Por que a questão Bolsonaro X Rosário nos leva para a Dinamarca da época da polêmica das charges de Maomé?

38
129

revolta-islamica-gaza-caricaturas-maome-44d6

Mais um post (o terceiro do dia) em que a polêmica Bolsonaro X Rosário é citada? Sim, mais um, pois me perguntaram: “Luciano, você, como estrategista político, não seria melhor deixar de defender Bolsonaro?”. É o contrário. Qualquer menor instância de notícia deste assunto tem servido para provar, de uma maneira geral, que muitos de nós estamos nos comportando igual alguns europeus. Estes, em certo momento, começaram a achar que os chargistas do Jyllands Postén (da Dinamarca) estavam mais errados que os radicais islâmicos assassinando pessoas. (Veja o vídeo ao final deste post)

É nesta armadilha que não podemos cair. Não podemos transformar uma piada grosseira em crime apenas por que o PT tem intenção de esconder um crime dos seus.

Eu posso criticar (como critiquei) o Bolsonaro à vontade. Meu primeiro post sobre o assunto foi uma crítica até ácida demais a ele. Mas isso não implica que eu tenha que renegar a civilização.

Note que eu entendo que muitos de nós estejamos impressionados com a sensibilidade artificial histérica dos petistas. Assim como na época muitos ficaram a favor dos radicais islâmicos, mesmo que esses tivessem matado mais de 150 pessoas por uma bobagem. Na época, muitas dessas pessoas de boa fé diziam: “o erro está com os chargistas do Jyllands-Posten”.

Mas é esse comportamento complacente com os violadores da liberdade que estimula as barbáries. Essas pessoas, inocentemente, acham que ao serem conciliadoras, estão colaborando com a paz. Na verdade, promovem a guerra. Mesmo que de forma inadvertida.

Sei que alguns do nosso lado se sentem bem ao dizer “Abaixo Jair Bolsonaro”, esquecendo-se, é claro, do crime de Maria do Rosário. Talvez esperem afagos dos petistas e até citações deles: “Está vendo, até (x), que é da direita, diz que Bolsonaro está errado”. Quem estudou o fenômeno do comportamento apaziguador na época das charges de Maomé viu que muitos adeptos da liberdade também ficaram contra os chargistas do Jyllands-Posten, na mesma medida em que se esqueciam dos crimes dos radicais islâmicos.

Eu prefiro dormir com a consciência tranquila. Posso repudiar várias das ideias de Jair Bolsonaro (inclusive as declarações feitas contra FHC no passado, a defesa das estatizações e até a defesa do regime militar), mas isso não me impede de notar que ele tem a liberdade de expressão de fazer uma piada grosseira sem ser tratado como um criminoso por isso. Como se afronta pouca fosse bobagem, ninguém menciona o crime de Maria do Rosário.

Eu me recuso a ficar a favor dos radicais islâmicos contra os chargistas do Jyllands-Posten da mesma maneira que me recuso a ficar do lado dos petistas contra Jair Bolsonaro.

Em tempo: melhor seria se Bolsonaro tivesse gritado “Polícia, Polícia”, e visto os petistas correndo em debandada. Segundos depois, ele poderia dizer: “Calma, era brincadeira, gente!”. Seria mais efetivo do que usar uma piada grosseira. Mesmo assim, a famosa declaração grosseira não é um crime sob qualquer análise feita sob um debate moral que queira ser levado a sério.

Em tempo 2: sob a ótica da estratégia política, qualquer crítica do nosso lado a Jair Bolsonaro deveria ser acompanhada por críticas muito mais contundentes à Mária do Rosário. Os apaziguadores, é claro, não tem essa prioridade.

Anúncios

38 COMMENTS

  1. E lá vai o Reinaldo meter os pés pelas mãos fazendo uma condenação moral ao Bolsonaro para mostrar ao mundo que não faz política e é independente. Essa “jequice” dele me incomoda um tanto. Segue a mensagem que mandei a ele. Acho que ele não vai aprovar.

    Reinaldo, acho sua opinião no caso errada e incompleta, sem dar detalhes a contexto e pormenores. Me incomoda também a quantidade de vezes que você repete que “apanhou da ditadura”, coisa que qualquer leitor seu já sabe. Uma vez, duas vezes, vá lá. Só que você já deve ter repetido isso dezenas de vezes. Parece uma vontade extrema de demostrar um suposto heroísmo para gerar autoridade argumentativa diante do interlocutor. Com petralhas, entendo a tática. Com anti-petralhas, não concordo. Mas até aí é questão de opinião e postura.

