Em estilo Ron Jeremy, PT dá um empurrão no PMDB e no PP enquanto estes ficam de cócoras. Ou: o habeas corpus maroto para Renato Duque

7
111

ronjeremy

O ator pornô Ron Jeremy fez fama por “interpretar” personagens que sempre avacalhavam suas parceiras. Certa vez, uma personagem disse: “Eu sou uma estrela”. O personagem de Jeremy retrucou: “Ah, é uma estrela, não é?”. E ejaculou no cabelo dela.

Não sei por que essa cena (de um filme lá dos anos 80, do qual não me lembro o nome) me veio à cabeça após ler a notícia dizendo que o ministro do STF Teori Zavascki mandou soltar o ex-diretor da Petrobrás Renato Duque na última terça-feira.

Tudo isso enquanto o PMDB e o PP já estavam de cócoras. Lembremos o que disse Aécio Neves, conforme O Globo:

O presidente nacional do PSDB e candidato derrotado nas eleições, senador Aécio Neves (PSDB-MG) fez um duro discurso inflamado, afirmando que cada parlamentar da base aliada tem um “preço” para votar a favor da proposta que muda a meta fiscal de 2014. Ele disse que Dilma coloca o Congresso de “joelhos e de cócoras”. Aécio disse que estava se referindo ao fato de a presidente Dilma Rousseff ter condicionado a liberação de verba para pagamento das emendas parlamentares à aprovação da proposta que permite ao governo descumprir a meta fiscal de 2014. Dilma editou decreto liberando uma verba de R$ 444,7 milhões para as emendas, o que dá uma cota individual de R$ 748 mil para cada um dos 594 parlamentares (513 deputados e 81 senadores).

O discurso do tucano provocou gritos, aplausos e vaias dos parlamentares dos partidos da base.

— Não foi a verdade, a sinceridade que venceu essas eleições. Hoje, a presidente da República coloca de cócoras esse Congresso, ao estabelecer que cada parlamentar tem um preço. Cada um vale R$ 748 mil! Isso é uma violência jamais vista nesta Casa! Estarei vigilante. É triste hoje! — disse Aécio Neves, aos gritos, enfático e tendo a voz abafada por aplausos e protestos dos governistas, acrescentando:

— Hoje, a presidente da República coloca de joelhos a sua base no Congresso.

Mas o que tem a ver a servidão do PMDB e PP com a baixaria de Teori Zavascki?

Simples. O fato é que Alberto Yousseff e Paulo Roberto Costa estão falando tudo o que podem sobre os dois partidos. Mas no momento em que um ex-diretor mais ligado ao PT, Renato Duque, poderia começar a cantar igual aos outros dois, é marotamente liberado por Zavascki, que foi colocado como ministro do STF por Dilma Rousseff. É um mundo cheio de coincidências o nosso, não?

Agora Renato Duque pode ir para sua casa, apagar tantas provas quanto conseguir e fazer as combinações que quiser. Ele terá vida fácil, assim como o PT se livra de um problema. E quanto às mesmas mordomias para o PMDB e PP? Assim como Ron Jeremy fazia com suas parceiras, o papel dos dois é ser deixado para trás e humilhado em praça pública por um partido com o qual eles pensam ter parceria. Se há uma parceria do PT com PMDB e PP, é a famosa parceria Caracu, onde o PT entra com a cara e os dois partidos fisiológicos entram com o…

Qualquer um sabe que tudo aquilo que o PT puder fazer para não precisar mais do PMDB e PP, o fará.

Fiquem de olho nesse Teori Zavascki, pois se a soltura de Renato Duque fosse uma afronta apenas ao PMDB e ao PP, poderíamos até nos dignar a dar risada das bitches maltratadas pelo PT. Eu não gosto de ver nenhuma mulher ser maltratada contra a própria vontade, mas no caso das “bitches” do PT abrimos uma exceção. Infelizmente, também existe uma afronta a todo o povo brasileiro.

Mas é isto: enquanto o PMDB e PP ficam de cócoras, o PT morre de rir ao empurrá-los. É mais ou menos assim:

Anúncios

7 COMMENTS

  1. Eu sei pouco sobre mnemônica ou coisas do tipo, mas você relacionar um ator pornô, que te vei à cabeça, a Teori Zavascki, após ler a notícia dizendo que ele mandou soltar o ex-diretor da Petrobrás Renato Duque, tem tudo a ver; ou como diria Alborghett, é uma PU-TA-RI-AAAAA! He he he… E o povo brasileiro é tratado como a personagem do filme que se diz estrela. Estão estuprando a Constituição! O povo brasileiro é que precisa deixar de se f* e dar uma “pentada” violenta no PT: https://www.youtube.com/watch?v=W6OUbBcjLnc.

  2. Óbvio que pode haver uma razão legítima para a soltura de Duque (não li o alvará e portanto não sei dizer ao certo), então é bom que POR ENQUANTO a gente só fique de olho no Teori. O juiz Sérgio Moro é raposa velha e saberá lidar com essa baixa. Porém, se lá na frente ficar comprovado que Renato Duque tinha mesmo culpa no cartório (o que já aconteceu uma vez, quando Teori mandou soltar Paulo Roberto Costa e obrigou Moro a expedir um novo mandato de prisão), terá chegado a hora de botar esse Teori Zavascki na roda do discurso anti-PT.

    No mais, péssimas analogias essas do texto, hein?

  3. Hahahahahahahaha, sou seu leitor há mais de dois anos e sempre notei que suas referências cinematográficas são geralmente obscuras.
    Aliás, um tempo atrás você colocou aqui o trailer de um filme chamado “À Beira da Loucura”, sobre um escritor de terror que desaparece. Eu fiquei interessado, baixei e achei bem interessante. Valeu pela dica.

Deixe uma resposta