Os 23 mil reais mensais de Marilena Chauí. Será uma iludida? Ou será que os bobos estão em outro lugar?

39
607

marinela

Já vi alguns teóricos da direita, como Ludwig von Mises, teorizando sobre uma “falha psicológica” ou algo do tipo relacionado a acadêmicos abraçando as ideias da esquerda. Segundo ele, essas pessoas seriam muito egocêntricas, e, portanto, adotariam ideologias socialistas tão destrutivas para todos.

Vendo por esse lado, alguns até teriam pena destes acadêmicos marxistas, não? A meu ver, essa é a eterna mania liberal de achar que fraudadores intelectuais são “pessoas enganadas”. Acho que os bobos não são os acadêmicos esquerdistas, mas os que pensam que eles são bobos.

Agora veja esta imagem:

Marinela-Chaui

Agora preste atenção neste trecho de um ótimo texto de Rodrigo Constantino sobre o salário de Marilena Chauí:

Esses são os rendimentos mensais de Marilena Chaui na USP, obtidos pelo ranking de saláriosda universidade divulgado pela Folha. Quantos brasileiros ganham mais de R$ 20 mil por mês? Quantos da classe média poderiam ter esse luxo para dar aulas de filosofia e repetir para os alunos que a classe média é fascista?

A USP está quebrada. Deve ter um rombo de quase R$ 1 bilhão em 2015, sendo que R$ 845 milhões serão apenas com a folha de pagamento. A universidade vem perdendo lugar no ranking internacional, e não se encontra mais entre as 200 melhores do mundo. Mas os salários dos professores…

Agora entendem os motivos pelos quais esses “intelectuais” defendem tanto o modelo estatizante e esquerdista? Em que outro regime poderiam ganhar mais de R$ 20 mil mensais para criticar o capitalismo, a ganância, o lucro e a classe média?

No capitalismo de livre mercado, o mérito e as escolhas voluntárias são fundamentais. Marilena Chaui odeia isso. Ela quer elogiar a revolução marxista e encher a cabeça dos jovens com baboseira socialista, enquanto vai para casa com mais de R$ 20 mil por mês. Quem paga a conta? A classe média “fascista” e “reacionária”, claro!

Ao contrário de Mises, ele entendeu direitinho o motivo pelo qual os acadêmicos marxistas defendem essas ideias abjetas. Não é por que são iludidos, mas por que estão diante de um grande negócio.

Como eu sempre digo, a verdadeira consciência política passa pela aniquilação de boa parte de nossa ingenuidade política. Não temos estrutura mental para desmascarar essa gente enquanto os considerarmos “iludidos e enganados”, enquanto na verdade a conclusão nua e crua é uma só: os bobos da história com certeza não são eles.

O mero reconhecimento de que os bobos da história não são eles, mas, em muitos casos, você, implicará no esvaziamento completo da doutrina marxista e na forma como os encaramos. Isso, evidentemente, no caso dos intelectuais orgânicos, que geralmente estão diante de um ótimo negócio, não de uma “ilusão”. Iludidos não são apenas os marxistas funcionais, mas também muitos liberais que acham esses intelectuais orgânicos pessoas “iludidas”.

Mas para quem ainda está com “peninha” desses intelectuais, querendo viver na ilusão de que eles são “iludidos e enganados”, por que você não leva a Marilena Chauí para casa? De preferência, por favor, arcando com os custos do salário dela. Que tal?

Anúncios

39 COMMENTS

  1. Algo similar se passa, pelo menos em parte, quando eles defendem o financiamento via propaganda dos “canais alternativos de mídia” (blogs e jornalecos), ou quando defenderam a tal TV Brasil. De que adianta ter uma TV que passa a versão do governo se ninguém a assiste? Seria mais produtivo anunciar algum grande feito governamental na “mídia tradicional”. Mas a questão é a boquinha.

    • É um absurdo isso que o PT está fazendo com os anúncios de verbas estatais. É uma forma de suborno indireto, porque os jornalistas sabem que quanto mais eles elogiam o governo, mais verbas irão receber. Nem tenho nada, a princípio, contra a TV Brasil. Mas seria melhor que as verbas do governo fossem gastas apenas com os canais estatais, e que os canais privados ficassem livres de propaganda governamental. No fundo esses anúncios só servem como propaganda política fora de época, para o partido que está no poder.