    Agora, quando você insiste num argumento errôneo para tentar provar sua posição é algo decepcionante. Já não é a primeira vez que você diz que Bolsonaro é o extremo oposto de Jean Wyllys usando o argumento de que este aumentou em 10x sua quantidade de votos. Dá a entender que ambos se alimentam de radicalismos moralmente iguais para benefício mútuo. Ocorre que a quantidade de votos que Jean Wyllys teve agora em 2014 foram tiradas dentro de uma base que JÁ VOTAVA no PSOL e/ou na extrema esquerda. Jean Wyllys aumentou sua votação, mas Chico Alencar e Jandira Feghali diminuíram. A quantidade total de votos nos 3 somados foi praticamente estável entre 2010 e 2014. Já Bolsonaro passou de 120 mil em 2010 para quase 500 mil votos em 2014. De 11º mais votado para o 1º.

    Não se deve julgar tamanha votação a alguém que tem histórico parlamentar (não se trata de um Tiririca) e reconhecida honestidade como um movimento de radicais ou “coisa de tontos”. Eliminar a intrínseca imoralidade ideológica de Jeans Wyllys da equação, definindo que esse tipo de gente e Bolsonaro “se merecem” não é apenas uma bola fora. É ESTARRECEDOR vindo de você.

    Bolsonaro pode e deve ser criticado sim. Concordo com todas as críticas que o blogueiro Luciano Ayan faz dele. Mas elas focam em resultados que suas atitudes podem causar no campo anti-petista. Você leva a coisa para o julgamento pessoal e chegou até a chamar “os bolsonaros” (assim, no plural) de aproveitadores.

    Claro que escolhemos aqueles que respeitamos. Mas seria bom escolhermos O QUE respeitamos também. Quando FH mobiliza esforços junto a rematados vigaristas para aprovar liberação das drogas em nível internacional, o máximo que merece de você são críticas leves e respeitosas. Quando Bolsonaro responde a canalhas da esquerda que o acusam de crimes bárbaros ironicamente, mas com a devida contundência que sempre sentimos falta na oposição, você o condena moralmente. Não gosto. Não concordo. No final das contas, somos todos contra os petralhas. Discordâncias farão parte. Ainda bem que é assim.

    • Ao atacar o Bolsonaro, Reinaldo ataca a potencial candidatura a presidente do deputado. Ele faz o serviço sujo para o psdb. Em 2018, em vez de duas fortes candidaturas anti-PT (Aécio e Marina), o Bolsonaro pode arrastar alguns milhões de votos, o que pode ferrar definitivamente com a candidatura psdbista. Urge desconstruir a figura do Bolsonaro. Os ataques ao provável candidato, vindo de setores do psdb, vão aumentar na mesma proporção do aumento da sua popularidade nos meios.

      • Exato.

        Logo percebi que todo esse ataque, beirando o irracional e o ridículo, do outrora aparentemente sensato Reinaldo Azevedo contra o Bolsonaro é uma manifestação de tucanice, ou infelizmente e mais precisamente, de TUCANALHICE.

        Uma demonstração de frescurismo politicamente correto, típico do esquerdismo enrustido do PSDB, somado ao MEDO do crescimento da popularidade de Jair Bolsonaro, o qual encarna uma oposição mais autêntica e contundente à esquerdalha, muito mais do que o tucanismo bunda-mole.

        Aliás, é bom notar que o bunda-molismo típico do PSDB, apesar de todo seu propalado anti-petismo, gosta de defender muitas das bobagens que os esquerdopatas mais assumidos defendem (criminalização da “homofobia”, apoio ao racialismo, vitimismo feminista, etc.)

        E taí a “caça ao Bolsonaro”, em que petistas, psolistas e tucanistas se unem em chiliquinhos indignados, irmanados em idiotice e pilantragem, pra não deixar dúvidas sobre a farinha do mesmo saco de que são feitos.

    • Eu não vi nada de mais no texto do Reinaldo.Ele criticou tanto o Bolsonaro, quanto Maria do Rosário e o ex-bbb deputado, dizendo que eles, no fundo, são farinhas do mesmo saco e precisam do outro para sobreviver politicamente (o que eu concordo).

      • São farinha do mesmo saco no sentido de que a direita aproveita pra se promover com a estupidez fora da curva de certas pessoas da esquerda, e a esquerda aproveita pra se promover com a estupidez fora da curva de certas pessoas da direita.
        Sem Bolsonaro a ‘direita’ (que na verdade nem existe no brasil) estaria muito melhor.

