Coloque no radar: Encontro Conservador nos dias 20 e 21 de junho de 2015

48
56

Embora este blogueiro seja um liberal/libertário (me defino como neo-iluminista, mas por enquanto liberal/libertário fica mais fácil de explicar), isto não significa que eu não apoie movimentos conservadores. Ao contrário, entendo que a guerra política é disputada por uma coalisão envolvendo liberais, libertários e conservadores que estejam dispostos à luta.

Assim, é com satisfação que lembro aqui que o Partido Conservador anuncia o primeiro Encontro Conservador, a ser realizado em Curitiba (PR) nos dias 20 e 21 de junho de 2015.  Clique aqui para participar, pois o evento é aberto para os que comprarem o convite antecipadamente.

Leia mais a partir do press release:

Haverá lista de presença e o passaporte será vendido no dia do evento se sobrarem lugares.

Este passaporte garantirá a participação no evento, outras despesas como hospedagem, transporte, alimentação serão de inteira responsabilidade do participante.

Deve-se levar os documentos pessoais inclusive o Título de Eleitor Endereço e outras informações poderão ser solicitadas via e-mail partido.conservador18.com.br ou pela fanpage fb.com/partidoconservador1836

A confirmação será enviada via e-mail ou correio. Em breve sairá a programação completa. Não perca!

 O custo é R$ 30,00. Uma pechinha, diante dos palestrantes confirmados:

Paulo Eduardo Martins – Jornalista

Professor Hermes Rodrigues Nery – Coordenador do Mov. Legislação e Vida;

Miguel Nagib – Advogado, Criador do portal Escola Sem Partido;

André Afonso Menegasso – Co-fundador do CONS;

Guilherme França – Co-fundador do CONS;

A banda “Os Reaças” também irá tocar no sábado (dia 20) à noite:

Anúncios

48 COMMENTS

  1. Luciano, me dê um orientação em guerra política. Quando eu disse que socialismo e esquerdismo são a mesma coisa o sujeito riu. O que eu deveria ter respondido?

    • Acho que deveria ter dito que esquerdismo tem muitos ideais do socialismo, aí dificilmente alguém iria contrariar, porém, na esquerda tem a extrema, moderada e centro-esquerda. Algumas vezes é ruim afirmar que isso é igual aquilo, se não domina bem algo, prefira usar frases de interpretação dupla ou não afirmativas, para casos assim existem termos bons como ‘parecido’ ou ‘similar’, ou com ‘viés de’…, usar termos como ‘pode ser’, e principalmente o ‘possivelmente(é possível)’ também são muito bons, até pelo fato de ninguém ser dono da verdade e para fazer as pessoas pensarem e induzir ao senso crítico. No caso de debater com esquerda, é bom estar atento e sempre que o momento for propício, expor que(ou como) o esquerdismo de alguém pode estar sendo prejudicial, no caso de, estar apoiando diretamente ou indiretamente esses comunistas e esquerdistas totalitários.
      Você pode afirmar que socialismo e comunismo são a mesma coisa, mas sempre é bom antes de dizer algo estar preparado para que o adversário vai tentar desclassificar, nesse caso poderia ter usado a palavra ‘quase’. Comunismo e socialismo dá no mesmo:
      O comunismo e socialismo andam lado a lado, existe uma linha tão fina entre eles que o socialismo é nada menos que uma alavanca ao comunismo, alguns comunistas se aproveitam para se disfarçar de ‘socialistas’ apenas para usar a ingenuidade de pessoas que se tornam marionetes ao não perceberem que socialismo é só nome de marketing do comunismo, e pior, ambos tem se comprovado em vários casos que socialismo é, quando não miséria, pobreza igual para a maioria e riqueza e conforto aos amigos do ditador, sem contar com a falta de liberdades.
      Quem quiser uma dica, para quem quem quiser debater com esquerdistas, é bom dar uma pesquisada aqui no site do Luciano por termos como ‘falácia’, ‘engodo’, ‘embuste’, ‘frame’, e prefira aqueles artigos com data de pré-eleição de 2014 que são muito bons também para o momento, acho que de fevereiro até novembro de 2014, tem muito para aprender sobre as táticas usadas por esquerdopatas e até pela MAV petista.

    • Diga o seguinte: quando você aperta um monte de m..da, o que fica dentro da mão é esquerdismo e o que fica fora da mão é socialismo!

