A fórmula para “retirar” uma trava mental para a guerra política? Ou: fatos sobre Jair Bolsonaro e Luciana Genro como uma grande lição.

55
178

tearsofthesun

Há quem tenha reclamado da excessiva atenção que eu dei ao caso Bolsonaro X Rosário. Foram nada mais nada menos que seis posts nos últimos dias. Alguns acharam que eu “estava perdendo o foco”. Ao contrário, estava estudando um padrão comportamental e me posicionei diante de uma série de reações que, mais do que nunca, foram perfeitas para que eu concluísse o mapeamento de um modelo comportamental. E conseguisse até pensar em um esboço de como podemos tratar esse detalhe.

Pois bem, eis o passo a passo de como funciona a reação política de qualquer ser humano:

  1. Existe um evento do mundo (relacionado a uma questão política)
  2. O indivíduo localiza em seu cérebro um sistema moral e como esse sistema se comporta em relação a esse evento e essa questão
  3. O indivíduo compreende e entende os seus objetivos políticos
  4. A ação de reação ao evento do mundo (visto no passo 1) é, então, definida, para cada agente envolvido
  5. A priorização e contínua reavaliação de (4) é definida em termos de prioridade

Vamos interpretar esse modelo.

O item (1) ocorre para todos, independente de alguém ser de direita ou esquerda. Ou até republicano ou bolivariano.

E é exatamente no item (2) que ocorre o primeiro “ branch”. A extrema-esquerda tem um sistema imoral no qual tudo é válido, desde que sirva ao resultado. A direita, o centro e a esquerda moderada tendem a achar que há um sistema moral padronizado, com diferença clara entre certo e errado. Por enquanto, nenhum problema grave. Aliás, seria tudo a nosso favor não fossem os próximos 3 passos.

No item (3), a extrema-esquerda localiza muito rapidamente seu contexto e objetivo. Muitos republicanos, ao contrário, “travam” nesse exato momento. E no caso onde conseguem se sintonizar, muitos tendem a errar em termos estratégicos e táticos.

No item (4), exatamente pelo desastre já ocorrido no item (3), os danos se ampliam. A extrema-esquerda seleciona suas ações, de forma adequada, por já ter feito um trabalho de localização de objetivos.  Mas os republicanos podem errar no que é preciso ser feito, por não terem compreendido o contexto e o objetivo de suas ações.

O item (5), como era de se esperar, prolonga o erro dos passos (3) e (4), pois  os objetivos não estão claros, e as ações estão desfocadas. Especialmente por esses motivos, a própria priorização dos esforços é inadequada.

Dá para notar que o cérebro do republicano em muitos casos entrou em colapso no item (3). Isso não para todos, mas para a maioria.

Agora vejamos o caso do PT com Luciana Genro. Os primeiros não tem ido com a cara dela, que fez várias declarações desagradáveis para o PT. Mas quando ela usou termos agressivos contra Aécio Neves em um debate, o PT usou as frases de Luciana para atacar Aécio. Pergunta: por que o PT usou a seu favor declarações de Luciana Genro para atacar Aécio?

Por que eles passaram pelos cinco passos do framework da ação política sem problema. O cérebro deles tende a não colapsar um momento sequer. Eles podem até discordar de Luciana Genro e criticá-la, mas, em essência, vão atacar o inimigo prioritário.

Pois então ontem  me mandaram um texto de Reinaldo Azevedo relacionado à questão Bolsonaro x Rosário:

É claro que, quando este senhor dispara aquela barbaridade contra Maria do Rosário, por mais eu execre — e execro — a atuação da petista,  justamente ao criticar as conclusões absurdas da Comissão Nacional da Verdade, está é ganhando o aplauso de alguns extremistas de saliva — não mais do que isso — que o admiram, quem sabe ganhando uns votinhos a mais, e prestando um grande serviço à esquerda.  Aliás, Bolsonaro é o mais importante aliado objetivo de esquerdistas doidivanas e do colunismo mixuruca, que o tratam como um espantalho, como se ele representasse um risco real de retrocesso institucional. Não representa nada! Todo mundo sabe que os militares não dão a menor bola para o que ele diz.

O Conselho Nacional de Direitos Humanos entrou com uma representação contra o deputado na Procuradoria-Geral da República. PT, PCdoB, PSOL e PSB recorreram contra ele no Conselho de Ética. Olhem aqui: já defendi, no passado, o direito que tem Bolsonaro de ter a opinião que quiser sobre os mais variados assuntos. O que testa a nossa tolerância é ouvir coisas que os outros dizem e que julgamos detestáveis. Mas direito de afirmar que estupro é matéria de merecimento, valorando positivamente a violência, bem, esse direito, ele não tem, ainda que seja pura retórica e estridência meio circense. É retórica, sim, mas ele está obrigado a seguir o decoro da Casa.

Se for punido, não derramarei por ele uma única palavra. Não terá sido por delito de opinião, mas por expressar uma opinião delituosa. Esse tipo de comportamento e essas declarações só colaboram com o pior Brasil, num extremo e no outro. Não! O lixo dito por Bolsonaro não é “de direita”. É apenas, repito, uma boçalidade.

Se seus seguidores nunca mais quiserem ler meu blog, paciência. Eu não combato o lixo moral da esquerda porque aceite agressões à ordem constitucional, aos fundamentos da democracia e à civilização. Eu o combato justamente porque não as aceito. E não seria Bolsonaro a me fazer mudar de ideia.

É evidente que Reinaldo Azevedo vai bem só até o passo (2). Há quem tenha dito que ele é um tucano querendo “tirar Bolsonaro da parada para ajudar o PSDB”. Mas é difícil acreditar em um erro tão gritante, principalmente por que se passaram apenas três meses depois de seu erro cometido no primeiro turno. Lembremos que ele decidiu atacar Marina muito mais do que Dilma por algumas semanas, achando que beneficiaria Aécio (foi o contrário, Aécio só cresceu quando começou a atacar Dilma em debates – porém, na fase em que todos queriam bater na Marina, Aécio não cresceu, apenas Dilma).

Se a tática for essa, é óbvio que falamos de uma tática errada, pois o PT já está atacando tanto Jair Bolsonaro que o mesmo não tem mais chance alguma de disputar qualquer cargo mais ambicioso.  Vou voltar para a hipótese de engano mesmo, ao invés da intenção de “ajudar os tucanos”.

