O bug de Crestina: não foi, pera, foi… suicídio

17
129

crestina

As coisas andam mais insanas que o costumeiro na República Bolivariana da Argentina. Agora Crestina diz estar convencida de que morte de promotor não foi suicídio, conforme matéria do UOL:

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, assinalou nesta quinta-feira (22) que está “convencida” de que a morte do promotor Alberto Nisman “não foi um suicídio”, em uma nova carta publicada em seu blog. A declaração marca um giro no posicionamento do governo sobre o caso até o momento.

“Não tenho provas, mas tampouco tenho dúvidas”, afirmou Cristina no texto.

“Por que alguém ia se suicidar sendo promotor e gozando ele e sua família de uma excelente qualidade de vida?”, assinalou a presidente, que continua sem aparecer em público.

Segundo a presidente, foram “plantadas pistas falsas para Nisman” dentro de uma “operação contra o governo”. “Usaram-no vivo e depois precisaram dele morto. É triste e terrível assim.”

Nisman foi encontrado em sua casa com um tiro na cabeça horas antes de comparecer ao Congresso para dar detalhes sobre a denúncia que tinha apresentado contra a presidente por suposto encobrimento de terroristas suspeitos pelo atentado contra a sede da associação israelita Amia, em 1994.

Cristina se perguntou ainda “por que se permitiu o acesso à casa de Nisman de um médico privado de uma obra social antes de o juiz, os superiores e os legistas saberem da morte”, acrescentou.

O secretário de Segurança da Argentina, Sergio Berni, foi denunciado na Justiça para que se investigue sua presença na casa do promotor.

De acordo com o secretário-geral da presidente, Aníbal Fernández, “não há uma só coisa que se sustente” na acusação de Nisman contra Cristina.

A longa denúncia, na qual o promotor trabalhou por meses, foi publicada na terça-feira pela Justiça argentina através do Centro de Informação Judicial (www.cij.gov.ar). (Com agências internacionais)

Se antes ela garantia ter ocorrido suicídio, que fenômeno levou à uma mudança tão rápida de diagnóstico?

O fato é que já estava ridículo demais sustentar a hipótese de que o defunto deu um tiro em sua própria cabeça, foi lavar as mãos, destrancou o apartamento e depois morreu. Nem com mídia censurada, dá para sustentar uma hipótese tão digna de sketches do Monty Python.

Foi quando um dos súditos criou coragem para dizer o óbvio para a Sra. Kirchner: “Por favor, pare. Isso já está ficando ridículo demais. Assim vai estourar o barbante. Vamos mudar o discurso…”.

Anúncios

17 COMMENTS

  1. Até semana que vem já vão estar acusando a “Biscatina” de ter mandado matar o promotor. Ninguém quer ser o primeiro a falar ,mas as coisas estão caminhando para acusar a “biscatina”,digo Crestina de ter mandado matar o “homi”. Alguém matou o homem ,isto é tão certo como a morte.

  2. Pablo Escobar do Cartel de Medelin, Cristina Kirchner, (Dilma?) e Nestor Kirchner – A Confraternização em 1989 teria sido a base para a criação do Foro de São Paulo em 1990
    diariodevenezuela.com/otra-del-matrimonio-kirchner-foto-demuestra-amistad-con-pablo-escobar-se-presume-financiamiento-jcfernandezm/

  3. O puppet master todos sabem quem é, e toma ordens dos russos e chineses. É incrível que nós que temos orgulho do país vejamos um país se abrir para a democracia e em tão pouco tempo se sujeitar a essa infame corja bolivariana. No mais, mais do mesmo. Esse caso em nada difere dos tempos imemoriais relatados por Érico Veríssimo em O Tempo e o Vento. Um promotor com muita coragem, um esquema com muita força. O resultado é o esmagamento do promotor pelo sistema político. E la nave va.

  4. Entendi a postura dela Luciano.Você se lembra das declarações de um suposto “analista político” brasileiro,que levantou a hipótese de que o assassinato foi feito pela CIA,pois era necessário “incriminar” o Irã?
    Pois bem,refresquemos a memoria e voltemos a morte do sr.Hugo Chaves,aonde uma rádio venezuelana alegou que,os EUA,usou a vacina de “câncer”(???) contra o sr.Chaves,em poucas palavras,alegaram que foi culpa do imperialismo americano.Agora,a Argentina deve milhões aos bancos americanos,houvesse um escândalo de espionagem por parte do governo dos EUA e ainda,temos as fracas relações dos EUA com a America Latina.Ao meu ver,eles estão esperando a oportunidade de algar que a CIA atuou na morte de Alberto Nisman,pois este era,um “agente americano” para assim aumentar as revoltas com o governo de Cristina,ou seja,estão armando o circo para acusar os Estados Unidos de novo.

Deixe uma resposta