BLOSTA diz que doações para PSDB e PT foram equivalentes. E isso não significa absolutamente nada.

13
82

brasil247

Em sua eterna saga tentando defender o indefensável, a BLOSTA defende a ideia de que as doações da UTC para o PT e o PSDB foram equivalentes. Na verdade, Ricardo Pessoa doou R$ 8,7 milhões à campanha de Aécio Neves, R$ 1,22 milhão a mais do que o valor doado ao PT. E com uma caradura vergonhosa, eles fingem que isso é notícia. Porém, doações de campanha não significam absolutamente nada, pois todos são inocentes até que se prove o contrário.

Há uma diferença entre gastar 300 reais para comprar livros na Amazon, e gastar 300 reais com cocaína. Não é o fato de alguém dispender dinheiro para outra parte, seja pela via da aquisição de serviços ou da doação, que isso se torna um crime. O crime existe quando há provas de crime na transação. Se o PSDB não está na presidência não pode ser culpado por nenhum recebimento de doação para esta campanha. Já a doação de Ricardo Pessoa ao PT foi, conforme sua declaração, por medo de retaliação em contratos da Petrobrás.

O PT não pode maquiar a realidade de que o único partido que tem a chave do cofre é ele próprio. Portanto, as doações suspeitas são aquelas para o partido, não para os partidos que não possuem a chave do cofre. O problema não é a alocação de recursos, mas a alocação de recursos para um criminoso. Não caiam no truque sujo do PT de simular que o problema está “no financiamento de campanha”. Na verdade, o PT é que transformou o financiamento de campanha em um negócio para se eternizar no poder. E começou a se dar mal por isso.

Anúncios

13 COMMENTS

  1. Impressionante que só vejo socialistas defendendo financiamento público, nem mesmo petistas “moderados” defendem tal aberração totalitária. Só socialistas de carteirinha.

  2. Só que tem que perceber que isso até pode ser uma medida para o empresário parecer imparcial, mas quanto ele doou para as linhas auxiliares do PT? Todos sabemos a quem elas apoiaram indireta e diretamente.
    Outra coisa, ele foi ‘obrigado’ a fazer doações a campanha do PT e, para não dar na vista doou para o PSDB, até talvez na aposta de que, se Aécio ganhasse, o governo continuaria o esquema corrupto do governo petista. E esse vício forte foi introduzido pelo modelo de governo petista, que são espertos e permitiram que ele doasse ao PSDB até como precaução em ter mais um argumento para impedir doações empresariais de campanha, como se as doações fossem as culpadas dessas propinas cobradas, e não do partido que governava para as propinas crescerem cada vez mais.

  3. Na real, real mesmo, o problema é o PT, que como Olavo disse, nem sequer deveria existir. Mas isso é questão de tempo, nunca o partideco esteve tão mal, afundando tanto. Quem tem cu tá saindo fora, vide Marta Suplicy. Quem é ganancioso, teimoso e vigarista continua lá.

    Tenta outro truque, PT: não caímos nesse aí das doações não.

    🙂

  4. Luciano, pq em seus textos, você escreve “patuleia” em vez de “platéia” ?
    Você pretende publicar a outra parte daquele texto, sobre o Eduardo Setim com as objeções, ou acha melhor deixar esse caso esquisito e complicado pra lá?

      • Não tinha lido a entrevista na primeira publicação. Agora li no blog dele. Só digo uma coisa: pula fora que é encrenca. Meus cumprimentos por não postar a segunda parte e deixar que os loucos, adoradores de Julio Severo visto o elogio que o tal Emerson faz ao mesmo, continuem a cavar a própria cova.

  5. Conforme “O Antagonista” publicou:

    ” Desesperado com as denúncias de Ricardo Pessoa, o PT divulgou a seguinte nota:

    “A UTC Engenharia, uma das empresas investigadas na Operação Lava Jato, fez doações aos dois principais partidos de oposição, PSDB e DEM, nas eleições de 2014. O valor total de R$ 13,4 milhões é o mesmo doado ao PT durante a campanha”.

    Como tudo o que se refere ao PT, a nota é flagrantemente mentirosa.

    Segundo os dados do TSE, Ricardo Pessoa doou 4,5 milhões de reais ao Comitê Financeiro do PSDB à Presidência da República.

    A campanha de Dilma Rousseff, por outro lado, ganhou de Ricardo Pessoa – oficialmente, é claro – 18,950 milhões de reais, divididos da seguinte maneira:

    – 7,5 milhões de reais da UTC a Dilma Rousseff
    – 10,8 milhões de reais da UTC ao Diretório Nacional do PT
    – 650 mil reais da Constran ao Diretório Nacional do PT “

Deixe uma resposta