      • Slaine, nada disso.

        Todos fazem parte de uma dialética. Assim como o PT tem o PSOL, a direita vai ter que tolerar seus mais radicais. E DEVE DISCORDAR deles, é claro.

        Mas falamos de coisas diferentes. É claro que nessa questão o psicopata criminoso não é o Bolsonaro.

        Abs,

        LH

    • Já falei 1 milhão de vezes que o Reinaldo Azevedo não é de direita, ele é de esquerda (PSDBista social democrata) e tenho que admitir que sabe se vender muito bem. A única coisa que ele faz de bom é bater no PT, em todo resto nada do que ele fale deve ser levado em consideração.
      Se ele diz que levou porrada na ditadura (que não acredito que tenha sido tanta assim e também não sei se durante o período estava associado com os esquerdistas fazendo baderna), o que estão fazendo com o Bolsonaro é bem pior do que levar com um cacetete nas costas.
      Quanto aos filhos do Bolsonaro, qual é o problema? Se os filhos dele possuem um eleitorado absorvido do pai e o utilizam para uma finalidade boa, então que tirem bom proveito dele ué!
      Não vi nenhuma crítica ao Bolsonaro neste texto do Reinaldo digna de sinceras considerações.

      • Reinaldo esquece então que TODA A FAMILIA NEVES há pelo menso 4 gerações VIVEM EXCLUSIVAMENTE de PARASITAR O ESTADO.

        Reinaldo era um militante TROTSKISTA, um marxista Trotskista com mais de 30 anos e agora parece até esposa do Jose Serra, um totalitário ainda marxista. Serra que não fez uso da CPMF exclusivamente para a saude acabou piorando a saude estatal e arruinou a saude privada impondo contratos unilaterias aos planos e ainda aplicando-lhes impostos a titulo de repasse apara a saude estatal. …Foi o mais nefasto destruidor da saude, pois que arruinou a saude privada fazendo com que os planos subissem excessivamente e tivessem custos maiores. Ademais, para “compensar” o canalha com suas idéias de maníaco e mão leve, conseguiu fazer com que os PEQUENOS PLANOS se acabassem, promovendo assim os grandes planos que, com custos adicionados e com menos concorrentes, subiram seus preços e a saude privada foi para o saco!!!

        E era exatamente essa a intenção do maníaco totalitário ainda marxista josé serra, a paixão de RA.

  2. Bolsonaro desenhou uma charge de mau gosto de nossa versão tupiniquim de Maomé em resposta a uma fatwa emitida pelo Bonde da Rosário – fatwa que, aliás, afronta nosso Código Penal.

    Será que os Aiatolás de nossa esquerda devem triunfar como seus inspiradores originais triunfaram na Dinamarca em 2005?

  3. Luciano, umas que rendem análises interessantes:

    1) Sobre colar frames nos adversários, chamar de “esquerda caviar” os marxistas-humanistas-neoateístas que usam os ditos da Escola de Frankfurt está dando muito certo. A prova disso? Este artigo de Rosana Pinheiro-Machado em que ela despeja um palavrório acusando de desonestidade intelectual quem usa tal termo. E aqui inclusive caímos em uma análise de uma rotina que as pessoas vêm pedindo por aqui há um bom tempo: a de que ser MHN não significa fazer voto de pobreza.
    Aliás, a tal xará da cantora de “Como uma Deusa” usa a história de que o bem-estar dos países ricos foi construído em cima da espoliação de povos inteiros. E aí perguntaremos que povos países com Suécia, Noruega, Islândia e Finlândia espoliaram, ainda mais considerando que são países com histórico de longo prazo de serem bastante fechados em si e a Finlândia ainda tendo de conter uma União Soviética furiosa que queria anexar a terra da Nokia;

    2) Também achei este artigo interessante em um site católico falando contra a desmilitarização da polícia. Gostei bastante do detalhamento que o cara dá para que se desista dessa coisa que inclusive foi defendida pela Comissão da Verdade (aqui com muita cara de ser conclusão tomada desde o início e que só tentou encaixar os fatos para tentar justificar a proposição);

