Um bom comercial do PSDB. Mas que precisa melhorar muito.

17
89

petralhas

O PSDB vai lançar um comercial na TV neste domingo, 10/5. Me perguntaram a respeito de como eu o avalio, pela ótica da guerra política. Então aqui vai: é um bom comercial, tecnicamente falando, mas que comete um erro imperdoável ao final.

Entendo que o maior problema dos republicanos do Brasil é de estrutura mental. Precisamos revisar a forma como nós sentimos os eventos do mundo, bem como nós reagimos a eventos, assim como quais sensações nós valorizamos em nós mesmos, para enfim, entender as sensações que queremos que os outros tenham. Isto tudo irá impactar nossa comunicação. Teremos que mudar seres humanos no nível subconsciente. Não todos, é claro, mas ao menos de alguns que estejam na faixa dos formadores de opinião.

Toda a comunicação do PT é clara: ela posiciona o oponente como alguém que deliberadamente quer destruir sua vida. A partir daí, o partido se posiciona como um herói contra um vilão. Como se vê, é mais ou menos como nos filmes de James Bond: eles capricham na descrição de um vilão.

Pode-se dizer que o PSDB tenta o mesmo, sem caprichar na malignidade do vilão. Pois ao posicionar o PT como o vilão, ele comete um erro fatal com esta frase, logo ao final: “O PT quer que você pague a conta dos erros que ele cometeu”. Espere. Quer dizer que o tal vilão é apenas um “coitadinho enganado”? Então se for assim não precisamos nos opor ao PT, mas ajudá-lo com dicas e sugestões para que ele acerte mais, certo? Então se for assim por que o PSDB não pára de fazer oposição e vai ajudar? Observe que essa é apenas a brecha aberta pelo programa tucano. Ao chamar toda a situação atual de “erro” do PT ele aliviou radicalmente a vileza do partido, e abriu possibilidades infinitas para os petistas explorarem.

Acho que temos que chegar em tal estágio de conscientização política na qual a partir do momento em que vemos alguém chamar um malfeitor intencional de “coitado enganado” temos que começar a apontar o dedo na cara deste sujeito e questioná-lo: “Você está escondendo a malignidade do outro porque? Por que está querendo enganar o povo fingindo que o outro é só um “enganado”? Eu sei que é duro e até desagradável fazer isso, mas a criação de uma consciência política depende desta aspereza. No estágio de criticidade em que estamos, é um crime moral perceber um malfeitor intencional como um coitado enganado.

A propaganda não é de todo ruim, diga-se, pois hoje em dia discursos ruins também conseguem atingir o PT, que destruiu o país intencionalmente, tudo porque os bolivarianos são fascistas e golpistas incansáveis. Mas por que não aproveitar melhor as oportunidades?

Como arrumar esta propaganda? É bem simples. Seria apenas substituir a expressão “O PT quer que você pague a conta dos erros que ele cometeu” por “O PT quer que você pague a conta da destruição econômica que ele armou, intencionalmente”. Notaram a diferença? De um “coitadinho enganado” o PT virou um malfeitor intencional (coisa que ele realmente é) em poucos segundos.

Anúncios

17 COMMENTS

  1. Luciano, você acha que deveria ser criada uma pressão para que Caiado,Bolsonaro,Marco Feliciano,… criem ou tomem um partido(por exemplo o PRTB do Levy Fidelix)? Acho que já teria um bom número de votos se ao menos tivesse um nome decente com algum desses chamando votos.
    O DEM pelo visto está mais pra lá do que pra cá.

      • Infelizmente, o Bolsonaro não pode ter um cargo maior, senão os antipetistas que tem rejeição a ele (propagandeado como racista, homofóbico e defensor da tortura e ditadura) teriam dúvida em votar, continuaria como deputado. O Fidelix, não pode querer ser presidenciável, ou voôs mais altos, nesse novo partido teria de se contentar com cargos pequenos.

  2. Luciano, reconheço sua competência, acho que eu nunca teria percebido a fraqueza da frase usada pelo PSDB, mas acho que uma das opções abaixo não deixariam brecha para questionamentos:
    O PT quer que você pague a conta da destruição econômica que ele causou para dar sustento ao partido”.
    “O PT quer que você pague a conta da destruição econômica que ele armou em prol do próprio partido”.
    A frase ficaria mais longa, mas, para o público que ainda acredita em alguma boa intenção do PT, infelizmente quase que precisa desenhar, se não for assim, petistas colocam uma mentira sobre o que foi dito, e funciona em muitos casos, Dilma ter sido reeleita é prova do analfabetismo político e vulnerabilidade “do brasileiro” diante de mentiras e engodos.

  3. É difícil esperar do PSDB uma ação contundente contra o PT, já que a maioria dos programas e plataformas que que o PT tem estressado até o limite (Bolsa Família, cotas, reeleição, urnas eletrônicas etc.) se não foram criados nos governos do PSDB, pelo menos foram admitidos e aceitos por eles, como, por exemplo, a recente demissão do Secretário de Segurança do Paraná ato que, em minha opinião, simplesmente endossou toda a argumentação de “violência policial” com que as esquerdas têm inundado as redes sociais desde os incidentes da greve dos “professores”.

