O triunfo dos monstros: torcedora gremista mudou a aparência e vive exilada por xingamento em campo

50
641

patricia

Alguém se lembra do caso da torcedora gremista Patrícia Moreira? Sua vida virou de cabeça pro ar depois que ela foi pega xingando o goleiro Aranha de “macaco” em uma partida entre Grêmio e Santos pela Copa do Brasil no dia 28 de agosto de 2014.

Depois disso, foi processada por injúria racial (processo do qual se safou), teve a casa incendiada. Humilhada em público, ainda foi pedir desculpa aos prantos para o goleiro. Que recusou o pedido.

Segundo matéria do R7, a jovem teve que mudar de emprego, de casa e escolheu a solidão.

O advogado de Patrícia, Alexandre Rossato, confirmou a transformação da sua cliente, que alterna momentos de depressão:

Ela mudou a aparência, mexeu no cabelo e de vez em quando usa gorro para se disfarçar, quando não está tão calor. Quer manter o anonimato e evitar qualquer xingamento ou agressões. As semanas variam entre evoluções e quedas, com todos os sintomas de uma pessoa depressiva, de altos e baixos.

Patrícia desistiu das redes sociais, pois ali passou a ser vítima de xingamentos e bullying.

Patrícia não tem feito nada, tem ficado só em casa, no canto dela. Os irmãos a pegam no fim de semana para não ficar tão presa. Mas ela quer ficar quieta. Trocou telefone, não tem rede social e só agora retomou o contato com alguns amigos

Como ela perdeu o emprego, teve se contentar com um trabalho inferior:

Ela tenta refazer a vida, está em um trabalho inferior ao anterior, mas é uma recolocação. Não é mais ameaçada, mas ficou tachada de racista. No ônibus, as pessoas a reconheceram, apontaram, mas como pega sempre o mesmo, já nem falam mais.

Lamentavelmente, Rossato também adotou o politicamente correto ao falar do caso, mostrando que ele é também vítima e propagador da doença que levou aos ataques contra sua cliente:

Ela foi tão vítima quanto o Aranha. Isso teve reflexo grande na vida dela. Ela tenta reverter, mostrar quem realmente é.

Mentira. Aranha não teve a vida destruída. Não teve casa incendiada. Não perdeu o emprego. Quem quer que equipare as duas consequências, possui ausência deliberada de senso de proporções e se torna incapaz de julgar o que é certo ou errado.

A verdade é que nós só mereceremos viver em sociedades civilizadas no dia em que transformarmos em monstros morais, dignos de rejeição social (a ponto de não merecerem nem mais o direito de frequentarem sua casa), pessoas que criarem situações para a destruição de vida de pessoas a partir de (1) politicamente correto, (2) jogos de vitimismo, (3) retórica de ódio, (4) ausência de senso de proporções, (5) encenações teatrais.

Jornalistas que exaltaram a turba para partir contra a garota deveriam ser tratados como se valessem menos que aquela substância que fica no canto da boca de algumas pessoas que estão com sede e falando muito. São nojentos, imundos, repelentes, etc.

Por sorte descobri que aquela garota de Santa Catarina que estava sendo perseguida por que criticou o estado do Maranhão era fake. É um alívio. Ou seja, psicopatas não conseguiram destruir a vida de uma pessoa, neste caso. Não tiveram o gostinho. Se fosse uma pessoa real, talvez tivesse o mesmo destino dessa torcedora gremista.

Essa epidemia de destruição de vidas de pessoas por absolutamente nada só vai parar quando começarmos a fazer algo e começarmos a apontar o dedo em qualquer formador de opinião, seja jornalista, repórter, jornal ou político, que tenha incitado a isso.

Está em nossas mãos punir moralmente, com rejeição social, a pior escória moral que já pisou sobre a face da Terra: a turma do politicamente correto.

Anúncios

50 COMMENTS

  1. Tive casa queimada, meu nome escrachado no GOOGLE por algo que eu nao fiz ( pedofilia ) e o pior, me perseguem diariamente, e inclusive ameaçando em estuprar e sequestrar a minha filha, desde quando ela tinha 4 meses ( hoje ela tem 1 ano e 8 ). Passa carros com placas frias perguntando sobre mim na vizinhança, visitam até mesmo o trabalho de colegas, para levantar informaçoes ao meu respeito. E estao armando de novo para mim, MARCELO VALLE SILVEIRA MELLO juntamente com GUSTAVO RIZOTO GUERRA, estao usando o meu nome para cometer crimes no site DOGOLACHAN.ORG, TIO ASTOLFO, HOMENS DE BEM e SILVIO KOERICH: http://emersoneduardorodriguesdenuncias.blogspot.com.br/2015/02/operacao-intolerancia-assassinato-de.html

  2. Ela foi a principal vítima da situação, o politicamente correto tornou o racismo crime para alguns, e direito para outros. Ou o ato do boçal goleiro de não perdoar não foi pior que o ato da moça? Qualquer um que tenha um mínimo de percepção constatará que hoje O NEGRO TEM DIREITO DE SER RACISTA, com seu coitadismo-vitimismo sem fim…

      • A reação ao ato da moça não foi apenas desproporcional, foi monstruoso. E a recusa do goleiro, diante da destruição da vida da moça, demonstra o caráter revanchista, odioso e cruel dele. Então não fale em ato ser pior dela do que dele.

