Loba em pele de cordeiro, senadora bolivariana deixa PSDB

25
33

vanialucia

Alguns cacoetes denunciam um bolivariano. Um dos principais é a encenação teatral típica sempre manifestada quando eles recebem algumas críticas, mesmo que leves feito penas. A interação política dessa gente acaba sendo, portanto, apenas um show cínico onde todos os interlocutores são tratados como idiotas.

A senadora Lúcia Vânia demonstra esse tipo de perfil ao sair do PSDB com o seguinte espetáculo de mendacidade: “Saio em busca de um novo espaço que me traga motivação, uma nova compreensão deste momento ímpar que vivenciamos no país. Não acredito em uma oposição movida a ódio”

Oposição movida a ódio, onde, Lúcia? Até uma criança hoje sabe que a oposição do PSDB ao PT é frouxa e apática.

Vânia prossegue: “Não acredito em uma oposição movida a ódio. Na minha visão, esse confronto que se estabeleceu no Congresso Nacional entre situação e oposição para dar resposta a uma sociedade órfã de lideranças é simplesmente irracional.”

Espere aí, dona Lúcia! Quando o PT era oposição, não havia confronto? Ou o confronto só não pode existir quando o PT está no Executivo? É claro que ela fez seu showzinho para expor seu ódio por qualquer tipo de oposição ao totalitarismo petista.

Ela se encaixaria muito tem no PSOL, no PCdoB ou no PT. Alguns dizem que ela pode ir para o PSB. O que, no fim das contas, muito em breve pode não fazer muita diferença.

Anúncios

25 COMMENTS

  1. Como é o nome da sujeita? Vânia Lúcia? Isso é nome de diretora CHATA de escola, aquela que todos os alunos odeiam, não respeitam, gritona, chata, que odeia a função que ocupa, maltrata professores e autoritária. E a própria tem cara de tudo isso aí mesmo.

    Já vai tarde, tirana Vânia. Some, vaza. Quanto mais imbecis como ela vazarem do PSDB, melhor.

    PSDB é oposição de comadre graças a membros como ela, que atuam dentro da própria ~~oposição~~ como linha auxiliar do PT.

    Ridícula, desapareça.

  2. Loba não, Luciano, loba pressupõe mulher madura e bela… já essa bruaca velha e engelhada, tá mais pra bruxa em pele de cordeiro.

  3. Velha impostora!

    Agente infiltrada da estratégia das “tesouras”.

    É por gente desse tipinho desprezível que o PSDB sempre foi um bananão afrescalhado.

  4. A resposta ao dePUTAdo Alessandro Mongolon poderia ser assim: “Bem, quanto aos bebês, não precisamos nos preocupar com questões penais, especialmente os que estão no ventre da mãe, tendo em vista que PT, PSOL, PSB, PSTU, PCO PC do B, parte do PSDB e toda ala esquerdista são favoráveis à pena de morte para eles: o aborto!”

  5. Ao invés de repetir o discurso fraudulento petista que rotula a luta de oposição como ódio, ela deveria ter buscado motivação se juntando a comitiva que foi visitar presos políticos na Venezuela, aí, além de descobrir o que é o ódio contra democracia e liberdades de pensar diferente, ela iria perceber que se opor a esse governo petista é evitar que tenhamos que passar pelo que passa o povo venezuelano hoje. Mas, com atitude assim ela mais parece buscar ‘entrevistas’ privilegiadas em programas tipo do Jô Soares, mostrando como mais uma pecinha é manipulada a ficar tentando uma saída conciliatória com totalitários capazes de usar tudo que esteja ao seu alcance como arma na sua busca por poder.

  6. Olá Luciano Henrique,

    Não vou discutir os adjetivos e a forma como você coloca a situação. Não é porque o PT foi oposição agressiva que o PSDB tem que ser igual. Pode-se fazer uma oposição sem inflamar a sociedade. Já que esse sempre foi o estilo que adotamos. Para mim, esse é o perfil daqueles que tem responsabilidade com o país. Estimular o ódio na sociedade, na minha visão, é pavimentar o caminho para os radicais e para os extremistas.

    Nós temos a obrigação de oferecer alternativas inteligentes para reavivar a esperança do povo brasileiro. Eu não trabalho com rótulos e não trabalho com ressentimentos. Espero que tenha a oportunidade de acompanhar mais de perto o meu trabalho e tirar novas conclusões. Agradeço pela manifestação, e não se preocupe, vou continuar defendendo as mesmas bandeiras que me motivaram ao longo de toda a minha trajetória política, por um país mais justo e livre da corrupção.

    • Prezada Lúcia,

      Já que você postou educadamente, merece uma resposta educada.

      Então vamos a um pouco de ceticismo político. Você alega que “o PSDB está estimulando o ódio”.

      Você pode dar exemplos de frases que configurariam “estímulo ao ódio”.

      É exatamente o oposto: o PSDB está fazendo uma oposição FROUXA demais.

      Por outro lado, é uma técnica conhecida da new left (desde os anos 1960) acusar os oponentes de extremistas mesmo enquanto eles forem MODERADOS, mas esconder o extremismo do outro lado.

