Dilma com nojo de pobre: relembre quando ela limpou a mão após cumprimentar um operário em MG

9
81

cacoo

Um dos maiores mitos das últimas eleições é a ideia de que o PT “gosta dos pobres”. Na verdade, o partido sempre lutou contra a estabilização da moeda no Plano Real, o que finalmente salvou nossa economia, após governos de Sarney e Collor (aliados do PT). Somente aí a vida do pobre pôde melhorar.

Outra evidência de que eles não gostam muito dos pobres está no fato deles usarem o Bolsa Família como forma de chantagem, enquanto o PSDB quer transformar essa bolsa em um programa de estado, exatamente para que partidos como PT não possam chantagear o eleitor. Quem já não ouviu as ameaças do PT dizendo que “se você não votar neles, o Bolsa Família será extinto”? Isso é chantagem pura e simplesmente. Quem faz isso não tem respeito pelos pobres, mas desprezo.

Alias, o Bolsa Família foi criado a partir dos programas Bolsa Escola e Bolsa Alimentação, de FHC, e unificados no Bolsa Família por ideia do governador goiano Marconi Perillo, do PSDB. Agora, Aécio Neves quer melhorar o Bolsa Família dando seis meses de pagamento para quem conseguir emprego. E o PT é contra. Está claro aqui que o PT não gosta de pobres, apenas faz estelionato eleitoral com eles a partir de propaganda suja.

Por isso não surpreende recobrarmos um momento de 2013, quando Dilma Rousseff foi participar da inauguração de uma obra em Minas Gerais. Ao cumprimentar um operário, ela limpou as suas mãos. Que belo respeito pelos pobres, não? Veja o vídeo:

Anúncios

9 COMMENTS

  1. Foi “sai debaixo” político. O Caco Antibes de saias tentando parecer o que não é. Apesar que eu ria demais da frescuragem do personagem de Miguel Falabella que beirava o patético. Pois é.. Quem não te conhece que te compre.

  2. Luciano, o que acha de lançar alguns princípios para desmascarar ou questionar as mentiras petistas, como:

    Princípios para encontrar uma mentira política:

    1) Questionar afirmações que não sejam baseadas em fatos e sem referência. Ex: Listas gigantescas de acusações sem qualquer link para pesquisa ou notícia.

    2) Desconsiderar depoimentos de perfis que não se pode saber se são pessoas reais ou se são confiáveis. Ex: Perfis fakes ou pessoas desconhecidas. Preferir depoimento em vídeos e entrevistas.

    3) Desconsiderar afirmações que não sejam contextualizadas. Ex: Afirmar que FHC foi responsável pelo aumento do desemprego, ignorando o contexto economico.

    4) Considerar quais critérios seriam necessários para fazer uma afirmação. Ex: Se sou a favor do Aécio, então, necessariamente, devo fazer uma comparação. Se comparo o crescimento da economia no governo FHC, devo ver o aumento ou redução do pib no início do governo para o final, e comparar com o aumento ou redução do início para o final no governo do PT. Se falo do aumento do salário, devo ver quanto foi o aumento total no PT e dividir pela 100% + inflação total e comparar com o FHC.

    5)Desconsiderar o resto de textos que apresentam muitos erros logo de início. Voce não precisa gastar muito tempo analisando um texto que apresenta erros grotescos logo de início.

    6)Buscar fontes de informações que desmonte as mentiras petistas, como:
    http://aeciodeverdade.com/
    http://www.dilmamente.com.br/
    http://ptbras.com/
    https://www.facebook.com/EMentiraDoPT

    Princípios para a resposta a acusações infundadas e mentiras:

    1) Se a pessoa for um mav ou for um militante que te desrespeite ou desrespeite suas opiniões, então aponte isso e mostre claramente que esta atitude é razão para vergonha.

    Ex:

    Mav – “(texto)E ainda tem gente que ainda vota do PSDB”
    Voce- “(Refutação contundente do texto e com alguma indicação de que vai falar o trecho a seguir). Fico impressionado como alguém pode cair em afirmações tão falsas e infundadas como as apresentadas neste texto, apesar disto, respeito a opinião de quem decide votar em outro partido. O que não admito é que, se achando no auge da razão, queira ridicularizar alguém só por pensar diferente, ainda mais com um texto tão fraco.”

    2) Se um Mav te rotular de algo como Homofóbico, preconceituoso, racista etc, mostre o quanto esta atitude é desprezível e serve para o resultado oposto do que é a intenção do Mav. Se possível, devolva a acusação demonstrando que o MAV é que é homofóbico, preconceituoso, racista etc ao falar o que falou.

    Ex.:

    Mav – “Olha só quem vota no Aécio(se referindo a perfis fakes que se passam por eleitores do Aécio)”
    Voce – “É falsa e nojenta a associação de que eleitores do Aécio são racistas. Esse tipo de afirmação apresenta toda a falta de dignidade que um militante do Mav pode apresentar para ganhar uma eleição. Essa atitude fascistóide é tão repulsiva e antidemocrática, que serve de propaganda a favor do candidato e dos eleitores que voce tanto odeia. Voce simplesmente está chamando de racista 51% dos eleitores do Brasil, em um país altamente miscigenado e com presença de boa parte de negros.”

    3)Se um Mav te bombardeia com um texto extramente longo de acusações falsas ou infundadas. Pode ser feita duas coisas, se voce tiver tempo e disposição, demonstre a falsidade e falta de fundamentos em fatos de todas as afirmações; se não tiver tempo ou disposição, indentifique alguns pontos que são facilmente atacáveis ou os mais gerais possíveis, e os ataque. Aponte que não faz sentido perder tempo com o resto do texto, dado que o autor parece ser um completo ignorante em matéria de política ou mal intencionado.

    Ex:

    Mav- “100 razões para não votar no Aécio”
    Voce- “(Refutações gerais e mais relevantes), nem vou perder meu tempo com um texto que apresenta tantas mentiras. É um desrespeito a democracia e ao eleitor, usar um volume tão grande de mentiras para desencorajar a análise do texto.”

    • Avaliando um pouco mais a fala da presidenta.

      Ela fala de “golpe” porque o “caso Petrobrás” (?! – há uma “legião” de casos Petrobras) a colocou na rua da amargura perante os eleitores. Quer dizer, está muito perto de ser defenestrada do Planalto através das urnas.

      Ora, as “urnas” – desde que isentas de fraude – são a voz da Democracia. Como bem frisou o Reinaldo,chamar de golpe à democracia apenas demonstra que a antiga militante que “lutou contra ditadura” na verdade não era, nem nunca foi, contra as ditaduras, mas sim contra a democracia.

      Para mim, esta fala da Dilma apenas confirma que ela continua sendo a Terrorista que assaltava bancos e residências na década de 1960 e que só não explodiu ninguém por simples falta de oportunidade. Não hesitaria nem um minuto em jogar um carro bomba contra uma escola se isso aumentasse a visibilidade de suas reivindicações ideológicas.

Deixe uma resposta