Josias de Souza e o apaziguamento seletivo. Dica para Aécio: faça o oposto do que Josias diz para fazer.

27
182

JOSIAS DE SOUZA

O debate de ontem na Record foi deprimente. Mesmo que Dilma tenha ganho por pouco (embora tenha perdido de Aécio por goleada no debate do SBT, e por pouco no da Band), foi o mais fraco de todos os debates. Especialmente pelos ataques repetitivos (embora menos agressivos do que antes) de Dilma e pela tranquilidade excessiva de Aécio Neves.

É momento de relembrarmos o que Josias de Souza falou em relação ao debate anterior (do SBT). Estou citando Josias agora pois é esse tipo de discurso lamentável que incentivou a malemolência de Aécio no debate de ontem – claro que também temos uma colaboração do PT com o truque onde se fingiram de vítima dizendo que “Aécio desrespeitou as mulheres”. O texto é Nem Dilma, nem Aécio, vote em Anderson Silva, escrito em 17/10 por ele:

Pelo segundo debate consecutivo, Dilma Rousseff e Aécio Neves emboscaram a audiência. Quem se pendurou na tevê, na web e no rádio à procura de ideias desperdiçou tempo. No confronto eleitoral mais desqualificado desde a sucessão de 1989, os presidenciáveis exibiram apenas os punhos. Ninguém esperava por uma troca de perguntas florais. Mas se porrada resolvesse os problemas da nação, Anderson Silva seria um candidato bem mais competitivo.

O desempenho da economia é medíocre, a inflação é alta, os juros são elevados, o déficit externo bate recorde, a deterioração fiscal é alarmante, a dívida pública cresce e os investimentos definham. Sobre isso não se falou com a profundidade desejável. Mas ficou-se sabendo que Dilma, embriagada pelo marketing, acha que Aécio fugiu do bafômetro em 2011 porque estava bêbado. E Aécio revelou à nação que Dilma terceirizou o nepotismo, empregando o irmão na prefeitura companheira de Fernando Pimentel, em Belo Horizonte.

O presidencialismo de cooptação produziu na Petrobras uma roubalheira sem precedentes. Quando os depoimentos prestados em regime de delação puderem soar em público, o mensalão parecerá um desses casos que transitam pelos juizados de pequenas causas. Cutucada por Aécio, Dilma respondeu que sabe o que o PSDB fez no verão passado. E o tucano: por que, em 12 anos, não mandaram investigar?

Nesse lero-lero, nenhum dos dois abordou o essencial: o modelo político adotado por PT e PSDB faliu. O fisiologismo deixou de ser parte do sistema. Passou a ser o próprio sistema. Está tão integrado ao cenário brasiliense quanto as curvas da arquitetura de Niemeyer. O empate nas pesquisas e o nanismo dos debates impedem a antecipação do nome do próximo inquilino do Planalto. Mas já se pode assegurar, sem margem de erro: o PMDB e seus vícios serão os esteios da governabilidade.

As duas grandes encrencas nacionais —os desajustes econômicos e a hecatombe da delação— já fizeram de 2015 um ano miserável. Em relação à economia, Aécio faz o diagnóstico sem esmiuçar a terapia. E Dilma finge não enxergar nem a doença. Quanto à breca do sistema político, não se ouviu uma mísera palavra nos dois debates já realizados no segundo turno.

Já está claro que o atual modelo de debates precisa ser reformulado. O caso é de menos marketing e mais sobriedade. Se havia alguma dúvida sobre a decadência da fórmula, foi eliminada na noite desta quinta-feira, nos estúdios do SBT. Mas não há o que fazer nos dez dias que faltam para a eleição. Estão programados mais dois debates. De duas, uma: ou Dilma e Aécio levam meio quilo de ideias à bancada ou os telespectadores mais antigos terão saudades das baixarias encenadas por Fernando Collor em 1989.

É lamentável essa postura. É especialmente uma pena por que Josias estava fazendo um bom trabalho até o momento nessas eleições.

Até agora vivíamos um momento em que o PT batia sozinho. Não víamos do lado dele uma indignação tão grande quanto como agora, em que o candidato Aécio resolveu revidar os ataques na mesma moeda. Este é o apaziguador, o pior papel existente na política.

O que havia de “baixo nível” na atitude de Aécio, Sr. Josias? Se não há “baixo nível” na atitude de Aécio, então não temos uma “campanha de lado a lado de baixo nível”. Esse texto parece até discurso do amiguinho do bully, revoltado quando a vítima do bullying reage.