      • Em Mt 6. 14-15 Jesus diz isso claramente: “Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará; se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas.”
        Lamento a atitude do goleiro.Vai conhecer o que é a ira do DEUS ALTÍSSIMO.Se chama inferno.

    • Não entendi,o ato do goleiro de não perdoar a moça foi pior que a ofensa dela? Ele foi ofendido,tem todo o direito de perdoar ou não.Eu sou negro e digo que não sei o que pensar sobre esse episódio até hoje. Ok, a vida da moça acabou mas porque o goleiro deveria perdoá-la?

      • Victor o perdão é o melhor de todos os presentes que o ser humano pode oferecer ao outro. É uma demonstração de sensibilidade e é, lógico, uma das capacidades humanas que nos torna mais civilizados e mais humanos. Se não existesse o perdão com certeza a nossa humanidade já teria sido extinta há muito tempo. O mundo de hoje está esse caos que vemos porque de pouco a pouco vamos perdendo a capacidade de perdoar as pessoas e quando não perdoamos aqueles que nos fez algum mal abrimos brechas para o ódio e a destruição alheia. Aquela moça já pagou caro pelo que ela fez e está pagando até hoje e isso será um peso para a vida toda e afetará a todos que estão a sua volta. Será que ela não é digna de perdão e de ter a sua vida reconstruída? O que ela fez é pior do que os políticos corruptos fizeram com esse país e mesmo assim são endeusados? Ela foi tão ruim assim? Acho que devemos refletir melhor sobre o que é ser humano aqui na terra. Obrigado pelo espaço, é só mesmo para refletirmos.

      • uau…. quem diria que um dia eu leria isso… na cadeia tambem ha muitos que tiveram culpa, nao destruiram a vida de ninguem, mas nao vejo ninguem defendendo-os por aqui…

      • e Mauricio Lobato, bom… se o “choro” do Aranha é motivo de chacota pra vc, porque o “choro” da Patricia tb nao o é? Se vc trocar o Aranha da frase por Patricia, nao seria a mesma coisa?

  3. Acho que se deve ressaltar também a falta de caráter desse tal Aranha (estranho que aranha pode, macaco não). Antes da TV filmar quase todo jogo era muito pior, mas nunca deixou de fazer parte do futebol ofender o outro e tentar desestabilizá-lo. Até dentro do clube, principalmente na guerra da garotada que está lutando para ter um lugar ao sol, isso é comum. Aí vem esse sujeito, macaco velho (macaco velho pode), fazendo esse teatro todo. Parece que ele é a mocinha indefesa. E ainda por cima rancorosa.

  4. Porque os jornalistas “esquerdistas” racistas não tiveram as mesmas atitudes com os torcedores “afrodescendentes” que xingaram o Aranha de macaco??? As imagens do ocorrido no jogo estão aí para todos!!! Mas estas imagens desqualificam o discurso de FALSO VITIMISMO DE MINORIAS COM FINS POLÍTICOS desta esquerda hipócrita e racista. Sobre o caso do perfil “fake”, mais uma prova da continuidade dos MAV ESQUERDISTAS que na disputa da última eleição criavam perfis falsos para divulgarem FALSOS ATAQUES RACISTAS como sendo de seus opositores…ops…INIMIGOS POLÍTICOS.

  5. Fiquei realmente escandalizada com a falta de proporção.
    Esquerdistas dizem ter a grande vantagem da moral superior, mas é aí mesmo que nós pegamos eles.
    As pessoas ficaram tão sensíveis com “tudo que o Aranha sofreu”, mas não tiveram nenhum receio de destruir a vida dessa garota. Porque ela é realmente uma menina, tão boba que caiu fácil na armadilha.

    • Ola Priscila,

      Como ja ouvi uma vez de um filosofo, tais questoes nao é de se ficar escandalizado. O que esperar de um esquerdista, sabendo que o que ele faz é só o pior? Isto é como se vc olhar, por exemplo, para a garrafa de agua e ficar escandalizada por ela ter a funcao de trazer agua. Quando se ve uma garrafa d´agua, vc logo, associa ela com a sua funcao.

      Os esquerdistas sao a mesma coisa. Tem a funcao de fazer so porcariada e, portanto, nao se espera nada de melhor deles. Dai, o nao motivo para escandalizar. Bom, ao menos que se, alguma vez, ja viu algo de bom sair de um esquerdista….rsrsr… e nao tenho….rsrsr.

      Abracos.

  6. O que permitiu essa intensificação do politicamente correto por parte do PT é o parágrafo 3 do artigo 140 do Código Penal brasileiro. Foi implantando originalmente no governo FHC (pela Lei 9.459 de 1997) e, posteriormente, modificado no governo Lula (Lei 10.741 de 2003, que acrescentou injúria contra pessoas idosas ou portadoras de deficiência).