  2. O fato de não termos um partido conservador, ao meu ver é um dos maiores motivos de haverem tantos (desculpa a sinceridade do termo) direitopatas que ficam ovacionando o regime militar, e que eles voltem, ovacionando o regime indonésio, querendo destruir a liberdade dos outros e chamando liberais de comunistas (kkk)
    Como diria Olavo de carvalho, parte da direita se vangloria de uma direita que não era de direita. (com outras palavras, mas o sentido era o mesmo)

    • Estamos vendo o quanto vc sabe de politica do governo militar, enquanto HAVEREM pessoas desse nível…Nem eu que sou uma completa analfabeta que nem em portugues fui alfabetizada sou capaz de cometer esse assassinato. Aí vem o Bambam que se vangloria de ser conhecedor de Olavo de Carvalho…..ahhh vaaaaaaaa

  3. Luciano, desculpa aí mas vc não é libertário coisa nenhuma.E não to nem falando de libertário anarco capitalista; nem minarquista vc é, um minarquista não acharia que é dever de estado nenhum bancar a polícia da terra, espionar o mundo todo, invadir o mundo todo, inventar guerras pra beneficiar meia dúzia de amigos do rei e no final mandar a conta pros taxpayers otários.Só um estado inchado é capaz disso.
    Ron Paul é libertário. Lew Rockwell é libertário. O pessoal do IMB é libertário. Já esse pessoal que vc admira, Olavo, Ben Shapiro, Horowitz, etc, são os que misturam capitalismo e liberdade com um monte de causas que não tem NADA a ver com liberdade.
    O Olavo reclama do antiamericanismo crescendo no mundo todo; é ÓTIMO que cresça.Parte do mérito disso vem dos VERDADEIROS libertários americanos denunciando os crimes e violações nas liberdades individuais que o governo deles comete. https://www.lewrockwell.com/

    • Eu nunca me defini como um “puro” libertário, até por que estes não trabalham com metas realizáveis, o que é até imoral. O problema de libertários do seu tipo é que eles criam um mundo e julgam a realidade por este mundo. Estamos vendo a China avançar cada vez mais e vocês lutam contra os Estados Unidos. Este tipo de libertarianismo não passa de LUTA PELA TIRANIA ESTABELECIDA por socialistas mais espertos.

      Veja o que diferencia eu de você. Lembre-se desta rotina, que você reproduziu aqui: http://lucianoayan.com/2014/11/09/rotina-de-censura-quem-prefere-um-estado-menor-deve-apoiar-que-uma-publicacao-nao-receba-verbas-estatais/

      A sua atitude promoverá a tirania (da qual acredita fugir). A minha atitude ataca a tirania.

      • Me defino como conservador, certo que tenho certo opiniões mais liberais na economia mais no todo me considero mais conservador do que liberal, e concordo contigo e numero e grau e acrescendo, não que seja necessário, a muitos esquerdista, e até comunista mesmo pregando de direitista (liberais, ou conservadores) por ai, no entanto suas ideias no fundo levam ao mesmo fim dos esquerdista, e até acredito que cabe uma matéria caso já não tenha abordado, caso sim me passe o link.

      • kakusa,
        Essa questão é muito mais complicada do que parece. Por exemplo, existem liberais tanto de esquerda quanto de direita. E, embora seja raro, é perfeitamente possível que uma pessoa seja comunista na área econômica, e conservadora na área social. E existem tanto anarco-capitalistas quanto anarco-sindicalistas.

        O que não dá é ficar estereotipando e dizendo que pessoas como Ron Paul e Tom Woods são socialistas disfarçados.

        Ficar defendendo os EUA é que é coisa de socialista, isso sim. A não ser que consigam me convencer que o Barack Obama é liberal.

        E essa tese de que uma economia capitalista que seja liberal de fato leva ao socialismo é pura forçação de barra. Os liberais lutam por um capitalismo realmente competitivo, onde as empresas entram no mercado em condições de igualdade, sem favorecimentos. Essa tese é só desculpa esfarrapada para manter as coisas como estão – um capitalismo de compadres, onde uma meia dúzia de empresas oligopolizam o mercado, com toda ajuda do governo.

