Eduardo Guimarães vai à loucura para defender Dilma do recorde de escândalos

19
144

guimaraes

Dignidade não é uma coisa que os blogueiros da BLOSTA possuem. Todos leitores deste blog já sabem disso. Mas esses blogueiros chapa branca sempre nos surpreendem em termos de baixo nível moral. Um exemplo é o texto Tentam intimidar Dilma para cessar investigações, escrito por Eduardo Guimarães para o Brasil 247.

Comecemos:

A direita midiática vem desferindo seguidas bofetadas no rosto de cada um dos 200 milhões de brasileiros de todas as classes sociais e regiões do país que têm consciência de um fato inegável: os governos do PT instauraram uma política republicana de combate total à corrupção que não poupa nem o partido do governo e seus aliados.

Não, mas de jeito nenhum.

Aliás, a tal “direita midiática” é aquela que vem escondendo as manifestações anti-PT e validando as manifestações pró-PT. Sobre a mídia, Eduardo Guimarães é isso aí. Mente que nem sente.

E outra mentira: entre os eleitores que consideravam relevante o tema “corrupção”, a absoluta maioria não votou em Dilma.

E foi o PT que instaurou o super-engavetador-geral da república: Rodrigo Janot. Só que Janot é engavetador, mas não santo milagreiro. Não foi possível varrer o Petrolão para debaixo do tapete.

Só sendo muito canalha para manter esse discurso revoltante que tenta convencer os brasileiros de que, até 2012, nenhum político foi condenado à prisão pelo STF porque todos sempre foram santos, ou de que não havia corrupção na Petrobrás ou em qualquer outra parte antes de o PT chegar ao poder.

É o exato oposto. Só sendo muito canalha para ignorar os fatos: em 2003, logo no início do governo do PT, seria possível fazer uma devassa no governo de FHC e encontrar crimes de corrupção tão exacerbados como os do Mensalão e do Petrolão. Mas o PT não conseguiu fazer isso. Os fatos são inegáveis: o nível de corrupção estilo stalinista (onde o projeto é saquear o estado ao máximo) é uma marca do PT. Sempre existiu corrupção. Mas nunca no nível daquela financiada pelo PT.

Como é possível que uma empresa como a Petrobrás valha quase dez vezes mais hoje do que valia antes de o PT chegar ao poder a despeito de esse partido ter corrompido a até então virginal empresa de economia mista? Se isso fosse verdade, a receita para uma empresa crescer seria estimular a corrupção em seu quadro de funcionários.

É falso. Realmente a Petrobrás teve um “boom” de aumento de valor, mas uma boa parte desse “aumento de valor” se deve, é claro, às aquisições feitas e ao ajuste pela inflação. Mas mesmo assim, temos um demérito, e não um mérito para o PT. Veja o que diz Rodrigo Constantino: “De 1995 até o final de 2002, a ação da Petrobras se multiplicou por seis, enquanto o Ibovespa apenas triplicou. Ou seja, o desempenho da estatal foi o dobro do índice de ações brasileiras no período. E no caso do PT? Na era petista, a ação da Petrobras se multiplicou por quase cinco, o mesmíssimo patamar do Ibovespa! O período do PT é mais longo, pois tem, além dos dois mandatos de Lula, mais os três anos de Dilma. Ainda assim, a Petrobras se valorizou menos em termos nominais, e bem menos em relação às demais empresas brasileiras.” Para mais detalhes e gráficos leia os textos aqui e aqui.

Guimarães pensa que os leitores são trouxas!

Os fatos diferem muito do que diz uma grande mídia e uma oposição que, até 2002, governavam o país a
quatro mãos acobertando a roubalheira, aparelhando o Ministério Público, a Polícia Federal, o Tribunal de Contas da União e todos os demais órgãos de controle, de modo que nenhuma investigação prosperava.

De novo: essa tese já foi desmascarada pelo fato de que em 12 anos de PT eles não encontraram nos tempos de FHC tantos casos de corrupção como apareceram no governo do próprio PT.

A alternativa a essa premissa seria acreditar, por exemplo, que, antes de o PT chegar ao poder, o STF nunca havia condenado nenhum político minimamente importante, sobretudo os que integraram governos, porque todos os políticos sempre andaram na linha.