      Quem usou discurso inflamatório, aliás, foi o PT, que está comemorando a agressão aos senadores na Venezuela ontem. Teria você protestado quanto a isso? Lula, há alguns meses, pediu que “exército do Stédile” fosse às ruas.

      Como se nota, se há um discurso inflamatório (e de ódio), este vem UNICAMENTE do lado bolivariano. Chamar as reações mansas demais dos tucanos a estes atos antisociais do PT como “discurso de ódio” é completamente desproporcional.

      Abraços,

      LH

      • Luciano Henrique,
        Obrigada pela resposta, embora eu não concorde com ela. Não acho que a oposição deva ficar a reboque das agressões e provocações do PT. O nosso papel é muito mais importante do que esse mera troca de farpas. Nosso papel é ressuscitar na sociedade o desejo de mudança equilibrada, visando fazer com que o país saia desse fosso que o PT nos jogou.

        Por isso, o ajuste fiscal, embora seja feito por esse governo, é o caminho para o país se recuperar e partir para uma mudança segura e racional. Mas esse debate é importante, porque ajuda a compreender melhor os dissensos que ainda prevalecem nessa situação de caos em que vivemos.

      • Lúcia,

        Concordo que o ajuste fiscal é inevitável. Mas já argumentei por aqui que ele deve ser o ÚLTIMO RECURSO, após o governo ser obrigado a desaparelhar o estado, o que inclui corte de ministérios e redução de cargos apadrinhados. A crítica maior ao ajuste NESTE MOMENTO é o fato dele ter sido planejado pelo PT para retirar das costas do governo qualquer pressão por desinchar a máquina. Desta forma, o ajuste fiscal não vai nos tirar do buraco, pois o PT continuará tendo um poder tirânico (por causa do aparelhamento) o que o desobrigará de manter qualquer meta econômica.

        Abs,

        LH

    • “Não é porque o PT foi oposição agressiva que o PSDB tem que ser igual.”

      Desde quando colocar musiquinhas do tipo “agora é Aécio” é ser uma oposição agressiva? Como Luciano pediu, dê exemplos de agressividade do PSDB. Aguardamos.

      “Pode-se fazer uma oposição sem inflamar a sociedade.”

      Quem está inflamando a sociedade, caríssima, É O PT! O PT quem está DESTRUINDO a sociedade.

      “Estimular o ódio na sociedade, na minha visão, é pavimentar o caminho para os radicais e para os extremistas.”

      Ué, e é exatamente isso que o PT faz. O PSDB, com sua oposição de comadre, só foi agressivo ao apoiar quarta-feira os petistas na não-aprovação da redução da maioridade penal, Covardia, cagada, ridicularidade, e AGRESSÃO ao brasileiro inocente, como eu, como a maioria.
      ISSO é agressão.
      Agora, essas acusações que a senhora faz ao PSDB de “estimular o ódio”, “inflamar a sociedade”, “ser agressivo” SÓ CABEM AO PT!
      Parece que está falando do PT!
      A senhora tem certeza que estava esse tempo todo na legenda correta?

      “Eu não trabalho com rótulos e não trabalho com ressentimentos.”

      Deveria, pois é isso que o PT faz, rotula o tempo todo todos, inclusive eles próprios e seus membros presos como “heróis”, enquanto o PSDB apanha e vira a cara pra apanhar mais.

    • Dileta senadora (se é que você mesma), como disse o Luciano, quem fomenta ódio e luta de classes é o PT, quem comemora demissão de jornalistas é o Lula e o PT, quem se regozija com a morte de policiais militares é o PT e suas linhas auxiliares, quem agasalha 22.000 incompetentes comissionados na máquina pública é o PT, portanto, não venha com esse discurso pseudo conciliatório de “oposição soft”, porque oposição responsável não é, necessariamente, algo “soft”! Já que você citou algo à respeito de sua trajetória política (por mim desconhecida), que tal nos falar a respeito de suas orientações ideológicas:
      1) Você é socialista? Esquerdista?
      2) Qual sua opinião a respeito dos regimes em Cuba e Venezuela?
      3) É favor do “estado tamanho grande”?
      4) É contra privatizações?
      5) É a favor do aborto?
      6) É a favor da liberação da maconha? Das demais drogas?
      7) É contra a redução da maioridade penal?
      8) É a favor do modelo “paulofreireano” de ensino?
      9) É a favor de cotas para “minorias”?

      Seja objetiva, as respostas podem ser somente sim ou não. Com relação a tê-la chamado de “bruaca velha”, peço perdão quanto ao “bruaca”, foi uma grosseria, mas quanto ao “velha”, lamento mas não vai dar ir contra o tempo e os fatos.