    Equanto existir essa lei de injúria, o politicamente correto SEMPRE será usado pela máfia política e pela imprensa mamadora para perseguir e calar a boca das pessoas nos mais variados assuntos. Além do mais, está prestes a chegar outra lei para aumentar a patrulha do pensamento: a PL 7582/2014 da Maria do Rosário (PT). Pior do que a PLC 122, ela visa limitar à liberdade de expressão direcionada uma gama maior de grupos de pessoas: “preconceito” por gênero, sexo, orientação sexual e identidade de gênero, refugiados, migrantes. Além de possuir cláusulas subjetivas que só juízes poderão julgar. Por exemplo, no artigo 4, diz:

    “I – violência psicológica contra a pessoa, sendo esta entendida como condutas que causem dano emocional e diminuição da auto-estima ou que prejudiquem e perturbem o pleno desenvolvimento ou que vise degradar ou controlar as ações, comportamentos, crenças e autonomia, mediante ameaça, constrangimento, humilhação, manipulação, isolamento, vigilância constante, perseguição contumaz, insulto, chantagem, ridicularização, exploração e limitação do direito de ir e vir ou qualquer outro meio que lhe cause prejuízo à saúde psicológica e à autodeterminação.”.

    Art 140 do Código Penal:
    http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Decreto-Lei/Del2848.htm#art140

    PL 7582/2014:
    http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=616270

    • Está corretíssima a análise jurídica do caso. No entanto, os atos de selvageria (obviamente desproporcionais ao caso) não foram cometidos à luz da legislação criminal e sim de instintos bárbaros e abomináveis por parte de justiceiros bandidos. Aí cabe uma análise sociológica e psiquiátrica para se poder entender a razão para que se cometa atos tão covardes e insanos. Vide também o caso do brutal linchamento de Fabiane Maria de Jesus numa favela de Guarujá.

  7. Republicou isso em Enquanto há vida, há esperança!e comentado:
    Não há o que acrescentar.

    Dizer que a garota e o goleiro foram “vítimas” é uma estupidez mstodôntica pelas razões apresentadas na matéria.

    A doutrina do ódio já criou o preconeito contra os cristãos, agora cria o racismo numa sociedade que sempre, voluntariamente se negou a se deixar dominar por esse câncer.

    Parabéns ao PT e à sua linha auxiliar, que alimentam este tipo de divisão entre os brasileiros. Mais uma “contribuição” da doutrina que seguem aos males que causaram ao Brasil e que ficará para sempre gravado na nossa História.

    Talvez, por este motivo, a convocação à “guerra” feita por seu minúsculo líder, tenha uma resposta a altura dele, por um povo por ele iludido, que ao longo do tempo sempre procurou viver em paz com seus vizinhos e fazer da ódio, não a base para uma “luta de classes”, mas para piadas, nem sempre de bom gosto, mas que convertem em riso o que é uma das maiores manchas que o ser humano pode lançar sobre si mesmo: o ódio de”raça”.

  8. Abaixo o link e a declaração da moça que teve a foto usada no perfil fake, ela é do RJ.

    http://reaconaria.org/blog/reacablog/os-danos-causados-pelo-mau-jornalismo/

    Assim que a matéria foi publicada recebi inúmeras ligações e mensagens de amigos me informando sobre o ocorrido. Quando entrei no site e vi que era verdade eu não acreditei porque além de não ser gaúcha, como a matéria informou, eu nunca estive no Maranhão e não me chamo Isabela.
    Imediatamente, fui até a delegacia de polícia e fiz o registro de ocorrência. Eles ficaram de enviar uma cópia do registro de ocorrência para o Ministério Publico do Maranhão, mas me orientaram a passar no Ministério Público de XXXXX-RJ (que é a cidade onde resido) também. Assim que sai da Delegacia fui direto para o MP de XXXX e entreguei os documentos necessários para que eles pudessem encaminhar para o Ministério Publico do Maranhão. No mesmo dia entrei em contato com o MP do Maranhão e deixei o meu contato para que o Promotor que está cuidando do caso entrasse em contato comigo.
    O Promotor que está no caso já está ciente de tudo e estou aguardando uma nota esclarecendo sobre o caso.
    Já foram tomadas todas as providencias cabíveis contra os veículos de comunicação que vincularam a minha imagem INDEVIDAMENTE, como se eu fosse essa tal de Isabela Cardoso.
    Como o site que primeiro publicou a matéria é de grande repercussão nacional e internacional, em poucas horas todos já estavam achando que eu era a autora dos comentários preconceituosos. A partir dai a situação começou a ficar preocupante, tive que tomar algumas medidas de segurança para preservar a minha integridade física.
    O G1 regional entrou em contato comigo querendo uma entrevista mas prefiro tratar com o G1 judicialmente, tendo em vista a irresponsabilidade de publicar uma matéria com a imagem de uma pessoa sem antes saber da veracidade do fato.
    Vale ressaltar que alguns sites continuam vinculando a minha imagem como se eu fosse essa Isabela Cardoso.