Falácia da ampliação indevida. Na verdade, sempre é difícil punir colarinhos branco. Mas o problema é que quando se faz corrupção no nível stalinista (onde não temos eventos localizados de corrupção, mas projetos de poder com base em saqueamento de estados) e ao mesmo tempo não há uma censura de mídia (o projeto principal do PT) é óbvio que a coisa ia acabar com petistas na cadeia mesmo.

Este Blog desafia qualquer um a mostrar qualquer período na história da República em que tenha ocorrido o impensável, ou seja, donos de empreiteiras sendo presos por corrupção.

Este blog desafia qualquer leitor do Guimarães a mostrar qualquer período na história do governo Lula em que tenha ocorrido o impensável, ou seja, o PT encontrar donos de empreiteiras a serem presos por ações feitas no tempo de FHC no mesmo nível dos crimes feitos no governo do PT.

Quem concorda que isso nunca aconteceu no Brasil e, assim mesmo, papagaia a mídia, Aécio Neves e Fernando Henrique Cardoso quando se referem às investigações na Petrobrás afirmando que não havia corrupção na empresa antes de o PT chegar ao poder, acha que o Brasil é povoado por 200 milhões de idiotas.

Não fale pelo Brasil, Guimarães! Quem pertence à escória moral não pode falar pelos outros.

E você não fala em nome de 200 milhões. Lembre-se que no mínimo 48,50% das pessoas não votaram em Dilma. E mais: muitos dos que votaram o fizeram por medo. E ainda temos as abstenções.

Mas é um fato: um projeto stalinista de saqueamento de estados ainda não havia ocorrido no Brasil da era democrática.

Aliás, os leitores cativos de Guimarães estão sendo tratados como idiotas, pois se existia tanta corrupção na Petrobrás nos tempos de FHC, lembro de novo que o governo de Lula começou em 2003, e podia ter encontrado tudo que a PF está encontrando agora. Não por causa do PT, mas apesar do PT, que nomeou o super-engavetador-geral da república. Mas tem coisas que, como já disse, não dá para esconder.

O polêmico ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, deu uma dentro quando, em discurso recente, qualificou os pedidos de impeachment de Dilma, de volta da ditadura militar etc. como tentativa de “intimidação” do governo federal, pois é isso mesmo o que está acontecendo.

Falar em impeachment é golpe?

Então vamos voltar ao túnel do tempo:

E que tal vermos isso…

Guimarães, para vocês é duro não poder censurar essas coisas, não é?

E nós não vamos esquecer…

E quanto a “volta da ditadura militar”, a grande suspeita é que esses pedidos surgem de petistas infiltrados. Até por que as manifestações foram contra qualquer forma de ditadura.

Alas do PMDB e a totalidade do PSDB, entre outros, sabem muito bem que não há só governistas ou petistas sendo acusados pelas delações premiadas em curso, e que empreiteiras que prestam serviços ao governo federal e estão sendo acusadas também prestam serviços aos governos estaduais e municipais controlados pela oposição a Dilma.

E todos devem ser investigados. Mas, por enquanto, a grande quantidade de denúncias tem pairado sobre o PT e sua base. Estão dando azar?

Os vazamentos seletivos de acusações dos delatores que estão colaborando com a PF e a pressa da oposição e da mídia ao darem tudo como esclarecido ao afirmarem que o PT e aliados são os únicos envolvidos, tudo isso pretende intimidar o governo para que segure as investigações.

Guimarães, você já ouviu todas as gravações? Tem alguma novidade para nós? Por enquanto só resta o esperneio, certo?

Fontes deste Blog, porém, garantem que, quando o conteúdo das delações premiadas for divulgado, quando o procurador-geral da República e o STF liberarem os nomes dos agentes públicos envolvidos, por certo aparecerão nomes de governistas do PT e de outros partidos, sim, mas também aparecerão nomes do PSDB e do resto da oposição.

É possível. Mas será que teremos a liderança do PSDB? Ou o tesoureiro do PSDB?

O problema de Guimarães (não é um “problema mental”, é desonestidade mesmo) é a ausência deliberada de senso de proporções.

