Da vitória da chapa “Reação” ao DCE da FURG. E um mea culpa…

29
132

gandhi_strategy

No dia 24/11 escrevi um post realmente ácido onde disse que chapa 3 (“Reação”) concorrendo ao DCE da FURG havia cometido um erro político imperdoável ao, dentre outras coisas, abandonar um recinto de debate após receber ofensas de uma chapa da extrema-esquerda.

Pois dois dias após aquele post, Heber Miranda, um dos líderes da chapa Reação, me contactou dizendo que eu não havia percebido um detalhe fundamental: fazer com que a extrema-esquerda perdesse a estribeira era parte da estratégia, pois um dos lemas da chapa Reação era focado no diálogo. Aquela situação então comprovaria que eu estava errado em minha análise, ao não perceber o contexto e a estratégia por trás daquele comportamento no debate. Desde aquele momento reconheci a possibilidade de estar errado em relação ao meu posicionamento.

E hoje veio a ótima notícia de que a chapa Reação venceu as eleições para o DCE da FURG. E não foi uma vitória qualquer. Veja o post deles no Facebook:

Após um conturbado processo eleitoral, marcado por baixarias e feitos lamentáveis por parte dos nossos adversários, a vontade da comunidade acadêmica representada no expressivo resultado das urnas ao nosso favor mostrou sua força!

Com o dobro da quantidade de votos conquistada pela chapa da situação (e superior às duas outras chapas concorrentes juntas), a comunidade estudantil da FURG nos proporcionou uma vitória acachapante!

A Universidade Federal do Rio Grande, num momento histórico do seu movimento estudantil, elege uma chapa que quebra décadas de uma hegemonia de esquerda. Não foi apenas um triunfo da Chapa Reação numa mera ‘disputa de poder’, mas uma vitória da FURG contra o obscurantismo ideológico e a utilização espúria do DCE para fins escusos. Uma vitória dos estudantes!

Um dos grandes bordões dos adversários recorrentemente lançados contra nós – sempre com algum adjetivo depreciativo/calunioso seguido do típico “não passarão” – se materializou no resultado das urnas contra eles mesmos: eles não passaram.

Saudamos os que não baixaram a cabeça e reagiram conosco em consonância com a nossa frase-lema de campanha de autoria do filósofo Edmund Burke: os bons fizeram algo! Muito obrigado a todos vocês.

Agora vamos juntos, com seriedade, responsabilidade, organização e diálogo, endireitar o DCE e fazer dele uma entidade realmente representativa do estudante. Que esta ‘onda azul’ mude a FURG e a sociedade que a financia para melhor!

Enfim, minhas sinceras desculpas por ter feito uma avaliação incompleta, e parabéns pela vitória merecida. Ao pessoal da Chapa Reação, em especial Heber (pelo puxão de orelha aqui mesmo neste blog): vocês realmente sabiam o que estavam fazendo, muito mais do que eu havia conseguido perceber.

Anúncios

29 COMMENTS

  1. Luciano,tenho a impressão de que eles fizeram fora do debate aquilo que nós cobrávamos no vídeo. Se é esse o caso, o erro não foi na análise, mas por supor que a campanha se limitava ao que aconteceu no vídeo. Provavelmente, eles explicaram em outros momentos da campanha a posição deles, de qualquer maneira estão de parabéns, e faço também minha mea culpa.

  2. Parabéns a eles. Continuo achando a postura desses candidatos no vídeo ruim demais (alguém deveria informar ao rapaz do centro que ele estava em um debate, e não no sofá da sala dele), mas ei, se a estratégia deu resultados, quem sou eu para reclamar…

  3. Em nome da Chapa Reação, agradeço pelo reconhecimento, Ayan. Admirável sua humildade em assumir o erro com este “mea culpa”. Felizmente deu tudo certo e obtivemos uma expressiva vitória com a estratégia que decidimos adotar. Mais uma vez, muito obrigado!

  4. Não tem nada a ver com esse assunto (ou talvez tenha) Luciano, porém eu achei esse artigo aqui quando vi uma tirinha liberalista do Maurício de Souza e fui pesquisar sobre, tendo descoberto que o Instituto Liberal era atuante lá por volta de 1994, tendo comprado uma série de Gibis que ensinavam o liberalismo para crianças.

    O texto é muito confuso, pois ela começa usando uma técnica de “desmascarar” o liberalismo, dizendo que ele se “apossou” do discurso de liberdade individual do Libertarismo e fez um exagero dele, criando um discurso de individualismo total.

    O texto é até uma crítica maneira, porém ela mistura uma explicação longa sobre propaganda infantil e porque ela é contra ela, colocando o liberalismo como um produto que estava sendo vendido, além de dizer que era uma propaganda enganosa, enfim, ela criticou a iniciativa do Maurício de Souza.

    No final do texto, você descobre algo incrível sobre esta mulher: Ela é feminista e ANARQUISTA. Bem, eu não sei li tudo pois o texto é mais uma explicação do que é propaganda do que uma refutação em si, porém achei interessante ver que essa mulher se incomodou com uma propaganda de 1994, sendo que hoje o tipo de propaganda que se faz para criança nas escolas é marxista, ora, eu não sei se isso já é um jogo que você tenha mapeado, porém parece que existe aí um jogo de criar uma histeria sobre fatos do passado, como se ele acontecessem no presente, ignorando completamente que algo do mesmo nível ocorre hoje. É como um tipo de distração do tipo: “Veja como esses monarquistas eram anti-democráticos!”, sendo que o risco de uma Monarquia hoje no Brasil é bem baixo, enquanto se nega a falar o mesmo do bolivarianismo, por exemplo, que ocorre agora.

    http://milc.net.br/2014/08/publicidade-dirigida-a-criancas-libertarismo-ou-liberalismo/#.VIDnmzHF9UU

  5. Tudo bom Luciano?

    Acho que já comentei, mas vale repetir aqui, já que é um post adequado:

    Na Unicamp há uma chapa de centro-esquerda. Para se ter uma noção do nível que a coisa aqui, as outras 3 chapas são compostas por membros do PSOL, PSTU e PCO (cada uma delas). Para eles o PT é “neoliberal”.
    https://www.facebook.com/unicampnadaseracomoantes
    Sim, eles levantam bandeiras de esquerda. e de movimentos como LGBT e feminista (NÃO MST :D). Mas de forma SECUNDÁRIA (no panfleto deles nem há menção a isso).
    Por outro lado, colocam como pautas PRINCIPAIS transparência nas contas do DCE, apoio ao empreendedorismo e empresas juniores, reformulação de grades curriculares… Não é listado, mas a pauta mais cara é liberdade de expressão (todos mencionam a imposição de idéias praticadas atualmente).
    As outras chapas estão em desespero, já há denúncias de fraudes.
    Por mais que eles sejam de esquerda, são de esquerda democrática, e do ponto de vista pragmático, caso vençam, será uma vitória formidável nesse micro-ambiente formador de opinião.

  6. Parabéns e desculpas também, vocês estavam certos de não responder baixaria com baixaria. Talvez tenha sido um trauma depois da eleição para presdentA…

  7. sou da mesma cidade onde se situa a FURG (RIo Grande-RS) e essa vitória da chapa 3 me pegou de surpresa e ao mesmo tempo me deixou muito aliviado, é bom saber que a cidade que ja chegou a eleger a dilma com 60% de votos agora tem faculdade com um DCE de DIREITA.

Deixe uma resposta