Agora é o momento de irmos para Lágrimas do Sol, um filme de ação dirigido por Antoine Fuqua, estrelado por Bruce Willis e subestimado pela crítica. Veja esta cena:

No filme, vários soldados norte-americanos estão na Nigéria e precisam salvar pessoas em uma tribo, atacada por um exército de rebeldes genocidas. Em uma cena, um dos soldados norte-americanos vê um rebelde estuprar uma mulher e arrancar os seios dela. A mulher acaba morrendo. Após ver tanta atrocidades dos rebeldes, um dos soldados norte-americanos dá uma facada no estuprador.

Agora vamos retirar essa cena do filme e transportá-la para algo acontecendo em nossos dias. Imagine agora os norte-americanos dizendo: “o esfaqueamento de um rebelde genocida é a maior aberração da história da humanidade” (tudo por que a encenação dos rebeldes lançou essa propaganda). Não há algo de estranho nisso? Você poderia dizer que o soldado de seu exército está errado perante a ONU. Mas o que é o esfaqueamento  de um rebelde genocida, ocorrido em uma situação de extrema pressão psicológica, comparado com a ação deste rebelde matando crianças, mutilando mulheres e tocando o terror?

O problema é que aí a falta de priorização de ações marca seu espaço de maneira mais aterradora. O republicano, talvez impressionado com as reclamações dos rebeldes nigerianos (que se fossem agir feito petistas começariam a dizer que a morte de um dos seus é “um crime tão apavorante quando a Bomba Atômica em Hiroshima”) simplesmente pode se esquecer de dedicar qualquer esforço para denunciar as barbáries contra civis. Ao contrário, ele se dedicará a trucidar o seu soldado. Sem perceber, o republicano começará a participar de uma luta pela demonização de seu próprio exército, e consequente santificação do exército bárbaro oponente.

É importante ter esse modelo em mente pois ao que parece a extrema-esquerda já está descobrindo uma forma de liquidar a oposição (é o momento de descobrirmos o truque, então). O método petista começa assim: basta ir para a baixaria absoluta. Com isso, alguém da oposição irá reagir de maneira um pouco excessiva diante do horror absoluto do outro lado. Isso será inevitável. É o “mote” que os bárbaros encontrarão para vencer. Eles sempre conseguirão fazer com que seus adversários republicanos ataques um dos seus, a partir de suas encenações, todas planejadas para suas próprias barbáries passarem incólumes.

No fim das contas, Aécio tendo que se defender por ter usado o termo “leviana” é como Jair Bolsonaro estar na defensiva após ter sido vítima de um crime.

Então vamos rever o modelo:

  1. Percepção do evento político do mundo
  2. Localização do sistema moral e comportamento relacionado
  3. Compreensão do contexto e dos objetivos relacionados
  4. Definição de reação ao evento do mundo
  5. Priorização e contínua reavaliação do item anterior

Analisando ainda em mais detalhes o comportamento de Reinaldo, em relação a (3) ele não entendeu o objetivo do  PT de enfraquecer uma bancada conservadora que está por vir, além da necessidade do partido de tirar o foco das corrupções. Sua reação ao evento foi protestar contra o discurso de Bolsonaro. E em (5) vemos que ele priorizou o questionamento a Bolsonaro, não à Maria do Rosário. É possível contarmos as palavras (ou minutos) usados por Reinaldo para atacar ambos.

Claro que se ele usasse 25% do esforço para atacar Jair Bolsonaro, como um gancho para atacar Maria do Rosário em 75% do tempo, ótimo. Mas pelo passo (5) vimos que não existiu uma priorização focada em um objetivo, o qual, eu penso, deveria ser atingir o maior inimigo.

Agora é hora de voltar ao primeiro princípio da arte da guerra política: “política é guerra por outros meios”. Sendo assim, sua capacidade de ação deve ser dimensionada de acordo com seus objetivos. Isso envolve especialmente definir quem você quer atingir e para quê. Não há energia ilimitada. Por isso temos que selecionar nossos esforços.

Ou seja, se você quiser dar um jeito no soldado que esfaqueou um psicopata do exército adversário, ótimo. Mas quanto tempo você dedicará para a denúncia do exército adversário, que possui um padrão moral de fazer os porcos vomitarem?

Notaram que o buraco é mais embaixo? O PT usa os cinco passos certinhos, enquanto uma parte da direita (e dos republicanos) entra em colapso a partir do terceiro passo.

Há seis princípios na arte da guerra, que são:

  1. Política é guerra conduzida por outros meios
  2. Política é guerra de posição
  3. Na guerra política, o agressor geralmente prevalece
  4. Posição é definida por medo e esperança
  5. As armas da política são símbolos que evocam medo e esperança
  6. A vitória fica do lado do povo

Porém, Horowitz, não expandiu o princípio 1. Então sigamos para este modelo adicional ao passo 1, para cada evento existente:

  1. Percepção do evento político do mundo
  2. Localização do sistema moral e comportamento relacionado
  3. Compreensão do contexto e dos objetivos relacionados
  4. Definição de reação ao evento do mundo
  5. Priorização e contínua reavaliação do item anterior

O modelo, em si (e fiz questão de repeti-lo 3 vezes nesse post), não é o “x” da questão, mas sim evitar que seu cérebro entre em colapso a partir do passo 3. Caso o colapso ocorra (como no caso do texto de Reinaldo), sem querer você estará ajudando o mal.

Ciente disso, pense sempre especialmente nos passos 3 a 5 do modelo adicional (aqui como um “apêndice” do princípio 1 da guerra política), de trás para a frente, fazendo os questionamentos:

  • Por que essa ação minha é mais prioritária que outras ações? (5)
  • Por que essa ação foi selecionada, diante de um agente envolvido na questão, em comparação com outras ações? (4)
  • Eu compreendi adequadamente o contexto e os objetivos relacionados a essas ações? (3)

Note que este é um primeiro “draft”, mas já podemos ir começando com um modelo de questionamento para transformarmos os passos 1 a 5, com ampliação do princípio 1 de Horowitz, de forma tão automática quanto se troca as marchas de um carro.

A ideia desses auto-questionamentos, que devem ser contínuos e incessantes (no começo, e depois mais automáticos), pode ajudar a evitar o colapso da mente em relação a um comportamento óbvio em qualquer tipo de conflito, seja uma guerra tradicional, seja uma instância da guerra política.