Os demais partidos republicanos, até mesmo aqueles apoiando o PT por conveniência (como PMDB), ou da oposição (como o PSDB), podem ter políticos punidos por corrupção. É da vida. Mas não falamos aí de projetos de saqueamento de estados em estilo venezuelano, argentino e russo. Este é o diferencial do PT, que ainda se diferencia pela negação dos fatos, pois é parte do modelo stalinista de ação.

Ah, quem está no poder é o PT? Conversa. A oposição ao governo federal também é governo nos Estados e municípios.

Só uma lembrancinha: Petrobrás é uma empresa federal. Não estadual.

As investigações sobre as empreiteiras dificilmente deixarão de, por exemplo, abrir a caixa-preta do Rodoanel paulista, que não termina nunca de ser construído, ou do metrô de São Paulo, que, em média, avança um quilômetro por ano apesar dos bilhões que o governo paulista gasta com as empreiteiras.

A tática de Guimarães é engraçada. É igual a mulher pega na cama com o amante, dizendo: “Mas deixe estar, deixe estar. Um dia também o mesmo vai ocorrer com você!”.

Isso sem falar que, em Minas Gerais, haverá uma devassa nos 12 anos que o PSDB governou aquele Estado.

Estamos todos ansiosos por isso. Mas, por enquanto, temos apenas o truque da adúltera de que falei agora há pouco…

Por tudo isso, as fontes deste Blog dizem que mídia e oposição podem tirar o cavalinho da chuva. Não vão conseguir derrubar Dilma antes de serem divulgados os nomes dos agentes públicos (DE TODOS OS PARTIDOS) que estão sendo acusados pelos delatores premiados pelo Estado brasileiro.

Calma, Guimarães, você está sendo precipitado. Você ainda não viu as provas que estão sendo investigadas com base nas delações. As tais “fontes” andam muito otimistas e não combinam com o nervosismo evidente do governo petista. E
ninguém quer “derrubar Dilma antes das provas surgirem”. Queremos que as investigações prossigam.

Não existe brasileiro que não saiba que as empreiteiras sempre foram as maiores patrocinadoras de corrupção no país. A menos que essas mega empresas brasileiras sejam um fenômeno de competência tipicamente tupiniquim, o tamanho delas, em relação às de países até mais avançados, mostra que encontraram uma “fórmula” de crescer que suas congêneres de outros países nunca descobriram.

Ele sempre apela à ausência deliberada de senso de proporções, embora tenha dito algo verdadeiro (milagre): as empreiteiras sempre estiveram envolvidas na corrupção no país. É por isso que precisamos de maior transparência nos gastos públicos, o que resolveria grande parte do problema. No Brasil do PT, esse tipo de transparência com gastos públicos foi reduzida, e um exemplo disso é a tentativa de Dilma de ignorar a lei de diretrizes orçamentárias, que veio, ora vejam só vocês, do tempo de FHC.

A fórmula das empreiteiras brasileiras para terem se tornado um fenômeno mundial em termos de faturamento e crescimento, a ponto de hoje atuarem até em países desenvolvidos, foi sempre a de corromper governos, financiando campanhas eleitorais etc. Só que governo nenhum jamais investigou isso.

E não é função do governo investigar mesmo. A função é da PF. E o governo não está investigando. O governo é investigado. Uma prova disso é que quando o governo pediu acesso às delações premiadas, antes dos outros, tomou com a porta na cara. O governo não investiga nada. Só consegue engavetar inquéritos, por pressão política. Mas com o Mensalão e o Petrolão a dimensão foi tanta que não conseguiram engavetar.

Lula e depois Dilma mudaram o Brasil não só no combate à pobreza, à miséria e distribuindo renda como nunca se fez. Sempre digo que a maior obra dos governos do PT foi a institucionalização do combate à corrupção, que tem sido tão completo que, após décadas e décadas, finalmente empreiteiras estão sendo desmascaradas.

As tais mentiras de que combate à pobreza, miséria e distribuição de renda começaram com o PT já foram refutadas extensivamente. Na verdade, são apenas sequências de ações iniciadas nos tempos de FHC.

Agora, a maior obra dos governos do PT foi a institucionalização de projetos de saqueamentos de estados, exatamente igual ocorreu recentemente na Argentina e na Venezuela. Assim como ocorreu no passado na Rússia. E é esse projeto perverso que precisamos combater. Não podemos deixar a corrupção, que sempre ocorreu isoladamente em todos os governos anteriores ao do PT, se transforme em projetos direcionados por um partido suficientes para devastar uma nação inteira se prosseguirem.