  9. O maior ato de ódio no caso da torcedora foi o do goleiro Aranha, por não ter aceito o pedido de perdão da garota. Foi mesquinho, baixo, mostrou que sua moral está afetada pela mágoa do vitimismo, como se esta fosse a primeira vez que ele foi xingado em um campo de futebol.

    Eu já havia escrito sobre no meu blog: “o escândalo que isso se tornou, a perseguição da imprensa e deste povo inquisidor, a exposição excessiva e degradante na internet, as ameaças, as agressões e humilhações que vem sofrendo são totalmente desproporcionais, chega a ser ridículo!”

    Aranha, você é ridículo!

    • O pior do Aranha foi ele ter feito aquele teatrinho todo para obter o benefício de ter o time adversário punido por sua encenação, nem que por isso fosse jogar as pessoas contra os torcedores. Daí a menina foi uma vítima fácil para ele seguir no seu teatro.

  10. Nem tanto, nem tão pouco. Sou absolutamente contra o “racismo aceitável”, que é quando acontece contra o branco. Acho ruim a proporção que a coisa tomou, falta mesmo o senso das proporções. No entanto, não dá para começar a dizer que a menina é a “maior vítima” ou é “apenas uma vítima”. Você pode crescer em meio a uma família ou a uma sociedade racista e ser contrário a isto, coisa que ela não foi. Ela foi racista sim e deve responder na lei. O fato do goleiro não ter perdido o emprego, não ter tido a vida destruída não o torna vilão. Ele não foi quem iniciou a agressão, ele estava apenas trabalhando quando foi vítima de xingamentos racistas e estava no direito dele quando não aceitou o pedido de desculpas. Acho que vocês estão, ainda que bem intencionados, invertendo as coisas de uma forma perigosa. Os soldados e partidários nazistas , após a segunda guerra mundial, sofreram bastante. Eu acho ruim que as pessoas sofram, mas eu nunca irei dizer que eles são vítimas e os judeus foram os verdadeiros opressores. Isso seria loucura. Para finalizar, gosto do blog e da sua opinião em geral, mas vocês estão, no afã de ajudar uma pessoa que está sofrendo, estão cometendo outra injustiça.

    • Lucas Cunha,

      Quem praticou toda uma encenação para incitar uma turba contra a garota foi Aranha. Ele fez isso de maneira DELIBERADA. Ele agiu feito um monstro ao fazer isso. Ele não cometeu crime, mas mostrou uma imoralidade inacreditável, que devemos rejeitar. Era isso que queria dizer.

      Abs,

      LH

    • Primeiramente o racismo é condenável pelo fato de INCITAR AGRESSÂO contra um grupo de indivíduos com determinadas características.
      Se o “racista” não incita outros ao ódio ou à agressão contra indivíduos de determinadas características, tal “racista” é inofensivo e portanto não prejudica ninguém.

      Todos tem direito de não gostar de indivíduos de determinadas características e se recusar a relacionar-se com estes. Ou seja, ninguém tem o direito de atacar inocentes, contudo todos têm direito de recusarem-se a relacionarem-se com indivíduos ou grupos que lhes são antipáticos ou desconfortáveis subjetivamente.

      Essa canalhice do racismo vitimista é uma remodelação do “amai-vos uns aos outros” para, DA MESMA FORMA, produzir ódio de uns contra outros.
      A pretensão moral é idêntica: discriminar e lançar o ódio contra aqueles que, inofensivos, se atribuem o justo direito de não querer realações com indivíduos ou grupos.

      Por exemplo – e nessa toada ainda se chegará a isso, por absurdo que seja – um gay resolve que quer trocar caricias com um hetero e este repudia tal relação. O gay protesta que esta sendo discriminado pois que o hetero se nega a relações com ele.
      O mesmo se pode dizer de um sujeito que não quer ter amigos negros por não simpatizar seja lá por que subjetividade for. Ora, dirão que o sujeito é racista e de fato o é, porém inofensivo tanto quanto o hetero que se recusa a relacionar-se com o gay.
      Aí dirão que “ah! mas nesse caso o hetero recusa o antinatural” …nada disso, pois que uma mulher poderá acusar o gay de não querer ter relações naturais com ela. Ocorre que TODA CANALHICE é PARCIAL e por tal NÃO ADMITE SIMETRIA.
      Se um negro criticar um “branco no samba” e o branco se queixar ao judiciário, este nem mesmo aceitará a denuncia e todos ridicularizarão o branco. Porém se um branco afirmar “tem crioulo na valsa”, com certeza haverá processo e indenizações. Se um brano chama um negro de macaco é crime, mas se um negro chama um branco de branco azedo ou uma loira de loira burra aí esta tudo bem.

