Jean Wyllys vai virar filme… que não vai sair de graça. Adivinhe quem vai pagar!

23
282

jean-wyllys-no-poder-e-politica-1329848301586_1920x1080

A nota de Lauro Jardim parecia até piada. Infelizmente, era séria. Leia:

Jean Wyllys vai virar documentário. A produtora Lente Viva acaba de aprovar um projeto de captação de recursos para Tempos de Jean Wyllys.  O filme do deputado e ex-BBB vai custar 842 648 reais.

Eis que o apoio dedicado de Wyllys a todos os barbarismos propostos pelo PT colhe seus dividendos.

Não dá para saber (ainda) se o próprio Wyllys está envolvido na produção deste documentário, que provavelmente quase ninguém vai assistir. Quem acompanha os box offices, sabe que documentários não rendem bem.

Será que 840.000 reais de dinheiro público seriam liberados para um documentário sobre Tancredo Neves? Sobre Roberto Jefferson? É claro que não.

Já chegou a hora de levantarmos a questão do uso nefasto da Lei Rouanet para comprar apoio de artistas em prol do governo. Aliás, há quem duvide que os responsáveis pelo filme são governistas?

Anúncios

23 COMMENTS

  1. Documentário com essa ameba? Não tem ninguém mais interessante nesse país para ser documentado? Eu vou ignorar essa porcaria, é claro. Pena que o dinheiro usado é sempre dos impostos.

  2. Depois de fazerem filmezinho pro Luladrão eu não duvido de mais nada!

    Quando vocês se sentirem uns losers na vida, lembrem-se de que tem gente que vai PAGAR pra ver documentário sobre ~Januílis~!

  3. Por falar em documentário indico dois para assinantes Netflix… Sobral Pinto e Martin Luther King. Cada um, a sua maneira, lutou corajosamente pelos direitos e justiça dos seus.
    Este documento do Willys não vou ver não… tenho coisa melhor pra fazer na vida.

  4. Bem, como todo documentário vai puxar a sardinha de um lado (não existe doc. imparcial), o que já podemos ver no facebook da produtora:

    https://www.facebook.com/lentevivafilmes/photos/pb.169426476593797.-2207520000.1405744290./216373311899113/?type=1

    “Filme necessário e urgente. Um homossexual é assassinado no Brasil a cada 28 horas.”

    Pode ser, mas quantos são assassinados por serem gays?
    Essa turminha é esperta.Qualquer assassinato de gay agora é homofobia.No final acaba acontecendo episódios patéticos, como aquela do garoto que tinha cometido suiciídio e que o ex-bbb disse que foi homofobia.

    Se querem fazer doc. para puxar-saco do ex-bbb que usem o financiamento coletico, e antes que venha um esquerdista falar que financiamento coletivo no Brasil não chega aos 800 mil:

    http://www.kickante.com.br/campanhas/bel-pesce-legado-menina-do-vale

  5. Sempre pode piorar, Ayan. Daqui a pouco eles inventam de financiar um filme sobre a vida do Sakamoto. Documentário? O estilo está mais para cinema-catástrofe…

  6. Vão mostrar o que nesse filmeco , uma coleção interminável de episódios de auto-vitimização desde a época do tal BBB passando pela sua ”carreira” política ? PQP , o Narcisismo desse cara é doentio.. Um sujeito que mal chegou aos quarenta anos já é ”merecedor” de uma porcaria dum documentário .. e pago com o nosso dinheiro.. Eita povo trouxa que aceita tudo com cara de bunda rachada.

  7. Luciano, esse filme será feito com dinheiro público e já lhe vi dizer aqui ser claramente contra a Lei Rouanet. O que acredita que seria melhor para o pólo cinematográfico brasileiro? Como acha que deveriam ser captados recursos para fazer filmes e etc?
    (pergunto porque minha namorada cursa cinema, mas desanimada está com os modos que tal pólo é tratado no Brasil)

    • O problema é que com o cinema estatizado, só tem lixo de esquerda sendo produzido. O filme nacional fica com aquela imagem de lixo estatal mesmo. Se ela quiser atuar nessa tipo de lixo, há uma chance.

      O melhor seria que com o fim da Lei Rouanet, pudéssemos ter mais filmes bancados pela iniciativa privada. Seriam filmes realmente atraentes ao público.

      Abs,

      LH

  8. O mais bacana é que este filme não precisa ter um só expectador, já está pago. Vai ser um total fiasco igualzinho o filme sobre o molusco-mór. Mas o dinheiro já foi direto para o bolso de quem interessa. O nosso dinheiro, como sempre.

  9. Esse jean wyllys é especialista em contradições “dialéticas”, como diriam as antas comunistas que abundam no Brasil.

    Primeiro, ele não entende o absurdo de ser ao mesmo tempo gay e comunista. Em qualquer regime comunista ele seria discriminado, perseguido, re-educado ou morto unicamente por ser gay.

    Agora aparece defendendo um projeto de lei na Câmara obrigando, entre outras coisas, o ensino da RELIGIÃO ISLÂMICA em escolas públicas (vejam http://www.camara.gov.br/sileg/integras/905839.pdf, em pdf). Ele não entende que a Sharia considera o homossexualismo um crime punível até com a morte e os gays em sociedades islâmicas são discriminados, perseguidos, presos e mortos unicamente pela sua opção de ser gay.

    Esse jean wyllys deveria defender o sistema democrático imperante no mundo ocidental com unhas e dentes, só neste sistema uma pessoa como ele pode viver em liberdade e até ser político eleito.

    Alguém, por favor, explique isso para ele, pelo seu próprio bem e pelo do resto dos brasileiros .

    E sobre a peça de propaganda que pretendem fazer com nosso dinheiro sobre a irrelevante trajetória política do confuso jean wyllys, dizer o que, comunista não resiste a um bom culto à personalidade pago com dinheiro público. É um verdadeiro atestado de convicções comunistas dessa triste figura.

Deixe uma resposta