A falsa acusação sobre Maria Corina Machado e a depravação abissal dos monstros totalitários da Venezuela. E tudo endossado por Dilma.

5
78

mariacorinamachado

A partir do dia que os chavistas saírem do poder (se saírem), as futuras gerações venezuelanas perceberão como a era atual deve ser lembrada: como algo de que eles devem se envergonhar.

Hoje, com a mídia controlada, eles não tem sequer a menor condição de perceber coisa alguma. Nem essa barbárie envolvendo a falsa acusação de “magnicídio” lançada contra Maria Corina Machado. Leia abaixo, conforme O Globo:

A deputada María Corina Machado depôs nesta segunda-feira no Procuradoria de Caracas para responder às acusações feitas pelo Ministério Público de que ela tramava um “magnicídio” como parte de um golpe para tirar Nicolás Maduro da Presidência do país. Maria Corina é uma das principais vozes da oposição ao chavismo no país e disse “não crer na Justiça submissa do regime”.

— Não podem me deter porque não cometi nenhum delito. Sou deputada — afirmou ela, antes de entrar no prédio da Procuradoria para depor.

Maria Corina reforçou seu papel de oposição ao governo da Venezuela durante a caminhada que fez até a Procuradoria, acompanhada de seguidores.

“Não há poder do Estado que possa ir contra a consciência dos cidadãos. Estou aqui por meu compromisso democrático”, escreveu.

“A caminho da Procuradoria armada com meus princípios e acompanhada da solidariedade de milhões de cidadãos que não se dobram”, escreveu ela no Twitter.

Após o depoimento Maria Corina voltou a postar mensagens na rede social ao lado de seus apoiadores, mas não fez comentários sobre o teor das perguntas.

Esse é o tipo de atitude que o governo do PT apoia. A liderança venezuela se mostra cada vez mais baixa, imunda, podre e moralmente deformada em um certo ponto que desafia a adjetivação.

E prestem muita atenção quando o PT começa a repetir incessantemente que “Aécio perdeu as eleições”, logo não teria mais direito de se expressar como oposição. Isso é um sinal de que o PT já pensa como os chavistas da Venezuela.

Só não conseguiu ainda censurar a mídia (oficialmente) e implementar os conselhos soviéticos. É só isso que falta para que gente como Aécio Neves e Ronaldo Caiado sejam versões brasileiras de Maria Corina Machado e Leopoldo Lopez.

Abaixo está a mensagem de Maria Corina Machado logo antes de se entregar aos monstros de Nicolas Maduro:

Anúncios

5 COMMENTS

  1. Luciano, se a mídia é a grande Jerusalém, a desmilitarização da PM seria o que? Considerando que a PEC 51 não se limita a destruir a PM, mas também centraliza todas as diretrizes da segurança pública ao Governo Federal, o que dará ao PT o controle bélico do país.
    A mim, parece que a questão da desmilitarização é tão importante quanto a questão da mídia.

  2. Falando em chavismo, é bem capaz que o ministro do STF Teori Zavascki tenha deflagrado um golpe duro na Operação Lava Jato com a soltura de Renato Duque. Augusto Nunes já chamou isso de prova de servitude para com o PT, e Reinaldo Azevedo disse que agora o precedente está aberto para livrar o resto dos empreiteiros. Vale lembrar que essa não é a primeira vez que Teori intervém na Lava Jato para ordenar a soltura de acusados.

    Pois bem. Não quero fazer insinuações maldosas, mas é bom que a oposição e os manifestantes anti-governo fiquem de olho nesse Teori. Talvez, TALVEZ chegue a hora de protestar contra esse ministro em particular num futuro próximo, a depender do encaminhamento das investigações. Melhor do que protestar contra “o aparelhamento do Supremo”, dar nomes aos bois e protestar contra ministros em particular pode ser uma estratégia mais acertada.

Deixe uma resposta