      Tiririca foi arruinado por cantar que “o cabelo dela paerece bombril de ariar panela”, sofreu ataques virulentos, processo e foi prejudicado em sua carreira.
      Já Gabriel “o pensador” Cantou uma letra OFENSIVA, acusatória, preconceituosa e depreciat5iva de um grupo, efetivamente xingando as loiras de burras. Nada lhe aconteceu, muito pelo contrário: ganhou muito dinheiro ofendendo e disseminando uma afirmação pejorativa contra um grupo de indivíduos.

      Agora vejamos REAIS INCITAÇÕES AO ÓDIO RACIAL e SOCIAL:

      partidos políticos e indivíduos seguidores ou não de uma ideologia canalha (mais uma) fazem ostensiva propaganda contra os patrões e empregadores xingando-os e atribuindo-lhes más intenções. Algo semelhante a existior partidos e indivíduos que afirmassem serem os negros criminosos e lá mais o que a eles associassem de ruim.
      No primeiro caso podem difundir fofocas com o NITIDO INTUITO de INSUFLAR o ÓDIO e O ATAQUE a estes individuos (característica: empregador). Assim são ovacionados e fazem seus comicios inflamados zurrando e fomentando o ódio e recomendando o ataque. …E são aplauididos e dizem que permitir isso é democratico:

      – insuflar o ódio de classes ou ódio social é democrático e proibi-lo chamam de ditadura.

      – Assimetricamente condenam não só a propaganda do ódio racial mas qualquer antipatia racial ou mesmo brincadeiras ou xingamentos inofensivos à raças fazendo caretas de indignação e exibindo ostentação moral superior e na mesma toada aproveitando para, ganhando a simpatia dos negros, insufla-los a odiarem os empregadores e sobretudo os empregadores brancos. …SIM!!! o que não falta na politicagem socialista é insuflar que os brancos são malvados racistas (estratégia: inventar inimigos para conquistar amigos) e que os patrões são igualmente malvados, culminando na propaganda DISCRIMINATÓRIA CONTRA A TAL “ELITE BRANCA”, propagandeando o ÓDIO a esta tal “elite branca”.

      Um incite COVARDE onde vermes morais pretendem conquistar a simpatia de indivíduos de determinadas característica induzindo-os a assimilarem que seu alegado simétrico é um perverso que deve ser combatido, atacado e masacrado. A velha tática de INVENTAR INIMIGOS para SEDUZIR AMIGOS para sua causa que é O PODER ESTATAL.

      Assim, com negros simpatizando com os sociaistas por estes estarem contra seus “inimigos” ainda estes pulhas politiqueiros ainda conseguem insuflar os negros contra os empregadores, sobretudo os brancos. Agregam então sob seu comando ess TROPA de adestrados contra malvados brancos “racistas” e malvados empregadores “exoploradores”. Não pelas coerentes explicações que dão a tal respeito, mas pela sedução de amigos ao se ostentarem contrários aos “inimigos” destes. A razão fica secundaria ante a emoção que insuflam.

      Não classe mais atacada e discriminada do que os empregadores e ricos. Toda a política se faz com propaganda de ódio contra estas classes. Ai ninguém acha feio simplesmente porque não há propaganda moral massificante a tal respeito.
      Afinal os meios de cominicação ou formadores de opinião (manipuladores de opinião) fazem o papel da antiga igreja: a voz que pregava a todos e não podia ser contestada. O mesmo ocorre com a midia. Deveria haver um movimento de SEPARAÇÃO DA MIDIA E DO ESTADO.

      A HERANÇA SÍMIA faz com que o humano IMITE aquele que aparenta grande prazer e regozijo em sua atitude moral. O SÍMIO quer IMITAR na tentativa de usufruir do mesmo prazer ostentado. DAÍ o CONTÁGIO MORAL. Afinal a moral é aquilo que torna o indivíduo bem recebido em seu meio. Logo, se há um meio que se ostenta como anuente com uma MORAL PARCIAL e VANTAJOSA (que justifica a submissão alheia), ASSIMÉTRICA, certamente que tal grupo irá atrair oportunistas, recalcados e imbecis ansiosos por APROVAÇÃO COMUNITÁRIA.

      Assim, dialéticamente (…hehehe!) os “anti” discriminação e preconceito, “não” racistas e “belas almas que pregam a paz e o amor ao próximo” conseguem difundir exatamente o preconceito, a discriminação, a cizânia e o ÓDIO dentre parcelas da sociedade, então dividida e recorrendo ao Estado para imporem-se uns aos outros e explorarem-se. Com isso o Poder da HIERARQUIA ESTATAL se fortalece numa sociedade por ele DIVIDIDA em inúmeros ANTAGONISMOS e assim submetida e explorada (escravizada) em beneficio desta hierarquia.

      Eis o Estado como aqueles que IMPÕEM sua vontade aos demais, tiranizando-os e explorando-os.

      Agora ante a profecia invertida (não é a bhhurguesia que aumenta a exploração sobre o proletariado, mas o Estado que aumenta sucessivamente a exploração sobre a sociedade) onde os Estados esgotaram toda poupança e sabem que o futuro lhes pode ser aniquilador, a FARSA se REPETE como HISTÓRIA e se Romanos se uniram aos Barbaros para manterem o POder sobre suas populações, agora os governos se valem dos ISLAMICOS para ameaçarem e se imporem a suas populações. A farsa parece que vai se repetir como história.

