Acredite se quiser: o PT se vangloria das atrocidades morais cometidas no programa Mais Médicos…

5
110

Foto_4_SES_programa_mais_m_dicos

Não há outro partido no Brasil com mesma capacidade do PT para se orgulhar daquilo de que qualquer pessoa decente deveria se envergonhar, como, por exemplo, ter trazidos médicos escravos de Cuba.

Mas não é apenas este o problema, pois o partido demorou simplesmente 11 anos (desde que chegou ao poder) para tomar qualquer atitude, e, quando o fez, desprezou os médicos brasileiros. Enquanto isso, atuou para demolir a infra-estrutura da saúde brasileira.

Estou exagerando? Basta recobrarmos que o deputado Arlindo Chinaglia, do PT, atuou para evitar a criação de novas vagas em cursos de Medicina no país:

Para além disso, o partido atuou para demolir a infra-estrutura da saúde no Brasil, reduzindo drasticamente a quantidade de leitos (como veremos no vídeo ao fim deste post).

Os médicos cubanos obviamente se sujeitam a trabalhar em condições desoladoras, sem qualquer tipo de infra-estrutura. Até por que não tem escolha, já que vieram em regime de escravidão, em contrato de 3 anos com o governo cubano. Assim que acabar o contrato eles voltam para a ilha dos irmãos Castro.

Não é preciso dizer que qualquer projeto sério teria que dar a alforria a estes escravos, permitir que eles façam o exame Revalida (e possam atender de forma definitiva, mudando-se para o Brasil quando quiserem), dar infra-estrutura para os profissionais do Brasil e de qualquer canto do mundo e criar uma carreira de médicos no estado.

Quando Dilma se gaba de atender pessoas com médicos cubanos somente depois de 2013 (mesmo o PT estando no poder desde 2003), ela está nos dizendo que deixou cidadãos sofrendo deliberadamente por 11 anos somente para arrumar pretexto para envio de dinheiro aos seus aliados cubanos, o que é também uma traição à pátria.

Devemos deixar bem claro que os médicos cubanos são muito bem vindos, mas não como pretexto de envio de dinheiro para uma ditadura sanguinária.

A proposta do governo para a saúde é monstruosa, pois depende de não se fazer nada para infra-estrutura e trazer sofrimento ao povo brasileiro para somente depois disso trazer um paliativo (temporário) como forma de financiar ditadores.

É realmente uma afronta a atuação do PT na saúde pública.

Aécio assimilou essa gravidade, demonstrando o problema neste vídeo abaixo, onde ele decifra a imoralidade por trás da gestão do PT da saúde pública no Brasil:

Anúncios

5 COMMENTS

  1. É vendo esse tipo de texto que vemos que já perdemos foco. Não estou interessado na guerra política, apenas na verdade. É verdade que é uma incoerência do PT que, mesmo tendo políticas de intervencionismo, não tenham feito nada na saúde. Mas precisamos atacar o ponto de verdade: qualquer intervenção é ruim.

    Já vi esse tipo de coisa em outras postagens. As vezes penso se faz algum sentido “unir-se por unir-se contra o socialismo”, ainda mais quando os atacamos com coisas que acredito serem falsas. Eu(e acredito que muitos outros) pensam em sua ideia primeiramente, não são simplesmente anticomunistas antes de tudo.

  2. A responsabilidade de subida ao poder dessa corja se deve e muito a infiltrados e na direção da de comportamentos marxistas CNBB, sua aliada a TL e daquela, nas suas vertentes, as CEBs, onde nasceu essa desgraça chamada PT.
    Esse é o motivo dos seus estarem desesperados de verem que suas tramoias foram descobertas, rejeitados ao extremo, pois onde entra comunismo estão garantidos atraso, miséria, destruição e morte, além de serem satanistas.

  3. PUTAQUELHOSPARIO!!!! só essas duas respostas finais de Aécio Neves já são suficientes pra desmoralizar o governo cubano-petralha e mostrar a moral e o pusso firme que Aécio tem e que falta aos petralhas!!! precisamos viralizar esse vídeo!!

  4. PUTAQUELHOSPARIO!!!! só essas duas respostas finais de Aécio Neves já são suficientes pra desmoralizar o governo cubano-petralha e mostrar a moral e o pulso firme que Aécio tem e que falta à petralhada!!! precisamos viralizar esse vídeo!!

Deixe uma resposta