      • A SUA atitude sim é inútil, basta estudar o mínimo de história pra ver como NUNCA houve redução de estado pela democracia.Democracia é o paraíso do estatista, do demagogo, de quem promete defesa contra os inimigos que ele mesmo cria, de quem promete mais almoço grátis.Não é preciso muita coisa pra notar isso.
        A minha única dúvida é se vc faz isso por ignorância ou de propósito.
        ‘até por que estes não trabalham com metas realizáveis, ‘
        Primeiro o que define um libertário não tem nada a ver com metas, tem a ver apenas com seguir o PNA. Você pode ser libertário e ter a meta que quiser, até uma meta burra.
        Segundo que existem VÁRIOS projetos libertários sim, se vc não conhece não é nossa culpa.Um deles:
        http://www.libertarianismo.org/index.php/videos/criar-cidade-honduras-ceticos/
        Já essa tal dessa ‘rotina’, claro que me lembro, um pseudo defensor da liberdade querendo que parasitas estatais recebam verba do governo.Mais claro do que isso impossível.
        Como também lembro aquela besteira que vc disse no face, que uma pessoa não pode ter armas nucleares. Essa besteira de ‘arma nuclear’ deixa implícito que o governo tem o direito de regular que armas eu posso ter, e é assim que vc diz defender a liberdade? E BTW, não agredindo ninguém eu posso ter o que quiser.
        ‘Estamos vendo a China avançar’…AHUAHUAHUAHUHUA Então diga assim ‘oh, e agora quem poderá me proteger!?’
        http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=975
        Os libertários gringos falam dos EUA porque eles vivem lá, se eles morassem no brasil iriam falar das coisas daqui, ora bolas.Mais cedo ou mais tarde vai ter libertários chineses mostrando a verdade pro povo de lá também.

        Enfim, cut the crap, você não é libertário nem puro nem impuro nem nada, nem mesmo minarquista você é; você é um neocon.

      • A SUA atitude sim é inútil, basta estudar o mínimo de história pra ver como NUNCA houve redução de estado pela democracia.Democracia é o paraíso do estatista, do demagogo, de quem promete defesa contra os inimigos que ele mesmo cria, de quem promete mais almoço grátis.Não é preciso muita coisa pra notar isso.
        E houve redução do estado a partir da declaração pública de “somos contra a democracia”? Conte-nos como é o projeto político onde você tenta seduzir as mulheres dizendo que vai estuprá-las. Sua ingenuidade política é de dar dó.
        Você luta pelo direito de ganhar espaços dizendo coisas que nenhum esquerdista é burro de dizer (“a democracia não funciona”).
        A minha única dúvida é se vc faz isso por ignorância ou de propósito.
        Então agora você mostra como vai obter espaço político posicionando-se CONTRA a democracia. Vamos lá espertão!
        Primeiro o que define um libertário não tem nada a ver com metas, tem a ver apenas com seguir o PNA. Você pode ser libertário e ter a meta que quiser, até uma meta burra.
        Segundo que existem VÁRIOS projetos libertários sim, se vc não conhece não é nossa culpa.Um deles:
        http://www.libertarianismo.org/index.php/videos/criar-cidade-honduras-ceticos/

        E você acha moral ignorar a política sendo que isso só causará benefícios aos seus adversários?
        Alias, qualquer um diz seguir PNA. Se o libertarianismo se baseia em proferir um rótulo de marketing, então esse tipo de libertarianismo não me interessa.
        O libertarianismo que é me interessa é o da crítica PRAGMÁTICA e o da DESCONSTRUÇÃO do estado, a fim de podermos lutar para REDUZIR sua opressão.
        Em tempo: esses projetos são bem ingênuos, e tem muito pouco a ver com combates de poder entre os que querem nos oprimir e os que querem ficar livres.
        Já essa tal dessa ‘rotina’, claro que me lembro, um pseudo defensor da liberdade querendo que parasitas estatais recebam verba do governo.Mais claro do que isso impossível.
        Então para isso você defende que APENAS um lado use as verbas estatais: os que estão pró-governo.
        Como sempre, o seu tipo de libertarianismo é financiador do socialismo mais totalitário.
        Como também lembro aquela besteira que vc disse no face, que uma pessoa não pode ter armas nucleares. Essa besteira de ‘arma nuclear’ deixa implícito que o governo tem o direito de regular que armas eu posso ter, e é assim que vc diz defender a liberdade? E BTW, não agredindo ninguém eu posso ter o que quiser.
        Ótima sua sociedade, onde o porte de armas nucleares seria permitido. Eu acho que os outros países explodiriam sua nação libertária pelo risco causado ao mundo.
        ‘Estamos vendo a China avançar’…AHUAHUAHUAHUHUA Então diga assim ‘oh, e agora quem poderá me proteger!?’ http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=975
        Só faltou você explicar que Suíça NUNCA FOI UMA POSIÇÃO ESTRATÉGIA.
        É de dar pena mesmo ver sua ilusão…
        Os libertários gringos falam dos EUA porque eles vivem lá, se eles morassem no brasil iriam falar das coisas daqui, ora bolas.Mais cedo ou mais tarde vai ter libertários chineses mostrando a verdade pro povo de lá também.
        haiohaoahoahoahoahahao
        Libertários chineses?
        Meu amigo, China é um país CENSURADO. Não faça os outros de bobo.
        Enfim, cut the crap, você não é libertário nem puro nem impuro nem nada, nem mesmo minarquista você é; você é um neocon.
        Claro que sou, mas não do teu tipo. Teu tipo de libertário comprou todas as ideias da esquerda que só servem para ajudar o totalitarismo.
        Se você vence, viveremos todos sob ditaduras.
        A vantagem é que é fácil desmascará-los.