      Afinal, a ideia da guerra como meio de dominação precede a política e portanto CLAUSEWITZ estava errado: É A POLÍTICA QUE É A CONTINUAÇÃO DA GUERRA POR OUTROS MEIOS, e não o inverso como afirmou Clausewitz.
      Afinal este afirmou que a guerra é um meio de submeter os outros a nossa vontade e tal meio precede à política e portanto sua frase esta invertida, já que a política sucedeu à guerra, mas tem o mesmo objetivo.

      Abs.

  11. Embora ache que a moça realmente tenha sido racista, a reação foi muito mais absurda. Existe toda essa ideologia do politicamente correto hoje em dia, que tenta convencer a todos de que certas condutas são muito, mas muito mais graves do que elas são de verdade. A retaliação que essa moça sofreu foi umas 100 vezes mais grave do que xingar alguém de macaco. Justiça só é justiça quando a pena é proporcional ao erro, quando a reação chega a esse ponto, tudo não passa de histeria doentia.

    Por exemplo, se um certo homem está na rua, vê uma criança chupando um pirulito, e resolve roubar esse pirulito da criança. Tudo bem, é uma atitude condenável. Mas agora imagine que outros adultos que estão por perto e que viram o que aconteceu amarrem aquele homem, e espanquem ele até ele ficar cheio de hematomas e sem poder andar por uma semana. Esses “justiceiros sociais” são muito piores, não tem nem comparação. Mas nessa sociedade de hoje em dia, é capaz da maioria achar que foi uma atitude totalmente justa, onde aquele homem só estava recebendo o que merecia.

    Mas até mesmo se for deixar esses “justiceiros” de lado e apenas se seguir a lei, as penas para certos crimes costumam ser absurdas. Mesmo que seja uma atitude condenável chamar alguém de macaco ou jogar uma banana para um negro comer, condenar alguém a 3 anos de cadeia só por causa disso é puro delírio.

    • O homem que roubou o pirulito causou um dano à criança e iniciou contra ela uma real agressão. Ele não tem qualquer direito sobre o pirulito da criança.

      No caso da mocinha e o goleiro, TODA PESSOAL TEM DIREITO A UMA OPINIÂO SUBJETIVA EM QUESTÔES DE GOSTO. O gostar ou não é EM SI SUBJETIVO: Inexiste cor mais bonita, sabor mais gostoso ou pessoa ideal. Em questões de gosto tudo é subjetivo.

      Todos podem manifestar sua opinião sobre quem quer que seja e isso não implica em agressão. Pode sim ser ofensa e ofensa não machuca e não necessáriamente incita à agressão.

      quando um politico ou sectario de ideologai farisaica acusa um empregador ou empreendedor de ganacioso, ladrão ou explorador, AÍ SIM, ele esta INSTIGANDO ao ÓDIO e mesmo ao ATAQUE a indivíduos com estas características.

      …E ISSO É O QUE MAIS EXISTE NA MIDIA, SINDICATOS E EM COMICIOS POLITICOS. Ou seja isto sim é INCITAÇÃO ao ÒDIO ATRAVÉS da DIFUSÃO de PRECONCEITOS contra indivíduos com determinadas características.

      Chamar alguém de “macaco”, “branquelo” ou de “branco azedo” pode até ser ofensivo, mas NÃO se constitui um PRECONCEITO e MUITOMENOS INCITAÇÃO ao ÒDIO ou VIOLÊNCIA.

      Contudo xingar um comerciante de ladrão ou um empregador de ganancioso ou explorador não é crime e nem mesmo tido como odioso preconceito, embora tal seja uma acusação depreciadora e arbitrária que incita ao ódio e mesmo a agressão. …MAS NESSE CASO REAL a lei se omite e os legisladores praticam sua política de inventar inimigos para conquistar amigos.

      Já no segundo caso, somente chamar um negro de macaco é tido como ofensa grave e crime punível draconianamente. Já que se um torcedor negro gritasse no estádio chamando um jogador de “branquelo” ou de “branco azedo” ou de “elite de olho azul”, ninguém se importaria.

      Da mesma forma um negro afirma que só mata mulher branca e some do noticiário. Se fosse o contrário seria assunto de partidos políticos por anos para instigar negros a odiarem bracos que “só matam negras”, diriam ser prova cabal do racismo na sociedade.

      CANALHAS quando manipulando IMBECIS são IMBATÍVEIS!!!!

    • Bem mais condenável é chamar um comerciante de ladrão, pois que não apenas uma ofensa, mas sobretudo uma acusação que denigre moralmente o indivíduo inocente. Tal ainda por cima é exclusivamente um preconceito contra uma minoria e para piorar, tal acusação injuriosa e preconceituosa ainda incita ao ódio contra esta minoria e até mesmo à agressão.

