Altamiro Borges entrega o ouro ao criticar a “mídia golpista” e Eduardo Cunha

16
67

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Sempre defendi a ideia de que a melhor fonte de informações sobre os planos totalitários não está em muitos dos teóricos opositores a falarem destes totalitários (embora estes ajudem, é verdade), mas nas declarações entrecortadas e, às vezes em contradição, dos próprios totalitários.

Não é por outro motivo que os policiais adoram tanto pegar os criminosos em contradição. Auditores de segurança da informação não agem de forma diferente.

Eis então que Altamiro Borges escreve o seguinte:

A mídia hegemônica, em relação ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB/RJ), parece uma mãe zelosa: só falta babar de orgulho pelo filho comportado. Diz que Cunha “imprime novo ritmo às votações”, que cobra horário de chegada dos deputados, entre outras medidas moralizadoras, dignas de um probo. E Cunha realmente tem feito o serviço para o qual foi eleito com apoio da mídia hegemônica: defende o financiamento das campanhas eleitorais pelas empresas, promete barrar qualquer lei de regulação da mídia, é homofóbico, e agora entregou ao DEM o comando da comissão da Reforma Política.

Observe o que o irrita em Cunha: fazer a reforma política sem o comando totalitário do PT (cuja proposta é amplamente ditatorial), evitar o financiamento exclusivamente público de campanha (que manteria o PT eternamente no poder, por dar o monopólio do uso do estado para campanhas para o partido) e a censura de mídia (o ouro ambicionado pelos petistas).

Está aqui, nas palavras de Altamiro Borges, um dos formadores de opinião mais prolíficos do PT na última década.

Enquanto o país está quebrado, as prioridades destes senhores se resumem a censurar a mídia, aparelhar ainda mais o estado e garantir que o PT tenha o monopólio do uso do estado para campanhas (evitando até que seus opositores consigam financiamentos de empresas privadas). Está mais claro que a neve de que o PT assentou-se na trincheira de garantir a manutenção do poder de forma totalitária.

O detalhe é que em todas as nações onde conseguiram isso, os socialistas começam a destruir não apenas seus opositores, como também antigos aliados não-marxistas.

Ao que parece, o PMDB já descobriu o truque…

Anúncios

16 COMMENTS

  1. Luciano, tenho uma pergunta fora do tema deste texto. Se você puder respondê-la, ficaria muito agradecido.

    Quais seriam as consequências da aplicação da utopia socialista de que em uma empresa todos deveriam ganhar a mesma coisa, do empresário ao faxineiro? Já vi socialista falando que todos deveriam receber a mesma quantia e o que sobrasse deveria ser usado exclusivamente para investir na empresa, sem ir ao bolso do dono do estabelecimento.

    Uma consequência que eu consigo identificar seria que a única forma de implementar essa obrigatoriedade de o empresário não poder usar o lucro do jeito que este quisesse seria por meio da coerção, da força, do terror por parte do Estado. Mas com certeza há mais efeitos colaterais dessa “justiça social”.

    • “O detalhe é que em todas as nações onde conseguiram isso, os socialistas começam a destruir não apenas seus opositores, como também antigos aliados não-marxistas.
      Ao que parece, o PMDB já descobriu o truque…”

      Sim. Acho que o caso do Kassab foi a gota d’agua.

    • Rafael, salário é definido pela dificuldade ou abundância de mão de obra capaz de exercer uma função. Quando alguém lhe disser uma bobagem “socialista” destas, pergunte qaunto ele paga para a empregada doméstica, para a faxineira, para o porteiro do prédio onde mora. A discussão acaba ai.

    • Engraçado você dizer isso, porque ontem mesmo, discutindo com um colega meu, o Sarney foi justamente a bandeira anti-PMDBista levantada, e o Sarney tem o efeito de uma Stun Grenade numa discussão, deixa todo mundo constrangido de tentar defender o partido desse crápula. Mas você parece ter razão, tirando o Sarney, fica muito mais fácil apoiar o PMDB.

    • O PMDB smepre foi um partido sujo, mas não por ideologias, e sim por corrupção pura e simples. Alias, a unica ideologia do PMDB é a “democracia” já que era o opositor do ARENA na epoca da ditadura militar. Já a sujeira do PT é ideologica.

      As pessoas do PT não são “ladroes malandros” como do PMDB. Quando eles roubam, roubam pela causa, pelo partido, pela revoluçao, então “não é crime”. Acho muito provavel que se colocassemos eles em um detector de mentiras, e perguntassem: “você cometeu algum crime?” muito provavelmente não seriam detectados. Obviamente esse tipo de corrupção e crime é muito pior, já que estamos lidando com pisicopatas, que são capases de tudo pelo partido.

      Pelo fato do PMDB são possuir ideologia, e muito poder, potencialmente atrai pessoas que só estão interessadas em poder e enrriquecer. Quem se filia ao PSDB ou ao DEM normalmente está interessado em combater o PT. Esquerdistas se filiam ao PT, ou ao PSOL ou PSTU se forem mais radicais. Muitos dos que se filiam ao PMDB só querem um “pé de meia”. É claro que quando a agua bate na bunda, muitos mudam de atitude, e é o que muitos do PMDB estão fazendo agora.

      Acrecento mais um adendo: o fato do PMDB não possuir ideologia torna plenamente possível termos algum presidente de direita, mesmo não havendo partidos de direita capazes de concorrer ao cargo.

  2. Luciano, tem como gravar este texto em voz?
    É pra eu deixar “tocando” sem parar.
    Maravilhoso.
    O princípio do Aikido… a força do adversário contra ele próprio.

  3. Altamerda Corjes entregou o jogo, pratão cheio. Obrigado, seu IDIOTA. Obrigado por ser tão idiota, tão BURRO, tão imbecil. Tonto! Besta. TROUXA. Panaca. Entregou tudo que quer. Tem que ser tudo como o partidozeco dele quer, né?
    Uma dica: SUMA DAQUI. Fora. Não vai pra Cuba não, vai pro Inferno, filhote de capeta.

    ALTAMERDA CORJES, a vergonha da esquerdopatada. Espero que Eduardo Cunha dê muita dor de cabeça ainda pra ele e sua turma que está envergonhada dele nesse momento, e que a “mídia hegemônica” dê mais ainda, porque VOCÊS ESTÃO PERDENDO, PETISTADA DO CARALHO.

  4. Com relação ao Sarney, acho que ele, na saída deu uma “rasteira” no Lula e no PT! Explico:
    É absolutamente claro que ele, Sarney se afastou “por livre e espancada vontade”, da vida política, através de algum acordo com o Lula e, ao fazê-lo, deixou também de servir de “rolha” para outras lideranças do PMDB. Ele, Sarney certamente saberia disso mas, e o PT?

    Fica a dúvida…

  5. Altamiro não escuta os rumores das esquinas e não enxerga as multidões decepcionadas.
    Ainda espera a “guinada à esquerda”.
    A verdade vem a cavalo.

  6. Esse trecho, além de conter as fraudes já citadas, é no todo uma mentira deliberada, uma inversão psicótica: a mídia NÃO PAROU de bater no Eduardo Cunha até agora. Ele só foi apresentado como homofóbico, fundamentalista, fisiológico e corrupto. Inclusive hoje a Reaçonaria fez um clipping dessas notícias anti-Cunha.
    Altamiro Borges mente na cara dura. E os funcionais retardados que o leem provavelmente acreditam.

Deixe uma resposta