      • ‘Então para isso você defende que APENAS um lado use as verbas estatais’

        Cara, sinceramente vc acha que convence QUEM mentindo assim? Qualquer idiota sabe que eu não disse nada disso. Agora pra ganhar sua ‘guerra política’ vale até bancar o analfabeto funcional? Boa sorte.

      • Cara, sinceramente vc acha que convence QUEM mentindo assim? Qualquer idiota sabe que eu não disse nada disso.

        Eu disse exatamente que é imoral que o estado retire verbas de UM órgão (exemplo: Veja), enquanto mantém verbas para os meios que falem do governo.
        Eu fui textual ao escrever isso.
        Você entrou com a interrupção dizendo “ué, Veja não é liberal, então não tem que receber mesmo hahahaha”, ou seja, atuando politicamente CONTRA qualquer demanda por isonomia.
        Foi você que escolheu se posicionar assim por sua arrogância.
        Vocês não são capazes de pensar politicamente.
        Simplesmente, nós não podemos olhar para os libertários estilo Slaine e pensar em como reagirmos politicamente aos eventos do mundo, pois se formos pensar como vocês, ENTREGAMOS TUDO aos socialistas e aí a contenda estará fechada em favor deles.

      • ‘E houve redução do estado a partir da declaração pública de “somos contra a democracia”? Conte-nos como é o projeto político onde você tenta seduzir as mulheres dizendo que vai estuprá-las. Sua ingenuidade política é de dar dó.’

        Então tá, suponha que exista um cara doente.Aí um médico vem e receita o remédio A.O cara passa anos tomando e não resolve nada.Aí um dia o doente como bom cético vai perguntar quais são os motivos pra achar que esse remédio resolve.E o médico responde: ‘ah o remédio B é feito numa fábrica fuleira, o C é falsificado, o D não foi testado e tal’.
        O que o médico charlatão fez foi o seguinte, ele NÃO respondeu à pergunta, ele NÃO deu nenhuma razão pra acreditar que o primeiro remédio funciona.Pode até ser verdade que os outros remédios não prestam, mas não foi isso que o paciente perguntou, e se ele for burro vai continuar morrendo.
        Então Luciano, pense nesse médico e diga assim: ESSE CARA SOU EU.

        ‘Simplesmente, nós não podemos olhar para os libertários estilo Slaine e pensar em como reagirmos politicamente aos eventos do mundo, pois se formos pensar como vocês, ENTREGAMOS TUDO aos socialistas ‘

        Não lembro o nome agora, tem uma falácia em que as conclusões não tem nada a ver com as premissas…é o caso dessa aí. Esse seu raciocínio só SERÍA verdade se de fato o único jeito de ter liberdade fosse pela democracia, coisa que vc enrola, enrola e não prova.

        ‘Você luta pelo direito de ganhar espaços dizendo coisas que nenhum esquerdista é burro de dizer (“a democracia não funciona”).’
        Não to interessado em marketing, estou interessado na verdade.

      • Então tá, suponha que exista um cara doente.Aí um médico vem e receita o remédio A.O cara passa anos tomando e não resolve nada.Aí um dia o doente como bom cético vai perguntar quais são os motivos pra achar que esse remédio resolve.E o médico responde: ‘ah o remédio B é feito numa fábrica fuleira, o C é falsificado, o D não foi testado e tal’.
        O que o médico charlatão fez foi o seguinte, ele NÃO respondeu à pergunta, ele NÃO deu nenhuma razão pra acreditar que o primeiro remédio funciona.Pode até ser verdade que os outros remédios não prestam, mas não foi isso que o paciente perguntou, e se ele for burro vai continuar morrendo.
        Então Luciano, pense nesse médico e diga assim: ESSE CARA SOU EU.

        Bobagem.
        Para qualquer ideia política, qualquer ideia politica MESMO, você precisa pensar no ambiente onde ela será implementada. Se a democracia foi “selecionada evolutivamente”, você tem que apresentar argumentos para a rejeitarmos. Se a rejeitarmos, teremos o quê? E como você vai INSERIR essa ideia. Lembre-se que pessoas que não assumem responsabilidade pelo que defendem tendem a fugir de dar metas.