Em tempo: está aberta a temporada de sugestões!

Anúncios

55 COMMENTS

  1. O Reinaldo é um politicamente correto da direita .olha o que ele pede para o Bolsonaro fazer ” Retire o que disse, desculpe-se com a deputada — mesmo que ela não se desculpe com o senhor — e com as mulheres.”

    • Reinaldo Azevedo não é um opositor do socialismo, ao contrário, ele é AINDA um empedernido socialista que deseja o Poder totalitário do Estado para impor suas preferências a todos.

      Reinaldo foi um militante do marxismo dito comunismo – pero no mucho e bem pouco, já que tal é mera fantasia impossível não só na pratica como em teoria, além de absolutamente injusto e tal é a maior contradição do marxismo: afinal Marx dizia, em sua efusão moral aliciadora, se opor a exploração do homem pelo homem, ao mesmo tempo que concordava com “de cada um segundo sua capacidade e a cada um segundo sua necessidade. Na verdade o marxismo foi uma reação às idéis liberarais que ganhavam corpo contra o Mercantilismo-protecionismo que atribuiam ao Estado o direito de arbitrar sobre tudo e todos, além de explorar a população sobretudo seletivamente – os amigos do Poder, não. Através desta estratégia brilhante de Marx/Engels e correligionários, aquilo que as idéias liberais atacavam foi propagandeado como aquilo que elas defendiam através do velho maniqueísmo ou BIPOLARIDADE IMBECILIZANTE, onde o apelo à índole BINÁRIA da preguiça mental faz com que se “analise” tudo sob uma ótica de dicotomias. Assim é a falácia da bipolaridade: se A é contra B, C é contra A então C é a favor de B. Parece fácil esta “lógica” falaciosa, afinal não exige muito esforço. Ocorre que a conclusão não é correta, pois embora as prem,issas possam ser corretas a conclusão não decorre das premissas. Afinal, o mundo, a natureza não é bipolar e assim C sendo contra A pode também ser contra B. O fato de ser contra A não implica em ser contra B.

      Reinaldo foi e ainda é um Trotskista com raiva de Stalin (este mandou matar seu velho camarada Trotski embora ambos defendessem ferozmente o “comunismo”/marxismo).
      Reinaldo gosta muito de falar que apanhou da dita dura e se vale da mistica esquerdista para se fazer de santo e “pessoa maravilhosa” que abomina ditadura e maus modos. Contudo é mais admirados de J. Serra do que uma esposa possa admirar o marido.
      Bom lembrar que Trotski é aquele que escreveu “Amoral deles e a nossa”. Assim, Trotski perdoa os seus próprios crimes em vista do fim que alega desejar. Contudo que pretende justificar meios com base em alegados fins, efetivamente deseja mesmo os meios e os fins são apenas estratégia justificadora. Reinaldo é um totalitário, foi aguerrido “comunista” mesmo depois de adulto, se é que um jovem tenha direito de professar estupidamente uma fé tão estapafurdia quanto o marxismo ou troskismo. Reinaldo anuia com o terrorismo da esquerda e, possivelmente, só resolvel questiona-la por não ter subido na hierarquia mafiosa. A índole do indivíduo não pode ser superada e por isso ele é um defensor do “argh!” J. Serra, o destruidor da saude privada após piorar a saude estatal.
      RA ainda se apega a “fins supremos” para pavonear-se e ainda se vale de TODOS os métodos que aprendeu quando militante apparatik. Vide quando igualou-se a Maria do Rosario ao tentar embelezar uma declaração esclarecedora da Igreja Catóilica, eturpando vergonhosamente o texto que esta publicou à época de bento XVI. Um embusteiro com imensa cara de pau, capaz de defender significados absurdos e ainda fora de contexto para pavonear uma fétida declaração da Igreja que toma como seu simbolo embelezador. Aliás ele relativizsa as atrocidades da Igreja pré, durante e pós Santo Oficio.

      Bolsonaro é um “demônio” contra a esquerda, pois que é O ÚNICO que tem coragem para ataca-la e expor toda a canalhice desta súcia de crápulas que se embelezam com ideologias fraudulentas.
      Aliás, a esquerda é outra religião que sincretizou o cristianismo. Até no quesito de ETERNAMENTE VITIMNAR-SE para atrair simpatia invocando piedade, embora sedenta por perseguir e trucidar divergentes em perseguições e inquisiçãoes. Até da lei da usura católica Marx se apropriou em sua lambança ideológica, bem como do pieguismo e pobrismo desta, com direito a apocalipse (rebelião do proletariado) e mil anos de socialismo com a coroação de conduzir os fiéis ao “Paraíso” comunista onde todos seriam santos e altruístas após a ideologia ter construído um “novo homem” sem ambições e voltado para o bem de seu próximo.

      Essa fantasia de Paraísos em data incerta de um futuro mal analisado é característica de todas as ideologias produzidas por MANÍACOS pelo Poder, ansiosos por adestrarem toda a humanidade e assim dominar a todos para que se comportem servilmente a seus senhores mentores.
      Aliás o comunismo era prometido por Marx apenas após a abundacia absoluta, embora nunca tenha explicado como seria o seu “comunismo” como o Santo T. More fez, expondo um medonho besteirol onde até mutilações e “estado de sítio” (ele foi o inventor disso) foi proposto. A diferença é que o lunático T. More acreditava em seu besteirol.

      É interessante ver imbecis defendendo o humanista T. More sem tê-lo lido. Afinal, tal humanista defendia a escravidão e a mutilação de prisioneiros de guerra e criminosos. Algo que os atuais vagabundos “humanitários” que o louvam como humanista dizem repudiar, sobretudo para criminosos, embora defendam os gulags de seus outros humanistas da URSS.

      • Xará, você critica o Reinaldo Azevedo (também acho que ele é um melancia) mas se afoga no próprio vômito ao dizer absurdos contra a Igreja Católica. Critica o comunismo e fala bobagens como um comunista: a evidência indica que seja um neo-ateu.

        Se você soubesse o que é o Catolicismo, saberia que essa doutrina é o extremo – mas extremo mesmo – oposto ao comunismo!

