Samy Adghirni e a desinformação em prol do bolivarianismo

24
115

samy

Se olharmos a estratégia de guerra dizendo para “bater onde dói”, há um ponto que incomoda muito os bolivarianos: chamá-los pelo nome e explicar ao povo o que isso significa.

Observem as reações deles: sempre começam a se explicar, ficando na defensiva. Eles não fazem o mesmo se os chamamos de comunistas, pois o senso comum percebe isso como muito fora da realidade.

Como disse um leitor, “bolivariano” está mais próximo dessa geração, enquanto “comunismo” fica aparentemente na História, nos livros. Hoje em dia, até mesmo Vladimir Putin quer parecer democrático, por isso é fácil para eles ridicularizarem o rótulo “comunista”. Mas se olhamos para Argentina, Venezuela, Bolívia e Cuba, veremos o bolivarianismo fervilhar e fazer estragos nas sociedades

Exatamente por isso, essa gente vai tentar truques cada vez mais grotescos para escapar deste rótulo.

Samy Adghirni é o substituto de Vladimir Safatle no UOL, O petista está de férias. Daí arrumaram outro tão embusteiro quanto.

Seu primeiro texto no portal é “Venezuelização?”. Algumas pessoas me falaram: “E aí, Luciano, como responder esse texto?”.

A resposta é conhecer os estratagemas do oponente. Arthur Schopenhauer fez um ótimo trabalho ao escrever sua Dialética Erística, na qual o alemão fez um mapeamento de 38 embustes usados para se vencer um debate sem ter razão.

O primeiro dessa lista é a ampliação indevida, que é exatamente o recurso usado por Adghirni em todo o texto. Essencialmente, exagera-se a afirmação de um oponente para além dos limites naturais da afirmação. O picareta passa a refutar essa versão exagerada, fingindo ter refutado a afirmação original”. É uma especialização da falácia do espantalho.

O truque de Adghirni é só isso e nada mais.

Enquanto todos sabem o que significa o bolivarianismo,  ele diz que se não existe tamanho nível de sucesso em sua implementação, conforme no país de Maduro, então não temos bolivarianismo de forma alguma.

Duvidam?

Então vamos desconstruir o conteúdo de Adghirni:

Antipetistas alardeiam a ideia de que a reeleição de Dilma Rousseff abre caminho para o Brasil se tornar uma Venezuela. Isso é improvável. Apesar dos arroubos retóricos, Lula e Dilma nunca emularam o chavismo.

Aqui ele já entra em contradição consigo próprio ao reconhecer que os antipetistas dizem “que a reeleição de Dilma Rousseff  abre caminho para o Brasil se tornar uma Venezuela”. Mas em seguida, diz que “Lula e Dilma nunca emularam o chavismo”.

Muita calma nesta hora! A segunda afirmação só seria válida se a primeira falasse de antipetistas dizendo “que a reeleição de Dilma Rousseff consolida o processo bolivariano no mesmo estágio da Venezuela atual”. Mas ninguém afirmou isso. Como ele mesmo disse, a afirmação criticada é um alerta em relação ao início do projeto bolivariano, não em relação à sua conclusão definitiva, o que não ocorre nem na Argentina ainda.

Note que já no primeiro parágrafo comprova-se que ele exagerou a afirmação do oponente para fingir ter refutado a afirmação original.

Hugo Chávez trabalhou desde sua chegada ao poder, em 1999, para pulverizar tudo o que existia antes dele. A Venezuela mudou de Constituição e de nome, tornando-se república bolivariana. O PT nunca foi revolucionário, embora Lula defenda uma constituinte para reforma política.

A constituinte para reforma política, como qualquer pessoa intelectualmente honesta sabe, é um pretexto para uma assembleia constituinte. Ou seja, o projeto é exatamente o mesmo. E, obviamente, sabemos que não é preciso de assembleias constituintes para se fazer reforma política.

Quanto a dizer que “O PT nunca foi revolucionário”, faltou só ele combinar o jogo com o próprio partido, que lançou uma resolução política 100% bolivariana.

A diferença é que Chávez trabalhou desde sua chegada ao poder, em 1999, para pulverizar tudo o que existia antes dele. O PT apenas está tentando isso, sem conseguir o mesmo resultado.