        Não lembro o nome agora, tem uma falácia em que as conclusões não tem nada a ver com as premissas…é o caso dessa aí. Esse seu raciocínio só SERÍA verdade se de fato o único jeito de ter liberdade fosse pela democracia, coisa que vc enrola, enrola e não prova.

        Dá um exemplo de liberdade onde não há democracia no MUNDO ATUAL.

        Não to interessado em marketing, estou interessado na verdade.

        E a verdade nos mostra que anarcocapitalismo e comunismo são utopias suspeitíssimas.

        Abs,

        LH

      • ‘Claro que sou, mas não do teu tipo. Teu tipo de libertário comprou todas as ideias da esquerda que só servem para ajudar o totalitarismo.’

        Não, vc não é. Vc nem mesmo sabe o que é libertarianismo, ou se sabe mente de propósito. Um ‘libertário’ que diz que ‘PNA é marketing’ é ou um demente sem noção ou um mentiroso profissional.

      • Slaine lembra um conhecido meu que diz “mas toda essa bosta tá aí por causa da democracia, não gosto de democracia, gosto de ditadura”. Ditadura é ~~legal~~ contanto que siga suas próprias regras, ou seja, você mesmo sendo o ditador, o imperador, né? Que ilusório.

        Esse mesmo conhecido acredita que o melhor para o Brasil seja que os militares tomem o poder “mas só por um tempo, por uns 4 anos pra arrumar o país, e depois façam novas eleições”, ou seja, acredita não só que uma ditadura seguiria as regras DELE (amigo do Slaine), como também que os militares não iam querer largar o osso. Risos. (ou lágrimas?)

    • Então né
      Discordo totalmente do Olavo nesse ponto, o anti-americanismo não é fruto apenas dos socialistas, é fruto da politica externa escrota dos eua

      Ninguem deu aval para eles serem a policia do mundo, não se impõe “ajuda”, não se impõe “democracia”… isso supondo que eles sejam anjos na terra, o que não são.
      Estou com o Ron Paul!! Se os EUA parassem de meter o bedelho, os outros países iriam pedir por ajuda, se o imperialismo de países autoritários avançasse!

      Alias, divergências ideológicas com o Olavo eu tenho muitíssimas tb. Na real, eu só tendo a concordar com ele nos ataques aos socialistas.

      • Quanto ao EUA meter o bedelho, sou até favorável, se você anda na rua e vê uma criança sendo espancada, vai ficar olhando? Agora me diga por que um país não pode agir de forma parecida se tiver condições? A administração de um país é feito por pessoas que podem querer ajudar, se geralmente o EUA não sofre punição da ONU, talvez não esteja tão errado.
        Agora analise sua frase:
        “os outros países iriam pedir por ajuda, se o imperialismo de países autoritários avançasse”
        Agora pergunte, como um país tipo a Venezuela, Cuba ou Iraque pediria ajuda? Talvez Maduro ou Fidel o faria dizendo, “olha EUA, nos ajude, estamos sofrendo com falta de democracia aqui”? Talvez o povo sairia as ruas com cartazes pedindo ajuda aos EUA e seriam calados a bala e perseguidos.

      • “Quanto ao EUA meter o bedelho, sou até favorável, se você anda na rua e vê uma criança sendo espancada, vai ficar olhando?”

        Essa metáfora foi vaga demais. Tinha que dar um exemplo concreto de quando os EUA fizeram alguma coisa desse tipo.

        = = =

        “A administração de um país é feito por pessoas que podem querer ajudar, se geralmente o EUA não sofre punição da ONU, talvez não esteja tão errado.”

        Bem, no Iraque os EUA foram responsáveis, direta ou indiretamente, pela morte de mais de 500 mil civis. Não é exatamente esse o meu conceito de “ajuda”. Ao invés de “ajuda”, eu prefiro usar outra palavra: massacre.

        E os EUA não sofrem punição da ONU simplesmente porque nenhum país tem força bélica ou política para isso.

        = = =

        “Agora pergunte, como um país tipo a Venezuela, Cuba ou Iraque pediria ajuda?”

        Cuba já foi colônia dos EUA num passado não muito remoto, então seria meio estranho pedir ajuda para os seus ex-colonizadores.

        Na Venezuela, os EUA aprovaram, ou até mesmo apoiaram, 2 golpes de estado nos últimos 60 anos.

