Dirceu, que recebeu quase 1 mi de doação de iludidos petistas, recebeu 4 mi de empresas envolvidas na Lava Jato

5
95

josedirceu

Já me comentaram que eu deveria ter mais paciência com os petistas. O argumento dizia que se eu usasse um discurso “amigo”, poderia atrair mais deles para o nosso lado. Bem, se alguém quiser fazer este serviço de cooptar mentes petistas, tudo bem. Eu não tenho talento para isso.

Estando isto claro, é hora de entendermos que diante de petistas arrependidos, não é só para zoá-los. É para escrachar com gosto. Veja a matéria Dirceu recebeu R$ 4 milhões de empresas envolvidas na Lava Jato, da Folha, e depois volto para comentar por que é preciso levar a desconstrução dos petistas a níveis apocalípticos:

A Justiça Federal determinou a quebra do sigilo bancário do ex-ministro petista José Dirceu, de seu irmão, Luis Eduardo de Oliveira e Silva e da empresa JD Assessoria e Consultoria, pertencente a ambos.

O “Jornal Nacional”, da rede Globo, teve acesso a documentos que, segundo a TV, mostram que eles receberam cerca de R$ 4 milhões de empresas investigadas na Operação Lava Jato, que investiga esquema de desvio de recursos da Petrobras.

De acordo com os papeis, a JD Assessoria e Consultoria recebeu R$ 3.761.000,00 entre 2009 e 2013 das empresas Galvão Engenharia, OAS e UTC.

Os pagamentos foram feitos à empresa de Dirceu a título de “consultoria”.

Segundo o “JN”, a Galvão Engenharia repassou R$ 725 mil, a OAS, R$ 720 mil e a UTC, R$ 2,3 milhões.

Executivos das três empreiteiras estão presos em Curitiba.

Segundo o jornal, os procuradores chegaram à JD Assessoria ao analisar as transferências bancárias das três construtoras.

Ainda segundo o “JN”, a quebra de sigilo tem como objetivo saber se houve outros pagamentos suspeitos e se os irmãos foram beneficiados pelo esquema investigado na Lava Jato.

Para o jornal, a assessoria de Dirceu disse que a empresa do ex-ministro prestou serviços de consultoria às três empresas conforme contrato assinado entre as partes e que ele está à disposição da Justiça para prestar esclarecimentos.

A Galvão Engenharia informou que não se pronunciaria sobre as suspeitas; a UTC reconheceu que contratou a JD Assessoria e Consultoria para a prospecção de negócios de infraestrutura no Peru e na Espanha; na OAS, ninguém teria sido encontrado para comentar as suspeitas.

Agora voltemos à linha do tempo, quando Dirceu havia arrecadado mais de R$ 1 milhão para pagar a multa do Mensalão, conforme o Estadão. Isso foi em fevereiro de 2014, ou seja, pouco menos de 1 ano atrás.

Eis que agora sabemos que Dirceu sempre viveu com o burro na sombra. E agora sabemos que três empresas da Lava Jato contrataram sua “consultoria”. Ou seja, fizeram papel de trouxa.

É claro que para os petistas o fundo do poço não passa de uma etapa, mas é preciso reconhecer que eles inovaram em termos de babaovismo e chupaculhonismo diante de seus líderes, como sempre muito mais espertos que eles.

Anúncios

5 COMMENTS

  1. “É claro que para os petistas o fundo do poço não passa de uma etapa”…

    Essa é a frase do ano. Se vc me permitir, gostaria de fazer uns adesivos com esta frase.

  2. E com vocês mais um episódio da série Minha Chefa Esquerda Caviar, mas dessa vez um relato antigo:
    em janeiro/2014, enquanto Dirceu implorava alguns réis pra sair da prisão, o que a chefa dizia? Que ele havia sido enganado, falou bem dos filhos dele, disse que a casa dele era simples, que foi usado como instrumento por gente que queria se dar bem às custas da bondade dele.
    Mal posso esperar pela reação dela em janeiro/2015 quando descobrir que fez papel de trouxa.

Deixe uma resposta