Era uma vez um partido que disse “prepare-se, por que vou lhe desconstruir”. E todos ajoelharam.

10
171

wilker

Um dos melhores personagens do Jose Wilker foi o Coronel Jesuíno, que me lembrou o PT nessas eleições. Ao invés do PT dizer “eu vou lhe usar”, basicamente dizia “eu vou lhe desconstruir”.

Foi assim com Marina, e depois com Aécio. O resultado, como já disse aqui, é que o PT aumentava 4% a rejeição de seu principal oponente a cada semana que passava. E ainda assim Dilma ganhava pontinhos, mesmo depois da delação premiada de Paulo Costa (a primeira bomba) e das delações ainda mais devastadoras de Costa e Youssef, com gravações (já no segundo turno).

Enquanto o PT dizia “vou lhe desconstruir, aceite”, os oponentes aceitavam e não entendiam o que acontecia.

O que deveria ter sido feito, especialmente pelo PSDB (que tinha mais munição), é :”Vai desconstruir, é? Então veja meu arsenal”. Em seguida, era só usar a munição, levando a expressão desconstrução a novos patamares.

A sub-comunicação contida nas mensagens petistas era: “A desconstrução é minha decisão. Também é meu interesse que você trave, psicologicamente. Sua submissão é necessária, assim como a sua completa desorientação. Eu vou, inclusive, dizer as reações que você deve ter, que serão mais interessantes ao meu processo de desconstrução contra você. Conforme-se, é assim que será. Assim, vamos começar o jogo”.

A passividade misturada com ingenuidade teve um preço: a perda das eleições mais fáceis da história recente.

É por isso que este blogueiro aqui foca naquilo que podemos aprender com essas eleições, ao invés de arroubos de fúria desordenados, além da imputação ao PT de um poder que eles não tem.

Bastaria o menor traço de competência em guerra política que essas eleições estariam no papo. E eles ainda estão vulneráveis.

Mas se nos recusarmos a aprender essas lições, vai ser preciso, de novo,  criar novas racionalizações para dar ao PT um poder que eles não tem, para, assim, acomodar a nossa mente à ideia de que a oposição foi competente nessas eleições. Nada pode estar mais longe da verdade do que isso.

Quem se comporta de maneira passiva por muito tempo tende a se enfurecer quando as consequências surgem. Mas é preciso de mais serenidade, ainda que dentro da necessidade de dar energia às manifestações atuais contra o governo petista.

Quando eu disse que essas eleições eram as mais fascinantes da história recente do Brasil, queria dizer que este é o momento onde finalmente adquirimos consciência política.

Não é justo que o PT consiga capitalizar tão fácil enquanto está desconstruindo seus oponentes, que nem reagem com desconstruções, seja para defesa, seja para ataques preventivos.

E depois das eleições, eles já saíram na frente em duas questões: o pedido de auditoria de votos pelo PSDB e as manifestações de sábado. Rotularam e desconstruíram de forma antecipada. Como sempre, a antecipação na guerra de posição dá o tom dos petistas.

Teremos novas manifestações no dia 15 de novembro, ao que parece. Também teremos a discussão sobre o Plebiscito Constituinte? E ainda a discussão sobre mudanças nas regras do STF para permitir que os juízes se aposentem com 75 anos, ao invés dos atuais 70 anos. Várias e várias questões.

Que tal pensarem em desconstruir o PT de forma preventiva, até mesmo nas reações que eles possam vir a ter em cada um desses momentos?

Está na hora de parar de ajoelhar para o PT na guerra política.

Anúncios

10 COMMENTS

  1. Luciano, acabei de encontrar este artigo e preciso compartilhar com você. Eu pesquisava se alguma publicação internacional acusava as fraudes nas eleições brasileiras e não é que encontrei? Uma publicação não só afirma que houve fraude como aponta o responsável por ela: Aécio Neves!
    Mas qual veículo conseguiu tamanho furo? Nenhum um outro senão o Pravda, jornal comunista russo inaugurado 1912! Segundo ele, apesar da fraude de Neves, e dos esforços da CIA e George Soros (ué, mas ele não financia candidatos progressistas no mundo todo?), Dilma conseguiu a vitória, que seria fácil de outra forma.
    Seria cômico se não fosse assustador.
    Mas o que vale a pena ao ler este texto é que, assim como os blogs chapa-branca do Brasil, estes papagaios da esquerda traem a agenda por trás de suas palavras e entregam mais do que deveriam: o interesse russo sobre a América Latina é imenso, e só aumentou após a “perda” da Ucrânia. Especial importância é dada aos BRICS, e como a vitória de Aécio seria perigosa para o bloco.
    Meu momento favorito é quando acusam Arminio Fraga (admirador da escola austríaca) de ser discípulo de George Soros (um keynesiano de carteirinha).