    • Sinceramente, estou começando a suspeitar DE VERDADE que aqueles 6 milhões de reais em anúncios fizeram MUITO mais diferença pra Veja do que a gente imaginava. Não é só o Reinaldo, mas o Nunes e a Joice Hasselmann… se o Felipe Moura Brasil postar um comentário contra o Bolsonaro, aí já vai estar pra lá de comprovado que a Veja está se esforçando pra voltar a ser mídia vendida. Essas postagens do Reinaldo me fizeram reconsiderar assinar a Veja, e me fizeram pensar que foi uma boa eu não ter assinado de cara.

      • A Veja é uma publicação de esquerda e os colunistas não são bobos. Eles sabem até onde podem ir contra o politicamente correto.

        Pode-se ser contra os petralhas, gaystapo, feminazis, racistas negros (esses com muita delicadeza), mas não se pode ser contra as ideias desses grupos. Ou seja, o limite da crítica na imprensa vai até os métodos, mas a ideologia não é criticada.

  2. Luciano, a questão é a percepção do engodo? Sabendo como a esquerda age devemos ter os antidotos corretos para cada ataque? Analisando a metafora do filme, no contexto nosso soldado nao errou e é ele quem deve ser protegido enquanto o mal deve ser fustigado sem dó? Grato e estou aprendendo muito, abraços

  3. Mais uma mensagem abaixo enviada ao Reinaldo que ele, obviamente, não vai publicar. Eu considero DESASTROSO, no âmbito da guerra política, que um jornalista conservador chancele uma tentativa chicaneira de cassar o mandato de um deputado republicano e que injeta ânimo na militância. Alguém tem duvida de que a esquerda vai usar o depoimento do Reinaldo contra o Bolsonaro? O que ele está fazendo é deplorável. Vou parar de lê-lo por um bom tempo.

    =================================

    De fato, você é rei absoluto de suas opiniões. Até mesmo daquelas que beiram a leviandade e chegam a flertar com o maucaratismo. Sua atuação no que diz respeito ao Deputado Jair Bolsonaro é deplorável, desde que chamou os bolsonaros (assim mesmo, no plural) de aproveitadores, passando por sua atitude mesquinha de trazer casos que não têm nada a ver com este para o debate, como a questão do kit gay e a acusação falsa de que Bolsonaro apoia intervenção militar, e culminando com sua chancela a um processo de cassação, “a menos que ele se desculpe com as mulheres”. Que coisa ridícula!

    Um sujeito honrado, que lutou sozinho contra o PT no auge da popularidade do apedeuta e injeta na militância a contundência que sempre faltou à direita comete algo que pode, no máximo, ser tido como um deslize (menor que as acusações originais) e você desfere um ataque virulento nele. Já FH defende legalização das drogas junto a rematados vigaristas e você faz uma crítica leve, quase pedindo perdão. Serra perde eleições para o PT por falta de contundência e pusilanimidade pessoal e você critica “os tucanos” para não ter que puxar a orelha de alguém que admira.

    Como eu falei em outro texto que você não aprovou, não se escolhe apenas quem respeitar, mas também o que respeitar. Você acha mesmo que frases e opiniões de Bolsonaro ajudam o petismo? E o que dizer de alguém que chancela tentativas chicaneiras e levianas de cassar o mandato de Bolsonaro? Ah, lembrando…. Se ele “pedir desculpas às mulheres”, ok….

    Por fim, não pense que seus leitores se distinguem dos apoiadores do Deputado. A esmagadora maioria dos dois grupos é como eu (leitores seus e admiradores do deputado) e praticamente se confunde. Já que você acha que admiradores do Deputado são idiotas de direita e que não precisa deles, como disse hoje no programa de rádio, espero que tamanha arrogância não seja premiada. O que você está fazendo é vergonhoso e deveria levar à sua reflexão. Não pense que porque você era pobre, apanhou da ditadura e venceu na vida estará certo sempre. Neste caso, você não está errado apenas. Está sendo leviano e irresponsável. Espero que você não seja apenas rei absoluto de suas opiniões, mas também de suas reflexões.

  4. Minha sugestão prática é pressionar MUITO Reinaldo nesse caso específico, apontando, inclusive, os equívocos morais de que ele está lançando mão nessa rixa com o Bolsonaro. Mesmo sob o aspecto mais caro a este blog, a guerra política com foco em resultados, a atitude de Reinaldo é desastrosa. Imagino uma sessão deliberativa do Conselho de Ética da Câmara tratando do processo por quebra de decoro do Bolsonaro: não é nenhum absurdo um petista ou um psolista levantar estes posts de Reinaldo como prova de alguém “insuspeito de ser defensor de petistas ou de Maria do Rosário.” Querem um resultado mais desastroso do que esse na guerra política contra a esquerda? Reinaldo está merecendo perder leitores, pois só assim ele poderá descer do pedestal e ser instado a entender o erro, em qualquer aspecto, que está cometendo neste caso.

  5. Texto impecável.
    Acho que, na dúvida, melhor silenciar do que chutar cachorro morto e ajudar o PT.
    Aqui em casa, eu e o marido fazemos o papel de advogado do diabo um do outro, quando escrevemos algo sensível. O truque é caçar defeitos e erros no texto alheio, sem piedade.
    Quando antipatizamos com alguém, como muitos antipatizam com o Bolsonaro, é fácil errar. Ajuda externa ajuda nestas horas, afinal, somos humanos e, às vezes, escrevemos com o figado.

  6. Lamentável a postura de idiota útil de Reinaldo Azevedo! Lamentável que o problema da Humanidade passou a ser o Jair Bolsonaro! Lamentável que os verdadeiros vagabundos do Congresso estão na boa, malandros que são por não serem polêmicos. Neste país, malandro que é malandro faz parte de esquema e não chama a atenção dos outros. Otário é quem tenta combater os criminosos e eventualmente acaba sendo mais desagradável aos ouvidos dos paumolengas polidos da nossa Direita… Já vi várias pessoas dizendo que cancelaram ou vão cancelar a revista. Eu nem assinei, estava prestes a fazer isso, mas essa postura arrogante e estúpida do Reinaldo e da própria revista me fizeram mudar de ideia. Enquanto isso, imbecis como Reinaldo continuam ajudando a quem, no fundo, o vê num Gulag – com 37 quilos. Parabéns para os idiotas da nossa Direita!