      Mas, se não for possível acabar com essa farra, pelo menos deveriam fazer uma lei que obrigasse uma distribuição equitativa de verbas para todos os veículos, independente das opiniões veiculadas. Porque aí pelo menos cortava essa manipulação indireta que o PT está fazendo.

      E financiamento de blogs é pior ainda. Aí é que o negócio se torna mais escancarado de vez.

  2. Pois, eu venho pensando neste assunto, há quase um ano, desde que “caí na real” e passei a considerar uma Agressão Proposital para com toda a Sociedade, os ideais Esquerdistas. Desde então, cortei completamente relação com alguns que eu tomava por “amigos malucos” por suas ideias marxistas.

    Desenvolvi então uma teoria: “Esquerdistas são indivíduos com uma lesão cerebral muito grave, o que os torna muito perigosos e inaptos para viver em liberdade.” São como usuários de certas drogas que tem o cérebro lesado, de modo irreversível. A minha “teoria” se aplica muito bem neste caso porque, o consumo de drogas começa sempre nas Classes média e Alta. Tal é o caso das ideias da Esquerda. O que é o caso desta embusteira da Chauí.

    E, ainda bem que não estudei na USP, muito menos com essa vaca: Ela me abre a boca para me chamar de Fascista e eu a desmontaria a bofetadas, que é bem o que essa vadia merece. Acho que também precisamos reaprender isso: Nos impor fisicamente com esters vermes. Os esquerdistas, também, sentem medo.

    • Eu acho essa mulher uma chata, mas o comentário dela é pertinente pelo menos quando pensamos em pessoas como você, com esse comentário preconceituoso, carregado de machismo e valentia. Só pra lembrar, você deve tem mãe, irmã, tia… imagina alguém dizendo que elas são vacas só porque tem uma ideologia mocoronga. E outra coisa, essa sua valentia não convence. Fica fácil ver que você é bunda mole e só falou grosso porque está protegido no mundo virtual. Valentão que tem coragem de bater em uma senhora xarope das ideias… que frouxo!!!!

  3. Eita Luciano, se é para usar algum medalhão como escada para o seu argumento, ao menos escreva o nome dele corretamente. Mas tudo bem, não vou entrar no mérito da falácia reducionista que você fez sobre o trabalho dele. Cuidado, Ícaro caiu pois usava asas de cera. Se você não quer ter o mesmo destino do aspirante às alturas, é melhor mudar a sua postura, e deixar a arrôgancia de lado.

    Resposta:

    Ludwig von Mises é um de meus autores favoritos e fez uma das mais completas análises das falhas do socialismo em toda a literatura. Ponto. Mas ele cometeu um equívoco ao avaliar os acadêmicos marxistas por sua “ingenuidade”. Eu fiz a crítica a este ponto específico. Não houve reducionismo algum.

    • Equívoco, de acordo com o seu ponto de vista. Na época de LvM, o marxismo teórico era novidade, e diferente de hoje, não havia amplas comprovações da impossibilidade do socialismo. Portanto, não é possível afirmar que os acadêmicos marxistas da época sabiam de antemão o que sabemos hoje, e todos agiam de má-fé, visando uma “boquinha”. Aliás, sequer havia boquinha, isto veio depois. LvM não estava errado em sua avaliação.

  4. O socialismo não funcionaria não fosse a camada de idiotas úteis que compra a besteirada por um mundo “melhor” e se demais pessoas deixassem de dar crédito a esquerdistas travestidos de amigos da democracia, os chefões sabem que a “doutrina” é uma farsa do início ao fim. É o esquema moderno para viverem eternamente como nababos. Que miséria… eu não acredito que Marilena Chauí acredita sinceramente na revolução do proletariado, é tudo balela conveniente, tal como um psicopata usa uma mentirinha para levar alguém no tapa. Já desconfiava do óbvio, o Luciano acabou por confirmar.

    • Socialismo é como o conto do vigário. Apresenta uma proposta tentadora pra quem aceitar, e o cara fica com o senso crítico no mínimo anestesiado. Os que caem no conto se acham espertos, acham que se deram bem… até perceberem que caíram em um golpe.

      É a mesma coisa com todas as promessas socialistas. Oferecem soluções fáceis, via estado, na conta dos ricos que, dizem eles, estão explorando vocês todos. Fica fácil cair na armadilha, e de fato o senso crítico das pessoas foi anestesiado. Até eles começarem a ocupar todos os espaços, controlarem a educação em todos os níveis, controlarem a mídia e ponto. Não tem senso crítico que desperte nunca mais. Precisa ser jogado da cama pra acordar, e é esse o nosso papel. Tem uns que estão num sono tão profundo – até por causa do doutrinamento feito nas escolas – que por mais que você coloque um carro de som na frente do quarto do senso crítico do cara, ele não acorda.

