Adriana Calcanhoto não é mais petista. Hoje é Charlie.

30
153

jpg_Adriana-Calcanhotto_4851

Não é só marta Suplicy que está abandonando o barco. Artistas militantes também tem perdido a fé no PT, como Adriana Calcanhoto. Veja texto do Brasil247 (citando o Globo):

Relembrando sua trajetória como militante do PT, a cantora e compositora Adriana Calcanhoto se mostra desapontada com o governo petista em artigo publicado no jornal O Globo.

Depois de criticar “essa confusão na Petrobras”, ela afirma: “agora não estou em lugar nenhum. Ou melhor, mudei-me para a desesperança. Serei alienada ou apolítica, que é melhor para mim do que ser amoral”.

Seus ataques ao governo, no entanto, passa pela escolha da presidente Dilma Rousseff por Celso Amorim para ocupar o posto de diplomata em Washington. O problema, segundo ela, seria o fato de os EUA não terem dado aval ao nome do ex-ministro.

Por fim, ela tira sarro da militância petista e sinaliza ser hoje algo superior. “Semana passada, juntando em caixas roupas, livros e coisas que não uso mais para doar, atirei num caixote de bugigangas aquela minha estrelinha vermelha do PT, o sonho acabou. Pode a militância entupir à vontade minha caixa postal com deselegâncias, eu sou vocês ontem. Hoje eu sou Charlie”.

Aí já é um término de relacionamento concluindo com um chute no saco!

Já não bastasse ela abandonar o PT, ainda diz “hoje eu sou Charlie”, frase que simboliza a luta pela liberdade de expressão, uma frase que causa arrepios em qualquer petista.

Anúncios

30 COMMENTS

  1. Luciano, o que vou perguntar não tem nada a ver com o assunto, mas com a tua página aqui. Ao entrar pra ver este post, apareceu uma mensagem dizendo que vc estava sorteando um vale compras no valor de R$ 500,00 e eu fui em frente, fizeram umas perguntinhas bundas, facílimas, depois me disseram que estava certo e pra preencher meus dados, daí fiquei cabreiro, pedem inclusive o meu CPF. Vc está sabendo de algo ou isso é algum golpe usando o teu nome?
    Obrigado, e agradeço mais ainda se me responder isto rapidamente.
    Abraços.
    Ismar

  2. Eu sou de direita e sempre apoiarei liberdade de expressão. Que cartunistas e jornalistas tenham sempre o direito de ofender – desde que não seja com dinheiro do contribuinte – o que eles quiserem. Podem fazer desenhos contra o Papa, Maomé, e etc o quanto quiserem, pode ser até 24h por dia. É imoral? Pode até ser. Pode não ser. O que importa é não explodir as pessoas.

  3. Traduzindo: “vou fingir que não tenho nada a ver com essa porcaria toda que promovi toda a minha vida.”

    Não sei não, ser contra o PT é algo popular hoje em dia, tem que fazer muito, mas muito mais para limpar as cagadas de toda uma vida lutando em prol dos que estão destruindo o país há mais de dez anos. Mas nunca é tarde para o arrependimento verdadeiro.

    • Ô Marcelo, dá uma chance pra moça. Ela se arrepender de ser petista é uma coisa maravilhosa. Indica que tem dignidade, que não se vende, que teve uma educação baseada em princípios. Todo mundo pode confundir pirita com ouro. Mas ninguém, depois de alertado sobre isso, deve insistir em continuar chamando estrume de perfume. É uma coisa que me deixa feliz, ver uma pessoa famosa tomando esse tipo de atitude. Afinal, influenciam um tanto de gente que os admira. Parabéns, Adriana.

      • É só que o Brasil está cheio de pessoas que se sentem “traídas” pelo PT, mas lambem as botas do Marcelo Freixo e demais comparsas, o Rio ter votado expressivamente em Freixo já é de uma vergonha total. Muitos ainda declaram que estão desapontados com o PT por não ser ainda mais radical com o socialismo.

        Não sei se é o caso dela, mas sou bastante cético em relação aos arrependimentos de “ex” petistas. Muitos continuam pensando da mesma forma, só escolhem outro partido de esquerda porque o PT está sujo perante a sociedade, e isso obviamente trará danos à imagem de quem os apoiou ou continua apoiando, vide a audiência do CQC que despencou com a clara posição chapa branca do programeco.

    • É uma característica dos IU’s.. Quando eles se derem por conta, verão a realidade e se decepcionarão. Deixarão de ser úteis e por consequencia, de ser idiotas.
      É um processo que vem acontecendo com mais frequencia no Brasil. Eu mesmo me incluo nesse quinhão de pessoas que em algum momento no passado acharam que o pseudoromantismo de que todos podem ser iguais e que o capitalismo era o grande mal, afinal de contas cresci em comunidade pobre e fui educado em escola pública, doutrináriamente esquerdistas em sua essência. Mas um dia levantei a cabeça e vi além, por cima do muro e é o que está acontecendo com a Adriana.
      Lembro-me das palavras do Mestre, “Vá e não peques mais”. Que seria do ser humano sem o arrependimento por seus erros? A vida seria insuportável. Então, mudar para melhor sempre é bem vindo… digo mais… Bem vinda Adriana!! Você se libertou da “Matrix”!

    • De acordo com a Jacqueline. E trago uma coisa que um leitor daqui disse na postagem em que o Bruno Torturra dizia que estava descrente do PT também: será que não é momento de chamar esse pessoal que está desapontado para o nosso lado ao invés de achincalhar?
      De olhar pra esse pessoal e falar “é o seguinte, vocês querem XY, nós queremos ZY, e o governo atual, que prometeu que te atenderia, não está o fazendo. vamos nos unir pra eliminar esse governo, em busca e honra de Y, que é objetivo nosso em comum?”.

