleitoral de 2004
31) Escândalo do PTB (Oferecimento do PT para ter apoio do PTB em troca de cargos, material de campanha e R$ 150 mil reais a cada deputado)
32) Caso Antônio Celso Cipriani
Irregularidades na Bolsa-Escola
33) Caso Flamarion Portela
34) Escândalo de Cartões de Crédito Corporativos da Presidência
35) Irregularidades do Programa Restaurante Popular (Projeto de restaurantes populares beneficia prefeituras administradas pelo PT)
36) Abuso de Medidas Provisórias no Governo Lula entre 2003 e 2004 (mais de 300)
37) Escândalo dos Correios (Segunda grave crise política do governo Lula. Também conhecido como Caso Maurício Marinho)
38) Escândalo do IRBEscândalo da Novadata
39) Escândalo da Usina de Itaipu
40) Escândalo das Furnas
41) Escândalo do Mensalão (Terceira grave crise política do governo. Também conhecido como Mensalão)
42) Escândalo do Leão & Leão (República de Ribeirão Preto ou Máfia do Lixo ou Caso Leão & Leão)
43) Escândalo da Secom
44) Esquema de Corrupção no Diretório Nacional do PT
45) Escândalo do Valerioduto
46) Escândalo do Brasil Telecom (também conhecido como Escândalo do Portugal Telecom ou Escândalo da Itália Telecom)
47) Escândalo da CPEM
48) Escândalo da SEBRAE (ou Caso Paulo Okamotto)
49) Caso Marka/FonteCindam
50) Escândalo dos Dólares na Cueca
51) Escândalo do Banco Santos
52) Escândalo Daniel Dantas – Grupo Opportunity (ou Caso Daniel Dantas)
53) Escândalo da Interbrazil
54) Caso Toninho da Barcelona
55) Escândalo da Gamecorp-Telemar (ou Caso Lulinha)
56) Caso dos Dólares de Cuba
57) Doação de Terninhos da Marísia da Silva (esposa do presidente Lula)
58) Escândalo da Nossa Caixa
59) Escândalo da Quebra do Sigilo Bancário do Caseiro Francenildo (Quarta grave crise política do governo Lula. Também conhecido como Caso Francenildo Santos Costa)
60) Escândalo das Cartilhas do PTEscândalo do Banco BMG (Empréstimos para aposentados)
61) Escândalo do Proer
62) Escândalo dos Fundos de Pensão
63) Escândalo dos Grampos na Abin
64) Escândalo do Foro de São Paulo
65) Esquema do Plano Safra Legal (Máfia dos Cupins)
66) Escândalo do Mensalinho
67) Escândalo das Vendas de Madeira da Amazônia (ou Escândalo Ministério do Meio Ambiente).
68) Escândalo de Corrupção dos Ministros no Governo Lula
69) Crise da Varig
70) Escândalo das Sanguessugas (Quinta grave crise política do governo Lula. Inicialmente conhecida como Operação Sanguessuga e Escândalo das Ambulâncias)
71) Escândalo dos Gastos de Combustíveis dos Deputados
72) CPI da Imigração Ilegal
73) CPI do Tráfico de Armas
74) Escândalo da Suposta Ligação do PT com o PCC
75) Escândalo da Suposta Ligação do PT com o MLST
76) Operação Confraria
77) Operação Dominó
78) Operação Saúva
79) Escândalo do Vazamento de Informações da Operação Mão-de-Obra
80) Escândalo dos Funcionários Federais Empregados que não Trabalhavam
81) Mensalinho nas Prefeituras do Estado de São Paulo
82) Escândalo dos Grampos no TSE
83) Escândalo do Dossiê (Sexta grave crise política do governo Lula)
84) ONG Unitrabalho
85) Escândalo dos Fiscais do IBAMA do Rio de Janeiro
86) Caso Pinheiro Landim
87) Crise no Setor Aéreo
88) Caso Rosemary
89) Operação Hurricane (também conhecida Operação Furacão)
90) Operação Navalha
91) Operação Xeque-Mate
92) Operação Moeda Verde
93) Caso Renan Calheiros
94) Operação Sétimo Céu
95) Operação Hurricane II (também conhecida Operação Furacão II)
96) Caso Joaquim Roriz (ou Operação Aquarela)
97) Operação Hurricane III (também conhecida Operação Furacão III)
98) Operação Águas Profundas (também conhecida como Caso Petrobras)
99) Escândalo do Corinthians (ou caso MSI)
100) Escândalo na Copa do Mundo 2014 (Foi isento pelo PT aproximadamente 1,1 Bilhão de impostos para a FIFA).

É aquele ditado: não sabe brincar, não desce pro play.

Vamos falar de corrupção, PT?

Anúncios

23 COMMENTS

  1. (…Aliás, petistas devem ter algum tipo de transtorno, pois confundem ação com condenação. Condenação é aquilo que aconteceu com os líderes do PT que estão na Papuda”.) Detalhe: Condenados pelo mesmo STF que ELES mesmos aparelharam, oque é ainda mais grave!