      A maioria das pessoas nem percebe que foi doutrinada, especialmente os que escapam um pouquinho. Acham que não são de esquerda, mas nem percebem o tanto de coisa que defendem que partiu de idéias esquerdistas.

      Por isso é extremamente importante desmascarar as lideranças. Mostrar como eles são espertos, e quem acredita neles é otário. Que todos caíram num Conto do Vigário, e que o vigário é justamente quem está no poder. É ele que se beneficia por ter idiotas úteis a seu serviço, achando que eles querem mesmo um mundo melhor, mais justo, etc. E enquanto isso, o vigário vai continuar perpetuando seu conto e enchendo seus bolsos, atraindo desde os mais incautos até muitos cautelosos, mas que sofreram lavagem cerebral desde a infância.

  5. Burros não são. Sabem muito bem que o socialismo/comunismo foi feito para afundar, por isso mantém sempre alguns capitalista nojentos à mão para que a nomenklatura (e somente ela) possa usufruir de suas benesses. Burro é quem acredita nessa corja.

  6. Esse salário da Marilena Chauí é só o oficial. Por fora com certeza ela ganha muito mais. Só o que ela ganha com bolsas e venda de livros (defendendo o socialismo/comunismo) deve passar isso fácil. Por que essa raiva que ela tem da classe média? A esquerda deve odiar a classe média porque acha que só deveriam existir 2 classes: uma pequena elite sustentada pelo estado (como a nossa querida M. Chauí), e uma enorme massa de pobres ignorantes e dependentes.

    Eu já estudei em Universidade Federal. Mas hoje em dia, não sei nem mesmo se concordo com a existência delas. Pelo menos não nos moldes atuais. O dinheiro que elas consomem é muito maior do que o de uma universidade particular, não tem nem graça comparar, e com professores recebendo salários astronômicos. Não posso generalizar, mas pelo menos onde eu estudava tinha diversos professores que só davam 2 horas de aula por semana, aproveitando o tempo livre para arranjar outros empregos paralelos (onde também não trabalhavam quase nada). Acho que não tinha nenhum que trabalhasse mais do que 12 horas. E a média devia ficar numas 6h/semana. E tudo indica que esses profs. federais desviam MUITO dinheiro das Universidades. Eu até tenho conhecimento de alguns casos.

    E nem acho que as aulas eram tão maravilhosas assim. Pelo contrário, as aulas que eu tinha no ensino médio, quando estudava em escola particular, eram muito melhores. Na faculdade os profs. nem queriam saber de dar aula, na verdade. Acho que essa fama de qualidade que as faculdade públicas têm é uma piada. A única coisa em que elas realmente são boas, admito, é na área de pesquisa, mas mesmo assim só porque o governo derrama uma chuva de recursos financeiros em cima, seja diretamente, ou por agências como CNPq, Fapesp, etc. E mesmo nas pesquisas não são os pesquisadores que fazem o trabalho de fato, eles sempre jogam tudo pra cima dos alunos.

    • Amei suas ideias voce falou tudo, desses cara (digo) professores ditos intelectuais que ganha fortunas a custa da divulgação da pobreza e é tudo balela o que eles fala e fazem, sou assistente social por formação e profissão sou obrigada a ler os livros dessas pessoas e escutar os ba,ba, bas, deles mas vejo que querem enganar uma raça de pobres e coitados, que quantos mais pobres e miseráveis, no conhecimento melhor pra eles. Ainda mais os salarios deles pra falar besteiras e enganar pobres e bem alto. acorda BRASIL….

  7. Eu não acho que Marilena Chauí seja ingênua, e nem entendo que Mises pensaria dessa forma. Ela e milhares de outros sanguessugas são muito bem informados e mal intencionados. O que ocorre, e a isso atribuo a afirmação de Mises, é que esses crápulas cooptam os ingênuos, tornando-os vítimas. Mais da metade dos universitários brasileiros são analfabetos funcionais, e são esses que se tornarão os professores da geração seguinte, existindo assim duas classes entre os socialistas: os espertos, que sabem muito bem o que estão fazendo, apenas no intuito de locupletarem-se, e os ingênuos, que estão mais para imbecis, que são aqueles usados como massa de manobra dos primeiros para divulgação da “causa”.