      • Breaking Bad” esse tipo de rotulação grosseira que você usou até pode ser sua irritação com o engodo e falácias que esses políticos usam, mas citar características “físicas” é desnecessário e não leva a nada, a pessoa pode até ignorar o que você diz só por ter visto seu comentário anterior, além de só servir de “munição” para a desonestidade intelectual dos petistas que gostam de generalizar e dizer que sua atitude é da maioria, no mais, apesar de alguns acertos, acho bem possível é que você seja um petista disfarçado de hater de direita, até por que parece ser seu primeiro comentário aqui, até penso que você poderia ser um assessor da senadora, pois servirá muito bem para ela fazer pose de desentendida sobre o que acontece com a população e citar atitude de meia dúzia de hater como sendo o que representa a população em geral e manifestantes.

      • Lizandro, não posso responder que “eu sou petista tanto o quanto você é”, porque só posso responder por mim, ou seja, que não sou petista, sou direitista convicto, sem frescuras e sem politicamente correto. Muito diferentemente de um petista, eu pedi desculpas por ter chamado a distinta senhora de “bruaca”, mas o velha permanece, porque idosa ela é. Além do mais, ser chamado de velho não é ofensa, exceto no glossário petista. Quem parece estar muito preocupado com o que a esquerda pensa é você, conforme você escreveu: “… além de só servir de “munição” para a desonestidade intelectual dos petistas que gostam de generalizar e dizer que sua atitude é da maioria…”
        Não dei munição alguma para petralha algum, porque como você mesmo disse, eu citei características físicas, usei de uma sinceridade, grosseira, confesso, até certo ponto (bruaca), porque acho, esteticamente, a ilustre senadora muito feia. Se você pensa que eu sou um petralha, posso te garantir que está equivocado. Se você acha que a senadora é bonita, respeito seu gosto.

    • Você tem muito em comum com Kátia Abreu!

      Em discurso na tribuna do Senado para anunciar sua saída do DEM e filiação ao PSD (Partido da Social Democracia), a senadora Kátia Abreu (DEM-TO) acusou nesta quarta-feira o Democratas de fazer oposição sistemática ao governo federal em temas que deveriam dar apoio.

      “Não vejo que o momento reclame atitudes simplistas de se filiar ao sim ou ao não. Não há grandeza nisso. Perguntam-me se o PSD fará oposição ou se fará parte da base do governo. Não é assim tão banal. Se fosse, não seria preciso criá-lo”

      http://www1.folha.uol.com.br/poder/899191-katia-abreu-sai-do-dem-criticando-oposicao-feita-por-partido.shtml

      Não é que ela acabou virando ministra do governo mais corrupto e incompetente de todos os tempos. Deve haver muita grandeza nisso!

      Deveriam sair imediatamente do PSDB, além de você, Álvaro Dias (por defender Fachin) e Marconi Perillo (por fazer elogios e mais elogios a Dilma). Não fazem a menor falta!

    • A senadora, ou assessor que seja, poderia rever a sua atitude aí de colocar em primeiro lugar um “ajuste fiscal” para o povo pagar a conta sem que antes exista um forte esforço de político para corte de gastos com ministérios e cargos comissionados que muito mais servem para espalhar as mentiras petistas.
      E que saia dessa zona de conforto, observe o que prega o PT com seu discurso de ‘amor’, com suas indiretas pedindo black-block nas ruas, culpando classes e grupos da sociedade por o que acontece, observe também o que vive a Venezuela com o bolivarianismo e a semelhança e ligação com políticos de nosso governo, e não tente culpar a oposição, pois não são eles que inflamam a sociedade, hoje é a sociedade que acordou e tenta “infamar” os políticos de oposição, e, seu discurso de “obrigação de oferecer alternativas inteligentes para reavivar a esperança do povo brasileiro“, leve-o para o povo da Venezuela que eles lhe darão a resposta de que tal discurso, é mero discurso, pois queremos atitude política de quem foi eleito, a esperança de que totalitários vão parar de agredir a sociedade é o que ajudou levar nossos vizinhos a uma ditadura disfarçada.
      Por fim, ou é tão forte a manipulação petista em dizer que a oposição é movida a ódio que chega a ponto de ‘tontear’ parlamentares, ou alguns políticos pensam ser vantagem apoiar os governistas totalitários. O tempo mostrará, só que por vezes ele é cruel.

  7. Quem já passou por Goiânia sabe muito bem que a senadora não é de esquerda. Nem de centro, nem de direita, bem ao esto Kassab.
    A senadora é apenas membro de mais uma das oligarquias regionais, que sempre vai apoiar quem tem a chave do cofre. Se houvesse um mínimo de transparência no BNDES valeria dar uma olhada nos financiamentos da família Abrão. Em outros bancos públicos também. Muito parecido com a ilustre Katia Abreu.

  8. São Paulo, 24 de junho de 2.015

    Prezado Sr. Ayan,

    Li a resposta de Lúcia Vânia ao seu texto. Como não poderia deixar de ser, inócuo e irrelevante, assim como a atuação da parlamentar. Esse tipo de oposição me leva a dar razão à Olavo de Carvalho, quando diz que o PSDB é a vaselina e o PT a piroca! Ao menos no PSB, essa Sra. poderá ficar mais a vontade para “opor-se” ao lulopetismo!

Deixe uma resposta