  7. Teu texto é bem complexo… Preciso reler.

    A direita precisa de:

    Senso de proporcionalidade;

    De uma descontaminação referente ao politicamente correto;

    Analisar o grau de sacanagem do adversário em cada episódio, quanto maior a manipulação esquerdista for, maior deve ser a nossa união e a agressividade de nossos ataques, proporcionalmente;

  8. Luciano, só para continuar a história, o Reinaldo voltou a bater na tecla e agora recebeu resposta do Olavo de Carvalho:

    http://www.facebook.com/olavo.decarvalho/posts/10152884840372192

    Ainda sobre Bolsonaro X Rosário, também temos este comentário de Rachel Sheherazade na Jovem Pan:

    http://www.youtube.com/watch?v=EgKOIFIQ048

    Sobre a jornalista outrora perseguida por Jandira Feghali e silenciada no SBT, destaco que ela melhorou a oratória e a colocação das palavras de um jeito que inclusive esfrega na cara a tentativa de desconstrucionismo que algum marxista-humanista-neoateísta porventura tente fazer, uma vez que já embute a interpretação que o idioma português dá às frases de maneira bem clara. Imagino que ela tenha estudado um pouco das tramoias gramscistas nos últimos meses.

      • O Reinaldo foi muito infeliz nesse caso pelos pontos que o Luciano elencou e também porque trouxe questões sem relação ao fato para desmerecer o Bolsonora, como eleger seus filhos, criar caso para ganhar voto ( já é dep. desde de 91) e até que não era tão machao questionando qual guerra lutou?

        Porém, o pior é levar uma ironia infeliz de forma literal pq nesse caso como condenar os petistas quando utilizam desta manipulação de linguagem?

        Se ele queria chamar o bolsonaro para guerra política deveria olhar para o próprio umbigo, este post é um exemplo de um armador.

    • Putz … esse comentário do RA na JP é de uma vileza desprezível. Seguem algumas passagens:

      – fala que a declaração de JB “os pais que tem um filho gay deve dar uns petelecos nele” é estúpida e que achar que ser gay é uma questão de escolha “é burrice, é desinformação, é truculência” e conclui, “o que o sr pensa dos gays é detestável”.
      – diz que ele (RA) quer democracia e (sem detalhes) que JB diz que uma Intervenção Militar pode ser necessária e que então (salto fantasioso) JB “quer uma ditadura” (mas RA sabe que IM é prevista na CF).
      – diz que o Bolsonaro “prejudica a luta contra o PT falando bobagens”.
      – afirma que o JB “está ajudando a MR a ser ministra”.
      – sugere que ele “peça desculpas à deputada, peça desculpas às mulheres, pois nenhuma merece ser estuprada”, para ver se ele “salva o seu mandato, pois o que ele disse é caso de cassação”.
      – diz que defende até a morte o direito de JB “manifestar livremente a sua opinião”, mas que não defende “o seu direito de pregar uma prática criminosa”.
      – insinua que o deputado seja fascistóide “de direita”.
      – diz que se JB não retirar o que disse, ele “tende a ser cassado, porque ninguém vai comprar essa briga com as mulheres, , no que faz muito bem, não só por uma questão de estratégia política, mas por que o que o sr disse é indigno, o que o sr disse ofende à totalidade das mulheres, ofende as nossas mães, ofende as nossa filhas, aliás deputado se o sr fosse na cadeia com esse pensamento o sr virava mulherzinha lá dentro, viu? mulherzinha naquela mau sentido, lá, por que preso não gosta disso não, aliás ninguém gosta, se o sr falar, perto da minha filha, que uma mulher merece ser estuprada deputado o sr pode me bater, mas que vou tentar lhe dar um murro na cara eu vou”. Tudo aqui, é de uma vileza impressionante.
      – segue com mais baixarias: “e tem mais deputado Bolsonaro, eu acho bom essa sua tara por ver militar no poder, isso precisa ser tratado, deputado, e eu não sei se é questão política não, talvez seja psicanalítica. E de resto, vamos ser claros né? deputado, o sr não lutou nenhuma guerra até hoje, né? pro sr falar em nome dos militares, que que o sr quer deputado? fazer guerra contra civil? fazer guerra contra civil é covardia, deputado, o sr tem que enfrentar outros fardados como o sr que também são especialistas em guerra, o sr num é porque o sr num lutou nenhuma”
      – entra a Mona, lembrando que o deputado, justificando-se na Comissão, se disse ofendido com as acusações contra os militares, então o RA retoma dizendo “e quando o sr se sente ofendido, o sr diz que é para estuprar mulher? que história é essa?”

      No geral é esse o comentário da JP, mas é melhor ouvir no ‘link’ do Ronald.

      O Bolsonaro deveria pedir a gravação e a transcrição completa da fala asquerosa do RA e pedir o seu direito de resposta na JP (se preciso, na justiça), no mesmo programa e horário, para colocar os verdadeiros “pingos nos ís”.

      Se, para RA, o caso do Bolsonaro é de tratamento psicanalítico, o dele (RA) é de tratamento ‘canalhítico’.

  9. Luciano,
    Recomendo com extrema urgência,
    que alguém contacte Bolsonaro,
    e informe sobre você.

    Ele necessita URGENTEMENTE contratar você,
    para que a direita, consiga ter objetivos realizados!!!!

    Alguém faça a ponte….
    Bolsonaro…. contrate Luciano Ayan!!!!!!!!!!

  10. SR.Augusto, Ninguem(comentaristas) está te dando impeachment não. Nós
    só estamos te copiando(parafrazeando); Ou seja: Acorda, abre os olhos;
    “O errado (inimigo) agora é outro”. Se ele cai qual é o proximo da lista.
    AHH: Vou fazer igual você. Os motoboy’s que entregam a revista, alem de
    ganhar mal, ainda tem que carregar 4x VEZES o pesso permito para motos.

  11. Ótimo comentário sobre a pisada de bola do Reinaldo Azevedo, não é meu, mas transcrevo aqui:

    “Nunca pensei que viveria para ver o Reinaldo Azevedo relinchando no melhor estilo esquerdista a ponto de ser capcioso e dar a impressão que as pessoas fizeram petições com assinaturas para o tirarem da Veja. Chega a ser patético, além de absurdamente ridículo vê-lo detonar o Bolsonaro.

    A Maria do Rosário não merece ser estuprada, ninguém merece, apesar da esquerda achar que as mulheres de direita mereçam ser estupradas. O que ela merece é uma surra de relho, parar na salmoura por defender estupradores.