        No Iraque, também seria complicado para o povo pedir ajuda aos EUA, já que eles apoiavam o regime do Saddam Hussein vendendo armas.

      • Esse mesmo pessoal DIZ querer mudar algo pela democracia E também querem os EUA como polícia da terra… só que o resto do mundo não votou neles (EUA) pra nada.
        Essa é a contradição que não tem como o neocon escapar.

      • Slaine,

        Você está delirando completamente. Primeiro, que não tem nada de neocon em observar os fatos.

        Não existe sistema eleitoral FORA DA SOBERANIA de países. Aí o que temos é a lei do mais fraco.

        E nesse momento, você opta por Rússia/China.

        Eu julgo os crimes de todos os países (sem inocentar os Estados Unidos), mas prefiro o último.

        O seu libertarianismo tomou o partido do socialismo.

        ABs,

        LH

      • Lizandro, olhe o que aconteceu como os países onde os EUA se meteram, o iraque por ex hoje é um caos total.E é uma grande balela o argumento de combater os ditadores tiranos fodendo o próprio povo porque quando um mesmo ditador desses é capacho dos EUA, como os caras da arábia saldita ou o próprio Saddan Hussein no começo, ninguém dessa ‘direita’ dá um piu sobre o que eles fazem com o próprio povo.

        ‘A matrix é a mentira que colocaram na sua frente pra que vc não veja a verdade.’

      • Sim o afeganistão é uma merda, não eu não quero inocentar ninguém, e sim, vossa enrolescência precisa mentir e colocar palavras no discurso dos outros o tempo todo.
        Cara, esses seus truquezinhos podem até dar certo com os palermas que votam no PT, mas pra vc enrolar os libertários vai ter que comer muito feijão.

      • Ué, o discursinho de gente como Ron Paul não é aquele que só se preocupa com guerras perpetradas pelos Estados Unidos. Mostre aí quantas vezes você criticou as ações militares da Rússia, espertão. 🙂

      • ‘Eu julgo os crimes de todos os países (sem inocentar os Estados Unidos), mas prefiro o último.’

        Então meu chapa, eu sei que vc não é capaz de notar mas esse momento é vc mesmo mandando a democracia às favas.
        A idéia da democracia é simples: vamos fazer a vontade da maioria. Ponto.Não existe nenhum motivo lógico ou moral que diga que a democracia tem (supostos) resultados positivos se e somente se for debaixo de um governo.
        Se vc acha que uma gangue superpoderosa pode ser a polícia da terra e isso ser bom mesmo assim, ou menos ruim, em outras palavras é dizer que é possível fazer o que é certo SEM aprovação da maioria.

      • Então meu chapa, eu sei que vc não é capaz de notar mas esse momento é vc mesmo mandando a democracia às favas.
        Nonsense. A democracia é medida pela relação de um estado com seus cidadãos, mas não entre um estado e outro.
        A idéia da democracia é simples: vamos fazer a vontade da maioria. Ponto.Não existe nenhum motivo lógico ou moral que diga que a democracia tem (supostos) resultados positivos se e somente se for debaixo de um governo.
        Ué, mas se você não tem um governo, vai ter o quê? Auto-gestão? A criação do estado moderno é uma demanda civilizacional que aflorou naturalmente pelo surgimento do estado nação. Agora vocês querem reverter o processo baseado em… algum experimento? alguma validação? ou é dogma?
        Se vc acha que uma gangue superpoderosa pode ser a polícia da terra e isso ser bom mesmo assim, ou menos ruim, em outras palavras é dizer que é possível fazer o que é certo SEM aprovação da maioria.
        Onde eu disse isso? O que eu disse é que existem superpotências, como Estados Unidos, Rússia e China, e um dia o equilíbrio entre elas pode ser quebrado. Vou torcer para que pessoas como você não quebrem o equilíbrio em FAVOR de Rússia e China. Eu não disse nada sobre o status moral das mentiras de Bush para invadir o Iraque, pois eu CRITICO isto.