      Candidatos e militantes saem por ai chamando empregadores de exploradores e preconizando que se os agrida e lhes roube os frutos de seu trabalho.

      Se proibe-se essa política da acusação e apologia ao ódio, eles reclamam e dizem que é ditadura, que se os esta impedindo de falarem, de fazerem sua propaganda política.

      …mas aí, nessa canalhosa propaganda política de incentivar ódio e insuflar agressões eles proibem que uma moça, no calor da emoção de um jogo, lance um mero xingamento DESPRETENCIOSO chamando um goleiro de macaco. Chamar alguém de macaco não implica em insuflar ódio contra ele e tão pouco é acusação para depreciação moral do indivíduo. MUITO MAIS OFENSIVO, CALUNIOSO e ISUFLADOR DE ÓDIO É CHAMAR o JUIZ de LADRÃO, SAFADO e mesmo FILHO DA PUTA.

      …mas ninguém leva a sério quando xingamos alguém de “filho da puta” pois que tal não o acusa nem denigre seu comportamento moral e tão pouco se esta insuflando ódio ou fazendo acusações que pressuponham ações agressivas contra o xingado. Muito menos alguém acredita que a mãe dele seja uma profissional do sexo.

  12. E a pergunta que não quer calar é: cadê o portal R7 falando do caso do Fernando Holiday que sofreu ameaças de morte?
    Cadê qualquer outra mídia falando sobre quem são os ameaçadores dele e o demonizando?
    Ah.

    Agora esse advogado, puta que pariu, mas que sujeito mais filho da puta! Óh o que foi falar, que lixo! Que LIXO. Rasga essa porra desse diploma, imbecil do caralho. Ao invés de ficar do lado da cliente dele ficou do lado do politicamente correto.
    Demitido.
    DEMITIDO!

  13. Podem botar na conta da ESPN Brasil a destruição da vida da moça. Foram os stalinistas da ESPN Brasil que captaram as imagens e resolveram colocar tudo nas costas dela

  14. Podemos mapear alguns frames aí facilmente:
    – Ausência deliberada de senso de proporções – o estrago causado na vida desta moça foi infinitamente maior do que o impacto da sua atitude(ainda que a atitude seja condenável).
    – Dois pesos, duas medidas – Houve praticamente uma unanimidade no processo de crucificação desta moça, sem qualquer preocupação com as consequências funestas de todo o ódio que foi direcionado à ela, consequências que de fato foram severas, como o post destaca(casa incendiada, emprego perdido, isolamento, banimento social). Por outro lado, a esquerda progressista esperneia e se escandaliza quando
    bandidos pegos em flagrante são agredidos pela população – ou seja, quando a situação serve aos propósitos da esquerda de incitação ao ódio de classes, ninguém vai criticar que a população e a mídia façam ou corroborem que se faça “justiça com as próprias mãos”, mesmo que seja numa proporção infinitamente maior e mais destrutiva como foi o caso dessa moça em comparação com bandidos amarrados em postes.

  15. Luciano, você tem planos de falar sobre essa palhaçada em torno da Igreja Universal? Falando como alguém que nunca gostou da IURD, estou estarrecido com a quantidade de gente que tá acreditando cegamente que eles têm uma força armada. Talvez eu nunca tenha visto tanta falta de ceticismo antes.

  16. Caso esse goleiro seja cassado ou namora com uma loira, é muita safadeza da parte de “indivìduo”, ou seja, se ele preza tanto pela raça dele está cometendo uma grande hipocrisia.

  17. Ela realmente não devia te-lo chamado de macaco, afinal assim está ofendendo os macacos.

    Esse goleiro não tem a menor moral de reclamar, casa com uma loira e depois se enche de razão.

    Os grupos afros, minorias e companhia limitada certamente rotulam esse indivíduo de oprimido, sofrido e por aí vai. No entanto o que ele tem de sofrido? Ele tem fama, é rico, está bem de mulher (e com a feíura que ele tem). Queria ver se ele é trabalhador assalariado, sem carro, mora com os pais (e é caucassiano) se ele iria estar bem de vida