    3) E já que falei de Comissão da Verdade, continuo batendo na tecla da desumanização das vítimas dos guerrilheiros. Reinaldo Azevedo deu uma na ferradura ao falar de Bolsonaro e municiar os MHNs, mas deu duas no cravo ao falar da parcialidade de uma comissão que deveria ter buscado um panorama mais amplo do que aquele que sabíamos em que sabíamos que eles iriam ficar, como se pode ver aqui e aqui. A isso some-se também o depoimento de José Paulo Cavalcanti, criminalista que fez parte da Comissão, falando que deveriam também ter falado sobre aqueles cujas vidas foram subtraídas ou altamente prejudicadas pelos MHNs há uns 40 a 50 anos. Temos também versões conflitantes sobre a morte a bala de Napoleão Felipe Biscaldi, em um confronto entre agentes da repressão e guerrilheiros em 1972 e o Clube Militar falando que vai entrar na Justiça contra a Comissão;

    4) E para finalizar, diz o procurador federal Helio Telho, de Goiás, que após o Petrolão teremos o BNDESão.

    • Não sei se o Ayan vai concordar, mas eu acredito que a melhor resposta para o socialista que vem com essa lorota de que “ser de esquerda não é fazer voto de pobreza” seria perguntar para essa pessoal qual país socialista se tornou próspero.

      BNDESsão?Hoje mesmo eu li que já podemos ter um Eletrolão.
      Esse governo é escândalo atrás de escândalo.

  4. Luciano, vc viu a defesa do Bolsonaro feita pelo Olavo, publicada no blog do Reinaldo Azevedo?
    ”creio ser necessário lembrar que ele não disse que a colega MERECIA ser estuprada, o que seria, sim, apologia do crime (aliás cometida pelo sr. Paulo Ghiraldelli impunemente contra a apresentadora Raquel Scheherazade), mas disse que ela NÃO O MERECIA, o que é uma observação sarcástica de ordem estética e nada mais — #####injusta, no meu entender, já que a sra. Maria do Rosário não é tão feia assim.#####’

    Então é a estética que diz se uma mulher merece ser estuprada? Que defesa estúpida.

    Entenda o discurso de Bolsonaro honestamente.

    1. Ele é contra o estupro (e já declarou isso várias vezes, até em projetos de lei rejeitados por Rosário)
    2. Ele diz que SE FOSSE estuprador, nem Maria do Rosário mereceria ser estuprada por ele

    Você não reconhece que está escondendo (1) para vender (2)?

    • Ele pode até ser contra estupro mesmo (quem é que vai se dizer a favor?) mas o que ele disse não foi isso aí não, essa é a sua interpretação.
      Eu não sei qual a vantagem na ‘guerra política’ de defender o que a direita tem de pior, mas vc quer, então vai fundo.

      • Aí que está. Ninguém está “defendendo” Jair Bolsonaro. Aliás,a questão não é mais Bolsonaro, mas a ENCENAÇÃO HISTÉRICA do PT sendo tomada como fato. Você pode, logicamente, espinafrar o Bolsonaro, mas se não olhar o contexto, onde Maria do Rosario praticou um crime ainda maior, estará praticando o relativismo moral.

        E aí na guerra política você deixa um adversário sujo passar incólume…

    • ‘Ele diz que SE FOSSE estuprador, nem Maria do Rosário mereceria’…
      Então ainda está errado porque esse verbo MERECER implica que a mulher fez algo pra ter aquela punição.A tal dona lá não ‘merece’ pq é feia, então se fosse bonita ia ‘merecer’? O que a mulher bonita fez de errado?
      Luciano, não dá pra corrigir uma merda dessas.

      • Slaine,

        É lógica pura. Não caia na encenação histérica do PT para julgar o certo e o errado.

        Se eu disser:

        (1) Sou contra o roubo e o assalto, jamais faria isso
        (2) Mas se eu fosse assaltante, nem o carro de (x) merecia ser roubado

        O que pode ter aí? No máximo uma piada a respeito do carro de (x).

        Nada mais.

        O resto é encenação histérica de um partido psicopata, especialista em manipular as emoções alheias.

        Abs,

        LH

      • Palavras do Bolsonaro na TRIBUNA do Congresso: “Há poucos dias tu me chamou de estuprador no Salão Verde e eu falei que não ia estuprar você por que você não merece.”

