O problema da Grécia é falta de vergonha na cara

6
76

tsipras8

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, está bravinho com as exigências justas de seus credores. Detalhe: todas as exigências são perfeitamente legais.

A Comissão Européia, alias, descartou as propostas de Tsipras, uma vez que os credores notaram que Atenas fracassou ao oferecer garantias para pagar 1,6 bilhão de euros ao FMI no final de junho. A tropa de Tsipras está revoltada por que essas exigências envolvem austeridade fiscal, indo encontro com a obsessão dessa gente por inchar o estado, só para poder mamar à vontade.

Tsipras disse: “Só se pode ver uma intenção política na insistência dos credores em novos cortes de aposentadorias após cinco anos de pilhagem sob os resgates […] Vamos aguardar pacientemente até que as instituições alcancem o realismo”.

Porém, realismo está em falta em Atenas. A partir do momento em que existe um contrato de um devedor com um credor, não há pilhagem. Se um devedor reclama disto, é sinal de ausência de caráter. Ademais, foram os esquerdistas gregos que criaram a atual situação. Se os aposentados vão sofrer, isto ocorrerá por culpa deles próprios por terem confiado nestes mesmos esquerdistas.

Tsipras prossegue: “Não temos o direito de enterrar a democracia europeia no lugar onde ela nasceu.”

É exatamente o oposto. Se deixarmos Tsipras conseguir o que quer, aí sim é que a democracia cairá de morte na Grécia.

Mas agora que fique o aprendizado: sempre que for negociar com dirigentes socialistas, aproveite para incluir multas por ofensas ao credor (como tomar cobrança por “pilhagem”). A cada showzinho de ofensas, poderia ser aplicada multa de 1% sobre o valor total. Eis o “vivendo e aprendendo” com uma verdadeira escória moral.

Se mau pagador já é ruim, um mau pagador arrogante e metido a palhaço é muito pior.

Anúncios

6 COMMENTS

  1. Não adianta que estes merdinhas vão morrer DIZENDO acreditar em almoço grátis. Bom, para eles é mesmo! Ou alguém acha que Lenin, Mao ou Fidel gastaram UM CENTAVO SEQUER do próprio bolso, uma vez encruados no phoder?
    .
    E, como dizia Chacrinha, o cordão dos puxa-sacos cada vez aumenta mais. Um monte de gente hierarquicamente abaixo deste elemento está doido para viver de maneira nababesca sem ter que trabalhar. E isso tudo gozando de uma aura de santidade. posando de defensor dos pobres e oprimidos. Realmente, ser de esquerda é a profissão com melhor custo-bonifácio da Terra.

  2. Era previsivel que Tsipras nao conseguiria levar ao ato seus dircursinhos pre-eleiçao e de fato começou a ceder depois dessa. Mas um coisa que nao entendo é por que gente como o primeiro ministro italiano Matteo Renzi pode conseguir dando apoio a esse cara; o seu Hollande è outro historia. Um vez que a mascara cair, a situaçao vai piorar e nem como publicidade, na melhor das hipoteses , irà servir. Entao pra que? Amor a canalhas?

  3. “Mas agora que fique o aprendizado: sempre que for negociar com dirigentes socialistas, aproveite para incluir multas por ofensas ao credor (como tomar cobrança por “pilhagem”).”

    Uma boa ideia.

  4. A Grécia gastou além do limite e agora não quer pagar. A União Europeia tem que agir com mão de ferro e obrigar o governo grego a se enquadrar na boa e velha regra de só se gastar aquilo que se tem. Mesmo que seja a custo de muito suor, sangue e lágrimas do povo grego.

Deixe uma resposta