      • Fikdik2000 Você diz:
        “Ficar defendendo os EUA é que é coisa de socialista, isso sim. A não ser que consigam me convencer que o Barack Obama é liberal.”
        Não defendo EUA, apenas concordo com algumas ações internacionais deles, e ‘defender’ EUA nada tem relação com ser socialista, seja Obama o que for, ele não governa só, aquilo não é Venezuela e nem Cuba, portanto, essa tentativa de expor alguém com ideologia socialista apenas por não ter visão de liberal que você imagina, só funciona para ingênuos.
        Você dizer que “os EUA não sofrem punição da ONU simplesmente porque nenhum país tem força bélica ou política para isso” é bobagem, isso por ser a ONU uma organização onde vários países decidem, bastaria um consenso.
        Segundo Wikipédia, o genocídio praticado por Saddam Hussein pode ter matado mais de 200.000 civis, era uma tirano que invadia e tomava poder de outros países menores, financiava grupos terroristas, então, não vem com a choradeira de que EUA não deveria meter o bedelho, ele o faz, a ONU concorda, não por medo, mas por analises de risco que esses tiranos representam a curto ou médio prazo, e por mais que EUA e ONU errem, os acertos acabam salvando mais vidas do que os erros ou a opção da inércia, se talvez tivessem essa noção 80 ou 90 anos atrás, hitler e outros ditadores nunca teriam feito o que fizeram. Para concluir, um papo de alguém muito manipulado por comunistas e esquerdistas sair chutando as bolas do EUA com papinhos superficiais e meias verdades, parecidas com esse que “no Iraque os EUA foram responsáveis, direta ou indiretamente, pela morte de mais de 500 mil civis”

      • ‘Mostre aí quantas vezes você criticou as ações militares da Rússia, espertão’

        Três segundos de google e vc encontra toneladas de artigos libertários escritos desde o tempo da guerra fria criticando essas coisas. E também mostrando como a economia da URSS ia desabar sozinha sem precisar do combate de uma máquina de guerra sustentada pelos taxpayers americanos, como de fato aconteceu.

        ‘Onde eu disse isso? O que eu disse é que existem superpotências’…

        Eu não falei que vc disse, falei que é o que se deduz, basta usar a lógica. Vc defende a democracia num contexto mas não em outro. Leia de novo e vê se entende:
        ‘A idéia da democracia é simples: vamos fazer a vontade da maioria. Ponto.Não existe nenhum motivo lógico ou moral que diga que a democracia tem (supostos) resultados positivos se e somente se for debaixo de um governo.’
        Então…se vc acha que um lado (e não importa nem qual seja esse lado) está certo e se esse lado não foi eleito…a conclusão é simples.

      • Três segundos de google e vc encontra toneladas de artigos libertários escritos desde o tempo da guerra fria criticando essas coisas. E também mostrando como a economia da URSS ia desabar sozinha sem precisar do combate de uma máquina de guerra sustentada pelos taxpayers americanos, como de fato aconteceu.

        E agora com a participação dos BRICS no totalitarismo latino-americano, nada feito, certo?

        Eu não falei que vc disse, falei que é o que se deduz, basta usar a lógica. Vc defende a democracia num contexto mas não em outro. Leia de novo e vê se entende: ‘A idéia da democracia é simples: vamos fazer a vontade da maioria. Ponto.Não existe nenhum motivo lógico ou moral que diga que a democracia tem (supostos) resultados positivos se e somente se for debaixo de um governo.’ Então…se vc acha que um lado (e não importa nem qual seja esse lado) está certo e se esse lado não foi eleito…a conclusão é simples.

        Nada do que você disse aí faz sentido.

        Democracia é um sistema que define a relação de um estado com seus cidadãos. Se há um estado, logo ele pode ser democrático ou ditatorial.

        Democracia não foi feita para você ter o direito de falar na reunião de uma empresa, por exemplo, pois ela só mede a relação de um dado estado com SEUS cidadãos.

        Democracia não foi feita para evitar guerras. Alias, as guerras ocorrem a partir de países democráticos e ditatoriais.

        Quando alguém diz que “não há democracia se um país invade outro” está no mínimo delirando, e confundindo a relação de um estado com seus cidadãos, com a relação de um estado com outros estados.

        Abs,

        LH

      • ‘Nonsense. A democracia é medida pela relação de um estado com seus cidadãos, mas não entre um estado e outro.’

        Ahan, e o princípio que justifica isso que é bom, nada.É porque é e pronto,isso se chama lógica circular.

      • Olha, acompanhando a discussão, fiquei confuso quanto ao conceito de democracia. Sugiro um post específico a respeito. Se já houver algum, poderia indicar pfv? Obrigado.

  4. Com todo respeito e admiração pelos amigos que levam a cabo essa iniciativa louvável, ponho em debate uma dúvida sincera, para a qual eu mesmo não intuo resposta: será sábia a designação do partido como “‘Partido Conservador”, pura e simplesmente, dado o contexto brasileiro? Não estaremos a superdimensionar a compreensão social que imaginamos haver obtido nos últimos anos? Será possível transmitir às massas eleitoras a real abrangência desse “conservadorismo” até então órfão de representantes convictos em solo pátrio, ou melhor seria uma estratégia de inserção quiçá mais prudente e paulatina? E, em terreno mais leve, concernente ao estrito marketing político, a sigla que vi utilizada nalgumas circunstâncias, “Cons”, não se prestaria demasiado a jogos de palavras boçais (porém virais em propaganda), como o que contrapõe os “Cons” aos “Sens”, deixando o partido na mesma posição ingrata dos Democratas, com sua sigla redutível a “Demos”?