Então eu vou dizer isto aqui de forma tão clara quanto possível: todos os jornalistas que reclamam da “agressividade dos dois lados” dizendo que isso é “lamentável para a campanha” estão sendo intelectualmente desonestos. A mim não enganam!

O resultado é que ontem Aécio esmoreceu, enquanto Dilma continuou com suas baixarias. Mas se o PSDB tivesse atacado o PT desde o começo, lá no início do primeiro turno, aí sim o PT poderia estar mais contido, pois o verdadeiro respeito mútuo só existe quando os dois lados passam a temer o ataque do outro. O problema é que o PT ficou 90% desta campanha com o monopólio dos ataques. E os usou de forma plena.

Não é a reação de Aécio no fim do primeiro turno e agora que está criando uma “campanha agressiva”, mas a passividade da oposição durante grande parte da eleição. Também não deixa de ser verdade que a passividade de um lado atrai a agressividade do outro.

Os jornalistas que hoje estão lamentando “a agressividade dos dois lados” são corresponsáveis por sua omissão cínica quando apenas o PT tinha o monopólio dos ataques.

Parte da responsabilidade pela baixaria existente hoje (apenas de um dos lados) é destes apaziguadores, que sempre se escondem quando apenas o lado deles está atacando, mas aparecem quando o outro lado começa a reagir.

Que Aécio mande às favas esses apaziguadores indecentes e venha com “sangue nos olhos” para o debate da Globo.

Anúncios

27 COMMENTS

  1. Luciano,

    Você já viu o vídeo que está causando polêmica sobre a irmã de Lula pedindo para que o povo brasileiro vote em Aécio?
    Vhttp://www.youtube.com/watch?v=8tBN7HE-d28

  2. Luciano, você usa Twitter? Nós sentimos uma falta muito grande de pessoas como você pra nos orientar na Guerra Política. Até o canalha do Lula prioriza os twitteiros pra lançar seu jogo sujo e imundo!

    Abraços!

  3. RADIO VOX — ( https://www.facebook.com/rvoxoficial?fref=nf )

    FARSA DA PESQUISA DATAFOLHA – DIVULGUEM !!!!!!!!!!

    Analisando os números da própria pesquisa divulgada hoje ( 20/10) por região tem-se o seguinte :

    Região Sul :
    Aécio 61%
    Dilma 39%

    Região Sudeste :
    Aécio 59%
    Dilma 41%

    Região Centro-Oeste :
    Aécio 63%
    Dilma 37%

    Região Nordeste :
    Aécio : 32%
    Dilma : 68%

    Região Norte:
    Aécio : 44%
    Dilma : 56%

    Segundo o TSE o número de eleitores por região é :

    Região sul : 20.825.700
    Aécio 61% : 12.703.677
    Dilma 30% : 8.122.023

    Sudeste : 60.968.400
    Aécio 59% : 35.971.356
    Dilma 41% : 24.997.044

    Centro-Oeste : 10.081.500
    Aécio 63% : 6.351.345
    Dilma 37% : 3.730.155

    Nordeste : 38.225.100
    Aécio 32%: 12.233.032
    Dilma 68% : 25.993.068

    Norte : 10.659.600
    Aécio 44% : 4.690.224
    Dilma 56% : 5.969.376

    TOTAL
    AÉCIO : 71.948.634
    51,2 %
    DILMA : 68.811.666
    48,8%

    NO CASO A DIFERENÇA DE AÉCIO PRA DILMA SERIA DE 3.947.000.

    Esta é a verdade ! Dados tirados da própria pesquisa !!!
    Passem para todos !
    Este número divulgado hoje na Globo tem um poder psicológico muito grande !
    Temos que manter o foco e aumentar o entusiasmo !
    Vamos a vitória ! E viva o Brasil !!!

    Pro espaço com pesquisa mentirosa!

    ———-

    • Além do mais – infelizmente – a maior parte da população não têm suficiente intelecto para acompanhar um debate de idéias na política, não obstante é esta parcela que faz toda a diferença na votação. A pancadaria agrada muito mais, dá mais audiência, e acaba encarnando o desejo de justiça latente na maior parte dos brasileiros, sobretudo o PT é algo que pede para apanhar, não há meios de entrar num debate com esses caras sem transformá-lo num embate, eles são sujos dos pés a cabeça; é que nem a Dilma querendo diálogo com terroristas, ela mesma já provou indiretamente que é uma coisa estúpida fazer proposições a tipos daquele.

