Dilma diz que “só faltou beijar” autor de texto-truque que tentou esconder o bolivarianismo dos brasileiros

3
77

dilman

Qual é o principal modelo de ação do PT usado para fazer com que as pessoas não percebam seu projeto bolivariano? Usar cinismo épico e dissimulações diversas, sempre com base em negação da realidade.

Para entender como a coisa funciona, realize um paciente diagnosticado com Ebola.

– Doutor, estou muito mal.
– Não, não está. Vou te mostrar vários casos de Ebola. Veja essas fichas. Eles estão mortos.
– Mas doutor! Eu estou diagnosticado. Não paro de tremer.
– É absurdo você se comparar a pessoas que estão mortas!
– Doutor, estou ficando pior a cada dia. As hemorragias já começaram…
– Olhe aqui! Olhe essas fotos! Eles estão mortos! Você está aqui, vivo, falando comigo! Você está ofendendo as vítimas de Ebola.
– Eu preciso me tratar!
– Pare com essa encenação! Você está em pé! Você ofende as vítimas de Ebola. Você está com a saúde perfeita!
– …

Considerando esse template, refutei o texto “Venezuelização”, de Samy Adghirni, com extrema facilidade. Como sempre digo, quando conhecemos o truque antecipadamente, o trabalho de refutação fica mais fácil. (Clique aqui para ler a refutação, se ainda não o fez)

Veja agora o que Dilma disse a respeito do texto de Samy, conforme a Folha de S. Paulo:

Dilma fez elogios a um texto publicado pela Folha comparando Brasil e Venezuela (“Venezuelização?”, do correspondente em Caracas, Samy Adghirni, publicada em 4/11). “Só faltei beijar ele [o autor], porque ele mostra que é uma vergonha tratar os dois países como iguais. É uma excrescência, porque não tem similaridade”, afirmou.

“Querido, essa história de bolivarianismo está eivada de camadas de preconceitos contra o meu governo”, afirmou Dilma, usando o tratamento que dá quando quer ser assertiva.

“O uso ideológico de certas categorias distorce a compreensão da realidade”, afirmou.

O que isso quer dizer?

Que Dilma é capaz de se basear em um dos textos mais desonestos do ano em prol de tentar avançar seu projeto totalitário. É este nível de gente que ocupa a Presidência da República.

Anúncios

3 COMMENTS

  1. Parece que a Folha de São Paulo se veste definitivamente de vermelho admitindo colaboradores desse tipo e se antecipa à “regulação econômica da mídia” cortando os de oposição, como Eliane Cantanhêde. Com a Lei de Mídias na pauta prioritária do segundo mandato de Dilma, a Folha de São Paulo, toma as suas precauções e desce do muro pelo lado podre do oportunismo e da desinformação!

  2. O problema é que está pessoa ocupa a Presidência da República.
    O problema, é que está pessoa tem que sair da Presidência da República

    O tempo urge, quanto mais deixarem ficar pior será

    cortem a cabeça do monstro , que a cauda para de abanar,

Deixe uma resposta