    • Eu concordei contigo desde que vi o nome que deram ao partido. Talvez compense eles se debruçarem mais sobre o nome, no mínimo porque o termo “conservador” já está encharcado de conotações negativas na mentalidade de praticamente todo mundo que não sabe exatamente o que é ser conservador. E muitas dessas pessoas SÃO conservadoras, mas não sabem.

      Este artigo explica bem isso: http://lucianoayan.com/2013/03/31/rotulo-conservador/

    • Não entendi e acho que muitos não entenderão a ligação entre “Cons” e “Sens”, nem me ficou claro o que seria “Sens”. Por fim, quem se apega ou absorve como válida ou com fundo de verdade esse tipo de “apelidamento”, tipo chamar de “Demos” os democratas, esse tipo de pessoa é rara e, talvez até um eleitorado tão pobre em consciência política que nem vale muito investir, pois mudariam de posição política e de candidato na primeira frase de efeito ou argumento de desconstrução lançado por um oponente, são aqueles pula-pula, tipo militante petista que na primeira mentira bonitinha do PT, voltam a defendê-lo e achar que é bom.

    • Caro Leonardo:
      falar mal eles vão falar de qualquer jeito. Se formos nos preocupar com o que os esquerdistas vão pensar ou falar ficaremos malucos, pisando em ovos e acabaremos não fazendo nada ou sendo muito tímidos…precisamos nos posicionar de maneira incisiva, coerente e clara. Se acaso alguém não gostar, sinto muito. Precisamos aproveitar o pouco que nos resta de liberdade para apresentar nossas ideias e propostas para uma sociedade mais justa (onde todos são iguais perante a lei), livre e pautada na meritocracia e não na dependência das esmolas estatais. Pense objetivamente: vamos desagradar à elite esquerdista, mas vamos falar à maioria da população que é conservadora e não tem um partido que a represente. Pois bem, vamos juntos fundar este partido! Junte-se a nós, Leonardo! 🙂 Abraços!

      • Rodrigo falou certo, é o que falta na política e sociedade brasileira, coragem e iniciativa, as vezes é melhor errar tentando do que errar por inércia. Que a oposição fique quieta e assustada com medo de seus xingamentos desproporcionais e histérico é tudo que os esquerdopatas querem para transformar o Brasil numa Venezuela, e tem muita gente que aceitou isso. Claro que isso não impede de tentar fazer algo pensando antes nos futuros problemas.

    • Leonardo, Boa noite. Chegou a mim seu comentário. Sua dúvida é válida. Porém você mesmo respondeu. A estratégia de inserção é prudente e paulatina. Vamos aproveitar cada oportunidade e cada deixa para falar de conservadorismo. A principio, o CONS não é um projeto pessoal, um partido que tem dono. É uma agremiação com ideias conservadores, para conservadores. No jogo político, as massas tem uma utilidade, os militantes tem outra utilidade, os jornalistas, tem outra, os partidários, os candidatos, e quem atua nos bastidores. Cada um exerce seu papel. E cada um deverá estar comprometido, e ciente da sua oportunidade de atuação. E de transformar a realidade política brasileira.
      O nome é o que temos de mais rico, e sensato. Nosso principal marketing, e é através dele, que podemos falar de conservadorismo. Hoje o povo brasileiro quer transparência, quer liberdade, e uma série de reinvindicações. Onde em cada uma nós estamos inseridos. Nós conservadores.
      O povo quer transparência. Não podemos colocar um nome abstrato e relativo, porque isso não é o que somos, e nem será nossas estratégias de atuação.
      Existem coisas que o Conservador não abre mão. E de dizer a verdade, também é uma delas. Somos conservadores, no nome, na vida pessoal e no trabalho.
      Você é bem vindo para ajudar nessa causa. Mas é claro que terá que concordar conosco com essas questões.
      Nao estamos aqui para engordar de dinheiro, para ficar famosos, ou para aparecer. Estamos numa guerra, ideológica, e politica. E não temos tempo a perder com questões insignificantes.
      “Para todo problema existe uma saída. Exista uma saída, para todo problema”

Deixe uma resposta