    Além do que ela acusa o Bolsonaro daquilo que ela mesma defende: ESTUPRADOR.
    Que a Veja é tucana eu sempre soube, mas aí a ser idiota total é realmente impressionante! Colocou a tropa de choque para desqualificar o Bolsonaro.

    De minha parte o Bolsonaro não tem que pedir desculpas coisa nenhuma. Errou feio em não ter processado a ordinária defensora de bandidos quando caluniado por ela como estuprador. Na verdade, de acordo com o patamar moral da Maria do Rosário deveria ser um elogio e não uma acusação já que ela adora estupradores, bandidos em geral e bateu pezinho para livrar o Champinha.

    O nível do blog dele já foi melhor. O ego está gigantesco demais. Eu já passo batida por lá. O negócio é agradar a esquerda. De Rottweiler ele passou ao melhor estilo Vira-lata lambendo as botas de quem o pisoteia.

    A coisa é tão bizarra que ela acusa o Bolsonaro de algo que ela mesma defende e ele que paga o pato. Ando de saco cheio dessa histeria. A lógica realmente foi pra cucuia. Tudo bem que ele disse com sarcasmo que ela não merecia ser estuprada, mas queriam o quê?? Que ele dissesse que ela merecia?? Aí ficariam contentes??
    Melhor nos prepararmos mesmo para o pior, a burrice tem preço e é alto.

    Responder para o Bolsonaro é fácil, quero ver responder para o Olavo de Carvalho. Aí o buraco é mais embaixo. Duvido e o dó que ele o faça. Melhor ajudar a esquerda na espiral do silêncio.

    E na sua mais acerbada arrogância e pedantismo, o Reinaldo ainda diz que não precisa dos leitores eleitores do Bolsonaro, mas precisou muito quando ainda minguava num blog pouco conhecido e nem pensava em se hospedar na Veja. Ainda vira o prato que o alimenta.
    Só não digo que estou decepcionada porque não estou. Já passei dessa fase. Ranço trotskista é difícil de tirar mesmo.”

  12. Luciano, sendo um pouco “advogado do diado” (para sanar de vez minhas dúvidas). A não condenação explicita de Jair Bolsonaro não implicaria em relativismo moral? Obrigado por sua atenção.

    Maurício Aramis .’.

  13. Se estou interpretando corretamente tudo o que está escrito aqui, todos concordamos que o Tio Rei está errado.

    Errou, no primeiro texto em que espinafrou o Bolsonaro pelo embate, errou na resposta que publicou à mensagem de Bolsonaro escrita para ele e erra no post de hoje, além de ainda dar aos inimigos da Democracia “dicas” de como tornar permanente o mal que eles estão fazendo ao destruir a reputação do Bolsonaro (esquecendo que o Deputado foi re-eleito com a maior votação do povo do Rio de Janeiro o que não é pouca porcaria, levando-se em conta que o mesmo estado é dominado por narco-traficantes, milícias assassinas e políticos corruptos).

    Em minha opinião este erro dele foi um golpe catastrófico para a oposição que, acho eu, não terá recuperação. Enfraqueceu o Bolsonaro, como registrou aqui o Luciano. O mal já está feito e o Governo, no Planalto, deve estar tendo orgasmos ininterruptos de felicidade.

    Isso, no entanto, não o torna nosso inimigo. Pelo contrário, ainda é um bastião contra as armadilhas que o governo monta contra a República, à nossa Constituição e à nossa liberdade. Não irei criticá-lo na página que mantém, porque não faz o meu estilo, mas ele continuará sendo uma das principais referências informativas e quando P isar na bola, como pisou, neste caso, temos os demais bastiões da oposição, como este sítio e o Olavo de Carvalho, para nos ajudar a colocar o foco no ponto de vista mais equilibrado sobre o assunto.

    • RA não é adversário da esquerda, ele é um militante do PSDB, também esquerda. RA AINDA é um trotskista. Sua rixa é com o PT e não com a esquerda. Vide a paixão que nutre por Serra (argh!) e FHC.
      RA se valeu da mesma safadeza comum a esquerdista na deturpação de uma publicação ou comunicado da Igreja Católica que colocou-a em apuros à epoca de bento XVI. Não recordo bem os termos, mas RA vergonhosamente demonstrou bem o que é, um deturpador que alterou vergonhosamente o conteudo publicado pela Igreja a fim de livra-la de criticas. Não merece o meu respeito e nem o respeito de ninguém decente (pode até têlo, mas não o merece).

      Na época do tal pronunciamento da Igreja de Bento XVI, Janer Cristaldo publicou em seu blog excelentes posts sobre a empulhação do “recorter tucano papista” …foram excelentes posts e RA ali se revelou baixo tal qual qualquer maria do Rosario. Uma vergonha vergonhosa no úrtimo, digna de um embusteiro mediocre, um falador idiota. RA esta anos luz abaixo de Olavo de Carvalho.

      • Se soubesse que você é leitor de Janer Cristaldo, um pastor de trolls neo-ateus made in Brazil no estilo Sam Harris, não teria perdido meu tempo em te refutar.

  14. Juro que eu achava que esse assunto estava servindo como que um desvio de atenção para os demais assuntos que mereciam destaque na mídia, petrolão, depoimento do Lula na PF etc.
    Agora entendo a estratégia do ATAQUE ao outro lado, destacando um crime ainda maior cometido pela Maria do Rosário e ganhando pontos nessa batalha.
    E acredito também que esse assunto tem que ser levado a exaustão durante os próximos meses, para que não sirva de pauta em 2018, para que chegue em 2018 como assunto esquecido ou a campanha será entre a esquerda coitadinha, excluída, minoria bla bla bla e a direita estupradora, reacionária, golpista, ou seja, o de sempre, e aí a chance dos coitadinhos continuarem no poder será enorme.
    Vamos à luta.

  15. O salto entre “x não merece ser estuprada” pra “se x não merece, então há um y que mereça” é por conta e risco dos intérpretes de plantão. É absolutamente falso (se analisarmos um conjunto “A” composto por elementos que não merecem ser estuprados) que, se eu digo que um determinado elemento deste conjunto não merece ser estuprado, decorra que há algum que o mereça, pois escapa da definição do conjunto “A”. De igual forma, não há mal nenhum em dizer que o elemento x não merece ser estuprado, mesmo porque esta qualidade pertence a todos os seus semelhantes do conjunto A.

