Místico e etéreo, Lula diz que “os indivíduos devem ser punidos, mas não o partido”

8
48

lulalalu

Quando a vaca socialista começa a ir definitivamente para o brejo, o negócio é apelar ao misticismo. A continuar nesse ritmo, logo a liderança petista vai começar teorizar sobre unicórnios. Quem já viu as bizarrices de Nicolas Maduro (que vinham desde os tempos de Chavez) não tem com o que se impressionar.

Há muito deste pensamento mágico em um discurso de Lula feito nesta sexta-feira (6), conforme a Folha:

Se tiver erro, aqueles que erraram paguem por eles. Mas devemos preservar a história deste partido e dos nossos governos.

Que raios este sujeito quis dizer com isto? É muito simples: mentes socialistas apelam a uma forma de pensamento mágico atribuindo vontades a “coletivos” que vão além das pessoas que neles estão. Ora, entre o “top” petista temos dois tipos principais: os idealistas, muitos deles que abandonaram o partido ou foram chutados (como Luciana Genro, Heloísa Helena, Hélio Bicudo), e os pragmáticos, que fazem de tudo pelo poder.

Dentre esses pragmáticos, que são a “alma” petista (para permanecermos no clima místico), uma grande parte ou foi punida por corrupção, ou está sob investigação, a partir de delações premiadas que tem altíssima chance de resultarem em fatos comprovados, até mesmo por que se estes fatos não forem apresentados as delações perdem o valor.

Então deixemos de palhaçada, Sr. Lula. Se a elite do partido está exposta de forma vergonhosa por tantos escândalos, isto se aplica ao PT. Assim como se aplicaria a qualquer partido cujos líderes estivessem envolvidos nos mesmos escândalos.

É importante que todos saibam que este truque se isolar “partidos” de “pessoas” é uma forma de confundir mentes. É um truque sujo que vem desde os tempos de Hegel. Mas já está na hora de sabermos que partidos nada mais são que… grupos de pessoas. Fim de conversa. O resto é misticismo feito para tratar a audiência como se fosse um bando de retardados mentais.

Anúncios

8 COMMENTS

  1. De que história o jumento de Garanhuns fala? A “história” desse partido – PT, realmente deve ser lembrada para que o povo brasileiro nunca mais se deixe iludir por esse tipo de gente. Como o jumento de Garanhuns falou recentemente, que eles tem que criar uma nova utopia, para continuar mantendo o povo anestesiado com as promessas de uma verdadeira Suíça, no Brasil. Infelizmente, para eles, essa nova utopia, não é mais possível; tal o choque com a decepção causadas por todas essas trambicagens e roubalheiras comandadas por ele, Lula e sua gente. Hoje, a maioria do povo quer vê-los pelas costas. Vade retro satanás, para o quinto dos infernos.

    • Para a história o PT ser lembrada para sempre, sem ser reescrita – como eles se esforçam por fazer com o contra-golpe de 1964 -, como você muito propriamente sugere, são necessárias, em minha opiniao, as seguintes ações:
      1 – Tirar o PT do poder;
      2 – Tirar o PT do poder;
      3 – Tirar o PT do Poder;
      4 – Manter vivos na memória brasileira os crimes cometidos pelo partido e sua linha auxiliar;
      5 – estender ao socialismo a responsabilidade por existirem partidos como PT e sua linha auxiliar;
      6 – tornar o socialismo tão maldito, como o Nazismo.

      Mesmo apesar disto tudo, sempre haverá socialistas (como petistas) retintos, como ainda há nazistas, mas serão apenas aberrações ridículas – embora perigosamente mortíferas – como os finados “Skin Heads”

  2. Pode deixar que a história de seu partido está bem preservada. Passará para a mesma como o partido MAIS CORRUPTO e MENTIROSO da história do Brasil.

Deixe uma resposta