    Em minha opinião, já passou em muito da hora de encararmos o PSDB não como “oposição” no sentido lato do termo, mas como um partido que, por afinidade ideológica até, é colaborador do PT.

    • Eu acho melhor tratar o PSDB como uma oposição frouxa que TEM AGIDO DE FORMA INDIGNA E DESONRADA, e por isso precisamos expo-los diariamente.

      Se os tratarmos como “colaboradores do PT”, poderemos criar o efeito “empurra”. Que é o mesmo que dizer para um filho: “Olha, a partir de agora não farei mais cobranças em relação a X. Ok?”.

      Enfim, não empurrarei o PSDB para o PT. Prefiro ajudar na criação de um contexto onde a pressão sobre eles seja interminável, até constrangedora.

      Abs,

      LH

    • Alguns programas realmente foram criados pelo PSDB, mas, deve perceber a diferença entre criar um programa para o país e criar ou usá-lo para o partido, o bolsa-família foi criado como bolsa-escola, era muito mais um programa de incentivo para educação do que assistencialismo e compra de votos, tanto que quem recebia e quem apenas olhava seus impostos sendo gastos nele tinha consciência do valor da educação para o país, era um investimento em educação. A reeleição não seria má, não fosse o PT ter conseguido aparelhar quase tudo e usar o governo como usou, algumas vezes, o problema não está tanto no projeto, mas em quem executa, e tudo que é executado pelo PT sofre alguma modificação onde eles conseguem usar isso mais em beneficio do partido do que da nação. PT é um vírus.

  4. Seguindo sua linha de raciocínio de que não se deve tratar um fraudador como alguém enganado, não seria esse o caso do PSDB (salvo raras exceções)?

    Veja só: enquanto fazem discursos “mais ou menos” contra o PT, na prática, o apoiam (o caso do apoio à candidatura do Fachin ao STF é o mais emblemático, atualmente, além do fato de o PSDB ter “dado para trás” com relação ao pedido de impeachment).

    PSOL e PCdoB são linhas auxiliares muito óbvias. Mas o PSDB não seria uma linha auxiliar mais eficiente, pelo fato de ser mais dissimulada (e de ter mais poder político do que os demais partidos nanicos de extrema esquerda)?

    O colega acima comentou sobre fazermos pressão para que os indivíduos de oposição se aglomerassem todos numa única legenda. Não seria o caso de fazermos essa pressão também nos oposicionistas de verdade que estão no PSDB, enquanto expomos a cumplicidade psdbista em relação ao PT?

    Ou no caso os psdbistas não seriam fraudadores, e estariam simplesmente enganados?

    Muito obrigado pela atenção e, por favor, continue com o ótimo trabalho!

    • Eu não vejo isso pois o PSDB realmente causa danos ao PT. Mas poderia causar muito mais. Para validar a tese de “oposição de fachada”, seria necessário termos evidências documentais desta armação. Não há indícios deste tipo. Parece muito mais incompetência do que marmelada.

      É o mesmo caso dos intervencionistas, que vivem fazendo propaganda gratuita pro PT. São “pagos pelo PT”? Duvido muito. Parece mais incompetencia mesmo.

      Abs,

      LH

  5. Luciano, eu concordo, mas você acha que o brasileiro comum vai entender isso como uma falha no quesito de frame? Para pessoas que não estão acostumadas a ir mais fundo em análise de discurso, a mensagem continua sendo “o governo errou”, no sentido de “cometeu uma falha de julgamento, portanto, não está apto e não merece meu voto”. Se cometer erros (e ter os mesmos apontados pela oposição) não fosse assim algo tão sério, até trotskistas os admitiriam de vez em quando pra fingirem coitadismo.

    • O que foi proposto pelo Luciano é que não deveria ser mostrado apenas como um mero erro de governança, mas sim como um erro proposital ou previsível, que é o que o PT faz. Se o PT fosse uma empresa de transporte público, seria aquela que mandaria o motorista exceder a velocidade, ultrapassar em local proibido para chegar mais rápido e encher o veiculo para nova viagem, além de andar com pneus carecas e veículo sem passar por vistorias e conserto para economizar e ter mais lucro para si. Assim como o PT e tal empresa, os erros deles são intencionais e a possibilidade aumentada de um acidente é visível, sabem que estão errando para beneficio próprio e nem mesmo se preocupam com quem sofrerá com seu erros.

  6. Perfeito comentário Luciano! Ressalvando-se é claro que o PSDB, como partido esquerdista, jamais fará a oposição na jugular do PT tão necessária para que sua propaganda atinga o coração do eleitorado. Ainda que os tucanos sejam por enquanto a única opção rápida para a remoção do PT do governo federal, temos que sempre ter em mente que na hora H eles roerão a corda. Eles precisam saber que, depois da saída do PT, eles serão os próximos alvos de manifestações de rua e panelaços. Nessa hora o importante é tentar abrir espaço para os integrantes mais à direita do PSDB, minando a influência deletéria de FHC, Serra, Aluízio, Goldman e outros dirigentes de passado comunista/socialista. Abração!
    Fernando José – SP.

  7. O vídeo do PSDB continua explorando o óbvio. Não justifica o fato de deixar a nossa política chegar neste estágio. O mimimi é inócuo diante deste fracasso retumbante E, por favor: não classifiquem coimo comercial. É institucional do partido.

Deixe uma resposta