O petismo permeia órgãos federais, mas nada se compara ao aparelhamento à venezuelana. Chávez fechou o cerco à oposição até sufocar os que tentaram um golpe de Estado contra ele.

Não se compara? Nem mesmo quando vemos os Correios usando o horário de trabalho para fazer campanha política? E que tal o governo usando o cadastro de beneficiários do Minha Casa Minha Vida para fazer terrorismo eleitoral? Quem Adghirni quer enganar?

O desajeitado Nicolás Maduro herdou essa bomba relógio institucional. Acuado por protestos neste ano, recorreu a bandos armados irregulares, os “coletivos”, para esmagá-los. Saldo: 42 mortos. Bem diferente de junho de 2013.

Coitado de Maduro, não? É um “desajeitado”. Mas quem está na prisão é Leopoldo Lopez. Esse é outro truque de dissimulação de Adghirni: tratar monstros dissimulados como “coitados desajeitados”.

É claro que não é tão fácil para o governo petista fuzilar oponentes. Temos uma mídia livre… ainda. Coisa contra a qual o PT luta o tempo todo.

Lula passou os dois mandatos construindo pontes –com a classe média, com o empresariado e com velhos rivais. Falta a Dilma essa veia conciliadora, mas ela manteve o arcabouço republicano e evita guerrear a oposição.

Estamos notando como Dilma evita “guerrear a oposição”. Chamando-os de “golpistas” e usando artigos financiados pelo governo para difamar opositores. Adghirni é comediante.

Dilma, aliás, reflete a institucionalidade brasileira. Apesar de sua força política, Lula resistiu à tentação de atropelar a Constituição para concorrer a um terceiro mandato consecutivo. Chávez não teve esses pudores. Enquanto o chavismo governa por decreto, o Planalto continua refém do Congresso.

Mas por que esse sujeito acha que o PT quer assembleia constituinte? Sim, eu sei que ele não acha nada do que está escrevendo. É puro cinismo mesmo.

Aliás, qual é o nome da presidente que escreveu o decreto 8243? Aha…

Se a economia brasileira preocupa, a do vizinho está em vias de colapso, com inflação a 63%, reservas minguantes e desabastecimento geral. Mercados temem um default no pagamento dos títulos da dívida venezuelana.

Como sempre, a ampliação indevida. É assim: se um vampiro bebeu todo o sangue de uma vítima, mas apenas 1 litro de outra, esta última não foi vítima de um vampiro. É um estupro contínuo da lógica.

Lula e Dilma não só deram continuidade a políticas econômicas dos governos anteriores como rejeitaram o modelo venezuelano de controle cambial, expropriação e subsídios em larga escala.

É que um está em fase inicial do processo e precisa construir alianças, e o outro em fase final do processo, e não precisa se aliar com um PMDB da vida por exemplo.

No Brasil, acusações de corrupção são investigadas e passíveis de cadeia. Na Venezuela, é impensável ver presos governistas do nível equivalente a José Dirceu e José Genoino.

Mas já vemos coação violentíssima dos governistas contra brasileiros como Joaquim Barbosa e Sérgio Moro. E sabemos que a condenação de Dirceu e Genoino mexeu com o brio dos petistas, por isso estão mais assanhados que de costume em prol da censura de mídia e dos decretos para coletivos não-eleitos.

O quarto mandato petista está sujeito a retrocessos. Menções à regulamentação da mídia não condizem com o que vem sendo demonstrado.

Hahahaha….

Menção à “regulamentação de mídia”? Os caras fazem congressos (como a Confecom) desde 2010, falam intensamente do assunto desde 2003, financiam com dinheiro público uma legião de blogs chapa branca que só pedem “Ley de Medios já” o dia inteiro, gastam os tubos organizando ONG’s como Barão de Itararé e Coletivo Intervozes, e o tal do Adghirni vem falar em “menções à regulamentação da mídia”? É realmente o nível dos vídeos do Porta dos Fundos que postei ontem.

Por ora, o que está mesmo dando ao Brasil ares de Venezuela não são os políticos nem o apertado placar presidencial, mas a banalização do ódio, propalada principalmente pelo eleitorado inconformado.

Pronto!

Como todo bolivariano, basta acusar o oponente de ódio quando este estiver denunciando violação à liberdade de expressão, aparelhamento estatal e a corrupção.