        Como diria Jack, vamos por partes:

        a) Palavras do Bolsonaro na tribuna do Congresso -> portanto coberto pela imunidade parlamentar;

        b) “Há poucos dias” -> locução que indica que o que se segue é a descrição de um fato passado e não é crime ou quebra de decoro LEMBRAR, na tribuna, um fato comprovado;

        c) “tu me chamou de estuprador no Salão Verde” -> o TU revela que o deputado está se dirigindo, exclusivamente, a Maria do Rosário;

        d) “e eu falei que NÃO ia estuprar você” -> o VOCÊ não deixa dúvida de que ele se dirige, exclusivamente, a Maria do Rosário e, ao contrário do que quer fazer crer os vitimistas, ele disse claramente que não ia estuprar a petista, portanto inexiste ameaça na sentença;

        e) “por que você não merece.” -> o VOCÊ significa que ele se dirige, exclusivamente, a Maria do Rosário. Não há, nesta sentença, nenhuma referência a outras mulheres. Transformar um “por que você não merece” em “por que você, ao contrário das outras mulheres, não merece” é a mais pura desonestidade intelectual, algo digno de psicopatas oportunistas.

        O deputado Bolsonaro parece ser moderado com relação a processos na justiça, preferindo relevar as ofensas que recebe. Quando se trata do público em geral e dos seus colegas políticos, entendo a cautela. Porém, no caso da representante do MPF, ele deve consultar seu advogado e meter um processo nos cornos da patrulheira esquerdista. O comportamento da ala ideológica do MPF é imparcial e persecutório, se ele deixar passar em branco, outros processos virão.

      • Em inúmeras reportagens vemos parentes e amigos das vitimas, em sua dor e inconformidade, sentenciarem…
        Dizem os familiares e amigos das vitimas:

        – “ELE NÃO MERECIA MORRER ASSIM”
        – “ELE NÃO MERECIA SER ASSASSINADO”
        – “ELE NÃO MERECIA ISSO”

        Pergunto se estas pessoas estariam dizendo que:

        – Todos os demais merecem morrer assim?
        – Que os demais merecem ser assassinados?
        – Que os outros merecem isso?

        …Só safados para darem tal canalhosa interpretação a tais frases.
        Tais salafrários politiqueiros se valem da dicotomia implicita para manipularem falaciosamente. Afinal, a estupidez humana é BINÁRIA e a tudo interpreta através de dicotomias. Assim, inferem que se A é contra B e C é contra A, então C é a favor de B. É a FALSA LÓGICA em ação na politicalha safada.

        Estão induzindo à inferencia de que se Bolsonaro afirma que ela não merce ser estuprada, por ser feia, que ele estaria afirmando que as belas merecem. A inferência é falsa, é forçada pela indução à polaridade binária ou MANIQUEÍSMO.
        Aliás a farsa da política é exatamente forjar MANIQUEÍSMO.
        Vide atribuirem o Nazismo à direita por conta de Hitler ter atacado a Russia/URSS. Porém, com tal safadeza se negam a realidade de que Hitler TAMBÉM ATACOU A INGLATERRA.

        É como se dissessem que uma facção criminosa é policial pelo fato de entrar em conflito com outra.

        O Comando Vermelho tem uma disputa contínua – combate – o Tereceiro Comando no Rio de Janeiro. Nem por isso se há de dizer que uma das facções pertence à policia.

        Aliás, percebo com estranheza o fato de após o PT assumir a presidencia não haver mais menções às atividades das facções criminosas. Não mais se menciona nas reportagens o Comnado Vermelho o Terceiro ou o PCC. Raramente nomeiam as facções preferindo apenas falar e “facção criminosa”. Da mesma forma no assassinato da familia de policiais em SP a primeira medida tomada, MINUTOS ANTES da DESCOBERTA dos CORPOS foi AFIRMAREM QUE “NÃO FOI UM CRIME DO PCC” …Como que de antemão inocentando a facção antes mesmo de qualquer perícia ou investigação. …e o caso Marcelinho ficou muito mal explicado, TAL E QUAL O CASO CELSO DANIEL, ONDE MESMO 7 TESTEMUNHAS SENDO ASSASSINADAS AINDA ASSIM AFIRMA-SE UM “CRIME COMUM”.

      • ‘Estão induzindo à inferencia de que se Bolsonaro afirma que ela não merce ser estuprada, por ser feia, que ele estaria afirmando que as belas merecem.’

        Isso não faz sentido.
        Supondo que isso seja verdade, que ele pra ele as bonitas não merecem, e que pra ele as feias também não merecem, que foi o que ele falou, então pra quê colocar beleza na história?
        Botem os pés no chão, não tem como consertar isso.

        RESP

        Simples. Bolsonaro trocou a ofensa “estuprador” por “mocreia”, algo muito mais leve. A forma pela qual ele fez isso foi uma piada.
        Já citei em um texto recente.
        É como dizer “seu carro não merece ser roubado”, para dizer que o carro é um lixo. Não significa que o sujeito é ladrão, mas que SE FOSSE, nem assim ele acharia o carro dele digno de ser roubado.