    • Diversos dos alunos libertários de Mises (Rothbard, Senholz, etc.), e alguns autores libertários de “segunda geração” (alunos desses) frequentemente partem da premissa de que o estado é composto por pessoas honestas e bem intencionadas, para demonstrar argumentativamente que mesmo assim o estado é uma merda. Talvez tenham herdado esse tom dele, e provavelmente essas eram as intenções por trás desse discurso. Isso porque o Rothbard metia o pau em todos os políticos e burocratas, mas em argumentações teóricas prevalecia o tom de que nem todos os agentes do estado são corruptos ou mal intencionados.

      Concordo com o Luciano que não é uma boa estratégia pra fins políticos, e que politicamente é fundamental denunciar a pilantragem dos intelectuais orgânicos da esquerda, mostrando a todos como eles não passam de espertalhões que só querem se dar bem às custas do povo. Mas acho que é uma abordagem interessante pra fins teóricos, porque ajuda as pessoas (as honestas) a entenderem que o sistema é ruim e continuaria sendo ruim mesmo que os governantes fossem bons e os burocratas fossem todos honestos e bem intencionados. Sem esses argumentos é difícil convencer muita gente que o problema não parte da corrupção e da roubalheira, mas do estado em si, e que a iniciativa privada é mais eficiente que o estado pra tudo.

  8. Acredito que podemos comparar um Esquerdista com os fundamentalistas do ISIL: O mundo só pode existir nos moldes DELES PRÓPRIOS.

    Sendo assim, entre Eu e ELES, no que depender de mim os Esquerdistas estão ferrados…

  9. Todo esquerdista xinga o burguês depois de já ter pago suas próprias contas do mês. ( Bela rima!)
    Tive acesso a um texto original de von Mises que falava sobre a Mentalidade Anti-Capitalista e interpretei que ele dava um alerta sobre os anti-capitalistas, falsários por interesses próprios, onde ele classificou estes esquerdistas em vários grupos de “malandros” ou embusteiros, que pregavam contra o livre mercado, desde dos herdeiros preguiçosos de fortunas até os que haviam perdido suas “boquinhas” ou como os oficiais militares de alta patente que dependem da chefia. Todos nutrem temor e raiva da meritocracia do burguês comerciante.
    Um grupo é o dos “intelectuais” aristocratas que vociferavam contra o livre mercado e os burgueses. Esses aristocratas tornavam-se defensores altruístas de causas da pobreza, em busca de financiamento estatal e doações de viúvas afortunadas incautas! Detém estirpe e títulos de nobresa e botas com solas furadas, em mansões endividadas.
    Esses títulos hoje podem ser de doutorado… Basta que se convença um tesoureiro que lhe pague pelo sua autoridade em blá blá blá tudo pelos pobres!!!
    Chauí é aristocrática titulada e filósofa “do PT”, uma embusteira… São iguais. Vamos pegar um com autoridade maior, os “mais lidos” filósofos da esquerda hoje, como por exemplo Paul Singer, australiano, hoje Titular em Princenton, é também um defensor do aborto e infanticídio, se não der tempo. Famoso pela “defesa dos animaizinhos” e outras causas “nobres”…
    Bem lá no fim, no finzinho mesmo, esses inteligentinhos vão humildemente pedir e justificar qualquer coisa pela pobreza alheia: eu matei, eu roubei, eu fui prático, eu aliviei o peso dela de ter um feto parasita sugando a mãe pobre, fui filosófico pensador da dor da inveja, eu fui útil, fui coletivo e não egoísta, fui utilitarista e partidário… Eu fiz tudo isso pelos pobres, me respeite e me pague bem, que mal tem?!

  10. Todo comunista, sem exceção, é cúmplice de genocídio, é um criminoso, um celerado, tanto mais desprovido de consciência moral quanto mais imbuído da ilusão satânica da sua própria santidade. Nenhum comunista merece consideração, nenhum comunista é pessoa decente, nenhum comunista é digno de crédito.