      Vamo faze uma campanha PRÓ-QUEBRAPAU, o próprio Luciano já deixou claro, e mesmo quem acompanha o blog a pouco mais de quatro meses já tem certeza disso: Munição e arsenal infinito, pra que economizar!?

  4. Luciano, acho que descobri por que a campanha do Aécio na tv. O TSE está censurando a campanha dele de falar sobre o petrolão e outras coisas. O TSE também censurou algumas coisas da campanha da Dilma, mas esta está conseguindo burlar esta censura. Parece que o PT tem um esquema de colocar uma propaganda nova por dia para que a censura seja irrelevante.

  5. Desde a redemocratização do país, apenas um político conseguiu vencer o PT no segundo turno de uma eleição presidencial: Fernando Collor; e para isto teve que apelar para todo tipo de baixarias possível, verdadeiras ou mentirosas. Questiona-se esta postura o quanto quiser, mas o fato é que se ele não tivesse feito isto também teria perdido aquela eleição.
    Se não aprendermos a entender a mentalidade dos revolucionários, jamais vamos tirá-los do poder. São psicopatas, doentes emocionais que se julgam acima do bem e do mal, e por isso mesmo sem nenhum compromisso moral.
    Não estou dizendo que devemos nos tornar iguais a eles, mas você só consegue lidar com loucos agindo como eles, com mentiras, falsas acusações( ou exageradas), cinismo e outras atitudes afins. Nenhum político deste país vai conseguir tirar o PT do poder agindo com bom mocismo, é triste mas é verdade.

  6. PT sempre diz que é amigo dos pobres e dos mais necessitados, mas vejam

    Ganho real do salário mínimo na época do FHC foi de 4,4% e na época de dilma apenas 2,5 ao ano.
    http://veja.abril.com.br/blog/rodrigo-constantino/economia/mais-uma-mentira-do-pt-derrubada-o-salario-minimo-cresceu-mais-com-fhc-do-que-com-dilma/

    A taxa de desemprego anunciada pelo IBGE é de 5%, porém este instituto tem adotado critérios como considerar trabalhadores informais e pessoas que desistiram de procurar emprego como pessoas empregadas. A verdadeira taxa de desemprego é cerca de 20% se reformular esses critérios.
    http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1471

    Curiosamente, depois de começar a adotar estes critérios, técnicos do IBGE protestaram para pedir fim da interferência política do governo Federal
    http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/politica/2014/04/16/interna_politica,499556/tecnicos-do-ibge-paralisam-atividades-e-pedem-fim-da-interferencia-politica-no-instituto.shtml

    A crise no IBGE chegou a tal ponto, que os próprios técnicos pediram demissão coletiva do IBGE para não participar do aparelhamento político.
    http://saopauloonline.blog.br/tentativa-do-governo-do-pt-de-manipular-dados-leva-a-demissao-coletiva-no-ibge/

    sobre o salário mínimo:
    “O PT ameaçou de expulsão em 2011 caso seus parlamentares votassem a favor da proposta do PSDB 600 reais. Ganhou o salario minimo de 545 proposta do PT, com apoio de toda a bancada governista.”
    http://ementiradopt.com/mentiras/165

    Os impostos no Brasil afetam principalmente os mais pobres, vejam:

    “Na última década, porém, um grupo crescente de especialistas tem feito estudos que mostram como tal percepção passa longe da realidade. De acordo dados do IPEA, por exemplo, os 10% mais pobres da população brasileira gastam 32% de sua renda com impostos. Já entre os 10% mais ricos a proporção seria de 21%.”
    http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2014/10/141003_justica_tributaria_ru

    “Impostos pesam mais na renda de negros e mulheres pobres, diz estudo”
    http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2014/09/12/sistema-tributario-brasileiro-onera-mais-negros-e-mulheres-diz-estudo.htm

    E para completar vem a inflação estourando todas as metas que eram anunciadas pelo governo Dilma.
    http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,inflacao-estoura-teto-da-meta-e-reforca-aposta-em-alta-dos-juros-em-abril,150241e
    http://www.redetv.uol.com.br/Video.aspx?52,15,423046,jornalismo,redetv-news,inflacao-sobe-e-estoura-meta-do-governo

