Petista Tati Bernardi dá dicas de como o petismo pode ser atingido

11
248

Frases-Tati-Bernardi-1

Adoro um “texto presente”. Um “texto presente” é aquele que é feito pelo seu oponente político mas que, no fim das contas, ajuda mais o seu lado que o dele. Em fase de pânico, os petistas estão nos fornecendo presentes mais continuamente que o habitual. O presente da vez é dado pelas mãos da jornalista petista Tati Bernardi (que vem de uma família de petistas). A parte mais interessante vem abaixo:

Segui defendendo a ciclovia. Mesmo aturando 80% dos meus amigos falando que na periferia o Haddad deixou a desejar, que a faixa termina em lugar nenhum, que é malfeita, que antes a cidade deveria dar segurança pras pessoas andarem de bicicleta, que quem mandou comprar carro pra aquecer a economia foi o próprio PT. Que ciclovia é coisa pra agradar os alunos “de esquerda, mas com dinheiro” dele, que moram no centro expandido. Perdi uma quantidade enorme de amigos (que nunca fiz) quando comemorei a reeleição da Dilma. Tudo bem que fui meio sem noção e escrevi “Chupa Itaim” e “pega no meu pau Vila Nova Conceição” no Facebook. Muitos outros, esses sim importantes, me deram apenas “hide” e avisaram por inbox: “Quando você se curar dessa doença maligna chamada ignorância política, voltamos a falar”. Não se “cura” com facilidade algo que se aprendeu a amar na infância. Sigo me agarrando aos poucos amigos que acreditam. Lendo os poucos articulistas que acreditam. Pedindo a um amigo que trabalha com o Haddad que me coloque em contato com ele, pra que eu possa conversar mais, entender mais, e não perder a fé. Mas a cada dia, um bom combatente entrega os pontos. Ligo para um colega escritor intelectual de esquerda e ele me aconselha: “Não escreve sobre isso não, tá feia a coisa, eu não acredito mais”.

Está cada dia mais difícil responder “mas tanto foi feito pelos pobres” a cada 765 motivos para deixar de ser petista. Zé Dirceu armou o maior esquema de propina da história e mesmo depois de ser pego, armou de novo! Mas tanto foi feito pelos pobres! Os discursos da Dilma nunca falam com clareza sobre pedaladas fiscais e Petrolão! Mas tanto foi feito pelos pobres! Daí tento “mas nunca em um governo se colocou tanto bandido na cadeia! É a democracia!”. Mas Dilma foi uma péssima gestora, olha como está o dólar, a inflação, o desemprego, os cortes na educação, na saúde, na grana dos aposentados! Mas nunca em um governo se colocou tanto bandido…Mas os bandidos estavam mancomunados com o PT ou, em grande parte, ERAM do PT. Mas nunca em… É… Veja bem… Que tristeza tudo isso.

E onde estão os presentes? Nos pontos em negrito acima.

Tati nos mostra que tipos de discursos mais os atingem. Quando mostramos que Haddad prefere a elite aos pobres, que não dá a mínima para a segurança dos pobres, prejudicando principalmente os pobres que têm comprado carros. Eles também se incomodam quando mostramos seus discursos arrogantes e divisionistas, em uma fase onde esse tipo de discurso, vindo da extrema esquerda, está em baixa. A prisão de Dirceu os afetou, de fato. E sempre que citamos que os esquemas de corrupção do PT são os maiores da história, isso neutraliza o discursinho de “antes os outros faziam igual”. Quando mostramos que as políticas do PT prejudicam os pobres, eles perdem o discurso. E daí por diante.

Obrigado, Tati, pelas informações preciosas. Agora só falta você deixar de ser petista e, preferencialmente, abandonar a hipocrisia da esquerda de uma vez por todas. E caso não queira, vamos usar esses frames (e outros mais) para continuar te incomodando.

Anúncios

11 COMMENTS

  1. Luciano, digamos que este foi um presente sincero. A jornalista não esconde os erros e a dificuldade que é continuar defendendo o que não tem defesa.

    Mas há “textos presentes” involuntários, aqueles que dizem uma coisa mas na verdade querem dizer o contrário. É o caso do recente artigo que Vladimir Safatle cometeu na Folha de São Paulo. Se tiver tempo, dê uma olhada na decupagem que fiz: VLADIMIR SAFATLE E A DEFESA DO GOLPE: http://wp.me/p4alqY-fC

  2. É impressionante e triste o afinco com que tantas pessoas se desgarram da razão pra não ter que romper com a mentira. O pior é que muitos desiludidos com o PT migram agora para o PSOL, certos de que a coisa vai ser diferente.

  3. Tanto largar o petismo e esquerdismo, tem pessoas influentes, jornalistas, políticos, ‘intelectuais’, celebridades, empresários, “socialites”… que só largarão quando o seu público for tão pouco que não lhes dará mais lucro$ e nem visibilidade, isso porque elas não estão nisso por ideais, estão muito mai$ pela fama e pelo dinheiro(até de verbas públicas), porém elas fingem muito bem, decoraram muito bem os discursos. Bastará um PSoL(PT 2.0), uma “rede” ou outro partido crescer um pouco, elas migrarão para esse outro similar, fingindo ter encontrado o caminho da salvação para os pobres. E boa parte da população cairá na conversa poética deles. Por isso, é bom lembrarmos e rotular essas pessoas, principalmente por terem favorecido o PT mesmo sabendo que isso não prestava, por terem fingido uma ingenuidade para lucrar ao arrastar milhares de seguidores para a manipulação PTralha. “Se não dermos nomes aos bois, eles abandonam uma carroça mas puxarão outra carroça cheia de pessoas em direção ao abismo”.

  4. Muito bom o texto Luciano. Eu teria colocado em negrito também “Que tristeza tudo isso”. Quando a esquerda mostra que só está aí para se perpetuar no poder por meio de uma implantação de um regime totalitário comunista e os pobres que… continuem pobres; só há dois caminhos para os soldadinhos de esquerda; negar até a morte todos os malefícios berrando que muito se fez mas muito falta a ser feito ou se decepcionar, porque em algum momento leu o Manifesto Comunista e acreditou naquela baboseira toda e o pior, achou que o PT acredita nisso.

  5. Hahaha, QUE BURRA! Tonta. Entregou tudo de bandeja, revelou que não há defesa para essas coisas que o PT está sendo acusado, e mais:

    ADMITIU que é apaixonada pelo PT a um ponto que não importa o que eles fizerem ela vai apoiar, revelado nesse trecho:

    “Não se “cura” com facilidade algo que se aprendeu a amar na infância.”

    Aqui Tati Bernardi se desmoraliza completamente, dizendo que ela defende o PT não por ser um partido bom e competente, e sim por ser “apaixonada” por ele, como uma menina boba de quinta série apaixonada pelo cara dos esportes do colegial que é um troglodita.

    Ou seja, dar moral pra essa burra é coisa de quem é mais burro ainda. Admitiu que tá de quatro pelo PT não importa a cagada que ele faça. Submissa e burra.

Deixe uma resposta