Para a BLOSTA, cargos públicos devem servir para proteger ex-presidentes da cadeia

9
57

PAULO-MOREIRA-LEITE

Paulo Moreira Leite, um dos mais ferrenhos integrantes da BLOSTA (e que atua também na TV Brasil, ou seja, é amicíssimo das verbas estatais), entregou o ouro:

Luiz Inácio Lula da Silva deve aceitar imediatamente um convite para integrar o ministério de Dilma Rousseff. Ao contrário do que muitas pessoas podem pensar, não se trata de um atalho para a impunidade ou qualquer outra posição privilegiada. É uma medida dramática, ainda que sujeita a vários graus de incompreensão […] Se o preço para preservar a liberdade de Lula consiste em assumir uma cadeira no ministério, não vejo a razão para que isso não seja feito. É um político que ajudou a construir o governo que está aí. Tem representatividade inegável. E se você acha “estranho” fazer isso, pergunto se considera normal que as pessoas permaneçam presas durante meses, sem culpa formada. Que sejam pressionadas a fazer delações premiadas como único meio de recuperar a liberdade.

A lógica doentia deste sujeito é, na verdade, uma loucura seguindo um método. Observe o passo a passo:

  1. Ele se diz que pedir que Lula integre o ministério de Dilma não é um atalho para impunidade
  2. E, em seguida, diz que este é um preço a se pagar para preservar a liberdade de Lula.
  3. Ele conclui afirmando que tudo isso é justificado por alegar uma “causa” ou qualquer bobagem do tipo.

Agora observe o mesmo padrão aplicado ao genocídio russo:

  1. O genocídio de pessoas inocentes é algo injustificável.
  2. Mas é um preço a se pagar para preservar a ditadura do proletariado no poder.
  3. Logo, o genocídio está justificado, ou nem mesmo é um genocídio, mas uma, vá lá, poesia concreta.

É com este tipo de mentalidade perversa e psicopática que estamos lidando. Não surpreende que eles sempre afirmem a inocência do petismo, mesmo que todas as provas do mundo apontem seu partido como o campeão da corrupção na história do Brasil.

Para mentes assim, tudo o que eles fizerem está previamente justificado. São mentes assim que estão por trás das maiores atrocidades da era recente. É principalmente por isso que temos que apeá-los do poder.

Mentalidades que usam tal estrutura argumentativa não estão prontos para o convívio social sadio.

Anúncios

9 COMMENTS

  1. “Ao contrário do que muitas pessoas podem pensar, não se trata de um atalho para a impunidade ou qualquer outra posição privilegiada. É uma medida dramática, ainda que sujeita a vários graus de incompreensão”.

    Igual quando um(a) sacana pula a cerca: Não é isso que você está pensando!!!

    Demorei a comentar esse post porque só parei de rir agora.

    Na verdade é muito compreensível que Lula tente se esconder atrás de um ministério. E é sim uma posição privilegiada pois teria foro privilegiado. Oficialmente agora Lula é só um baderneiro militante de esquerda e essas ações do PT para presenteá-lo com um ministério é praticamente uma confissão do medo que o Lula e seu partido tem do progresso da operação Lava-Jato.

    Mas concordo que é uma medida dramática e as demais ações de sociopatas tendem a ser dessa natureza na medida que são desmascarados.

    Assumir um ministério entretanto colocaria Lula como mais um alvo da incompetência PTista. Omissão e ausência não teriam perdão também; não nossa claro. Acredito que ele está com uma dúvida atroz pois também tem certeza que Dilma não tem como reverter a situação de caos econômico que foi instaurada por eles. O trabalho sujo está feito.

    Se correr o Moro pega e se ficar a gente come.

  2. Luciano,

    OdC, que já demoliu esse sujeito em alguns artigos, o definiu muito apropiadamente ao chamá-lo de Paulo Moleira Leite, exatamente como você fez acima, aliás, nem precisaria, basta encarar essas foto que você postou. É ou não é fugitivo do Pinel?

    Abraços

  3. Lindbergh Farias.em 1992.

    “Todo mundo sabe que se o Congresso tirar a posição de não aprovar o impeachment está colocando o país num grande impasse. Porque o presidente Collor não tem mais condições de representar nem dentro do país, nem fora do Brasil. E também vai ficar provado para a população brasileira que o fisiologismo político do “é dando que se recebe”, o esquadrão da morte, foi o vencedor. (…) É escândalo atrás de escândalo. Então eu acho que é isso que está motivando as pessoas a irem para as ruas. Eu fico tranquilo porque eu estou do outro lado do Collor, eu estou nas ruas com o povo, eu estou nas ruas com as pessoas que querem as mudanças, então eu fico tranquilo nesse aspecto. Nós da UNE já temos uma posição tomada: se não for aprovado o impeachment, nós vamos chamar o povo para as ruas, vamos apoiar a iniciativa dos trabalhadores de greve geral e vamos tentar chamar todo mundo pra rua.”

    Lindbergh Farias,em 2015.