    Acho que a leitura vale a pena, nem que seja por curiosidade ou humor mórbido: http://english.pravda.ru/world/americas/28-10-2014/128913-brics_brazil-0/

  2. O problema é: quem irá desconstruir o PT? O PSDB tinha interesse, mas deixou passar. Agora somos nós, eleitores e usuários da internet, contra um partido detentor da máquina pública e manipulador da mídia (exceto a Veja e alguns grupos minoritários).
    Concordo plenamente com você. O PSDB deixou a chance passar.

  3. O que deve ser realizado com urgência e o NÃO PAGAR IMPOSTOS,segurar até ver a que ponto eles se mantem sem dinheiro pra propinar as causas de seus interesses.O boicote ao sistema econômico já afastou e derrubou muitos governos desonestos no mundo.O povo que vai as ruas nunca levam cartazes de protestos pelas altas dos juros.Apenas levam cartazes com dizeres que “Eles” não respeitam(Fora…)
    Fora os ladrões! NÃO PEGUEM IMPOSTOS!!!

    • “O boicote ao sistema econômico já afastou e derrubou muitos governos desonestos no mundo.”.

      Você pode citar de quais países e quando isso ocorreu?
      Desconheço esses acontecimentos.

    • Joaquim, o que acontece, conosco, se não pagarmos impostos? Como fazer isso, como recusar, e o que acontecerá? Pergunto não como desafio, mas sim como alguém que não sabe mesmo (tenho 23 anos, perdão)

    • Eu concordo, o velho truque: quando a dor é no bolso …funciona. Mas o povo tem um medinho, cheios de nao me toque..ainnn meu carro, ainnn sol ta quente, ainnn Talvez a classe média brasileira, essa que ficou dormindo e passeando no shopping enquanto PT comprava todas as insituicoes, ta precisando de um choque, está precisando ir no supermercado e ver as prateleiras vazias, filas interminaveis para comprar um kg de carne, para abastecer.etc etc. Sou pobre e adquiri minhas coisas na raca, mas acho a classe média muito fresca, nunca estao dispostos a sacrificios. Se nao reagirem agora, quero ver essa frescura até onde vai. Temos que parar de ser medrosos, desobediencia civil, já!!

  4. Oh, say, can you see, by the dawn’s early light
    What so proudly we hailed at the twilight’s last gleaming?
    Whose broad stripes and bright stars, through the perilous fight,
    O ‘er the ramparts we watched, were so gallantly streaming.
    And the rockets` red glare, the bombs bursting in air,
    Gave proof through the night that our flag was still there.
    Oh, say, does that star-spangled banner yet wave
    O’er the land of the free and the home of the brave?

    Podem ir aprendendo a primeira estrofe do hino americano , para agradecer .

    Cairão pelas mãos de seus odiados americanos, vão ser condenados pelo Petrolão pela justiça de lá.Vão ficar bacanas nos uniformes cor de laranja das penitenciárias americanas, sorte deles que já andaram treinando , PRC, deveria ter escrito nas costas da Dilma: nos veremos em Rikers um Dia!
    🙂

  5. Por essas e outras que desde o domingo vermelho 26 de outubro eu procurei não me abater e nem deixar abater os amigos que votaram 45, os ALIADOS. Não é momento de desânimo, nós somos a METADE, porra.
    O PT tá sim com o cu na mão porque sabe que metade do país os quer bem longe, por isso que faz as coisas que faz pra garantir se manter no poder.
    Concordo Luciano, foram as eleições mais fascinantes pois enfim houve OPOSIÇÃO, houve uma grande concentração e uma grande VOZ dizendo “CHEGA DE PT”. Não tem acordo, não teve coleguismo e bom mocismo como houve em 2010 e 2006. Eles é que fiquem espertos, eles é que se preparem.

    O que eu busco fazer, e espero que os demais ALIADOS daqui o façam, é não deixar a peteca cair, cortar o papo depressivo quando amigos anti-PT começam com “ah, não tem jeito, óh o que esses caras fazem…”. Procurar erguer, procurar lembrar que tá pau a pau, descontruir o PT pra que aquele ALIADO entenda e depois comunique outro ALIADO e a descontrução se espalhe até o esfarinhamento. Não percamos ALIADOS.

Deixe uma resposta