A sociedade se deixou dominar pela intolerância. Redes sociais transbordam de aberração. A deslegitimação do “outro” já gera violência física. Sinais de um país dilacerado entre metades surdas e irreconciliáveis. O maior risco de Venezuelização vem de nós mesmos.

No final, temos a chantagem emocional de sempre.

Com um cinismo aterrador, ele parte para o ataque xingando de “intolerante” e “aberração” todos aqueles que denunciarem o comportamento petista, a campanha de esgoto, as técnicas de deslegitimação do “outro” (ou “desconstrução”) e todas as tentativas de golpe.

Uma mídia que não se envergonha de usar recursos como os de Adghirni já nos ajuda a demonstrar o que é morar em um país vivenciando fases intermediárias do bolivarianismo.

Você vai tolerar picaretagens deste tipo de gente contra você?

Anúncios

24 COMMENTS

  1. Você acha que um direitista com uma boa oratória conseguiria conquistar alguns esquerdistas não fanáticos, usando o discurso de “puxar pessoas do outro lado para o nosso”, como fez o comunista abaixo? (sim, ele é comunista autodeclarado)

    • Esse cara é um retardado mental.Me lembro quando ele era zuado diariamente na comunidade Esquerdopatia da Depressão.
      O cara é tão imbecil que já fez vídeos dizendo que sadista é uma pessoa que gosta de sofrer.

      Olha como ele é uma pessoa equilibrada:

      Qualquer semelhança com o Away de Petrópolis é mera coincidência (até porque o Away não chegou a esse ponto de só falar merda).

      As besteiras que ele diz viraram até funk:

      Esse sujeito nem deve ser levado a sério (só serve como motivo de piadas).

      • Ora Maxwell, mas o sujeito possui uma capacidade de persuasão incrível. Os direitistas menos informados podem cair na sua lábia, inclusive nas fantasias que ele cria sobre o Comunismo e Soicalismo. Seus discursos são sempre direcionados ao público mais simples e às questões “sociais”, o que acaba convencendo muita gente.

    • Victor, ele quer explicar como funciona a política (10:00). Deve ser um grande professor, não é mesmo ?? E ainda por cima, vai panfletar na rua. E tudo isso com muito diálogo. Vamos acreditar !!!!

  2. Eu vi isso também. mas por incrível que pareça alguns libertários que conheço criticaram o texto do Pondé (com o teor inverso a esse no mesmo jornal) por chamar os bolivarianos de bolivarianos. A ampliação indevida foi detectada por mim mesmo sem saber o nome, mas existem pessoas que não tem esse nível de rejeição ao PT. É preciso tratar do extenso rol de crimes contra a pátria que foram os votos que o PT levou ao congresso durante todo esse período de redemocratização. E deixar claro como operam a máquina em detrimento do povo, quase como explicam os jornais quando uma máfia é desbaratada e fazem gráficos em pizza, fluxogramas… Martelando isso se consegue aumentar a rejeição e finalmente colar o rótulo bolivarianismo no PT. Essa é a estratégia que estou usando para mídia/enfrentamento em redes sociais. Para pessoas conhecidas e não militantes o melhor é o diálogo político em bases neutras apelando para o bom senso e contradições do “governo” (faça parecer que não se importa com qual o partido).

  3. Luciano, este artigo de Zander Navarro é da semana passada, mas tem pontos que considero válidos, principalmente por ser de alguém que esteve mais inserido no PT durante um período de tempo mais longo. O Zander, por sinal, tornou-se persona non grata pelo MST a que apoiou em outros tempos, como poderá ver aqui, o que me parece ser uma boa credencial em relação ao que ele conhece de dentro do complexo hoje parte do Foro de São Paulo.

  4. Fingindo que não morre de inveja da lambança venezuelana. Eles AINDA não conseguiram chegar lá, mas tentam todo dia, e usando EXATAMENTE os mesmos métodos, uma receita de bolo mesmo!

  5. Bravo!
    Que as pessoas estudem as técnicas de falsificação de um argumento e aprendam a fazer o trabalho de reconhecer quando alguém está se contradizendo (como o comunista fez ao dizer que PT não é bolivariano e no mesmo dia o PT lançar uma nota oficial dizendo querer uma reforma bolivariana) e desmascará-los.
    Estudem um pouco só meus amigos e então ficará fácil tirar essa gente esquerdista psicopata da mídia.