  11. Muito bom texto Sergio!
    Pois, tenho um EX-amigo meu que, defende o PT, porque conseguiu um emprego Público, que lhe permite trabalhar o dia QUE QUER, na HORA QUE QUISER e, saindo A HORA QUE LHE CONVIER! Além disso, como trabalha em área judicial, tem ao menos 3 MESES DE FÉRIAS por ano (fora os “feriadões” que, não raro, se extendem por 4 ou mais dias). E, teme que, vindo o PT a ser expurgado do poder, também perca ele essa MARAVILHOSA MAMATA…

    Sim, todos os Esquerdistas, defendem algo para Sí próprios. E o fazem de tal maneira que bem cedo perdem quaisquer pudores morais e se tornam psicóticos e desumanizados tal qual um serial killer: Depois deste CRETINO, eu aprendi a não tenho mais a menor piedade de um Esquerdista.

  12. Isso é só uma parte… Você sabia que, por recomendação do Conselho Universitário da USP, UNESP e UNICAMP, o professor deve dar entre 8 (oito) e 12 horas semanais, no máximo, para se dedicar a “pesquisas”. A maioria são 10 horas de sala de aula para esse salário.

  13. O mais absurdo é que, por recomendação em portaria da Reitoria (tanto USP, UNESP e UNICAMP), aprovado pelo Conselho universitário, os professores em RDIDP (Regime de Dedicação Integral à Docência e Pesquisa) devem “equilíbrar” 40 horas entre as atividades, recomendando que as hora-aula estejam entre 8 (oito) e 12 (doze) por semana, e as demais divididas entre pesquisa e prestação de serviços à comunidade. A maioria concentra as idas à faculdade 2 dias por semana, no máximo 3.

  14. Muita desonestidade comparar Mises com neoconsta, Mises morreu há muito tempo e (sorte dele) nunca viveu aqui nem conheceu gente lixo como a dona Chuí.
    E nem todo comunista mente de propósito, sempre tem os idiotas úteis que são enrolados, inclusive um monte de gente que hoje se diz ‘direita’ já foi assim.

  15. Será que a extinta União Sovietica e outros paises do leste europeu estarão errados ao abandonar de vez a ideia do regime socialista? A própria China, dita comunista, pode ser observada como exemplo de sucesso do socialismo/comunismo? Por que então alguns idiotas tentam implantar essa ideia bolivariana/comunista na América Latina? Essas pessoas, ditas de esquerda, precisam manter um discurso, mesmo que comprovadamente demagogico, para se manterem no poder. Na realidade buscam o poder pelo poder e para se enriquecer.

  16. Marilena eu estou doida para sair da classe média.Doe dois terços do seu salário para mim que eu entro na classe A e vc na classe média.Só assim vc não vai me odiar.

  17. Com todo esse fla-flu entre socialismo x capitalismo, gostaria de saber se alguem ai leu o livro de do economista Thomas Piketty da França e que ele deixa bem claro que o buraco é mais em baixo .

  18. como disse Jacques Chirac, ex presidente da França: …para os socialistas, o que é deles é deles….mas o que é dos outros é para ser compartilhado….

  19. …Demagoga, farisaica, cara de pau sem vergonha. Deve ser Tão bandida quanto os seus amigos de bando: Lula, Lulinha,Dilma, Dirceu, Genuíno e resto do bando.

  20. A prof.ª Doutora. Marilena Chauí ganha este salário por possuir dedicação exclusiva na USP, incorporando Direção de Departamento , Pesquisa , orientação em mestrado e doutorado por toda uma vida, ela é uma trabalhadora da educação, alias diga-se de passagem que ela já é descontada da fonte, imposto de renda, previdência, portanto, não sonega impostos como muitos microempresários e empresários que são os maiores sonegadores de impostos neste país, sem citar que existe um monte de médicos medíocres que ganham muito mais que isso e não tem nenhum comprometimento com a saúde da população, ou seja, são mercantilistas da saúde, pelo menos ela tenta desenvolver um trabalho intelectual incentivando os alunos a adquirir conhecimento em um país que só estimula a sacanagem e que passa que o esperto tem que ser malandro, vagabundo e ignorante. É difícil viver num país que honra a ignorância e só se preocupa em adquirir bens de consumo. Muitos brasileiros trocam de 5 ou mais celulares por ano e não são capazes de comprar um livro. Isto é Brasil viva a ignorância e o fracasso escolar.

  21. Ela odeia a classe média, e digam-me qual classe ela pertence?Ela é rica por acaso?Nao, é pobre?Tb não, é classe média-alta, e idiota. Ela odeia a classe média pq não precisa das bolsas que o PT dá em troca de votos, pq a classe média estuda e não cai nas mentiras deste governo hipócrita, que finge que ajuda o povo e afunda o páis para se manter no poder.

Deixe uma resposta