    Para que o salto entre “x não merece ser estuprada” e “se x não merece, há y que mereça” seja feito, é preciso que se considere um conjunto de elementos onde alguns mereçam, e outros não. E é aí que está: É IMPOSSÍVEL inferir que Bolsonaro ache que o conjunto a que pertencem as mulheres é um conjunto de elementos que podem merecer ou não serem estuprados. E mais! Todas as evidências (o fato de ele ter uma bela esposa que, certamente, ele ache que não mereça ser estuprada, o fato dele ter sido autor de projetos de lei com vistas a dificultar e muito a vida dos estupradores) sugerem que Bolsonaro condena o estupro e considera que, conforme a explicação do primeiro parágrafo, o conjunto de todas as mulheres do mundo é um conjunto da forma do conjunto A do exemplo, em que NENHUMA mulher merece ser estuprada.

    Explicação lógica dada, vamos aos fatos: O que Bolsonaro disse foi pode ser resumido na seguinte sentença: “você é feia pra cacete e ninguém iria querer te estuprar”, como resposta à ofensa da Maria do Rosário que afirmou que ele é estuprador e responsável pelos estupros no país (isto é um fato muito mais grave que a fala do Bolsonaro e ninguém diz absolutamente nada a respeito). O que se pode discutir neste caso é: ” a piadinha do Bolsonaro foi de bom ou mau gosto?”. Agora, é claro e evidente que não houve crime nenhum e, se houve algum fato de relevância para processos de cassação, partiu da nobre defensora de bandidos.

  16. No dia em que uma feminaze acusar injustamente o Reinaldo Azevedo de estuprador,talvez ele perceba,que todo ser humano tem direito a defesa,inclusive,contra acusações de estupros.

  17. O falecido Janer Cristaldo cutucava o Reinaldo Azevedo, rotulando-o como “reCórter tucano-papista”, um exagero. Mas, neste caso, o lado “tucano” do blogueiro detonou qualquer resquício de racionalidade na análise da questão, restando o mais puro oportunismo político. Pra mim, não há nenhuma dúvida de que se trata da _desconstrução_ da figura de liderança anti-PT que o Bolsonaro conquistou a duras penas, enquanto o PSDB (Aécio, FHC, Serra, etc) ajudava os petistas, inclusive protegendo o Chefe da SOC (sofisticada organização criminosa), contra qualquer tentativa de ‘impeachment’, por ocasião do escândalo do Mensalão.

    Para testar o meu ‘achismo’, tentei emplacar nas análises do RA, de modo educado e sem ofensas, comentários sobre a potencial candidatura a presidência do Bolsonaro, em 2018, e o interesse direto do PSDB em minar a liderança anti-PT do deputado. Como previsto, fui censurado (mas reconheço que o blogueiro tem o direito de desrespeitar a minha opinião).

    Lá no RA, a coisa se resume a isto: há uma corrida pela figura de líder da oposição contra o PT, o Bolsonaro largou há bastante tempo e está na dianteira; para quem entrou na corrida agora, restam duas opções (1) ‘run, Aécio, run’ e (2) atirar pedras, pelas costas, em quem está na frente. Como o Aécio não é um atleta antipetista, o Reinaldo Azevedo atira as pedras.

    Aos bolsonaristas: a leitura do RA é fundamental para a compreensão do momento político. Ele é um bom analista, não camufla o seu lado tucano e, principalmente, tem interlocutores poderosos nos três poderes.

  18. Acho que está cada vez mais claro que o Reinaldo está comprometido com o PSDB. Até agora ele não escreveu e nem falou nada sobre o famigerado projeto de criação de conselhos populares em São Paulo. Eu já havia atentado para esse detalhe umas duas semanas atrás. A reação dele nesse caso do Bolsonaro parece comprovar a minha suspeita.

  19. Caro Luciano:

    Esta é a primeira vez que comento aqui. Sou leitor e comentarista do RA há anos. Por causa dessa sua (dele) no caso Bolsonaro X Maria do Rosário, deixei de lá comentar (espero também perder o hábito de lê-lo). Digo-lhe o seguinte: além da soberba, da empáfia e, por isso mesmo, da incapacidade de ter a dignidade de reconhecer quando se equivoca, ele é mais um que quer posar de jornalista independente e que não perde a oportunidade de fazê-lo. Ainda a par disso, tanto ele como o Augusto Nunes e o Ricardo Setti (ambos também jogaram contra Bolsonaro) têm mágoas do regime militar com o qual identificam o Bolsonaro. Para você ter uma ideia, O Nunes e o Setti não publicam comentários que falem bem do regime militar; RA os publica em alguns casos, mas demonstra ainda muito ressentimento porque teria sido perseguido por um agente aos 16 anos, e ainda declara que não se arrepende de ter sido um trotskista na época da repressão. Setti fala de amigos e parentes mortos, desaparecidos e presos, e Nunes de que fora preso e censurado. Do modo que se referem ao regime militar, até parece que preferem o bolivarianismo à volta de uma ditadura anticomunista.

    Querem ser vistos como os antipetistas limpinhos, assim como os tucanos. Reinaldo se declara liberal. Os outros já não sei se também o são ou se são social-democratas.

    O que fizeram agora com Bolsonaro foi canalhice oportunista para ficarem bem na foto e, ao mesmo tempo, ajudar na destruição da reputação do deputado. E o pior de todos foi o RA que, como o último a escrever(cheguei a pensar que ele nada escreveria a respeito), defendeu a tese forçada do “politicamente correto” segundo a qual Bolsonaro teria incorrido no delito de incitação ao crime, a contrario sensu (!!!!!!). Nunca antes na história do Direito Penal!!!!

    É esse que se diz o “rei da lógica”, ao tempo em que perde o bom senso e se rende à “correção política”.

    Como diria o Boris Casoy, é uma vergonha!!!

    PS- não sou fã de Bolsonaro, não defendo intervenção militar por agora (considero uma burrice tática), acho que o deputado deve ser mais cuidadoso nas suas falas, porém não é por tudo isso que irei satanizá-lo, como o fizeram os citados blogueiros de Veja.

    Quer saber? Depois disso, creio que somente lhes interesse ganhar dinheiro e fama com seu antipetismo.

    RA para mim morreu moralmente.