    “É hora de olhar para os movimentos sociais: só vocês podem impedir esse golpe que está em curso. Tem que ser desmascarado. É uma conspiração aberta pra tentar derrubar uma presidente eleita legitimamente. E eu falo porque, se eles vierem com aventura, não esperem de nós covardia. Se eles vierem com essa aventura golpista, nós vamos responder nas ruas.”
    Aos 13:50 Lindberg farias convocando

  4. Só para mais informações:

    ” pergunto se considera normal que as pessoas permaneçam presas durante meses, sem culpa formada.”

    Não importa se a pessoa acha normal ou não.A prisão preventiva não tem tempo de duração fixo, como mostra uma das questões da Jusbrasil:

    “Qual é o prazo de duração da prisão preventiva?

    C) Não possui prazo para a sua duração determinado em lei, mas deve atender aos princípios da proporcionalidade e necessidade.

    Como inexiste em lei um prazo determinado para a duração da prisão preventiva, a regra é que perdure até quando seja necessário. Claro que é necessário respeitar a razoabilidade de duração, atendendo sempre os princípios da proporcionalidade e necessidade.

    A prisão preventiva tem a finalidade de assegurar o bom andamento da instrução criminal, não podendo se prolongar indefinidamente, posto que, se isto ocorrer configura constrangimento ilegal. ”

    http://lfg.jusbrasil.com.br/noticias/936275/qual-e-o-prazo-de-duracao-da-prisao-preventiva

    Lembrando que o condenado pode ter o direito de abater uma parte do tempo da pena privativa.Chama-se detração:

    “Detração penal é o desconto do tempo de prisão provisória ou internação provisória na pena privativa de liberdade, ao início de seu cumprimento. Trata-se de incidente de execução, previsto no art. 66, III, c, da LEP. Após o trânsito em julgado da sentença condenatória, será expedida guia de recolhimento para dar início ao processo de execução. Em seguida, procede-se ao cálculo de liquidação das penas impostas em diferentes processos, somando-as (concurso material) ou unificando-as (crime continuado ou concurso formal, conforme o caso). Obtido o total a ser cumprido, desconta-se o tempo de prisão provisória. Trata-se de uma simples operação aritmética de subtração: pena menos prisão provisória.”

    http://www.ambito-juridico.com.br/site/index.php?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=10568

    “Que sejam pressionadas a fazer delações premiadas como único meio de recuperar a liberdade.”

    Essa falácia é tão antiga que eu até fiquei surpreso pelo fato do Ayan não ter rebatido.

    Primeiro que ninguém foi pressionado a fazer delação nenhuma.Fizeram por livre vontade.
    Segundo que a maioria das delações foram feitas com investigados soltos.

    Leiam o que diz a Época, por favor:

    “A crítica mais notória, e absolutamente infundada, é de que as prisões seriam usadas como instrumentos de pressão para obter colaborações. Se isso fosse verdade, as prisões teriam sido julgadas absolutamente improcedentes pelos tribunais, quando o que temos visto é sua manutenção na imensa maioria dos casos. As prisões foram pedidas, decretadas e mantidas da primeira à Suprema Corte porque estavam presentes os requisitos das prisões. Ponto. Além disso, embora os acordos tenham sido feitos pelo Ministério Público, em todos os casos a iniciativa foi dos investigados, que os buscaram como uma estratégia de defesa, o que igualmente se contrapõe à suposição de que há pressão para réus colaborarem. Some-se que houve acordos feitos diretamente perante a Suprema Corte, o que retira sentido do direcionamento da crítica à atuação em Curitiba. Por fim, o argumento do uso de prisões para pressionar é ferido de morte quando se observa que ele tem uma premissa absolutamente inverídica, pois mais de dois terços das colaborações foram feitas com investigados soltos, que jamais foram presos, isto é, que não sofreram essa suposta pressão.”

    http://epoca.globo.com/tempo/noticia/2015/07/luzes-da-delacao-premiada.html

    Repetindo o que diz a matéria da Época:

    “Mais de dois terços das colaborações foram feitas com investigados soltos, que jamais foram presos, isto é, que não sofreram essa suposta pressão”

    O que Paulo Moreira Leite faz é simplismente comprar a versão de advogados que são contra a delação premiada.
    Só para lembrar:

    “Attuch que se afastou do 247 foi substituído por Paulo Moreira Leite, Teresa Cruvinel, e agora, por Hélio Doyle, que deixou o governo de Rodrigo Rollemberg, mas tem fortes laços com o petista José Dirceu.”

    http://quidnovi.com.br/coluna-do-mino/lava-jato-devassa-no-coracao-do-pt/

    A Lava-Jato já pegou o Brasil 171.A CPI dos Crimes Cibernéticos vai explodir a esgotosfera governista.

    PS:Paulo Moreira Leite também vai ficar para a História por ter “apanhado” de Maluf em uma entrevista:

  5. São Paulo, 17 de agosto de 2.015

    Prezado Sr. Ayan,

    Esse, quando Lula for denunciado e preso, ateará fogo em si mesmo, na frente da sede da polícia federal de Curitiba. Lembro-me até hoje quando esse panaca fazia parte do Roda VIva da tv Cultura de São Paulo. Dava nojo assistir aquele programa.

Deixe uma resposta