      E no caso específico da Calcanhoto, gostei pois ela foi bem clara em tudo: disse onde a coisa tá pegando, falou da militância do PT que sabia que ia torrar a paciência dela, e disse em alto e bom tom ser a favor da LIBERDADE DE EXPRESSÃO, visto o tanto que os petistas tapam o cu com a mão quando alguém fala o nome do jornal Charlie.
      Como Jacqueline falou, também me alegra muito quando vejo uma pessoa conhecida tomando esse tipo de atitude – ainda mais da classe artística, que nos últimos tempos se tornou muito refém dessa porra chamada PT.
      Vamos apoiar.

  4. Tenho minhas desconfianças. Realmente vejo muitos petistas insatisfeitos. Entretanto essa insatisfação é justamente devido ao PT ter optado pelo caminho da corrupção ao invés da ‘revolução’.

    Por isso não engulo o ‘arrependimento’ dos ex-petistas. Continuam sendo melancias,

    • Concordo. Além disso, é bom lembrar,
      esses petistas “arrependidos” costumam se transformar em pesolentos radicais, sob a desculpa de que o PT traiu a esquerda. Eu não caio nessa.

  5. Não dá pra levar muito a sério. Militonto esquerdista é assim, passa a ser contra o PT, mas continua esquerdista. Logo vai procurar outro partido, ainda mais radical, pra continuar sua esquerdopatia.

    • Não acredito! quem encerra sua auto-excomunhão do PT com estas palavras . . .

      “Pode a militância entupir à vontade minha caixa postal com deselegâncias, eu sou vocês ontem. Hoje eu sou Charlie”

      . . . dificilmente estaria trocando 6 por meia dúzia. Entretanto, não nego que pode ser uma possibilidade, afinal, quem conhece os corações humanos? Mas acho que não interessa o futuro. O que interessa é o agora e o agora é o que ela escreve. O futuro . . . bem, o futuro a Deus pertence! 😉

  6. Caro Luciano, comecei a ler seus textos no Mídia Sem Máscara e há vários meses me tornei leitor assíduo em sua página. Gostei muito do modo como você analisa as questões e venho aprendendo muito sobre o pensamento esquerdista e como desmascará-lo.
    Isto posto, largar o PT é como a Calcanhoto fez é fácil, difícil é o esquerdismo sair dela! A moça deu suas razões para abandonar o PT que ela ajudou a fazer, mas ao sair disse que não vai ficar em lugar nenhum, ou seja, condena, mas não condena muito não…se opor então, ah, aí já é demais!
    Não acredito em ninguém que diz “agora não estou em lugar nenhum. Ou melhor, mudei-me para a desesperança. Serei alienada ou apolítica, que é melhor para mim do que ser amoral”.

    Um abraço.

  7. Vocês que estão condenando ela: PSOL não tem (e duvido que um dia terá) metade da força que o PT tem. PSOL não aparelhou bosta nenhuma ainda, vai ter que comer muito arroz e feijão para fazê-lo. PSOL chamou atenção nas últimas eleições por conta da Luciana Genro, mas duvido MUITO que esse partido cresça e se torne o que o PT se tornou.
    “Ah, mas o PT também começou nanico…”
    Eram outros anos, outros tempos… comparar os anos 80 com agora não dá.

    O que importa é que tem gente caindo fora do PT. E o PT é o principal inimigo agora, não essas linhas auxiliares, as bolsinhas da prostituta.

    Ney Matogrosso e Antonio Fagundes são caras que já apoiaram o partido e declararam o não-voto nessas últimas eleições.
    Gente da classe artística terminando a relação com o PT é uma coisa ótima. Vamos comemorar ao invés de achincalhar.

    • Você está subestimando o PSOL, o Marcelo Freixo foi o deputado estadual mais votado do Rio de Janeiro (350.408 votos ou 4,52% comparado com 177.253 votos ou 2,14% em 2010), o Jean Wyllys conseguiu mais votos nas últimas eleições comparado às anteriores (teve 13mil em 2010 e 144mil em 2014). Eles estão gradualmente atraindo esquerdistas que não querem ficar do lado do PT para não serem vistos como os apoiadores de bandidos que são, ao mesmo tempo que fisgam os que não vêem que o PSOL é apenas o PT com um chapeuzinho revolucionário mais chique.

      • Entendo que é preciso ficar de olho no PSOL, mas quem nasceu pra ser a bolsinha da prostituta (linha auxiliar) nunca será a prostituta. Tem uns jovens por aí que estão encantados com o discurso da Luciana Genro, mas são jovens… não demorarão a crescer, espero. Os deputados que elegeram é gente que já tinha nome desde antes – e eleger um deputado não é tão difícil, convenhamos, ainda mais se já era conhecido. Até o Tiririca foi eleito.
        PSOL é a bolsinha da prostituta, que quando a prostituta que já não anda com moral muito boa entre seus clientes for expulsa da esquina, vai ser jogada em alguma lixeira por aí, vazia.

  8. Pelo que depreendi, ela deixou de ser petista mas continua esquerdista até à medula, inclusive não reconhecendo moralidade em lugar algum que não no “sonho acabado”.

    Escrevo isso, porque não me surpreenderia essa gente ingressar com tudo numa eventual agremiação política fundada por Lula et caterva, supostamente corrigindo defeitos do PT. Algo que seria apresentado como o “partido do espírito original do PT”.

    De todo modo, na atual circunstância, é um mais um decréscimo no rol de artistas chapas brancas.

Deixe uma resposta