        Qualquer pessoa é capaz de responder:
        (1) você é estuprador? sim ou não
        (2) se fosse estuprador, teria um critério para escolher quem estuprasse? sim ou não
        (3) tendo esse critério, você é capaz de definir alguém como merecedora de estupro? sim ou não

        O resto foi encenação dos petistas.

  5. Belo momento o Capo di tutti i capi escolheu pra ir depor na Polícia Federal, passou despercebido que o homem mais poderoso desse país nos últimos 25 anos tenha ido depor na PF. O assunto que comandou os noticiários e as redes sociais é a discussão entre parlamentares do PT e do PP.

    • Eu reforço a recomendação desse artigo. Foi um dos mais completos que já li sobre o assunto. Devido ao tom em que foi escrito, é especialmente bom pra se mostrar às pessoas honestas e feitas de açúcar, que se ofendem com qualquer coisa.

  6. Parabéns Luciano, concordo com sua análise, mesmo que Bolsonaro tenha “escorregado” na resposta ou na ironia, muito pior é a agressão em si, proferida por ela, Maria do Rosário.

    O que é pior, a agressão ou o crime (ofender bolsonaro e defender os estupradores) ou a resposta a eles? Mostra o histerismo da Maria do Rosário e dos esquerdistas.

    Sobre o Reinaldo Azevedo, pisou na bola, não viu o episódio no seu contexto, entrou na onda, foi mais um que quis ser “politicamente correto”, logo ele que sempre combate isso, e logo contra os mal-caráteres, cínicos, falsos esquerdistas, que não estão nem aí para suas concessões ou agrados.

  7. Apesar de ser grosseiro as vezes, Bolsonaro é simplemente o maior opositor do PT hoje no Congresso. Nenhum outro se manteve tanto tempo atacando o PT com tanta força e sem se corromper ou aceitar troca de favores para se calar. Ele chama mais atenção na internet que qualque lider tucano. E é bastante atento, conseguindo descobrir os truques petistas.
    Uma derrota de Bolsonaro agora pode significar mais outra vitoria simbolica para os esquerdistas, igual foi a censura a Raquel Sheherazade. Ficará a mensagem, qualquer um que lutar contra a doutrinação cultural esquerdista será calado, seja uma das mais famosas ancoras do Brasil, seja um deputado com meio milhão de votos.

  8. Por volta de 1992, Ulisses Guimarães “PRESIDENTE DA CONSTITUINTE” , pegou o microfone e xingou(igual ao Bolsonaro) Fernando Collor de “velhaco”. Como Collor tinha xingado Ulisses antes e em off; Ulisses nada sofreu. Só me lembro deste caso, se souber mais algum, sugiro que cite. OBS: Não concordo com o Bolsonaro, Porém além do fato não ser tão grave, QUEM MAIS VAI ENFRENTAR ESSA TURMA. OU “Quem ira nos defender” (Chapolin)

  9. Reinaldo é colunista da Veja, e é forçado a seguir a linha editorial, ou é demitido.
    A Veja (PSDB) sabe que se Bolsonaro concorrer a presidência da república, vai sugar os votos dos tucanos como um aspirador de pó.
    Assim, preferiram incinerá-lo agora, sob qualquer motivo que seja, para que não surja um grande lider, o que culminaria com o fim do PSDB, que seria varrido para o lixo da história.

    • Sua analogia é falha porque Bolsonaro luta contra estupradores e o ato do estupro através da PL-5398/2014 que aumenta a pena para os crimes de estupro e estupro de vulnerável, exige que o condenado por esses crimes conclua tratamento químico voluntário para inibição do desejo sexual como requisito para obtenção de livramento condicional e progressão de regime.

    • Eu concordo que não deve ser considerado um delito, até por que por mim qualquer um pode falar o que quiser, contanto que não agrida ninguém.Mas o que eu tava comentando não era isso, eram os argumentos dele.

  10. Cuidado com as palavras!!!!

    Só agora ficamos sabendo que se dissermos a alguém “você não merece uma bala” estaremos, em sentido contrário, a dizer que todos os demais mereceriam, e, portanto, cometendo o delito de incitação ao crime de homicídio (ou seria de lesão corporal?? kkkkkkk).

    É uma piada!!! kkkkkkkk

    E o “homem da lógica” endossa isso!!! Outra piada!!! kkkkkkkkkkkkkk

Deixe uma resposta