Lutadora do UFC tira a roupa e manda recado: “F… o feminismo”

12
145

feminist

Ontem não deu tempo para comentar. Mas já não era sem tempo. Vamos falar da notícia Lutadora do UFC posta foto nua em rede e manda recado: “F… o feminismo”, vista no Agora:

A lutadora do UFC Bec Rawlings usou as redes sociais para expressar sua opinião sobre o feminismo.

A atleta, que luta pela categoria peso palha do Ultimate, postou uma foto em que aparece nua. Na legenda da imagem, a lutadora mandou um recado para os seguidores. A foto de Bec Rawlings ganhou quase 3 mil curtidas.

“Não sou oprimida. As únicas pessoas que me oprimem são as feministas e aquelas que me julgam e querem que eu me conforme com a agenda delas.

Acredito em direitos humanos para todos. Meus meninos não são monstros, não sou uma mãe má porque não gosto de calças. Não sou um objeto, pois não sou fraca. Faço minhas próprias escolhas e faço o que quiser porque sou livre!”, escreveu.

É evidente que o feminismo já perdeu seu prazo de validade.

Em uma sociedade onde as mulheres tem tido cada vez mais conquistas, as feministas ainda fingem viver em um mundo sobre são “oprimidas lutando contra opressores”. É por isso que fazem papeis ridículos como esse, sendo obrigadas a ouvir da lutadora Bec Rawlings que as feministas não a representam.

Bec Rawlings, em sua manifestação, falou de sua vida como mãe. Ora, se ela é uma mãe que possui filhos (e são do sexo masculino) como poderia tolerar uma doutrina bizarra que demoniza os homens? Obviamente, pessoas lúcidas não podem tolerar o feminismo mesmo.

É como eu sempre tenho dito: feministas honestas deveriam abandonar o movimento, reconhecer seus erros e propor direitos humanos para todos, exatamente como Bec propôs. E o que é completamente diferente de como as feministas estão cada vez mais agindo, forçando rixas desnecessárias, criando conflitos entre casais e desvalorizando indivíduos, de ambos os sexos.

Em pleno 2015 não podemos tolerar tamanho desrespeito à liberdade e à individualidade humana. A mensagem de Bec veio bem a calhar.

Momento também de rever um ótimo vídeo, que postei dias atrás:

Anúncios

12 COMMENTS

  1. O pior é a cara-de-pau de algumas pessoas na parte de comentários, dizendo que isso tudo é irônico pois se a lutadora pode trabalhar e se expressar é por causa do feminismo (como se o feminismo fosse responsável por todas as conquistas das mulheres)..

    • Oportunismo: faz os esquerdistas molharem a virilha.
      Pegam conquistas que vieram de outros ou da própria sociedade e falam “É POR NOSSA CAUSA”.

      Dá pra enumerar vários…
      * Jean Wyllys e Suplicy declarando em evento na Praça Roosevelt que os gays atualmente são mais bem aceitos pela sociedade graças ao PT
      * A Copa foi uma boa Copa graças ao PT (hotéis, aeroportos, times, donos de estabelecimentos, pra que né?)
      * Dilma falando que ia criminalizar homofobia por conta da mudança do plano de governo da Marina (onde está, aliás, a tal criminalização? pois é: foi arquivada novamente!)

  2. Resultado prático do feminismo:
    A maioria das mulheres não quer mais fazer o serviço doméstico, por que “é coisa de Amélia” e os homens precisam fazer.

  3. O que acho muito engraçado no feminismo é ver que elas brigam entre elas mesmas. Elas tem regras que aí se uma delas descumpre uma regra, pronto, achincalhada é, apontada como tonta é. Isso é muito divertido!
    As mais espertas já pularam fora. Já outras tontas, como a Anitta, ingênua que só, disse ser adepta ao feminismo mas aí vai no Altas Horas e fala uma merda daquelas (sim, achei uma merda o que ela falou, e muito me surpreendeu ver gente aqui defendendo-a, como se aquela kenga feia pra cacete falasse algo que preste). Foi devorada viva pelas feministas que ela, querendo pagar de cool, tinha dito que fazia parte.

    E também é divertido ver caras que se pronunciam a respeito pra pagar de cool, tipo Felipe Neto e Gregório Duvidiê-ô-dó, já achincalhados por elas.
    Muito humor involuntário e vergonha alheia.

  4. Nem imagino o quanto seja chato para as mulheres ter que lidar com feministas. A única vantagem de ser um “opressor” segundo as minorias mais influentes é não ter nenhum grupelho querendo me usar para ganhar dinheiro e poder. Graças aos “perseguidos” temos grupos ganhando milhões para fazer kit gay ou militantes transformados em ministros de pastas completamente inúteis. Isso enquanto tentam obrigar os seus “irmãos de causa” a se comportar exatamente como eles querem. É mulher e não quer trabalhar fora? É uma traidora. É negro e é contra cotas? Pior ainda. É gay e quer ser discreto? Uma aberração.

    Deve ser exasperante. Espero eu que nunca inventem uma minoria na qual eu possa me encaixar.

  5. Mas é fato que os machistas entendem que mulher não deveria estar praticando luta livre, e sim ser “frágil” e “submissa” e eles normalmente se assustam quando veem uma mulher que pode chutar o traseiro deles, nesse sentido eu acho, sim, que Bec Rawlings deve algo ao feminismo, embora não seja obrigada a concordar com tudo que esse movimento prega.

  6. Amigos, eu vou tentar explicar por que isso NÃO é bom para nós. O movimento feminista nunca dependeu do apoio da maioria das mulheres. O movimento feminista, como o movimento esquerdista no geral, é um bando de psicopatas, bandidos e parasitas que são minoria na população. O lesbofeminismo é um pouco diferente porque representa a mediocridade das mulheres em geral como o Movimento Negro não representa os negros do povo ou o Movimento LGBT não representa os LGBT do povo. Mesmo assim, a militância feminista foi uma nomenklatura em formação mais um bando de idiotas úteis. Antes, mesmo que as mulheres não devam nada ao movimento lesbonazista em matéria de direitos legítimos, as mulheres da mediocridade pra baixo ganhavam alguma coisa com ele (você pode ver nas páginas masculinistas sobre pensão alimentícia, falsas denúncias de crimes sexuais, favorecimento a mulheres no mercado de trabalho, etc). Agora, a militância lesbonazista já está mostrando a cara, está avacalhando a vida dos homens honestos e não é mais conveniente para as mulheres “neutras” parecerem em cima do muro. Espero que não seja tarde demais, mas agora as mulheres contra o Feminismo vão ver o Feminismo contra as mulheres. Se lembra dos protestos pedindo o impeachment da Dilma? Se as mulheres que fizerem o que a Bec fez tentarem fazer algo parecido, vão passar pelo que o pessoal dos protestos passou ou pior. As mulheres feministas em posição de destaque vão infernizar as mulheres que discordam delas, e as feministas vão estar em vantagem de estrutura e experiência.
    Diga-se de passagem: eu tenho um blogue onde escrevo contra o Feminismo com certa regularidade desde 2009, e o Women Against Feminism, o Mulheres Contra o Feminismo do Brasil e o Donne Contro Il Femminismo da Itália têm menos tempo.que as minhas postagens. Aliás, aqui vai a minha série Mulheres Contra o Feminismo: http://avezdasmulheres.blog.com/category/mulheres-contra-o-feminismo
    Beijos

Deixe uma resposta