    A Inflação acaba funcionando como mais um tipo de imposto que afeta os mais pobres:
    http://www.efetividade.blog.br/inflacao-uma-especie-de-imposto-que-afeta-mais-os-mais-pobres/

  7. A questão é que o PSDB não tem coragem de fazer uma campanha sem vergonha, como faz o PT. Este filme já é velho e impressiona o fato de os tucanos não conseguirem igualar o jogo, ainda que seja na baixaria.
    Foi assim com Alckmin em 2006 com a história das privatizações, foi assim em 2010 com o Serra e a patética bolinha de papel, e a história se repete com Aécio e o bafômetro e as mulheres.
    O PSDB tem vergonha de chamar Lula de bêbado, Dilma de terrorista e abortista, tem vergonha de apontar na TV o foro de SP e as propostas do PT de censurar a imprensa. Tem vergonha de explorar o caso dos blogueiros patrocinados pra falar mal da oposição e da imprensa. No único momento que Aécio partiu pra cima com gosto a oposição nas redes foi ao delírio, foi um dos melhores momentos da campanha quando nos sentíamos representados e acuamos o PT.
    Mas aí novamente vieram os velhos col(m)unistas de sempre falar que a baixaria não deveria ocorrer e que o nível deveria ser elevado. Aécio elevou, se conteve, não falou mais do irmão da Dilma ou da nora do Lula. E o que fez Lula e Dilma? Partiram pra cima com ainda mais ferocidade.
    Agora tá aí o resultado. Mais uma eleição, e talvez aquela em que era crucial vencer, sendo entregue de mãos beijadas para o PT por vergonha de “baixar o nível”.
    A oposição nas redes não merece estes engomadinhos como representantes. O negócio tem que ser ao estilo Bolsonaro mesmo.

    • Concordo contigo.
      Aliás, ele deveria usar o fato de não ter “apelado”, digamos assim, na campanha. Algo como:
      “Caro telespectador, em nenhum momento durante a minha campanha eu espalhei mentiras ou me usei de boatos contra a candidata Dilma. A militância e a campanha da Sra Dilma, no entanto, não cansaram de mentir a meu respeito. Vieram com aquela coisa de “(insira uma das acusações falsas)”, era falso. Depois disseram “(insira outra das acusações falsas)”, também falso. Chegaram a afirmar até mesmo que eu bati em minha mulher, um boato espalhado por um único petista jornalista e que já fora desmentido pela minha mulher. Essa é a diferença entre Dilma e eu: sua campanha foi pautada na mentira e na desconstrução de seus adversários, foi assim com Marina no primeiro turno e agora ela repete a estratégia contra mim. Na minha campanha, em nenhum momento eu ataquei Dilma Roussef com mentiras e boatos falsos, eu procurei trazer a todos os debates os fatos, sem deixar de representar o sentimento que eu via nas ruas, o sentimento dos brasileiros e brasileiras que querem mudar o país para melhor, que não estão satisfeitos com o que o Brasil é hoje, querem mais, e que sabem: Dilma não é capaz de trazer essa mudança.”

  8. Se é só emoção, então vamos lá!
    Racionalizar agora é bobagem. Vamos dizer alto e em bom som
    AÉCIO WE LOVE YOU!
    EU GOSTO DO AÉCIO!
    Lembreem-se que amor e ódio não se discutem, e que os indecisos irão decidir ou por medo ou pelo coração.
    Então, o negócio é dizer:
    AÉCIO É UM BOM PAI DE FAMÍLIA!
    AÉCIO VAI COM A FILHA AO JOGO DA COPA E SORRI PARA TODOS!
    PAREM DE DIZER O NOME “DILMA”. REPETIR AÉCIO, AÉCIO, AÉCIO ATÉ CANSAR! Para marcar o nome na mente do indeciso.
    Joguem com o POSITIVO! Somente isso agora é capaz de dissolver a gosma que o PT está jogando.
    Se alguém vier tentar te convencer a não votar no Aécio, diga apenas:
    “EU GOSTO DELE E PRONTO”! E repitam isso como um mantra, SEM PARAR! Convença-se que você convence o outro.
    Se insistirem em por que, digam coisas como: ele é bonito e o Lula é feio demais, ou ele sorri bonito e a Dilma tem a cara dum sargento de mau humor. E FINQUEM O PÉ NISSO!
    Não argumentem. Apenas fechem num argumento simples e irracional.
    E acreditem: ISSO FUNCIONA!