A corrupção deve sempre ser combatida e, no máximo, se limitar a fenômenos isolados. Jamais projetos de partido, envolvendo inclusive cooptação de aliados em partidos sem nenhum vínculo ideológico. Essa, a maior obra do PT, é a marca mais monstruosa deste governo.

E enquanto isso temos que aturar discursos grotescos como os de Eduardo Guimarães, querendo transformar essa depravação inédita em “heroísmo”. Exatamente igual sempre fizeram os editores do Pravda, na Rússia.

Por enquanto, Guimarães escreve para blogs como Brasil247, financiados com dinheiro estatal. Gente assim sonha dia e noite com projetos de censura de mídia, que, se aprovados, os colocarão na direção de grandes empresas de mídia.

Você vai engolir isso?

Anúncios

19 COMMENTS

  1. Como disse Marlos Ápyus no Twitter: o PT não é para principiantes. As coisas vão bem? Eles tiram vantagem. As coisas vão mal? Eles tiram mais vantagem ainda.

  2. A mesma mentalidade imbecil do Boechat. Imagina… é igual! Não, meu senhor, não é igual, é pior. Me lembra a letra da música dos Titãs: “Não é que eu vou fazer igual, eu vou fazer pior.” A decadência moral e intelectual do jornalismo brasileiro é inegável.

  3. “Ele escolheu dinheiro em vez de poder – um erro que quase todos desta cidade cometem. Dinheiro é mansão no bairro errado, que começa a desmoronar após dez anos. Poder é o velho edifício de pedra, que se mantém de pé por séculos”. Francis Underwood – house of cards

  4. Onde é que estavam esses jornalistas quando o PT era oposição? Nunca via nenhum deles com todo esse fervor a favor do PT antigamente.

    Uma das piores coisas na esquerda é esse vitimismo hipócrita, esse coitadismo incessante. São os chefes da roubalheira, tentam atrapalhar o trabalho da polícia e do judiciário, e ainda posam de herois. Esquerdistas são tão vitimistas que, até mesmo quando estão no poder, continuam fingindo que estão sendo oprimidos assim mesmo. Ficam fingindo que estão lutando contra um imaginário “sistema” quando na verdade eles próprios é que são os chefes do sistema.

  5. “Não existe brasileiro que não saiba que as empreiteiras sempre foram as maiores patrocinadoras de corrupção no país.”
    Pois este brasileiro aqui não só não sabe, como discorda veementemente.
    Faltou o picareta dizer que sem molhar a mão de quem DECIDE, que é o GOVERNO, a empreiteira não fecha um negócio sequer! É ou dá ou desce!
    Sempre a mesma MENTIRA repetida à exaustão: os empresários são aliados de Satã em pessoa, e os governantes são anjos caídos do céu sempre prontos a fazer qualquer sacrifício pelos pobrezinhos. Deve ser mesmo um sacrifício enorme embolsar bilhões de reais…

  6. Luciano, muito obrigado por esse trecho:

    “em 2003, logo no início do governo do PT, seria possível fazer uma devassa no governo de FHC e encontrar crimes de corrupção tão exacerbados como os do Mensalão e do Petrolão. Mas o PT não conseguiu fazer isso. Por que os fatos são inegáveis: o nível de corrupção estilo stalinista (onde o projeto é saquear o estado ao máximo) é uma marca do PT. Sempre existiu corrupção. Mas nunca no nível daquela financiada pelo PT.”

    Esse é o argumento facada para os petistas que começam a cacarejar que PSDB é corrupto também. Não usarei o argumento em conversas porque me afastei de todos os petistas que conheço, mantenho só o mínimo possível de teatro social, o suficiente pra não criar atrito, mas proximidade, amizade e conversas, eu não quero mais não.
    De psicopata que te considera inimigo, mantenha a distância.