  20. Só agora ficamos sabendo que se dissermos a alguém “você não merece uma bala” estaremos, a contrario sensu, a dizer que todos os demais mereceriam, e, portanto, cometendo o delito de incitação ao crime de homicídio (ou seria de lesão corporal?? kkkkkkk).

    É uma piada!!! kkkkkkkk

    E o “homem da lógica” endossa isso!!! Outra piada!!! kkkkkkkkkkkkkk

  21. difícil, Luciano. Concordo com tudo q vc falou. Mas ainda vivo o dilema moral de seguir as técnicas esquerdistas, pois minha consciência diz que vou me tornar igual àqueles a quem crítico. Devo evitar o embate? Talvez me falte estômago para essa guerra de maneira tão frontal e aberta.
    Cordial abraço.

  22. Luciano, gostei do texto, acho que ajuda bastante na compreensão da postura correta em relação a guerra política. Porém quando olho para as algumas atitudes do deputado Bolsonaro, fico pensando no que essas atitudes contribuem para a luta contra os bolivarianos. O que esse discurso em relação a Maria do Rosário traz de benefício para os republicanos que lutam para manter a democracia. Pra mim isso parece coisa de quem se gaba de dizer barbaridades para as mulheres, nada mais do que isso. A esquerda adora nos rotular de machistas, homofóbicos e racistas, e atitudes como essas apenas contribuem para que esses rótulos colem. Gostaria de ver vc analisando a postura de Bolsonaro da mesma forma que analisou a dos intervencionistas, pois pra mim ele vem fazendo a mesma coisa, que é colocar os republicanos na defensiva, quando tínhamos todas as razões do mundo para estarmos na ofensiva. Bolsonaro diz ser um soldado e diz estar do nosso lado contra os bolivarianos, tá na hora dela aprender a atirar para o lado certo.

  23. Luciano, gostei do texto, acho que ajuda bastante na compreensão da postura correta em relação a guerra política. Porém quando olho para as algumas atitudes do deputado Bolsonaro, fico pensando no que essas atitudes contribuem para a luta contra os bolivarianos. O que esse discurso em relação a Maria do Rosário traz de benefício para os republicanos que lutam para manter a democracia. Pra mim isso parece coisa de quem se gaba de dizer barbaridades para as mulheres, nada mais do que isso. A esquerda adora nos rotular de machistas, homofóbicos e racistas, e atitudes como essas apenas contribuem para que esses rótulos colem. Gostaria de ver vc analisando a postura de Bolsonaro da mesma forma que analisou a dos intervencionistas, pois pra mim ele vem fazendo a mesma coisa, que é colocar os republicanos na defensiva, quando tínhamos todas as razões do mundo para estarmos na ofensiva. Bolsonaro diz ser um soldado e diz estar do nosso lado contra os bolivarianos, tá na hora dela aprender a atirar para o lado certo.

    Luciano, não sei se meu primeiro comentário foi, pois deu um erro na página na hora, por isso estou enviando novamente, se for duplicado favor desconsiderar um deles.

  24. Esses comunistas, que distorceram os fatos e querem se promover as custas de Bolsonaro, não passam de uns govardes. Não querem escutar a verdade, porque? “Porque a verdade doi”.

  25. Ótima análise. Reinaldo Azevedo já se mostrou extremamente ingênuo em termos de guerra política. Seu discurso de “sou rei das minhas opiniões” é exatamente o que a esquerda precisa. Seus ataques a Marina durante a campanha foram extremamente irritantes e só ajudaram ao PT.

    Mas vou te dizer que isso nem é o que me incomoda mais. O que incomoda realmente é a pura e simples histeria interpretativa, aliada a uma vaidade típica dos tolos. Há duas interpretações possíveis para a fala de Bolsonaro:

    1 Você é tão feia que nem estuprador iria querer você
    2 Você sequer merece ser estuprada, pois é ruim demais para isso. Outras melhores que você merecem.

    Se formos pegar o contexto das declarações e as falas subsequentes do Bolsonaro, fica claro que a primeira interpretação é a correta. Ainda que a pessoa tivesse preguiça de ver todo o contexto e levasse em consideração as duas, vá lá. Mas considerar a interpretação 2 e ignorar a 1 sem absolutamente nenhum motivo é um sintoma típico de histeria. A pessoa passa a enxergar a realidade com base em uma ameaça que só existe na cabeça dela. Em vez dos fatos inspirarem a reação emocional, ocorre exatamente o contrário. A pessoa se torna irracional, distorcendo a realidade para se adequar as suas emoções. Infelizmente, isso foi o que aconteceu com Reinaldo. E é pior, pois ele sabia dos fatos que corroboravam a interpretação 1. Mas ele simplesmente QUER que seja o caso 2, pois em seu íntimo já tem o discurso histérico feminista enraizado. Isso é muito sério.

    Aliado a isso, temos a vaidade. A primeira fala do RA nem foi tão pesada assim, embora já tenha apresentado os sintomas que descrevi no parágrafo acima. No entanto, a partir do momento que foi criticado por sua posição, em vez de tentar se justificar ou rever sua posição ele simplesmente redobrou os ataques, atingindo um grande grau de agressividade e dando um show de falácias. É uma reação de criança birrenta que não aceita ser criticada. Se antes ele tinha tomado uma atitude contraproducente, agora ele praticamente jogou uma granada em sua própria trincheira. Aferrou-se ao pensamento histérico ainda mais. Isso é um perigo, pois o leva mais para longe da realidade.

    Antes talvez o pior problema fosse mesmo a ignorância política, fácil de ser remediada através da humildade e das dicas que você dá nesse blog. Agora, ficou claro que a vaidade o cega a ponto de o tornar um sério problema. Mal comparado, ele seria o nosso Hulk. Tanto pode fazer um estrago no inimigo e salvar o dia como pode se virar contra nós e destruir a cidade toda. Como lidar com isso? Não sei, mas penso que talvez uma queda no seu número de leitores e ouvintes possa o trazer a razão. Uma discussão com alguém que possa derrotá-lo também poderia ter esse efeito. Para mim o único antídoto é a humildade. Gostaria de saber o que você acha sobre o assunto. O que devemos fazer com ele?

  26. Reinaldo Azevedo voltou a atacar Bolsonaro na Folha de ão Paulo. Provou que é mau-caráter por orgulho e vaidade.


    RESP

    Hoje a noite mais uma paulada nele aqui neste blog

Deixe uma resposta