  6. Agora, quem está dando o recado é o Gilmar Mendes, o qual será o único não indicado pelo STF.

    Pra mim e muitos outros, este recado já vem tarde:

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/11/1542317-o-stf-nao-pode-se-converter-em-uma-corte-bolivariana.shtml

    Eu penso que é uma falha enorme de nossa democracia permitir indicações do Alto Escalão do Executivo para compor o Judiciário, o MPU, o TCU…

    Indicação presidencial tem que acabar! Presidente deve cuidar apenas do Executivo!

    • Corrigindo: (…) será o único não indicado pelo PT ao STF…

      Ademais, como visto nos comentários cheios de MAVs, chamá-lo de “Engavetador-geral da União” é de uma falcatrua imensa, pois que o PGR – Procurador-Geral da República – é MEMBRO do MPF (Ministério Público Federal, ramo mais importante do MPU e cujo local principal é a Procuradoria-Geral da República, aquele prédio estiloso em formato de 2 cilindros espelhados e com suas descentralizadas em cada Estado Brasileiro), e este jamais poderá se tornar um juiz, a não ser que faça o concurso de magistrado e cresça na carreira, o que é muito improvável após crescer nesta carreira de Membro do MPU. E vice-versa.

      Importante salientar que o final de carreira do Membro do MPF é Sub-Procurador Geral da República, trabalhando necessariamente em Brasília. Após eleições internas, forma-se uma lista tríplice, do qual um será o escolhido pelo Presidente da República a ser o PROCURADOR-GERAL da REPÚBLICA, que terá uma cadeira no STF para ser uma das partes naquela representação da figura da justiça.

      Estes MAVs repetidores ainda enganam muita gente a olhar pelas curtidas….

  7. Poxa, sério mesmo que é tão difícil assim destruir um texto desse Samy de sobrenome esquisito?

    Vivem me aparecendo com textos picaretas do tipo “O Brasil não virar a Venezuela”, ou então textos no estilo a fala do Marcelo Tás de “há tempos ouço dizer que vão fazer um golpe socialista no Brasil – não se preocupem, não é verdade”, já vi até texto no jornal do bairro onde moro (Butantã) dizendo isso.

    É muito simples mostrar pra esse povo como é que não cola. Basta dizer:

    “Então está todo mundo enganado, menos o autor, é claro”.

    Tá todo mundo enganado, menos você, Samy?
    Todo mundo tá iludido, os economistas tão bem loucos, é tudo um show de patifarias, mas nossa, que sorte a nossa, ainda bem que tem o Samy espertão que manja bem mais que todos os economistas do Brasil que veio para nos esclarecer.
    O que seria de nós sem você, né Samyzão?

    PRETENCIONISMO MAIOR NÃO HÁ.
    Mandem esses textos pretenciosos pro caralho. PRO. CARALHO.

  8. A “Dialética Erística” de Schopenhauer é um excelente livro. Leitura imprescindível. E ainda possui notas, introdução e comentários do Olavo de Carvalho.
    Excelente artigo, Luciano.

  9. Luciano, no caso da resolução política do PT, que acusa toda a oposição de machista, racista, incitadora do ódio, etc., não caberia uma ação pública contra o partido por calúnia e difamação?

  10. Também considero o rótulo “comunista” ultrapassado. Só não entendo por que a oposição não rotula o PT e suas milícias como FASCISTAS, já que o bolivarianismo é um tipo de fascismo. Bolivarianismo e seus derivados são termos desconhecidos do povo. Já fascismo, graças ao uso indiscriminado pela própria esquerda, tem conotação negativa e é amplamente conhecido. Que a direita tipifique o PT e suas milícias como fascistas, neofascistas, sócio-fascistas (esse é bom, acrescenta um sentido mafioso), etc. É questão de combinar o discurso e seria uma grande vitória imputar ao adversário os seus próprios rótulos.

  11. Do mesmo modo que o comunismo foi diferente em cada país em que foi implantado, o bolivarianismo também o é. Os países são bem diferentes entre si, e o ambiente político também é muito diverso. Só mesmo um completo idiota para achar que um país será uma cópia perfeita do outro

  12. Contra fatos não há argumentos. O discurso do pt é totalmente oposto aos seus atos. Infelizmente muitos não percebem.
    Seria interessante divulgar quem foi na verdade simon bolivar.

Deixe uma resposta