  7. Conversa fiada!!Quem obriga a investigar é a oposição. Eles foram oposição durante tanto tempo e não lutaram para prender corruptos porque sempre estiveram envolvidos. Fizeram acordos, arquivaram processos como o da Petrobras quando Lula era presidente e usaram a mesma cara de pau para tentar impedir a CPI no congresso.Quem acompanhou as manobras do governo do PT se revoltou mas hoje lava a alma. Agora? É tarde para inventar discursos.É mais digno aceitar a derrota e pedir perdão pelos erros.

  8. Guarde muito bem essa ameaça: “Isso sem falar que, em Minas Gerais, haverá uma devassa nos 12 anos que o PSDB governou aquele Estado.”

    Provavelmente será muito útil em 2018.

    Lá poderemos comparar o que descobrirem em MG utilizando uma “devassa” com o que acontece no Brasil sem necessidade de devassa nenhuma, apenas com investigações corriqueiras.

  9. Luciano, só mais um alô, este tal Guimarães, o negócio dele não é escrever. A principal atividade do meliante é negòciar com peças de automóveis que só Deus sabe de onde vêm. Vamos pedir uma devassa em sua empresa e ver se tem nota de tudo. Malandro é cadeia certa. Este é um comentário feito em seu blog: Lulinha 8.07.2013 às 21:33

    Vamos fazer um acordo Eduardo, você me arruma umas peças roubadas de carro e eu apresento meu pai pra você, o que você acha? Todo mundo fala que você é o blogueiro sujo mais puxa-saco do meu pai.

  10. MAIS alguns comentários feitos no blog do próprio Eduardo: NECESSITO DE AMORTECEDORES DE FUSCA 7.07.2013 às 23:08

    EDUARDO, VOCÊ TEM AMORTECEDORES DE FUSCA BARATINHOS? É CONTRABANDO OU FURTO?

    ALON 7.07.2013 às 21:02

    Eduardo, roubaram meu carro a semana passada, é um UNO 2002, verifica no seu desmanche se ele já foi cortado. Meu telefone eu passo no seu face. Obrigado

    RESPOSTA DO EDUARDO: Eduardo Guimarães 7.07.2013 às 21:04

    Oi Alon. Chegou vários UNO essa semana, mas eu encomendo apenas carros acima de 2010.
    Luciano, veja que não dá para perder tempo com o jagunço.

  11. Luciano, lendo um artigo do Diário do Centro do Mundo compartilhado por um colega de faculdade – http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/as-quatro-irmas-e-suas-doacoes-a-partidos/ – achei estranho os valores das doações apresentados no gráfico, e conhecendo a índole do site, analisei melhor sua fonte, e percebi uma clara e tendenciosa omissão das informações do texto-base para compartilhar meias verdades e desviar o foco dos leitores para a responsabilidade e benefícios do Governo Petista nos escândalos de corrupção. Como não bastasse, usaram do mesmo artifício para afirmar que o PSDB é o principal beneficiário com as doações de campanha das maiores empreiteiras deste país nas campanhas eleitorais de 2002 até 2012. Mas olhando o gráfico, notei o baixo valor do total das doações e busquei a fonte da informação utilizada pelo Diário do Centro do Mundo. No artigo manipulado, descobri que o gráfico é mais completo que o apresentado pelo DCM, e que clicando em cada “Grupo” das Empreiteiras temos acesso aos valores de doações discriminados por Empreiteiras e Partidos beneficiados no período de 2002 até 2012. Logo, o gráfico usado pelo site chapa branca era apenas uma imagem congelada sem a informação de que se tratava unicamente das doações do Grupo Odebrecht induzindo a acreditar na pequena diferença entre valores e favores para os partidos, ou seja, “todos farinha do mesmo saco”. Mas lendo o artigo manipulado pelo DCM http://apublica.org/2014/06/as-quatro-irmas/, as informações e dados do artigo confirmam que a realidade é muito diferente da que o artigo “chapa branca” pretende demonstrar. Os “reeleitos” pelas “Quatro Irmãs — as maiores empreiteiras do Brasil” para serem seus principais beneficiários nos mais de R$ 479 milhões “doados” para diversos comitês e campanhas partidárias pelo país entre os anos 2002-2012 são nessa ordem: PT (R$ 158,9 milhões) seguido de longe pelo PSDB (R$ 105,9 milhões) e PMDB (R$ 87,9 milhões), sendo o restante distribuído pelos demais partidos.

Deixe uma resposta