  18. Chama-se Lei Caó, e foi aprovada por Sarney em 1985 e posteriormente virou um Cavalo de Tróia nas maõs de FHC, que ampliou a lei a ponto de proibir críticas raciais e religiosas… Basicamente, a lei Caó criou uma ditadura no Brasil que só explodiu após os anos 2000 com o PT tomando conta de tudo. FHC aprovou e Lula aplicou! É possível também, fazer emendas na lei para agregar machismo, homofobia e o raio que o parta, basicamente, é possível destruir completamente a liberdade de expressão com a lei Caó. Até a crítica política pode ser enquadrada como “intolerância”, quando alguém resolver mostrar que o comunismo “matou 100 milhões”.
    .
    É um expediente de linxamento moral que antecede o excrutínio legal e talvez a posterior prisão. A pena é sempre desproporcional aos atos e nunca há perdão (a esquerda tem um longo histórico de intransigência quando suas causas não são seguidas, a citar, o caso Simonal). Se o réu é absorvido judicialmente, está morto socialmente. Se é preso, sofrerá por ser “celebridade”, na cadeia. Acreditar que Aranha “sofreu” com o episódio é até piada. Ele se regozijou, pegou o “rato na ratoeira”, e aproveitou a onda vitimista de quem tem um salário nada modesto. Não aceitou o pedido de desculpas, quando poderia, e preferiu continuar com o vitimismo, até o assunto exaurir a imprensa marrom. Coincidência ou não, a “vítima”, tem uma qualidade de vida muito superior a maioria de nós e, por ser atleta, deve ter uma assistência médica excepcional.
    .
    O mesmo critério denota a dubiedade moral da esquerda: São contra a violência contra a mulher, mas não se preocuparam nem um pouco, com as ameaças, os ataques criminosos e até as tentativas de homícidio que esta sra. sofreu. Entretando, criticar os demandes de DIlma Roussef é classificado como “machismo”. Ou seja, tacar fogo na casa de uma mulher, ok. Criticar uma esquerdista, jamais!

  19. “Essa epidemia de destruição de vidas de pessoas por absolutamente nada…”

    Por absolutamente nada?
    Esse foi somente 1 caso. Racismo acontece todo dia, toda hora e por séculos e não soh o Aranha mas milhares e milhares de negros sofreram com isso. Tiveram mais que a casa queimada e emprego perdido.

    O racismo que a torcedora demostrou foi pego em camera e soh por isso condenado.

    É justo condenar somente ela quando outros também são racistas e estão por ai ao solto?
    CLARO QUE É!
    Se desse pra punir todas essas pessoas “mal-informadas” na vida sobre raça, puniríamos.
    Se nao tem como entrar na cabeça de racista que ser humanos são todos iguais, tem que se esperar que punição (ou um exemplo de punição como o da jovem) desencoraje tanta maldade.

    Eu tenho muita pena do que a vida dela virou e sou CONTRA qualquer ameaça do bem estar da menina, mas eu apoio o castigo. Na vida tudo tem conseqüências, tudo.

  20. Você sabe que existe a tal tabela da opressão que cria o jogo ilusório de vítimas e opressores na sociedade. Ao transformar a sociedade em coletivos, você se transmuta em opressor por ser branco, homem, heterossexual, mulher branca, cristão etc. Não importa que esteja na porta da Igreja pedindo esmolas. A incapacidade de individualizar as situações é a doença revolucionária típica da esquerda. Como neste caso, não importa para Juca Kfouri e a malta que o segue, que seja uma mulher ameaçada de estupro e vítima de violência, enquanto o Aranha anda com seu salário muito bem pago, obrigado.

    Quando é o caso de um homem branco contra uma mulher, a base da pirâmide da Tabela de Opressão, então ele seria condenado publicamente por “cultura do estupro”, ou qualquer expressão ou substantivo esvaziado de seu significado pelo gráfico convulsivamente alargado dos justiceiros sociais.

    Pois é Fiona. Tenho aqui um sem fim de xingamentos de racismo contra brancos colhidos de páginas esquerdistas do Facebook. E aí? Tem castigo ou é falsa simetria, conforme o linguajar de vocês, justiceiros. Eu tenho outro termo, chama-se duplipensar.

    Leia
    http://consciencia.ano-zero.com/2015/07/16/os-valentoes/?utm_source=facebook.com&utm_medium=social&utm_campaign=Postcron.com

  21. é bastante covardia essa perseguição toda pois ela é mulher e bastante jovem. quanto nos somos muito jovens somos bastante influenciados pela lavagem cerebral cultural brasileira, por isso ela acabou frequentando um meio que nada tem a ver com assuntos raciais. eu sei o que é ser colocado num beco sem saída, já estive no hospício.

    de qualquer forma, a solidão não é algo ruim, pelo contrario, na solidão você percebe sua eternidade, que você é um eterno solitário nesse mundo, não importa qual crença a pessoa tem no pos-morte.

    • so um idiota que defende o sistema e o coletivo poderia ter uma opinião assim. é melhor viver como eremita, de maneira simples, com pouco, do que ter muiot dinheiro mas ser um favelado asqueroso por dentro.

  22. Bom dia a todos, infelizmente ela cometeu um erro e um crime infringindo nossas leis brasileiras querendo vocês ou não, quanto ao goleiro aranha na minha opinião ele agiu errado, eu teria perdoado a moça. Agora iremos olha os dois casos ela foi vitima sim, pela sociedade contudo o aranha também foi vitima, agora ponha se no lugar do aranha no dia do jogo sendo xingado pelos torcedores se fosse um de vocês iriam gostar eis a questão. Porém se você tivesse perdido tudo casa amigos vida social e ter que mudar de cidade e viver se escondendo isso também não seria bom isso é claro porém a culpa disso tudo e apenas dela e não de outra pessoa se ela tivesse ficada calada no dia do jogo não teria acontecido isso com ela.

Deixe uma resposta