  2. Texto excelente que, além de trazer diversas informações importantes ao eleitor/debatedor, ainda fornece inúmeras respostas aos petralhas e demonstra (mais uma vez) o grau de estultícia e degradação moral desse fatídico PT e de seus asseclas.

  3. Só a tática completamente desonesta de colocar as privatizações em primeiro já anula a lista completamente.
    Privatizações não são “roubos” ou “corrupção”.
    É sempre bom repetir isso até finalmente um petralha entender.

  4. Por falar em engavetador-geral da república, o PT dispõe dos dois maiores em seus quadros: Lula e Tarso Genro:

    Ambos conseguiram engavetar não uma investigação mas um processo criminal – e um processo já tramitado em julgado. Processo que envolvia um terrorista. Um terrorista de outro país.

    Qual? A concessão de asilo a Cesare Battisti.

  5. Ayan meu filho, vai com calma hahahaha. Você tá frenético.
    Brincadeiras à parte, você está nos munindo com chumbo grosso contra os petistas. Recomendo unificar tudo depois em um só post para nos ajudar até o dia do 2º turno. Algo como “Glossário para o MAV-AYAN: Como destroçar os comunas/petistas com frames simples e certeiros”

    Grande abraço, meu velho!

    • Luciano, esqueci de te pedir uma coisa. Faça um post curto e de fácil popularização no facebook, convocando todos à combaterem os MAV petistas, já que milhares de mentiras serão espalhadas agora no segundo turno e pessoas que não têm nada a ver com isso, lerão essas bobagens. Temos que fazer nossa parte e atacar esses safados com bons frames~para neutraliza-los, ou mais uma vez seremos escravos do modelo lulopetista.

  6. >>>>>>>>>>>>>>>>>>>CRITICA<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<

    Luciano,

    Os seus argumentos são excelentes!!! Nota 10!!!!. Mas eu faço uma CRITICA!!!!!
    Nas redes sociais, é muito melhor você postar uma IMAGEM sintetizando todas as TESES do que postar um texto com 90 ou 100 linhas para defender a teses em questão.

    O bom mesmo são imagens (posts) debochados, e com manchetes de jornais da época.

    Se tiver alguns DESIGNER de plantão, sugiro que faça uma parceria com o Luciano. Luciano, deixe o DESIGNER colocar as imagens no seu blog. Assim podemos copiar e colar no facebook.

    • SEM motivos ou Cem comentários,quem nos dará maletas cheias de R$100.00 reais?O que combate as más influências é quem tiver a melhor VIBE(Vibrações Inteligentes Beneficiando a Existência).

  7. Este aqui é para rebater a dilma e sua corja, by FHC:

    A propósito do esclarecedor artigo de Elio Gaspari “Todos soltos, todos soltos até hoje”, que começa a desfazer o slogan de escândalos do
    PSDB, desejo esclarecer:

    a) Quanto ao caso Sivam, não só que a contratação da Raytheon se deu no governo Itamar, como que ao governo nunca foi atribuído haver
    participado de malfeitos. A “prensa” para que o processo andasse se referia à aprovação do mesmo pelo Senado, posto que o relator do caso
    demorava em se pronunciar. Houve inquérito, o servidor mostrou inocência (havia sido afastado das funções por mim) e, posteriormente, foi
    muito justamente nomeado embaixador na Colômbia pelo presidente Lula.

    b) A “pasta rosa”, como dito no artigo, se refere a supostos recursos de campanha destinados, antes de meu governo, a candidatos
    parlamentares de vários partidos; o inquérito, no caso, competia à Justiça Eleitoral e a legislação nas eleições até 1994 era diferente da
    atual, não sendo fácil, de serem verdadeiras as suposições, tipificar os atos como crimes eleitorais.

    c) Quanto à alegada compra de votos para a reeleição, além dos acusados não serem do PSDB e terem sido objeto de inquérito no Congresso que
    os levou à renúncia, quanto à insinuação vaga de que teria havido envolvimento de um ministro no processo de suborno, o ministro aludido foi
    espontaneamente à Comissão de Justiça da Câmara e rechaçou as aleivosias. Nunca houve acusação formal ao ministro, que eu saiba.

    d) No que se refere ao chamado “mensalāo mineiro”, ainda “sub judice”, minha opinião, independentemente de endossar as acusações, foi,
    desde o início, de que deveria haver apuração e julgamento. Diga-se que, quando surgiu o caso, eu não era mais presidente.

    e) Por fim, não existe um “cartel do PSDB” de São Paulo na compra dos trens ou do metrô. Segundo o relatório técnico do Cade, há acusação a
    empresas que formaram cartel para operar tanto em obras federais como estaduais. Provavelmente houve suborno de funcionários desses dois
    níveis de governo, mas não há acusação a partidos.

    Ficarei grato se esta carta for publicada para assim complementar as informações do jornalista Elio Gaspari.

    Cordialmente,
    Fernando Henrique Cardoso

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/10/1535002-em-carta-fhc-escreve-sobre-escandalos-em-sua-gestao.shtml

Deixe uma resposta