  9. Luciano, tá rolando no facebook uma historinha de que o Aécio supostamente assediou uma jornalista num carnaval de 1900 e bolinha, completamente cara de MAV, e tem gente compartilhando feito idiotas, feito ovelhas no rebanho, feito criança brincando de siga o mestre.
    Obviamente a história tá cheio de “vou poupar o nome da revista no qual saiu”, “vou poupar o nome de sei lá quem”, cheio de VOU POUPAR, e um texto bem mal escrito por alguém que se diz jornalista. HAHAHAHA

    Segue o que vi um cara escrevendo como resposta, pro caso de alguém precisar utilizar:

    “Acho irresponsável fazer ataques graves a outras pessoas sem provas. Por mais que você não goste delas. Tipo, nego diz que o Aécio bate em mulher porque saiu no blog do Juca Kfouri. Oi? E o pior é ele replicar quando questionam a falta de provas dizendo “O Aécio não me processa porque eu tenho muitas testemunhas e ele sabe que vai ficar ruim pra ele”. Coerência pra que, né? A própria mulher do Aécio na época negou isso. Pode ser mentira dela? Pode. Mas eu acho muito.mais lógico dar mais credibilidade a uma pessoa que estava lá presente e que é a suposta vitima do que um boato sem provas espalhado num blog.”

    “Sou muito solidário a quem sofre violência mas qualquer pessoa pode acusar qualquer outra de qualquer coisa. Por isso exigir provas é o mínimo. Compreendo que para a mulher que sofre violência é difícil falar sobre ela. Mas isso não faz com que a fala de uma suposta vítima seja uma verdade automática unicamente porque talvez ela seja uma vitima.
    Pessoas famosas são alvos de boatos todos os dias, o cara não pode ficar na função de se dar ao trabalho de processar todo mundo que ” inventa” alguma coisa sobre ele. Imagina se o Justin Bieber começasse a abrir processos por injuria contra pessoas da internet?
    E mais, eu não processar alguem que me difamou vale como prova?”

    • Cauê.

      Desculpa, é muita argumentação:

      É assim que se responde.

      “Quem inventa boatos sobre um casal, sendo que a mulher já negou, é mau caráter. Esse é o tipo de gente que o PT atrai para a militância. Escória que depende de inventar fatos sem provas. Quanto a Juca Kfouri, um sujeito que diz que ‘ouviu falar’ não é processado por que qualquer um pode dizer que ‘ouviu falar’. Mas é um sujeito que não prova o que fala. Não tem caráter. Não surpreende vindo de alguém que queria estatizar o futebol, para capitalizar em cima do sofrimento do povo após o vexame na Copa, apenas por que vê oportunidades de obter benefício. Antes de fazer acusações, melhor ver se não estamos diante de escória cujas afirmações sem provas não valem nada.”

  10. Tem que jogar o jogo deles, não adianta, não dá para jogar xadrez com que está em briga de navalha em puteiro. Hoje eu passei pela Paulista e o PSDB gasta um bom dinheiro para contratar gente para ficar mexendo bandeira enquanto o PT deixa um vaso na calçada do meio fio com a bandeira da Dilma, até nisso são mais inteligentes, para gastar dinheiro, e o PSDB poderia gastar com SMS, cadê os SMSs do PSDB aterrorizando igual o PT faz? Dá uma tristeza desse país estúpido.

  11. Concordo plenamente! PAx Romana! Os petralhas pensam que tem o monopolio do ataque, das virtudes e da desfaçatez! Pois que devemos mostrar que bateu-levou. Na UFF, tenho experimentado esta técnica e dá MUITO certo! Sem´re que outro professor vem com doutrinação, eu contra-ataco primeiro desmascarando depois imprensando contra a parede! A maioria fala o que não sabe, e quem sabe eu desmascaro com exemplos reais! HOje, por exemplo virei para o enfermeiro e perguntei se quando ele era adolescente ele tinha um tenis como o que ele estava usando agora! Ele falou que não e eu completei que o capitalismo propicionou isso! E perguntei onde estava o avô dele a 60 anos atrás! E disse que os meus estavam capinando na roça! E eu estou aqui! Médico e trabalhando! Parte pra dentro mesmo! Não deve nada e a virtude esta do nosso lado!

Deixe uma resposta