Rotina de censura: “Quem prefere um estado menor deve apoiar que uma publicação não receba verbas estatais”

11
54

2014-762923084-2014102430988.jpg_20141024

Essa rotina é verdadeiramente um assombro, pois é proferida tanto por bolivarianos desonestos, como alguns liberais iludidos. O primeiro grupo sabe o que está buscando. O segundo nem sequer conseguiu perceber a realidade.

Refutarei a rotina pela perspectiva do segundo grupo, pois você sempre os verá aparecendo por aí defendendo orgulhosamente que “é até melhor que a revista X não receba verba estatal, pois assim se tornará mais isenta” ou “melhor seria viver sem dependência de verbas estatais”. Eles se orgulham de pensar assim! Mas não possuem a noção de que perderam a noção da realidade que os rodeia.

Pela perspectiva mais liberal, é verdade que seria muito bom se o estado não gastasse em anúncios estatais. O problema é que é exatamente o oposto a ocorrer: cada vez mais o estado gasta em anúncios estatais.

Sendo assim, quando uma publicação deixa de receber anúncios estatais por sanção governamental (no caso, por não apoiar o governo), automaticamente esta verba será direcionada para outras publicações apoiando o governo.

O que esse tipo de mente não consegue perceber é que o dinheiro de impostos não pode ser usado pelo governo para privilegiar quem o apoie. Então, vivemos em um mundo onde é imoral usar dinheiro público para direcionar conteúdo a favor do partido que está no governo. Sorte que ainda temos essa percepção. Não os que usam esta rotina e os que nela caem.

Observe que este truque é usado tanto por bolivarianos desonestos, como é aceito por alguns liberais iludidos, como já disse. E neste último caso, mentalidades liberais dizendo “é, pensando bem, é até melhor viver sem essa verba estatal” configuram um problema de percepção seríssimo. Algo beirando a perda de cognição básica. Seria um retardo mental, no mínimo temporário.

Provavelmente, este tipo de mente idealiza um mundo onde não existam mais verbas estatais para anúncios de qualquer forma. O que, aliás, é uma proposta defensável, em termos racionais. Daí, apenas uma publicação (contra o governo) é punida. Nesse lapso cognitivo, esse tipo de mente traz para o momento esse mundo “sem anúncios estatais em qualquer publicação”, e sentencia: “pensando bem, é melhor ficar sem verbas estatais”. Só que a mente dele editou a informação mais importante: as verbas estatais seguem para outros meios de comunicação, favorecendo o governo, conseguindo fazer o uso de verbas estatais ser ainda mais anti-ético.

Imagine três situações:

  1. Não há verba estatal para qualquer publicação
  2. Há verba estatal para todas as publicações, falem bem do governo ou não
  3. Há verba estatal para as publicações que falem bem do governo

Como esse tipo de mente deformada consegue maquiar a realidade? Ao acreitar que a opção 1 é a melhor, escolhe a opção 3, que consegue ser muito pior que a opção 2.

É claro que no caso desses liberais temos um problema sério de percepção da realidade, afetando gravemente a cognição política. É como ser estuprado e sair agradecendo, por mero problema de incapacidade de perceber a realidade.

No caso dos bolivarianos, a coisa é diferente: eles fazem o seu papel, enganando os outros (inclusive esses iludidos liberais que caíram no truque), pois sabem que a terra prometida para eles é uma na qual o governo tem o poder de usar as verbas estatais apenas para empresas falando bem do governo. Ou seja, a censura sutil.

Algo ambicionado pelos bolivarianos. E que alguns liberais iludidos nem serão capazes de perceber. Temos que usar termos fortes para acordar esses últimos para a realidade.

Anúncios

11 COMMENTS

  1. Concordo com vc Luciano, os liberais tendem a racionar apenas em termos econômicos e acreditam que as leis da economia um dia triunfaram para todo o sempre. O problema é que não entendem que para ganhar o jogo do poder, pode-se sacrificar até economia, basta ver como é Cuba e Venezuela; qto mais pobre o povo mais dependente do estado, o que não impede que os dirigentes comunistas vivam no luxo e na opulência.

  2. Ayan, você já viu a nova desculpa que os simpatizantes do PT estão usando para o pessoal ser contra o impeachment dela?

    A desculpa agora é que o impeachment não seria bom porque quem comandaria o país seria Michel Temer (muitos desses simpatizantes o chamam de Sarney 2).
    Ora, se Temer é tão ruim assim então qual o motivo dele ser vice-presidente da soberana?

    A propósito, agora eles estão querendo rotular que quem é a favor do impeachment é golpista, pois não aceita um governo eleito pela maioria.
    Ora, o que o pessoal está pedindo é que se investigue as denúncias do Petrolão e se houver participação da soberana o impeachment é inevitável.

    • Eu sei isso, você sabe isso é a maioria aqui sabe isso. Mas, graças à campanha das esquerdas, com o apoio da mídia e dos “globais” da esquerda caviar que, a exemplo das recentes declarações infelizes do humorista Jô Soares, ou são totalmente ignorantes da realidade política brasileira ou são mesmo mau caráter, o povo brasileiro que acorda cedo para ir trabalhar nos vê como torcedores do time que perdeu o jogo por uma decisão ruim do Juiz e fica fazendo mimimi para anular o resultado.

      Acho que não vamos mudar este cenário porque não temos a mídia do nosso lado. O que podemos fazer é apoiar com nossa presença as manifestações contra as atitudes cada vez mais autoritárias do governo, sem temer o confronto com as esquerdas, porque tal confronto é simplesmente uma questão de tempo. Se não os encararmos agora, já podemos nos considerar derrotados.

      Em minha opinião.

      • Concordo em grau e genero. Os conflitos, e talvez até uma guerra civil, sejam inevitáveis, o povo que é conservador, o povo simples, não aceitará a alta tributação, e aí, já será tarde para reagir. Temos que encontrar formas de chegar até a massa e mostrar a eles o que pode ocorrer caso ignorem aquilo que a imprensa castro-golpista não os permite ver.

      • É o que eu penso. Se não os encararmos agora, já podemos nos considerar derrotados. Não há alternativa a não ser usar das armas de que dispomos.

  3. É algo recorrente entre liberais, porém pode acontecer com qualquer pessoa.

    É um fenômeno que eu já venho observando a algum tempo, quando uma pessoa pede algo, ou acredita em algo que é necessariamente uma realidade diferente da que ela vive e, a partir desse pedido, ou dessa crença, a pessoa passa a interpretar o mundo como se ele já fosse daquela maneira que ela acredita/quer.

    Um exemplo claro é o pessoal anarcocapitalista, essa galera age como se suas ideias já estivessem em pleno funcionamento, só que não é bem assim.

  4. Adoro quando vc senta a lenha em cima desses liberais confusos, bem como dos conservadores com validade vencida. Tenho terror de direita caricata bem como tenho terror de esquerdista extremo. O padrão raivoso é o mesmo e a falta de percepçã da realidade é a mesma. Bando de empata-foda.

  5. Ainda não conseguiu entrar na minha cabeça como que essa proposta insana de limitar o tamanho de uma empresa de mídia e logo depois cortar verbas do governo para empresas de mídia que falam mal do governo (como a Veja e SBT) não ser chamado pelas mídias ditas “neutras” como o Estadao e a Folha de simplesmente PURA CENSURA.

    O PT não apenas criou os órgãos de mídia digital chapa branca (BLOSTA), a Revolução Gramsciana já criou perfeitos jornalistas idiotas úteis para mentir e distorcer a verdade a favor do partidão.

Deixe uma resposta